Curso sobre Blender Cycles: Renderização avançada – Inscrições abertas

A renderização avançada com o Blender usando técnicas refinadas e algoritmos de iluminação global sempre significou o uso de renderizadores externos, como é o caso do YafaRay ou LuxRender. Mas, desde o início do ano quando foi anunciado o desenvolvimento do Blender Cycles, o novo renderizador para o Blender que será capaz de utilizar algoritmos refinados como o Path Tracing e até mesmo fazer uso de GPU para renderização, a maioria dos artistas que usa o Blender ficou imediatamente empolgada.

Mas, como funciona esse Blender Cycles e como podemos usar o mesmo para gerar imagens realistas? Para ajudar a responder essas perguntas e mostrar como o Cycles funciona, elaborei o terceiro curso do EAD – Allan Brito que teve as suas inscrições abertas ontem! O curso sobre Blender Cycles: Renderização Avançada foi resultado de uma extensa pesquisa que realizei desde que o Cycles foi lançado, e tive a oportunidade de começar a usar o renderizador. Nesse meio tempo fui realizando testes e registrando o funcionamento do Cycles em anotações e pequenos vídeos.

E o resultado dessa pesquisa você encontra no curso, que está dividido em sete aulas que abordam os seguintes temas:

  1. Aula 01 – O que é o Blender Cycles?
  2. Aula 02 – Modelagem 3d com Cycles
  3. Aula 03 – Iluminação com Cycles
  4. Aula 04 – Materiais com Cycles
  5. Aula 05 – Texturas com Cycles
  6. Aula 06 – Renderização com Cycles
  7. Aula 07 – Exercício de visualização com Cycles

O vídeo abaixo é um exemplo do que você vai encontrar no curso.

O curso tem uma abordagem bem direta sobre o Cycles, mostrando como trabalhar com a iluminação usando Path Tracing e a aplicação de materiais e texturas nos modelos 3d. Um ponto interessante do Cycles e que é utilizado em todos os exemplos do curso, é a necessidade de trabalhar usando o Node Editor do Blender. Se você não sabe usar essa janela, a oportunidade para aprender é agora, pois no Cycles tudo depende do Node Editor.

No final do curso, você vai acompanhar o processo completo de modelagem, configuração e renderização para um projeto de visualização de produto. Apesar do Cycles ainda estar em desenvolvimento, já podemos aproveitar muitos dos seus recursos para aprender e utilizar em projetos com o uso dos builds personalizados do graphicall.org.

Como fazer a inscrição? Basta visitar a página do curso, e utilizar o botão na parte inferior da página para realizar a inscrição. O cronograma de publicação das aulas no caso do Cycles é bem curto, e a previsão para que todas as aulas estejam publicadas é na próxima semana!

As pessoas que estão inscritas no curso de modelagem poligonal com Blender, ou Animação 3D com Blender podem fazer a inscrição com desconto de 10% usando os botões disponíveis dentro da área dos cursos.

Atualização do iray para o 3ds Max 2012

O 3ds Max é uma suite 3d que possui uma enorme gama de softwares e ferramentas que são executados como plugins ou recursos incorporados, como é o caso de renderizadores e ferramentas especiais para trabalhar com partículas ou fluidos. A Autodesk percebeu isso e começou a oferecer opções nativas para reduzir essa dependência externa dos artistas do 3ds Max, sendo que desses esforços concorrentes para softwares como o V-Ray. O iray é o software que oferece opções nativas para uso de GPU na aceleração do render no 3ds Max. O interessante do iray é que ele permite trabalhar tanto com soluções híbridas de render, aproveitando a CPU e GPU.

Uma atualização interessante para os artistas que fazem uso do sistema de assinaturas da Autodesk para o 3ds Max, devem receber agora uma nova versão do iray que permite trabalhar com o ActiveShade no 3ds Max 2012. O que isso significa? Com o uso do ActiveShade, teremos uma opção já disponível no V-Ray RT agora no iray, que é a visualização em tempo real de qualquer cena usando a GPU como motor. Isso é bem comum hoje e fazia falta para quem baseada seu trabalho no iray.

