Visualização em arquitetura com Blender e V-Ray

Um dos pontos positivos em escolher o Blender como software para trabalhar com visualização em arquitetura é a sua flexibilidade em termos de renderizador, pois além do Cycles que é a escolha principal da maioria dos artistas é possível adotar opções como o V-Ray. Isso é possível graças ao suporte dado a versão standalone do V-Ray que funciona muito bem com o Blender, inclusive recebendo suporte oficial do Chaos Group na sua página oficial. Isso seria muito difícil de acontecer até alguns anos atrás, mas com a popularização do Blender o cenário mudou.

Mas, o resultado da combinação entre Blender e V-Ray é bom? Claro que sim! Veja o resultado desse projeto divulgado por um usuário chamado johndoe123 nos fóruns Blenderartists. O nome não é dos mais criativos e se chama DIY Bedroom, mas tirando o fato do nome não ser interessante o resultado até que ficou muito bom.

Visulalização em arquitetura com Blender

A melhor parte é que o artista compartilha o resultado final do seu projeto junto com os ajustes usados no painel de configuração do V-Ray. Sim, caso você tenha curiosidade em saber como ele chegou nesse resultado final, é possível conferir todos os ajustes usados pelo artista diretamente no fórum.

Como base para a iluminação do projeto foi usada uma imagem HDR e o modo de renderização para o V-Ray foi o Irradiance Map. Esse tipo de projeto é perfeito para os artistas que já trabalham com visualização em arquitetura no 3dsmax e V-Ray, pois permite comparar o resultado e parâmetros usados nas duas ferramentas com o Blender.

Visualização em arquitetura com Blender

Ficou interessado em trabalhar com visualização em arquitetura? No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos que podem ajudar você a começar:

Posso usar o V-Ray no Blender para renderizar projetos?

Já faz um bom tempo que ao escolher o Blender como software para trabalhar com modelagem e animação um artista estava destinado, ou para não dizer “preso”, em poucas opções relacionadas com renderização realista. Quando eu comecei a usar o software, a opção com melhor compatibilidade na época era o YafRay, que hoje é conhecido pela variante YafaRay. Já fiz várias palestras e ministrei cursos usando o YafaRay, na era pré-Cycles. Depois ainda tínhamos o LuxRender, Indigo Render, Kerkythea e outros. Com o tempo e a revolução trazida pela versão 2.5 do Blender que abriu diversas possibilidades para integração com outras ferramentas o software recebeu atenção de diversos outros desenvolvedores.

Hoje o Blender é compatível com diversos renderizadores comerciais como é o caso do Octane Render, Indigo Render e outros. Mas, o que todos sempre me perguntam é da possibilidade de usar o V-Ray com o Blender. É possível? Sim! O V-Ray é muito conhecido entre profissionais de visualização pela qualidade e recursos avançados em termos de tecnologia voltada para renderização. No caso o V-Ray standalone pode ser usado tranqüilamente junto com o Blender, aproveitando a ferramenta que exporta cenas do Blender diretamente para o formato de arquivos reconhecidos pelo V-Ray. A página é inclusive oficial, e hospedada pelo Chaos Group.

vray Blender

A pergunta que você deve se fazer nesse momento é se vale investir no uso do V-Ray? Será que o Cycles não resolve? Em minha opinião o V-Ray é um excelente renderizador, e ainda uso ele com muita frequência quando tenho a oportunidade de ministrar algum curso de visualização para arquitetura no 3dsmax. Mas, para os usuários do Blender o Cycles já está maduro o suficiente para conseguir resolver a maioria das necessidades relacionadas com render de projetos.

Sem mencionar o fato que o V-Ray é um software comercial, que demanda a aquisição de uma licença para uso do software. Você está disposto a fazer o investimento no software? Para os casos em que você já tem experiência com o software, e está migrando do 3dsmax para o Blender o investimento é mais do que justificado, pois será possível aproveitar todo o conhecimento que você já tem sobre o V-Ray para aplicar nos projetos futuros e manter o seu nível de produção.

Para quem trabalha com o mercado de visualização, o importante é colocar todos esses custos em uma perspectiva de longo prazo, pois a aquisição de um software importante para integrar a sua “linha de produção” significa manter essa ferramenta funcionando com atualizações futuras relacionadas ao hardware e software necessários para manter tudo funcionando.

É usuário do Blender? Melhor ficar no Cycles. Tem curiosidade ou vontade de usar o V-Ray? É possível, e para isso basta adquirir a licença do software. Mas, ainda acho que o Cycles resolve.

Aprendendo mais sobre renderização no Blender

Ainda não trabalha com renderização no Blender e gostaria de começar? No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos relacionados com renderização de projetos no Blender, especialmente com o Cycles:

Modelagem 3d de fachadas complexas com AutoCAD e VRayPattern

A criação de fachadas para edificações pode ser ao mesmo tempo um processo rápido ou tedioso, dependendo do tipo e forma exigida pelo projeto. Na grande maioria das vezes uma fachada é nada mais que um padrão repetido várias vezes, pois por fins econômicos e também estéticos os edifícios usam a mesma forma repetida várias vezes para a fachada. Já pensou ter que detalhar janelas com tamanhos diferentes para uma edificação com 15 andares? É pelo fato da fachada ser uma repetição de padrões, que geralmente a modelagem 3d desse elemento é relativamente rápida. Basta criar o bloco fundamental que será repetido posteriormente, e sair copiando a forma várias vezes.

E se usarmos alguma técnica para gerar instâncias desses modelos 3d, o processo ficará ainda mais prático e rápido em termos de gerenciamento do projeto, pois qualquer mudança pode ser replicada de maneira rápida para todas as cópias.

