Blender 3D 2.50 com suporte nativo a estereoscopia

O uso de estereoscopia como recurso para incrementar os aplicativos interativos como jogos, está em voga no mercado, assim como acontece com os filmes e projetos de animação que usam tecnologias mais recentes para modos mais sofisticados de estereoscopia. Uma boa parcela dos softwares 3d está ganhando atualizações com câmeras capazes de reproduzir e renderizar material já pronto para visualização com os famigerados óculos 3d. Entre os softwares que já possuem esse tipo de recurso de maneira nativa podemos citar o Maya e o Houdini, sendo que outros como o 3ds Max permitem criar esse tipo de câmera usando scripts.

O Blender 3D também apresenta um script bem interessante que faz a saída de imagens usando estereoscipia, para que os vídeos gerados pelo software possam ter visualizados com óculos também. Até comprei um óculos próprio para escrever e produzir material em 3d para minhas aulas, mas ainda não tive tempo de colocar em prática o script.

Para minha surpresa, depois de usar o build 23161 do Blender 3D 2.50 e fazer alguns testes com a Game Engine, descobri que a nova versão do Blender 3D já disponibiliza de maneira nativa opções para exibir as renderizações em tempo real usando estereoscopia. Para ilustrar de maneira mais eficaz o funcionamento dessa ferramenta, resolvi gravar um vídeo que mostra todo o processo de seleção e configuração do render com estereoscopia no Blender 2.50.

Assim que escolhemos esse tipo de renderização e pressionamos a tecla P, para acionar a Game Engine já é possível visualizar as imagens com a separação em duas cores própria para os óculos.

Esse tipo de recurso deixa a game engine do Blender 3d ainda mais atrativa para realização de projetos que envolvam estereoscopia para renderização em tempo real. Basta conseguir os óculos 3d, para visualizar os jogos com uma excelente sensação de profundidade. Claro que a maior dificuldade nesse tipo de recurso é a compra em si dos óculos. Qualquer projeto que use o recurso, precisará de distribuição em mídia física para que acompanhe os óculos, caso contrário é interessante criar um mecanismo para ligar e desligar a estereoscopia, ou então trabalhar com versões diferentes do aplicativo.

Ainda não tive notícias de nenhum jogo ou aplicativo usando esse recurso, pelo menos dos grandes estúdios. Quem sabe o Blender 3D não começa a popularizar a técnica.

Na semana passada publiquei um artigo falando sobre o funcionamento do sistema de simulações físicas no Blender 2.50, que também ganhou um vídeo para ilustrar melhor o assunto:

Agora é só esperar pelo lançamento do Blender 2.50 e testar essas novas funcionalidades.

Renderização com estereoscopia e visualização de projetos arquitetônicos

A tecnologia que permite visualizar imagens animados usando estereoscopia, muito usada nos recentes filmes da animação está se tornando cada vez mais requisitada nos softwares 3d. Para o mercado de animação 3d voltado para o entretenimento, essa tecnologia veio para ficar e daqui para frente a maioria das produções deve apresentar versões próprias para assistir com os famigerados óculos 3d. Mas, será que esse tipo de recurso está destinado apenas a produtos criados para animação 3d? Com a disponibilidade de scripts e plugins para a maioria dos softwares 3d, já é possível criar imagens com estereoscopia para praticamente qualquer tipo de projeto. Acredito que hoje apenas o Maya e o Modo 3d disponbilizam recursos nativos para criação de câmeras para estereoscopia, mas tanto o Blender 3D como o 3ds Max já apresentam scripts para criar esse tipo de câmera.

O truque é relativamente simples e consiste na criação de duas câmeras para capturar simultaneamente uma cena. Cada câmera é equivalente a imagem destinada ao olho direito e esquerdo, sendo necessário fazer um pequeno trabalho de composição para gerar a animação.

Uma das áreas que podem se beneficiar com esse tipo de recurso é a visualização de projetos arquitetônicos. Essa é sem sombra de dúvida uma das aplicações da computação gráfica que mais empregam profissionais e artistas, e pode começar a receber demanda significativa de pedidos para gerar animações e imagens 3d. Sim, além das animações é possível trabalhar com imagens estáticas.

Gamlastan

Se você tiver um óculos 3d, use ele para visualizar essa imagem

O que você acha? Será que o mercado de visualização de projetos arquitetônicos deve adotar esse tipo de tecnologia? Para saber a opinião dos leitores aqui do blog, resolvi fazer algo que ainda não fiz aqui no site mas pretendo começar a fazer com mais freqüência, que é coletar a opinião dos leitores. Portanto, coloque a sua opinião sobre o assunto respondendo a pesquisa abaixo:


Assim que a maioria das pessoas votar faço um artigo comentando o resultado.

Qual o maior entrave para essa tecnologia? Com certeza é a necessidade de usar os óculos 3d, pois sem eles as imagens não tem serventia. Repare na imagem que ilustra esse artigo, que sem os óculos 3d não apresentam as características da estereoscopia.

Caso você queira começar a trabalhar com esse tipo de recurso hoje mesmo, mas usa ferramentas 3d sem o suporte para essas câmeras, visite esse link que agrega diversas ferramentas e tutoriais para trabalhar com estereoscopia em softwares 3d. Existe até um tutorial específico para o Blender 3D, mostrando como é possível criar esse tipo de imagem sem o uso de scripts, apenas com o editor de nós.