Simulações físicas em 3d na web com Papervision e Jiglibflash

Os projetos que envolvem o uso de animações 3d na web sempre foram um grande desafio para a maioria dos artistas, pois envolvia o uso de tecnologias especializadas em mostrar apenas vídeos ou vetores 2d. Esse problema era resolvido com o uso de vídeos incorporados em web sites criados em Flash, que acabavam mostrando o 3d, mas por outro lado carregavam significativamente o tamanho dos arquivos usados no web site. Desde que o Flash passou a usar o ActionScript 3, o número de módulos e classes personalizadas cresceu significativamente e possibilitou o surgimento de projetos como o Papervision 3d.

Só o uso do Papervision 3d com o Flash já permite a criação de web sites vetoriais de maneira muito semelhante ao que fazemos em softwares como o Blender 3D e 3ds Max. Ainda é possível adicionar um pouco mais de complexidade ao Flash com classes especializadas em física, como é o caso do JiglibFlash. Para termos uma idéia mais clara do que é possível fazer com a união dessas duas classes, os objetos 3d criados no Papervision podem participar de simulações como Rigid Bodies!

Se você quiser aprender os procedimentos necessários para criar uma animação usando Papervision 3d e JiglibFlash, simulando Rigid Bodies, visite o endereçoi indicado.

aninacao-3d-flash-papervision-jiglibflash

No web site é possível encontrar as instruções para criar uma cena com diversos cubos que sofrem ação da gravidade, como qualquer outra simulação de Rigid Body. Assim que os cubos colidem uns com os outros, as reações baseadas em massa entram em ação criando uma animação totalmente automática. O melhor de tudo é que o processo inteiro está armazenado em um arquivo vetorial bem pequeno.

Esse é um assunto interessante para artistas que gostariam de expandir seus projetos para a internet, pois o processo é muito semelhante a um jogo. É necessário aprender um pouco de programação e se adaptar as nuances do Flash e do próprio Papervision, mas garanto que o resultado dessas animações aplicadas em qualquer portfólio faz o profissional ter portas abertas na maioria das agências envolvidas com web.

Sempre que posso abordo o uso do Papervision 3D nas minhas aulas de desenvolvimento multimídia para web, mas infelizmente a carga horária acaba sendo curta para avançar na criação de aplicativos 3d para web.

Usando SourceBinder para criar 3D interativo para web com Papervision 3D

Os profissionais que trabalham com computação gráfica 3d acabam direcionando a sua atuação profissional para a área publicitária, ou produção de conteúdo visual para cinema e TV. Mas, ainda existe um campo vasto e praticamente inexplorado para artistas 3d que é a internet. A produção de conteúdo 3d para internet ainda está apenas começando e pode apresentar diversas oportunidades em termos de projetos e criação. O Blender 3d até tentou se estabelecer como plataforma de criação 3d para a web com o seu plugin que permitia executar conteúdo 3d, diretamente no navegador. Mas, a aposta na tecnologia acabou levando a NaN a falência, pois ainda era cedo para basear a sua produção nesse tipo de tecnologia. Isso já tem mais de dez anos!

Hoje o cenário em termos tecnológicos e velocidade de banda na internet são completamente diferentes e um dos grandes responsáveis pela disseminação da web 3d é o Flash Player. Já existem diversas bibliotecas de classes e ferramentas que permitem criar conteúdo 3D compatível com o ambiente do Flash Player, que está presente em praticamente todos os computadores com acesso a internet. Um desses módulos mais famosos é o Papervision 3D que é um conjunto de classes personalizadas, capaz de manipular objetos em 3D e até mesmo animar modelos complexos modelados no Blender 3D ou outro software capaz de exportar objetos no formato COLLADA.

Nesse semestre, comecei a ministrar aulas sobre o Papervision para criação de conteúdo 3D para web integrado em aplicativos multimídia. No curso foi possível perceber um dos principais problemas relacionados ao Papervision que é o conhecimento e configuração das classes. Se você quiser fazer um teste com um ambiente de configuração visual do Papervision, recomendo consultar o SourceBinder que trabalha com um sistema de nós para configurar bibliotecas externas para o Flash. O software é capaz de fazer animações e simulações usando diversas bibliotecas para web, inclusive com simulações físicas!

Quer ver um exemplo? O vídeo abaixo mostra o software criando um ambiente 3d que simula o comportamento de Rigid Bodies com a aplicação do Papervision 3D e do JiglibFlash. O resultado é um ambiente interativo que é semelhante a um jogo 3d, mas que pode ser associado a qualquer navegador que suporte o Flash Player.

Physics made with SourceBinder using JiglibFlash and Papervision from Balazs Serenyi on Vimeo.

Quem conhece o funcionamento de um sistema baseado em nós, vai encontrar muita facilidade em usar o SourceBinder. Todo o processo de criação é visual e não requer conhecimentos em programação ou ActionScript para aplicar os comportamentos nos objetos.

No vídeo é possível acompanhar a criação de um pequeno muro formado por vários cubos. Esses cubos recebem propriedades de Rigid Body para reagir com colisões e também com a gravidade. No final do vídeo podemos acompanhar a criação de um objeto de maior massa, que acaba deslocando todos os objetos no cenário.

Para quem ainda está com dúvidas sobre a área de atuação no mercado de computação gráfica 3d, esse é um excelente caminho a seguir.