Houdini 10 disponível para download

Depois de um longo período de desenvolvimento a SideFX anunciou essa semana o lançamento do esperado Houdini 10, que reforça a posição do Houdini como um dos destaques entre as opções não relacionadas à Autodesk, para computação gráfica e animação 3d. Caso você não conheça o Houdini, ele é notoriamente conhecido entre artistas 3d pelas suas ferramentas avançadas de simulação física, que permitem criar animações extremamente realistas de partículas, rigid bodies e soft bodies. Além de todos esses recursos o Houdini permite criar e gerenciar os seus objetos usando nada mais que nós. O que torna a criação e manipulação de cenas no ambiente do Houdini totalmente procedural. Isso muda um pouco o paradigma de modelagem 3d e animação, mas atribui muita flexibilidade ao processo de criação.

houdini-10-pyrofx.jpg

Quais as novas ferramentas e novidades da versão 10 do Houdini? Para conseguir se enquadrar no novo mercado 3D que produz animações usando estereoscipia, o Houdini 10 permite visualizar imagens estereoscópicas no monitor e também pode renderizar vídeos com a tecnologia. Outra ferramenta que foi apresentada no Houdini 10 é o chamado IPR, que é uma acrônimo para Interactive Photorealistc Render. Esse novo sistema de renderização permite gerar imagens com o uso de Raytracing e também iluminação baseada em física real.

Para complementar as ferramentas de animação baseadas em física real, um novo módulo de animação chamado Pyro FX permite elaborar animações e simulações avançadas usando partículas simulando fumaça. Inclusive, a imagem que ilustra esse artigo é um exemplo de uso do Pyro FX do Houdini 10. Se você quiser aprender um pouco mais sobre o Houdini 10 e o Pyro FX, pode fazer o download de um tutorial em vídeo com aproximadamente 85 MB, que mostra o Pyro FX em ação e cria a simulação de fumaça para animação.

Uma série de vídeos e tutoriais, mostrando mais recursos e ferramentas do Houdini 10 pode ser copiada nesse endereço.

A SideFX já fez o lançamento simultâneo do Houdini 10 nas versões comercial e também no seu programa de aprendizado, chamado de Houdini 10 Apprentice. Essa versão do Houdini pode ser copiada de maneira gratuita e usada para fins educacionais. Existem apenas restrições no tamanho das imagens renderizadas, e também uma marca d'água nas imagens. Você encontra o apprentice disponível para Windows, Mac OS e Linux.

O lançamento da versão 10 do Houdini é uma resposta aos recentes lançamentos da Autodesk, com a adição de recursos como esteroscopia. Agora, os estúdios podem migrar o Maya para o Houdini, caso queiram produzir material usando essa tecnologia.

Modelagem 3D no Houdini: Usando nós para aplicar booleans

Um software que tem aparecido de maneira relativamente freqüente em várias análises e comentários, como sendo uma alternativa poderosa aos softwares da Autodesk é o Houdini. Caso você nunca tenha usado o Houdini e quer saber o motivo que faz desse software uma opção tão poderosa para modelagem, animação e trabalhos envolvendo simulações físicas em 3d, encontrei um vídeo que mostra o procedimento para realizar uma operação extremamente simples em modelagem, que é a criação de objetos com base em operações Booleanas. As operações booleanas são aquelas que geram novos modelos com base em interações de união, interseção e subtração de sólidos.

A grande maioria dos softwares 3d tem esse tipo de operação, sendo uma opção rápida para elaborar modelos 3d com partes vazadas ou compostos por formas derivadas de primitivas geométricas. Em softwares como o 3ds Max e Blender 3D, esse tipo de operação é realizado com ferramentas semelhantes a modificadores. O Houdini é baseado em nós, para criar composições de objetos usando estruturas complexas. O vídeo mostra bem o procedimento:

Como você pode perceber, o autor do tutorial realizou uma operação simples usando nós para adicionar uma operação booleana em duas primitivas geométricas. Você pode estar se perguntando; mas o resultado não seria o mesmo que usar um modificador? A principio sim, mas não se esqueça que uma organização em modificadores é linear. A organização em nós permite que o artista possa derivar e adicionar misturas e desvios na modelagem, para criar objetos ainda mais complexos. As possibilidades de combinações nesse caso são praticamente ilimitadas.

