Configurando o efeito Caustics no 3ds Max e mental ray

Na renderização de projetos em 3d é possível configurar e usar diversos efeitos óticos baseados em física, que ajudam de maneira significativa a atribuir mais realismo as cenas que são na verdade um conjunto de gráficos vetoriais totalmente artificias. Entre esses efeitos óticos que podemos usar em renderização está o fenômeno conhecido como Caustics que é gerado por objetos transparentes. Esse efeito é bem interessante e consiste no desvio dos raios de luz, quando os mesmos passam por dentro de objetos com transparência.

Isso é bem perceptível em objetos transparentes que são posicionados sobre uma mesa, ou então em grandes planos de água ou líquidos.

Como podemos criar esse tipo de efeito em 3D?

Configurando o efeito Caustics no 3ds Max e mental ray

O vídeo abaixo deve ajudar bastante os usuários do 3ds Max e mental ray que nunca usaram o efeito Caustics nos seus projetos, pois o autor utiliza uma das primitivas já disponíveis no 3ds Max para tentar gerar o Caustics.

Para gerar o efeito são necessários um objeto transparente que será configurado usando materiais, e um ponto de luz que emita seja capaz de gerar Caustics.

No processo de configuração da cena a parte relativa ao material de vidro e até mesmo a iluminação não são os pontos chave para gerar o efeito, mas sim o painel de configurações do mental ray. Pois, é nesse painel que conseguimos ligar o efeito de caustics no render e configurar opções como os fótons emitidos e outros como a suavização do efeito quando o mesmo é representado pela luz concentrada sobre uma superfície.

O material é bem simples de seguir e mesmo para as pessoas que não entendem inglês, os recursos do 3ds Max usados são apenas os básicos e nenhum tipo de plugin ou modelo 3d especial é necessário, o que deixa o material perfeito para quem está interessado em aprender na prática como funciona o uso de Caustics no 3ds Max.

Onde é mais indicado usar Caustics?

Os locais em que devemos usar o efeito de Caustics são bem variados, mas precisam ser escolhidos com cuidado, pois como qualquer efeito avançado de render, consomem recursos extras do computador e podem fazer com que o render fique significativamente lento.

Download gratuito de sons e músicas para uso em filmes e animações

A produção de qualquer projeto que envolva imagens e sons demanda grande quantidade de trabalho e pesquisa, para que tudo acabe resultando ou refletindo as idéias dos idealizadores daquele projeto em especial. E uma parte extremamente importante desse processo é a escolha de sons e trilha sonora para uso no projeto. A escolha equivocada de sons e músicas para projetos pode ser catastrófica em algumas situações se não for feita com muito critério e se encaixar no contexto do projeto, seja ele na área de animação ou mesmo interfaces para web.

Mas, apesar da escolha da música ser importante, os produtores desse tipo de material devem estar atentos a pequenos detalhes no processo como a licença de uso da música ou sons, para não enfrentar problemas futuros. Até mesmo o processo de publicação do material em web sites como o Youtube pode ser prejudicado, pois o site já conta com sistema de verificação de sons que identificam material protegido por direitos autorais e notificam o autor do vídeo.

download-musicas-gratuitas.jpg

Como resolver isso? A melhor maneira é reunir uma boa biblioteca de sons e músicas livres de direitos autorais, ou que sejam distribuídas usando licenças mais flexíveis como a Creative Commons.

Download gratuitos de músicas para projetos multimídia

E caso você esteja interessado em fazer o download gratuito de diversas músicas ou efeitos sonoros, que podem ser usados sem grandes restrições em projetos audiovisuais, recomendo uma visita ao web site MusicScreen que está disponibilizando diversos arquivos para download. Ao acessar o link você poderá fazer a seleção do estilo musical no player que está na parte inferior da página, e depois poderá selecionar as faixas individuais que são do seu interesse.

Existem opções para download nos mais variados estilos que englobam desde a música clássica até percussão e instrumentos isolados como solos de piano.

Para usar o material em projetos, você deve ficar atento as recomendações de uso do autor do site, que exige a citação da fonte dos sons e também que você siga algumas regras descritas no site.

Para uso em projetos a equipe de criação não precisa pagar absolutamente nada para o autor das músicas, mas caso o vídeo ou produto seja exibido em TV ou Cinema, é necessário enviar um formulário com informações relacionadas as datas de exibição. Mas, esse valor é pago pela emissora ou responsável pela transmissão e não pelos produtores.

Blender 2.62 disponível para download

No início dessa semana comentei sobre a proximidade do lançamento do Blender 2.62, pois o mesmo já estava com versões Release Candidate disponíveis para download no site da Fundação Blender. Pois hoje a versão estável do Blender 2.62 acaba de ser lançada e você já pode correr para fazer o download. Em termos de novidades e novas ferramentas, o Blender 2.62 não conta com recursos de destaque como o Cycles lançado junto com a versão 2.61, mas ainda assim existem diversas ferramentas interessantes adicionadas a nova versão.

Entre essas novas ferramentas podemos destacar as opções melhoradas para mapeamento UV. O procedimento de mapeamento UV consiste na planificação de modelos 3d, para criação de mapas de texturas. O mapeamento UV é necessário para que possamos ter controle absoluto na posição das texturas em modelos 3d, mas é um pouco chato de configurar e manipular, e qualquer nova opção que facilite o processo de ajuste desse tipo de textura é muito bem-vinda!