O vídeo abaixo foi divulgado pela própria Autodesk e mostra o funcionamento dessa nova versão do iray:

No material podemos acompanhar a manipulação de uma cena no 3ds Max usando esse novo recurso, inclusive com a demonstração das opções de seleção das GPUs existentes no computador do usuário. Esse modo de visualização é interessante para fazer modificações nos materiais e ajustes da cena, pois o feedback para as alterações acontece em tempo-real. Assim o processo de criação fica mais produtivo. O pessoal da Autodesk tem recursos suficientes para utilizar placas Tesla da NVidia, que são as placas profissionais mais caras da empresa!

Como receber essa nova versão do iray? Esse sistema de assinaturas da Autodesk é um sistema em que os artistas podem receber atualizações exclusivas para diversos softwares, mas requer um investimento anual além da licença do software. Se você agüentar esperar, o recurso deve ser incorporado no 3ds Max 2013, quando o mesmo for lançado no próximo ano.

Modelagem 3d para arquitetura com o Blender Cycles

A adição de uma ferramenta de renderização avançada acaba fazendo com que as pessoas mudem seus hábitos de trabalho nos mais variados softwares. No caso do Blender a inclusão do renderizador Cycles deve fazer com que muitas pessoas vejam o render de maneira diferente. No meu caso mesmo o sistema foi ganhando cada vez mais importância no meu modo de trabalho, permitindo que os objetos 3d sendo modelados fossem visualizados em tempo real, enquanto o mesmo estava sendo criado. Dependendo do seu computador, o método não é muito recomendável por exigir bastante do hardware do computador, mas é excelente para ter feedback visual do modelo 3d.

Para mostrar como funciona esse método de trabalho, gravei um pequeno vídeo em formato timelapse, acelerado em duas vezes para mostrar a criação de uma fachada em 3d, que seria parte do projeto de uma edificação. É só um estudo de volumetria que ainda deve sofrer inúmeras modificações.

O Cycles permite determinar que o modo de visualização da 3D View do Blender seja do tipo Rendered, e o modelo 3d como um todo é renderizado pela GPU do seu computador. O resultado pode ser visto no vídeo, que é a atualização rápida das imagens. O modo de modelagem com o Cycles só demanda que o modelo seja constantemente visualizado no modo objeto, pois as alterações no modo de edição não são passadas para o render.

Para conseguir gerar sombras no modelo como um todo, é adicionado um plano que recebe material do tipo Emissor, para emitir energia luminosa.

A criação de objetos e modelos 3d fica muito prática usando esse procedimento, pelo feedback visual que temos dos objetos.

Ficou interessado no Cycles? Para usar essa versão do Blender é necessário visitar o graphicall.org e fazer o download de uma versão experimental do Blender com o Cycles. Como é tudo experimental, recomendo cautela ao abrir projetos importantes nessas versões.

Se você não sabe usar o Blender e quer aprendender, recomendo visitar o EAD – Allan Brito para fazer o curso de Blender 2.5 gratuito totalmente online! E a modelagem mais avançada, como a usada no vídeo pode ser aprendida no curso de modelagem poligonal com o Blender 2.5, que também está disponível no mesmo site.

MachStudio Pro: Render por GPU totalmente gratuito

O uso de renderização com base em GPU é muito comentada aqui no blog por meio de diversos softwares como o V-Ray RT, SmallLuxGPU, Octane Render e vários outros que estão surgindo. Esse tipo de tecnologia promete revolucionar a maneira com que trabalhamos e geramos imagens em 3d. Isso se aplica em vários tipos de projetos, e para as pessoas que acreditam que a tecnologia desse tipo de renderizador ajuda apenas em projetos envolvendo imagens estáticas, o vídeo abaixo mostra um excelente exemplo de um projeto que foi renderizado usando o Octane Render e animado no Blender. A animação final ficou com uma qualidade muito boa de imagem e apenas alguns resquícios da granulação típica dos renderizadores do tipo Unbiased.