Um dos plugins mais úteis para usuários do 3dsmax para realizar cópias de partes dos modelos 3d que são identificadas por padrões é o VRayPattern. E como você deve estar imaginando, o plugin é focado no uso de apenas um renderizador! Com o VRayPattern é possível gerar cópias de pequenos blocos de objetos e gerar composições extremamente complexas.

Para conferir o uso do VRayPattern em ação, recomendo ler esse artigo/tutorial escrito por Jamie Cardoso, em que ele detalha como foi o processo necessário para configurar uma fachada desenhada no AutoCAD e passar essa estrutura de maneira rápida para o 3dsmax usando o VRayPattern.

padroes 3dsmax vray fachadas

O uso do plugin nessa situações foi extremamente benéfico, pois a fachada da edificação é muito complicada de se trabalhar. Repare na imagem que ilustra esse artigo, que a forma da fachada é vazada e com vários pedaços irregulares.

Aprendendo modelagem 3d para arquitetura

Apesar de não possuir nenhum curso sobre o VRayPattern, é possível conhecer a modelagem 3d para arquitetura usando o Blender ou SketchUp no EAD – Allan Brito com aulas online em vídeo! Você estuda quando quiser e no horário que escolher!

Download gratuito de cenas iluminadas com V-Ray no 3dsmax

Os softwares responsáveis pela modelagem 3d de projetos para arquitetura são os mais variados possíveis, e existem opções extremamente simples do ponto de vista operacional como é o caso do SketchUp, e também as ferramentas de modelagem que extrapolam em muito as necessidades da maioria dos projeto como é o caso do Blender e 3dsmax. Mas, quando o assunto é renderização de projetos a ferramenta mais conhecida entre arquitetos e artistas 3d é sem dúvida o V-Ray. É por esse motivo que muitas pessoas desejam aprender a trabalhar melhor com o V-Ray para agregar valor ao seu currículo.

Caso você esteja enquadrado dentro desse grupo de pessoas, encontrei um recurso de aprendizado muito interessante para o V-Ray. Um artista chamado Alexander compartilhou diversos arquivos do 3dsmax com configurações prontas do V-Ray para cenas externas. Os arquivos já estão organizados e separados por tipologias de iluminação diferentes. Existe um arquivo próprio para luz diurna com o sol no seu máximo, e outro que simula os primeiros raios de luz da manhã. Só um detalhe importante em relação aos arquivos é que todos foram criados e otimizados para saída de arquivos no formato HDRI. Mas, isso não impede você de gerar imagens em PNG ou JPG.

Para os casos de projetos voltados para arquitetura, você pode aproveitar essa mesma cena no seu 3dsmax e importar o seu projeto para o ambiente e renderizar a cena com o mesmo tipo de luz. Pode ser necessário fazer algum ajuste em relação a escala da cena e principalmente nos materiais, mas o volume principal da iluminação já estará pronto.

O recurso é fantástico para interessados em usar o V-Ray como plataforma de renderização em arquitetura, mas também como fonte de aprendizado. A melhor maneira de utilizar esse recurso como base de aprendizado, é abrir as cenas no seu 3dsmax e fazer uma análise criteriosa sobre como está configurada a cena. No momento em quer você entender o conjunto de configurações usadas nas diferentes cenas, será possível adaptar o material para outras situações.

Mas, mesmo que você esteja apenas procurando uma maneira rápida de renderizar seus projetos com qualidade, recomendo fazer o download das cenas. O acesso aos arquivos é totalmente gratuito e sequer é necessário fazer qualquer tipo de cadastro ou registro para realizar o download. Portanto, corra para garantir a sua cópia enquanto os arquivos ainda estão disponíveis.

Script gratuito para 3ds Max e V-Ray ajuda na iluminação

O uso das chamadas luzes fotométricas são uma grande ajuda na configuração da iluminação de qualquer projeto, pois esse tipo de luz é capaz de reproduzir aspectos físicos de determinadas lâmpadas. Como é possível usar esse tipo de luz? Para conseguir aproveitar todo o poder das luzes fotométricas é necessário utilizar arquivos com perfis identificados pela extensão IES. A sigla também identifica em alguns lugares as luzes fotométricas em alguns websites. É muito comum encontrar links para download em web sites de fabricantes de lâmpadas, pois esses fabricantes acabam tendo todo o interesse em fazer com que você utilize os perfis dos produtos deles no seu projeto.

Dentro de cada um desses pequenos arquivos de texto com os perfis IES é possível encontrar informações dos pontos de luz! A parte complicada da leitura e escolha dessas luzes, é que precisamos encontrar uma maneira de visualizar previamente o efeito que o ponto de luz deve gerar na cena.

Para as pessoas que utilizam o 3ds Max com V-Ray para renderizar os seus projetos, e acaba usando com freqüência os perfis IES, encontrei um script gratuito que pode ser de grande ajuda para otimizar a iluminação e gerenciamento das suas cenas. O chamado VRayies Presets ajuda a agrupar diversos perfis de luzes IES usando um painel único, e acelerando a criação de pontos de luz dentro de qualquer cena.

Além de adicionar as luzes na cena, com essa ferramenta é possível visualizar o efeito gerado por cada uma das luzes dos perfis IES. Para aprender como usar a ferramenta e as suas vantagens dentro do V-Ray, o vídeo abaixo mostra o funcionamento do script.

A melhor parte desse script é que ele é totalmente gratuito e pode ser usado sem nenhum tipo de restrição no 3ds Max. Se você trabalha principalmente com visualização para arquitetura, a ferramenta será de grande ajuda!

Hoje esse tipo de arquivo IES são bem comuns em diversos tipos de renderizadores, inclusive marcando presença com o Blender. É possível usar perfis IES para renderizar e iluminar cenas com o YafaRay ou LuxRender, aproveitando os aspectos físicos da iluminação.