Tutorial Blender: Como usar os novos recursos de modelagem

O Blender 2.63 trouxe várias novidades para os usuários do software que trabalham com modelagem 3d, e essas novidades se resumem basicamente em uma palavra: BMesh. O até então “lendário” novo sistema de modelagem do Blender finalmente ganhou uma versão estável e pode ser utilizado em ambientes de produção. Esse sistema estava sendo desenvolvido já faz mais de dois anos, e até então os planos eram de adicionar o sistema ao Blender 2.5, mas isso acabou não acontecendo.
O que mudou com o BMesh? As mudanças proporcionadas pelo novo sistema de modelagem foram significativas e permitem que o Blender utilize na representação de polígonos as chamadas N-Gons. Agora você não vai mais precisar ter preocupações em excesso para evitar a criação de triângulos, pois será possível usar faces com mais de quatro lados de maneira nativa.

Mas, como funciona exatamente esse BMesh? Para ajudar as pessoas que já estão com o Blender 2.63 e não encontraram essas novidades relacionadas ao BMesh, resolvi gravar um tutorial em vídeo demonstrando as novas ferramentas de modelagem do Blender:

Como você pode perceber no vídeo, podemos listar as ferramentas de modelagem do Blender 2.63 da seguinte forma:

  • Ferramenta faca: Acionada pela tecla K, permite segmentar polígonos de várias formas e já com diversas opções avançadas para realizar cortes em polígonos!
  • Opção Dissolve: Com o dissolve é possível unificar diversas faces em uma única entidade. Para acessar o dissove, usamos a tecla X no modo de edição.
  • Inset Faces: A opção que só estava disponível mediante addons agora está incorporada ao Blender, e funciona muito bem para a modelagem. Está no menu specials que é acionado com a tecla W.
  • Bridge Faces: Essa é outra opção que só podia ser usada com o Addon Loop Tools e agora está incorporada ao Blender. Com o Bridge podemos conectar faces paralelas de maneira rápida. Está no menu specials que é acionado com a tecla W.
  • Verter Slide: Podemos mover um vértice sobre qualquer aresta conectada a esse vértice. Basta manter a vítima o vértice selecionado e pressionar a tecla SHIFT+V e escolher a arestas que deve ser usada para o deslocamento.
  • Bevel: O Bevel está novamente no menu specials, mas sem a opção de arrendondar as arestas.

Essas foram as novidades que são descritas no vídeo! Se você gostou do vídeo, lembre de fazer a sua avaliação no Youtube! Isso ajuda na divulgação do tutorial.

Curso de modelagem poligonal

Se você quiser aprender a trabalhar com modelagem poligonal com Blender, recomendo uma visita ao curso de modelagem poligonal com Blender. O curso mostra como trabalhar com modelagem no Blender utilizando as principais ferramentas de modelagem. Quem realizar a inscrição agora, terá vaga garantida no futuro curso de modelagem poligonal com Blender 2.6! Que já aborda o uso das novas ferramentas de modelagem. Esse curso será lançado na próxima semana.

Blender 2.63

O Blender teve nos últimos dias mais uma versão estável lançada para o público em geral, e assim como já está acontecendo em cada uma das novas versões, as ferramentas e novas opções disponibilizadas nesse novo Blender são um marco para os usuários mais antigos do software, e que podem fazer com que muitas pessoas passem a usar o Blender para suas produções artísticas. A nova versão do Blender é a 2.63 que já incorpora algumas melhorias do projeto Mango. Mas, qual é o grande destaque do Blender 2.63? Em apenas uma palavra: BMesh. Sim, o até agora mítico e para não dizer lendário novo sistema de representação de polígonos do Blender que estava dentro do cronograma original da versão 2.5 finalmente chegou a maturidade e foi incorporado ao Blender.

Mas, o que é esse BMesh? É uma maneira mais flexível de representar polígonos para modelagem 3d que adiciona suporte no Blender aos polêmicos N-Gons. Esse é o nome que recebem as faces de polígonos com mais de quatro lados. Os usuários mais antigos do Blender devem saber muito bem que até a versão 2.62 era necessário direcionar os seus esforços de modelagem para criar apenas faces quadradas, e algumas vezes triangulares. Agora é possível trabalhar com esquemas de faces muito mais complexas no Blender, principalmente se o modelo 3d criado por você não for usado em animações com deformações.

263-Blender.jpg

O que isso muda? Preciso aprender a modelar novamente? Calma, não há razão para pânico. O BMesh foi incorporado para ajudar os artistas 3d na modelagem, e o que você já conhece em termos de criação em 3d permanece o mesmo! Na verdade, foram adicionadas novas opções na manipulação de polígonos com o Blender que sem o BMesh precisariam de Addons para serem usadas. Agora as ferramentas estão integradas e disponíveis por padrão e muito melhores e estáveis. Essas são as ferramentas:

  • Bevel: Agora podemos arredondar arestas em polígonos 3d sem receio de “destruir” a topologia do modelo 3d.
  • Bridge: O que antes estava disponível apenas com o excelente Addon Loop tools agora está por padrão nas ferramentas de modelagem poligonal do Blender.
  • Inset: Essa opção que gera subdivisões coplanares de polígonos agora está incorporada também as ferramentas de modelagem.
  • Knife: A ferramenta faca que foi removida do Blender 2.5 está novamente disponível e agora muito mais poderosa!

Essas foram as ferramentas de modelagem apenas, e o Blender 2.63 ainda adiciona melhorias no Cycles com o suporte a Render Layers, Ambient Occlusion e outros. Depois disso ainda temos as ferramentas de Tracking. A lista completa de novidades do Blender 2.63 pode ser conferida nesse endereço, e ao longo das próximas semanas pretendo publicar artigos individuais com tutoriais sobre essas novas ferramentas do Blender.