Esse projeto demonstra como o uso desse tipo de tecnologia pode ajudar a criar até mesmo animações.

Mas, não foi sobre esse ecossistema de softwares que tomei a iniciativa para escrever esse artigo. O objetivo é divulgar que uma ferramenta relativamente totalmente baseada em render por GPU e que custava aproximadamente 4000 dólares, acaba de ser disponibilizada de maneira gratuita. Essa ferramenta é o MachStudio Pro, que até alguns dias atrás era uma solução extremamente sofisticada de render por GPU, e devido a uma alteração na política de comercialização do software pela empresa que o desenvolve, que deve focar apenas em treinamento e suporte para gerar receita.

Isso significa que você, usuário do Windows, pode visitar o web site do MachStudio Pro e fazer o download de imediato. Infelizmente o software só está disponível para Windows.

O software é bom? Ainda não tive como instalar o MachStudio Pro no meu computador Windows, mas o vídeo abaixo deve dar uma boa idéia de como o MachStudio Pro é rápido.

Na demonstração podemos perceber como o software consegue gerar de maneira extremamente rápida o render de um carro modelado no Maya. A velocidade desse tipo de software é regulada da mesma maneira que outros softwares que usam a GPU, e depende exclusivamente da capacidade da sua placa de vídeo. Quanto melhor ela for, menos tempo será necessário para o software gerar as imagens na renderização.

A quantidade de opções para escolher e trabalhar com render por GPU só aumenta. Aproveite a oportunidade e corra para fazer o download.

Lançado o LuxRender 0.8 versão final

O LuxRender é uma das melhores opções para trabalhar com renderização avançada no Blender 2.5, pois o seu script já funciona sem grandes problemas no novo Blender e permite que trabalhemos com render usando métodos unbiased, para gerar imagens incrivelmente realistas. A versão 0.8 do LuxRender estava em desenvolvimento já faz um bom tempo e disponível para uso em versões Release Candidate. Bem, o software agora chegou na sua versão final e a lista total de novidades do LuxRender pode ser conferida nesse endereço, junto com os scripts para instalação do LuxBlend nas versões 2.4 e 2.5 do Blender.

Uma das coisas mais interessantes dessa nova versão, é que muitos usuários estão alegando que o tempo demandado para conseguir imagens sem granulação na versão final é significativamente menor do que nos Release Candidates. Portanto, se você ficou decepcionado com o tempo necessário para renderizar imagens sem granulação no LuxRender 0.8 RC, a nova versão pode trazer a agradável surpresa dos tempos de render mais curtos!

Fora o LuxRender em si, ainda podemos aproveitar o SmallLuxGPU como forma de gerar imagens com aceleração por GPU. O uso de GPU para acelerar o render é a tendência mais forte do momento em termos de desempenho para renderização, e quando ao uso desse tipo de recurso em softwares do tipo open source, o SmallLuxGPU é uma das melhores opções nesse sentido.

O material funciona mais como uma prova de conceito, mostrando o render por meio de GPU usando OpenCL, para a alegria dos usuários com placas da ATI. No vídeo é possível acompanhar o SmallLuxGPU sendo usado para posicionar elementos na 3D View e as atualizações, incluindo na lista de atualizações a troca de materiais e ajustes na iluminação do ambiente.

É interessante notar como em pouco tempo teremos duas opções robustas para render por GPU no Blender, sendo ambas totalmente gratuitas. A primeira é o próprio SmallLuxGPU que deve se tornar o LuxRays quando deixar de ser uma prova de conceito, e a outra é o próprio render interno do Blender com o codinome de Cycles. Os dois ainda estão em desenvolvimento, mas já estão deixando qualquer usuário do Blender animado com as possibilidades de renderizações realistas e extremamente rápidas!