Cada um dos nós existentes em uma composição de objetos, permite que as suas propriedades únicas sejam modificadas em um painal separado. No caso dos booleans, repare que o autor escolhe o tipo de operação na parte superior da interface, assim como altera os dados existentes das primitivas geométricas, como tamanho e divisões.

Na maioria dos softwares os sistemas de nós é usado apenas para compor efeitos, materiais e fazer pós-produção. No Houdini a maioria das operações pode ser controlada mediante o uso de nós. Se você quiser testar o Houdini, ele está disponível em uma versão no estilo PLE, em que é possível usar para fins educacionais o Houdini sem nenhum tipo de restrição as suas ferramentas, de maneira totalmente gratuita. Essa versão se chama Houdini Apprentice e pode ser copiada nesse endereço. Um aspecto interessante do software é que ele está disponível para Windows, Mac Os X e Linux.

Concurso de composição 3d com o Houdini e PFTrack

A SideFX está com uma campanha agressiva de divulgação e incentivo para que artistas 3d usem seu renomado software 3d, o Houdini. Entre as diversas iniciativas como a publicação constante de material em vídeo com tutoriais e dicas, sobre o uso de software, agora eles estão com um concurso, em parceria com a revista 3D World, muito interessante em que os prêmios podem chegar softwares no valor de 13.000 dólares. O objetivo do concurso é bem simples, basta aproveitar uma das cenas disponíveis no web site do concurso e criar uma animação interessante no Houdini Apprentice. Os artistas que conseguirem elaborar as cenas mais criativas e engraçadas com o material disponibilizado no web site, ganham o concurso.

Uma das cenas que faz parte do concurso pode ser consultada no Youtube:

Como você pode perceber, já existe uma animação básica nos vídeos. O material foi totalmente produzido no Houdini e a composição criada no PFTrack. Só de olhar para o vídeo, em que uma pessoa está fugindo de uma suposta ameaça subterrânea, a nossa imaginação já começa a imaginar o que poderiamos criar para introduzir na cena.

Alguns concursos de idéias como esse, são restritos apenas para artistas residentes em países determinados no regulamento, mas pelas regras é possível participar do concurso de qualquer país do mundo. O Houdini Apprentice é uma versão de aprendizado do Houdini, que pode ser copiada e usada livremente por qualquer pessoa. Claro que o objetivo é fazer com que as pessoas aprendam a usar o Houdini, mesmo que você não ganhe o concurso, pode no final acabar gostando do software e começar a usar o mesmo em ambiente de produção.

O material produzido para o concurso não precisa necessariamente ser criado e modelado no Houdini, as regras do concurso permitem que a modelagem 3d seja realizada em outro software. Mas, a renderização e animação deve ser realizada totalmente no Houdini.

Essa é uma ótima oportunidade de colocar os seus conhecimentos a prova, com a possibilidade real de ganhar licenças para alguns dos softwares mais caros, e poderosos na indústria da computação gráfica. O prazo para inscrições é até 1 de Maio. Leia atentamente as instruções no link indicado, pois é necessário enviar o material para o Youtube e depois encaminhar a URL do vídeo por e-mail, para o pessoal da revista 3D World.

Palestra complete sobre pêlos e cabelo em 3d no Houdini 9.5

Está ai um dos pontos positivos de uma concorrência saudável entre empresas diferentes que precisam angariar, novos artistas 3d para usar seus softwares. Veja o exemplo da SideFX que constantemente publica no seu web site, vários tutoriais e material em vídeo, mostrando como o Houdini funciona, em alguns dos seus aspectos mais fortes, como na simulação física e animação de personagens. Essa semana, mais um ótimo tutorial sobre um assunto que gera muitas dúvidas em artistas 3d iniciantes foi publicado no site, o assunto é simulação de cabelos e pelos em personagens virtuais.

O tutorial foi gravado durante uma apresentação na Siggraph e é narrada por Derrick Moser, um dos desenvolvedores do Houdini, que comenta vários aspectos interessantes da criação de pêlos em ambientes 3d.

O primeiro aspecto que ele comenta é relacionado com as características dos modelos 3d, que é a aplicação desse tipo de efeito em qualquer geometria em poses estáticas e principalmente, combinar efeitos de dinâmica para fazer com que os pêlos aplicados em objetos com movimento, possam interagir com campos de força, como vento e partículas.

Como forma de demonstrar o exemplo, ele aborda a criação e configuração de um personagem digital semelhante a um ciclope, sem braços e apenas duas pernas. Apesar de parecer simples, até que a concepção desse personagem ficou interessante.

Um aspecto interessante em relação ao Houdini, que confirma algo que sempre comento com meus alunos, é que a interface dessas ferramentas 3d é muito semelhante. Por exemplo, a primeira coisa que é mostrada no software é um Shelf, muito parecido com o existente no Maya.

Todo o processo é gerenciado com parâmetros na interface e nós de composição. Em poucos cliques de mouse já é possível começar a trabalhar com os pêlos no Houdini. Depois, boa parte do processo de edição é dedicada ao ajuste da aparência desses pêlos.

Para quem gosta de detalhes técnicos, a palestra fala também de diversos aspectos interessantes sobre a maneira como os pêlos são criados no Houdini. Desde a sua concepção até o funcionamento interno e o relacionamento dos filamentos com os polígonos dos modelos 3d.

Outra parte interessante é relacionada com a aplicação de materiais do tipo Anisotropic nos filamentos, para atribuir maior grau de realismo aos pêlos.

No total, são mais de 40 minutos de vídeo (130 MB)! Para fazer o download, visite esse endereço para acessar a página da SideFX com a descrição da palestra sobre simulação de pêlos em 3d com o Houdini.

Resposta do presidente da SideFX (Houdini) à compra da Softimage pela Autodesk

A compra da Softimage pela Autodesk ainda repercute pelo mercado de computação gráfica, com declarações de usuários e agora com o pronunciamento do presidente da SideFX que se chama Kim Davidson, empresa que desenvolve e comercializa o Houdini. O Houdini é uma das opções em software proprietário que resta, caso você não queira usar ferramentas ou softwares da Autodesk. O pronunciamento é ao mesmo tempo uma mensagem para os artistas que estão preocupados com a competição no mercado de softwares 3d, mas também uma mensagem de otimismo e de motivação para a equipe da SideFX, pelo momento ser apropriado para que o Houdini ganhe mais usuários.

Ele sabe que esse é o momento de surgir no mercado de computação gráfica, como opção para os usuários insatisfeitos com a compra.

Demo Reel do Houdini apresentado na Siggraph 2008

O texto pode ser lido nesse link, que leva ao web site da SideFX.

E para tentar animar ainda mais os usuários que queiram migrar para o Houdini, o presidente da SideFX anuncia uma “promoção” em que usuários podem ganhar uma licença profissional do Houdini Máster, no valor de 10.000 dólares.

Funciona assim; você faz o download do Houdini Apprentice, começa a usar a ferramenta para estudar e produzir seu material em 3d, depois é só enviar uma mensagem com o seu depoimento, descrevendo a experiência em usar o Houdini. O depoimento deve ser enviado para o e-mail do próprio presidente da SideFX, divulgado diretamente no texto do artigo. Você tem até o dia 30/11 para enviar sua análise.

Só isso? Sim, mas não é tudo. Uma das condições para que você seja candidato a ganhar a licença, é enviar uma screenshot de um dos seus trabalhos realizados com o Houdini. A imagem não será usada para decidir sobre a licença, mas para comprovar que você realmente usou e testou o Houdini.

A SideFX não é “boazinha”, essa é uma ação de marketing forte para atrair usuários para o Houdini. A licença do software é bem cara, dependendo do caso, mais cara até que as dos softwares da Autodesk. Mas, mesmo assim é uma ótima oprtunidade para conseguir esse brinde bem caro. Se você já usou alguma vez o Houdini, recomendo ao menos tentar.

Caso você não conheça, o Houdini tem grande destaque na área de simulações físicas, com ferramentas capazes de criar simulações com partículas, fluidos, soft bodies e outros com alto nível de realismo. A versão Apprentice é totalmente gratuita a pode ser usada para fins educacionais, ela conta com opções para Windows, Linux e Mac OS.