Blender 2.79 disponível para download

Uma das versões mais aguardadas do Blender nos últimos tempos acaba se chegar na sua versão estável! Você já pode fazer o download da versão 2.79, que é a última antes do aguardadíssimo 2.80 que só deve aparecer em versão estável em 2018. Para fazer o download da versão 2.79 é preciso visitar esse endereço.

Mas, o que existe de novidade nessa versão do software? A lista completa de atualizações para essa versão do software pode ser encontrada nesse endereço.

Para ajudar você a entender como essa atualização é importante, acabei selecionando alguns pontos que provavalmente se destacam entre os recursos para o Cycles:

  • Melhor suporte para OpenCL: Isso significa que os artistas 3d que utilizam placas da AMD com a linha Radeon agora podem acelerar o render no Cycles! Algumas pessoas ficavam frustradas em saber que o Cycles basicamente só funcionava com quipamentos da Nvidia, mas agora é possível usar placas Radeon também!
  • Novo perfil de cor filmic: Quem renderiza imagens no Cycles vai encontrar um novo e incrível perfil de cor chamado filmic, que aumenta o dynamic range do Cycles. O resultado é uma imagem com mais luz, usando os mesmos ajustes no Cycles.
  • Ferramenta Denoising: Com a ferramenta chamada Denoising no Cycles é possível aplicar um filtro nas imagens renderizadas, para reduzir a quantidade de granulação gerada por renders no Cycles. Isso significa que você pode usar menos samples em renders mais rápidos.

Gostou das novidades? Esses são apenas alguns dos novos recursos que você vai encontrar no Blender 2.79.

Agora precisamos apenas aguardar pela versão 2.80 que deve trazer ainda mais novidades relacionadas ao software, principalmente com o aguardadíssimo Eevee.

Só para reforçar uma informação relevante em relação ao Blender, que algumas pessoas ainda tem dúvida! O software é totalmente gratuito, sendo de código aberto. O material que você produz com o Blender pode ser comercializado sem nenhuma restrição. Você pode trabalhar com ele sem nenhum problema.

Por mais incrível que pareça, algumas pessoas ainda acham que você não pode vender arte digital criada com o Blender.

Aprenda a usar o Blender

Ficou interessado(a) em usar o Blender? No EAD – Allan Brito é possível encontrar diversos cursos e treinamentos relacionados com o Blender nos mais diversos assuntos e tópicos:

Blender 2.79: Usando o denoiser

Os artistas digitais que fazem uso do Blender Cycles para renderizar seus projetos sabem muito bem como a escolha do número de samples, pode determinar a qualidade do seu render. Mas, além da qualidade os samples também determinam o tempo necessário para finalizar o render de um projeto.

Em arquitetura é comum encontrar projetos que demandam de algo em torno de 2000 samples para conseguir gerar imagens sem nenhum tipo de granulação. Isso é, renders “limpos” que podem ser tranquilamente enviados para clientes e usados em apresentações diversas.

Um recurso do futuro Blender 2.79, que está para ser lançado promete ajudar em muito no desenvolvimento de projetos no Cycles com valores reduzidos de samples. Esse recurso é o denoiser. Com essa ferramenta localizada no mesmo painel dos render layers você pode aplicar um leve efeito de blur nas imagens.

O resultado é que renders com quantidades pequenas de samples acabam gerando resultados praticamente sem nenhuma granulação.

Veja o exemplo a seguir, em que faço a renderização de uma cena usando 300 samples. Isso gera uma quantidade razoável de granulação na imagem. Logo depois o mesmo render sem nenhum tipo de granulação.

Percebeu a diferença no acabamento dos dois renders? A imagem com o recurso denoiser é capaz de gerar imagens com uma incrível qualidade e menos tempo de render. No exemplo exibido a seguir foram usados apenas os valores padrão do denoiser sem nenhum tipo de ajuste, basta acionar a ferramenta.

O impacto no tempo de render é mínimo, algo em torno de 5% do tempo necessário para gerar a imagem sem o recurso habilitado. Isso se deve ao fato to denoiser funcionar na seqüência da renderização. Você pode observar o processo “limpando as imagens” logo depois que o Cycles gera cada bloco de render.

Mas, é preciso tomar cuidado com o uso em excesso do denoiser pois isso pode acarretar a perda de detalhes das imagens. No final você pode acabar ficando com um render borrado.

Aprenda a usar o Blender Cycles

Quer aprender a renderizar projetos com o Blender Cycles? No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos relacionados com renderização e criação de imagens usando o Cycles: