Curso sobre produção de jogos com Blender: Aula 03 disponível

As atualizações nos cursos do EAD – Allan Brito continuam essa semana, agora com o curso sobre produção de jogos com Blender recebendo a sua terceira aula! Essa aula aborda o uso de propriedades dentro da Game Engine do Blender, e também do uso dos chamados sensores. O sistema que permite criar jogos dentro do Blender é baseado em ferramentas chamadas de blocos de lógica, que são uma maneira visual de criar interatividade entre os objetos.

E nesse contexto dos blocos de lógica, o primeiro tipo de bloco que precisamos aprender para começar a produzir jogos são os sensores. Caso fosse necessário fazer uma analogia entre os blocos de lógica e uma linguagem de programação, os sensores seriam identificados como os eventos dentro do processo.

Mas, o que é um evento?

Nesse tipo de situação podemos destacar como eventos:

  • A colisão entre dois objetos
  • O pressionar de uma tecla no teclado
  • O uso do mouse sobre um objeto
  • A identificação de valores numéricos usando propriedades

Todas essas situações são classificadas como eventos dentro do ambiente e podem ser facilmente identificadas com o uso dos sensores.

blender-curso-jogos-sensores.png

A aula apresenta uma grande quantidade de vídeos, sendo que cada sensor recebeu um vídeo isolado com a sua aplicação prática. Apenas alguns sensores como o Message ficaram de fora dessa aula, pois ele será melhor explicado junto ao atuador message.

Ficou interessado em participar desse curso? Para fazer a sua inscrição no curso sobre produção de jogos, visite a página de detalhes do curso sobre produção de jogos com Blender.

Os próximos cursos a receber atualizações no site são o de materiais e texturas seguido pelo de animação baseada em física. O de materiais e texturas deve ser atualizado ainda amanhã com a aula sobre o uso de Material Nodes para configurar materiais avançados dentro do Blender.

Já o curso sobre animação baseada em física deve receber a aula em que é apresentado o uso do recurso Soft Body para criar animações com corpos maleáveis, que são excelentes para gerar efeitos de deslocamento de corpos em animação.

O objetivo de lançar uma aula por dia até o final do mês está rendendo!

Modelando e texturizando uma torre no Blender

Os tutoriais de modelagem 3d que recomendo aqui no blog geralmente abordam apenas a criação dos objetos 3d do ponto de vista da sua topologia, e acabam deixando os usuários sem outras partes importantes do processo de criação, como é a texturização. Por isso, sempre que encontro um tutorial completo que aborda desde a criação dos objetos em 3d até a texturização, encontro uma maneira de salvar esse material devido a sua importância como referência para estudo e aprendizado. A minha recomendação de tutorial hoje está relacionada com uma pequena série de vídeos que um artista e usuário do Blender chamado GameDesignGuru criou, sobre a elaboração de uma torre.

Essa torre tem como foco claro o uso de projetos de jogos ou animações interativas com o Blender, mas pode ser usada em praticamente qualquer tipo de contexto em projetos 3d.

O tutorial está dividido basicamente em três partes que correspondem a modelagem 3d, seguida pela texturização e mapeamento UV e a finalização do modelo. No total o conjunto todo de vídeos é composto por sete vídeos sendo que dois são para modelagem, quatro para texturas e o último mostra os detalhes finais do tutorial.

Aqui está uma lista com links para todos os vídeos do tutorial:

O vídeo abaixo faz parte da texturização da torre, e dá uma excelente idéia do que esperar no tutorial:

No vídeo podemos acompanhar como a criação de determinados tipos de topologia podem ser usadas na texturização, e quais as conseqüências disso para o projeto. O autor usa nesse projeto o temido mapeamento UV como técnica de textura, queé praticamente o padrão em termos de procedimentos para uso de texturas em 3d, até que técnicas como o pTex estejam disponíveis. Nesse tipo de processo, o artista precisa planificar o modelo 3d para gerar um mapa, em que as texturas são pintadas. Assim que as texturas estiverem pintadas, podemos aplicar novamente o mapa alterado na superfície 3d.

O único problema que consegui encontrar com esse tutorial em si foi a qualidade, que não está em 720p, mas só em 480p e pode fazer com que usuários que precisem acompanhar os detalhes na sequencia de ações do tutorial fique um pouco prejudicada. Mas, tirando esse detalhe os vídeos são excelentes para usuários iniciantes e podem ajudar bastante a entender como trabalhar com texturas no Blender.

Tutorial sobre propriedades de objetos na Game Engine do Blender 3D

Enquanto estamos esperando pelo lançamento do Blender Game Kit atualizado, vamos acompanhar mais um excelente tutorial sobre a Game Engine do Blender 3D. Nesse tutorial, o tema usado é um assunto pouco abordado entre os vários tutoriais sobre criação de jogos e animações interativas com o Blender, que é a manipulação conjunta dos blocos de lógica e as propriedades dos objetos. O tutorial a seguir, mostra um excelente exemplo de como é possível adicionar propriedades em objetos para controlar, de maneira dinâmica a criação de geometria ou até mesmo adicionar condições, para que eventos aconteçam no jogo.

Antes de mostrar o tutorial, apesar de o conteúdo ser excelente, a qualidade do vídeo no Vimeo não está muito boa, portanto eu recomendo que você faça o login no Vimeo para copiar o arquivo AVI original do tutorial, que está com qualidade infinitamente melhor.


Blender VT – GE Properties from Dimitris Christou on Vimeo.

O objetivo do autor nesse tutorial é bem fácil de entender, mas os conceitos que ele aborda podem servir de exemplo para a criação de jogos mais complexos. Basicamente o vídeo mostra como adicionar esferas, sempre que a barra de espaço for pressionada no teclado. Além dessa característica, o jogo desenvolvido no tutorial tem um contador, que quando chega a zero, faz com que o Blender saia da exibição da Game Engine.

Como ele faz isso?

A parte da esfera é feita com a configuração de uma esfera e um Empty. A esfera está oculta na camada 2, que está estrategicamente desligada. O modelo da esfera recebe todas as propriedades de um objeto ativo na GE, como as propriedades Actor, Dynamic e Rigid Body. O Empty recebe controladores, sensores e actuators para adicionar um objeto com o mesmo nome da esfera.

Quando o artista pressiona a tecla do teclado, uma nova esfera é adiciona com as propriedades e velocidade determinada no actuator. Esse tipo de exemplo pode servir para que você crie jogos de tiro.

O próximo passo do vídeo é mostrar com uma propriedade personalizada, pode ser adicionada na interação. O autor adiciona uma propriedade numérica, no valor de 10 e cada vez que a barra de espaço é pressionada, esse valor e reduzido em uma unidade, e quando chegar a zero o Blender deve abortar a animação da Game Engine.

Outro ótimo exemplo, de como você pode adicionar condições para que um jogador possa avançar em uma fase, ou fazer novos obstáculos ou personagens aparecerem na animação interativa. Tudo que você precisa fazer é adaptar os exemplos para situações mais complexas.

Mais uma vez, recomendo que você faça o download da página do Vimeo, para uma melhor qualidade no vídeo, caso você tenha interesse em acompanhar com mais detalhes os botões e menus manipulados no tutorial.