Download gratuito de script para gerar grama no 3dsmax

A criação de elementos orgânicos como vegetação e paisagens naturais sempre acabam adicionando um pouco mais de dificuldade em qualquer projeto de visualização, animação ou jogos. O simples fato de representar esse tipo de elemento em softwares 3d requer habilidades com a modelagem, manipulação de texturas e render. Um dos elementos mais comuns que aparecem em diversos tipos de projetos é a grama, que é importante para artistas envolvidos com visualização para arquitetura, jogos e muitas outras áreas devido a sua ampla utilização em espaços urbanos.

É por isso que sempre recomendo para meus alunos a necessidade de se encontrar um meio rápido e prático de gerar esse tipo de superfície, seja por meio de scripts ou então materiais especialmente preparados para isso. Existem várias maneiras de gerar superfícies com grama, e aplicar texturas com a imagem de grama já não é aceitável como forma de simular esse tipo de superfície já faz um bom tempo.

Para os usuários do 3dsmax existe um script recém divulgado no blog do artista Midge Sinnaeve que ajuda muito na criação de grama dentro do 3dsmax.

O download do script é totalmente gratuito e requer apenas alguns pequenos ajustes para que o mesmo seja executado. Você precisa apenas providenciar a criação de uma das pequenas folhas de grama, para que o script cuide da distribuição e posicionamento das mesmas sobre um plano. A ferramenta não gera o material próprio para grama, apenas a geometria necessária para representar o objeto. Seria ideal gerar o material? Talvez, mas devido a grande quantidade de opções existentes de renderização para o 3dsmax, é provável que apenas uma pequena parcela dos artistas e usuários do software pudesse aproveitar os possíveis materiais de grama.

A iluminação da cena também pode variar e deve ser configurada manualmente pelo artista 3d na cena. Esse tipo de representação da vegetação com geometria é a que gera os melhores resultados, pois podemos criar sombras e outros elementos que atribuem mais realismo aos objetos.

Existem outras opções que simulam ações como o scatter no 3dsmax, mas essa é específica para trabalhar com grama. Se você é usuário do 3dsmax o download é mais do que recomendado.

Download gratuito de árvores para 3ds max e V-Ray

O uso de vegetação em qualquer projeto de visualização pode levar um artista a perder a paciência tentado encontrar a melhor solução para o seu projeto. O desafio nesse tipo de situação é existem inúmeras maneiras de representar vegetação em ambientes 3d como é o caso de planos com texturas, modelos 3d e até mesmo softwares especializados em adicionar esse tipo de elemento como um proxy, para gerar ainda menos carga na cena. Qual a melhor opção? Do ponto de vista de performance ainda prefiro muito mais trabalhar com texturas, pois a carga adicionada na cena é praticamente nula, e podemos usar texturas de alta qualidade para conseguir resultados realistas.

Mas, as texturas possuem pontos negativos que precisamos observar. O mais evidente deles é que a vegetação passa a ser uma figura 2D, e isso pode ser um grande problema se considerarmos que a câmera precisará se mover, ou mesmo quando o projeto requer ângulos diferentes de visualização. Nesse tipo de situação, precisamos usar múltiplos conjuntos de planos ou partir para vegetação em 3d.

A vegetação em 3d possui um grande problema que é o motivo que faz com que o método não seja usado pela maioria dos artistas. Essa vegetação é formada por polígonos em 3d, que por sinal são repletos de faces. Uma árvore em 3d pode facilmente ser composta por dezenas de milhares de polígonos. Como uma cena geralmente é composta por diversas árvores, fica fácil perceber o motivo que faz esse tipo de objeto 3d ser pesado a ponto de inviabilizar a edição de cenas na viewport de softwares 3d.

Para quem usa o 3dsmax e renderiza as suas cenas com o V-Ray, encontrei um conjunto bem interessante de modelos 3d representando árvores sendo oferecida pelo Viz-World. O download pode ser realizado mediante o cadastro no site deles, e você terá acesso a um conjunto de 18 árvores otimizadas para uso no 3dsmax e V-Ray.

download árvores para 3dsmax e V-Ray

Mas, existem pontos positivos em usar árvores 3d para projetos de visualização? Claro que sim! Ao usar esse tipo de objeto 3d em projetos você pode:

  • Movimentar a câmera livremente na cena
  • Aproveitar o fato de que os modelos 3d das árvores projetam sombras
  • Usar as árvores como elementos de composição na cena

O simples fato de podermos mover a câmera sem preocupações no projeto já é um grande diferencial.

Usando matemática para gerar florestas virtuais 3D

Depois de tirar uns dias de “folga” no início do ano, estou retornando as atividades corriqueiras do blog com uma nova atualização. Mesmo depois de um tempo, desejo um ótimo 2013 para todos os leitores do blog! Como parte da tradição de passar o ano, você provavelmente deve ter feito muitas promessas de mudança nas últimas horas do ano que passou, e espero que entre essas promessas esteja a de estudar um pouco mais para desenvolver as suas habilidades como artista 3d, ou mesmo procurar se aperfeiçoar em áreas como gestão de projetos. Eu mesmo estou decidido a estudar muito mais nesse novo ano, para melhorar minhas aulas e também engajar novos projetos!

Uma das áreas que você pode procurar para estudar é a matemática! Sim, por mais difícil que seja de acreditar, a matemática está diretamente relacionada com a produção de animações em 3d e projetos na área de informática, principalmente se o projeto envolve grandes áreas ou elementos complexos com pequenos detalhes. A manipulação desses elementos manualmente inviabiliza qualquer iniciativa ou tentativa de produzir alguma coisa para fins comerciais. Por exemplo, a criação de florestas e vegetação virtual é quase sempre gerada por fórmulas matemáticas, e com o pessoal da Pixar isso não é diferente.

No seu último projeto chamado de Brave, que não está entre as melhores animações da Pixar, o uso de fórmulas matemáticas para gerar vegetação virtual foi fundamental para conseguir gerenciar as grandes superfícies “verdes” e florestas que fazem parte do cenário da animação. Quer ter uma idéia de como isso foi feito? O vídeo a seguir mostra um pouco da matemática usada pela Pixar na animação Brave.

O que aparece no vídeo é apenas uma amostra, mas deixa claro como o conhecimento desse tipo de algoritmo pode ser fundamental para que uma pessoa possa evidentemente criar de maneira rápida grandes superfícies com vegetação. Mas, para todos os casos existem ferramentas como o V-Ray Scatter e outras que ajudam na tarefa, mas são opções proprietárias fechadas. Você só pode criar aquilo que o software permitir, e gerando a sua própria ferramenta o limite será a sua imaginação, e a capacidade do seu hardware.

Biblioteca de árvores gratuitas para download

O uso de vegetação em projetos que envolvem modelagem 3d e render sempre é motivo de preocupação para artistas 3d, pois nesse tipo de situação é necessário encontrar uma solução que equilibre o resultado visual realista com o baixo carregamento do projeto. Com árvores baseadas em geometria isso sempre acaba acontecendo, por isso sempre recomendo o uso de outros artifícios para simular vegetação como é o caso do uso das texturas com canal alpha. Nesse caso, as texturas são aplicadas sobre um plano e os pixels ao redor da vegetação sendo transparentes, permitem gerar um efeito excelente de vegetação em projetos. Esse tipo de textura que já apresenta um canal alpha ou máscaras para permitir a remoção dos pixels ao seu redor é conhecida como Cutout image. Já recomendei várias bibliotecas gratuitas de árvores no estilo Cutout.

Mas, e quando o projeto exige que as árvores sejam representadas com geometria?