Blender-262-Splash.jpg

Outros destaques do Blender 2.62 são o modificador Remesh que consegue criar modelos 3d no estilo “minecraft”, usando objetos com topologia relativamente complexa, e alterar a estrutura dos polígonos de várias formas. Outro modificador de destaque é o Boolean que foi totalmente reformulado e agora utiliza um novo algoritmo para fazer o relacionamento entre os modelos 3d. Será que poderemos utilizar o Boolean na modelagem sem medo de gerar faces triangulares? Infelizmente ainda não poderemos abandonar as técnicas tradicionais de modelagem e migrar totalmente para o Boolean. Mesmo com a melhoria no modificador, ainda teremos faces triangulares como resultado de algumas operações de modelagem.

As outras novidades envolvem melhorias e correções de bugs do Blender 2.61. A lista completa com o release logo do Blender 2.62, pode ser conferida nesse endereço.

Esse é mais um passo na direção do que deve culminar com um grande lançamento do Blender, relacionado com o projeto Mango e as suas ferramentas voltadas para trabalhar com efeitos especiais e vídeo. Além das ferramentas do projeto Mango, devemos ter o aguardado lançamento do B-Mesh na próxima atualização do Blender que será o 2.63!

Acompanhe o blog para aprender mais sobre algumas dessas novas ferramentas em tutoriais baseados em vídeo, que devo gravar nos próximos dias para mostrar opções como o Remesh, novo Boolean e muito mais!

Certificados dos cursos no EAD – Allan Brito

Uma das perguntas que recebo com bastante freqüência aqui no blog, relacionada aos cursos do EAD – Allan Brito é sobre o recebimento de certificados dos cursos oferecidos. E para esclarecer esse tipo de questão, resolvi escrever esse artigo para explicar como funcionam os certificados dos cursos. A resposta para a pergunta sobre os certificados, é que sim, os cursos dão direito a certificados. Mas, apenas os cursos que demandam inscrição é que permitem que os seus participantes recebam certificados.

O modelo desse tipo s certificado pode ser conferido na imagem abaixo:

No certificado você encontra as seguintes informações

  • Nome do curso
  • Data do primeiro acesso
  • Data do último acesso ao material
  • Carga horária do curso

Essas informações são extremamente relevantes, principalmente para as pessoas que estão em cursos de graduação e precisam de comprovações relacionadas a atividades complementares. Cada um dos cursos apresenta carga horária média por aula de 2 horas. A lista abaixo relaciona a quantidade de horas de cada um dos cursos disponíveis hoje no EAD – Allan Brito.

É só se inscrever para solicitar os certificados? Para solicitar os certificados dos cursos é necessário seguir algumas regras. A primeira delas é que o participante precisa assistir a pelo menos 75% das aulas do curso. Depois desse requisito inicial, é necessário aguardar pelo menos 15 dias desde o primeiro acesso para solicitar o certificado.

A idéia é oferecer o certificado como sendo uma comprovação da participação nos cursos, e não simplesmente comercializar os certificados para quem precisar desse tipo de comprovação. O meu foco é na produção dos cursos para quem gosta ou precisa aprender softwares relacionados com computação gráfica 3d.

Quais os próximos lançamentos do EAD – Allan Brito? Os próximos cursos que devem ser lançados no site são relacionados com Photoshop, Visualização para arquitetura e material sobre After Effects e animação 2D com Flash.

Sobre Blender, o foco será a criação de cursos sobre:

Download gratuito de estilos para render no SketchUp

O SketchUp é famoso pela sua maneira única de modelar objetos em 3d que acaba atraindo muitas pessoas que não se adaptam aos métodos tradicionais de modelagem poligonal. Mas, a parte da modelagem não é a única característica interessante do SketchUp que pode atrair artistas 3d, mas a capacidade de renderizar e representar objetos 3d de maneira estilizada é também um recurso bem visto por arquitetos e artistas 3d.

Nesse contexto existem os chamados Estilos do SketchUp que são diversas configurações prontas para usar nesse tipo de representação, em que podemos escolher o tipo de linha, preenchimento e outras características da representação usada na imagem estilizada. Se você não encontrar a representação adequada para as suas necessidades, ainda podemos editar os estilos diretamente no SketchUp e gerar novos tipos de representação.

Download gratuito de estilos para render no SketchUp

Mas, para as pessoas que gostariam de encontrar alguns desses estilos prontos para download, encontrei uma lista com alguns desses estilos que podem ser usados no SketchUp e copiados de maneira gratuita.

A lista é bem interessante pois mostra imagens junto de cada arquivo de estilo, para que você tenha idéia do resultado da aplicação desse tipo de estilo em modelos 3d. Para quem não conhecer o funcionamento dos estilos no SketchUp, o vídeo abaixo deve ajudar a entender bem o efeito e maneira de usar os estilos.

Um dos aspectos mais interessantes do SketchUp e o uso de estilos, é a possibilidade de trabalhar com visualizações que lembram o desenho a mão livre, e que remonta das primeiras versões do SketchUp, antes mesmo do software ser adquirido pelo Google para ajudar na construção de modelos 3d para o Google Earth.

Se esse tipo de ferramenta estivesse disponível na época da minha faculdade, os meus projetos e trabalhos em planejamento arquitetônico teriam sido apresentados de maneira muito mais interessante. E o melhor de tudo é que o SketchUp e os estilos podem ser usados na versão gratuita do software, o que é bem interessante para estudantes.

Aprender mais sobre o SketchUp

Se você ainda não sabe usar o SketchUp, recomendo uma visita ao EAD – Allan Brito para participar do curso gratuito básico sobre o SketchUp 8, e depois do curso de modelagem para arquitetura com SketchUp 8.