Nesse caso é impossível não recorrer a modelos que usem baixa quantidade de polígonos para reduzir o carregamento no projeto. Essa semana encontrei uma excelente biblioteca de vegetação gratuita para download, que pode ajudar muito nessas horas.

biblioteca-gratuita-arvores

O material é próprio para uso em ambientes de jogos 3d, mas podemos utilizar as árvores e outros tipos de vegetação em praticamente qualquer tio de projeto. Os arquivos estão na parte chamada de Freebies do web site e podem ser copiadas em diversos formatos, sendo que um deles é o OBJ que permite o uso das árvores nos mais diferentes softwares 3d. As árvores e vegetação baseadas em geometria apresentam diversas vantagens em relação as texturas, embora ainda prefira muito mais as texturas. Essas são algumas dessas vantagens:

  • Permite gerar sombras próprias nas folhas das árvores;
  • Responde muito bem as diferenças de iluminação;
  • Nas cenas em que a câmera fica próxima dos objetos, o resultado visual é muito melhor;
  • Volume aprimorado no sombreamento da cena.

Recomendo que esse tipo de recurso só seja usado em projetos quando for impreterível que alguma das características listadas como vantagem, seja perceptível pelas pessoas que devem visualizar o projeto. Caso contrário, permaneça tentando usar ao máximo texturas para simular vegetação para evitar problemas de carregamento nos arquivos.

Tutorial SketchUp: Distribuindo objetos de maneira aleatória na maquete eletrônica

A criação de uma maquete eletrônica para arquitetura envolve a elaboração do modelo em si para representar a edificação ou espaço, mas também requer o uso de diversos elementos para ambientar o cenário 3d. A ambientação do cenário é até mais importante que o render realista da imagem, pois pode mostrar coisas como a escala e organização desejada para o ambiente. Mas minhas aulas sobre modelagem 3d para arquitetura, sempre recomendo que meus alunos tomem cuidado com a configuração das luzes e materiais dos objetos e com a distribuição dos objetos no cenário. Uma imagem que representa um ambiente interno só fica completa, quando adicionamos e distribuímos pequenos objetos na cena.

A pior parte dessa tarefa é a distribuição de objetos com tamanhos e orientações diferentes no cenário. Por exemplo, na modelagem de uma edificação que deve ter a sua área externa representada. O posicionamento de elementos como vegetação nos arredores envolve o ajuste de escala e rotação dos elementos, para que os objetos não fiquem todos com a aparência de serem clones.

Com o SketchUp é possível usar alguns plugins e ferramentas adicionais para ajudar nessa tarefa cansativa e tediosa. Existe um plugin para o SketchUp chamado de Scale and Rotate Multiple que ajuda na distribuição de objetos. Na verdade, ele não faz a distribuição em si, mas ajuda na edição de diversos objetos ao mesmo tempo de maneira que esses elementos pareçam diferentes em inclinação e escala. Veja esse exemplo em que o plugin foi usando para alterar o tamanho de modelos 3d representando árvores estilizadas.

tutorial-distribuindo-objectos-maquete-sketchup-01.jpg

O funcionamento do plugin é bem simples, mas antes de usar a ferramenta é necessário fazer o download do Scale and Rotate Multiple para SketchUp 7 nesse endereço. É um fórum de usuários para SketchUp, para fazer o download é necessário se registrar no fórum.

Copie o arquivo para a pasta de plugins do SketchUp e um novo menu chamado plugins vai aparecer na sua interface.

tutorial-distribuindo-objectos-maquete-sketchup-02.png

Lá encontramos a opção de acesso ao plugin. A interface é bem simples e apresenta duas opções básicas para esse ferramenta que é aplicar as transformações da mesma maneira em todos com o a opção terminando com Same, ou então aleatoriamente com o Random.

O painel de configuração para a alteração aleatória permite ajustar a referência da transformação, assim como escolher valores máximos e mínimos para a escala e rotação. A escale é representada por um fator em que o número 1 significa 100% da escala.

tutorial-distribuindo-objectos-maquete-sketchup-03.png

Já na transformação uniforme é possível trabalhar com a mesma transformação de escala e rotação aplicada em múltiplos objetos.

tutorial-distribuindo-objectos-maquete-sketchup-04.png

Esse plugin é excelente para ajustar e configurar modelos de vegetação ou outros blocos espalhados por um cenário 3d.