Conheça os diferentes tipos de captura de movimento para animação e jogos

Uma solução muito utilizada em projetos que demandam grande quantidade de animações envolvendo personagens é a captura de movimento, devido a promessa de rapidez em relação ao resultado fato de atingirem o resultado final da animação de maneira mais rápida. Mas, é preciso entender que a suposta velocidade na produção envolve uma série de outros pequenos problemas e desafios que precisam ser resolvidos. Por exemplo, é necessária uma estrutura mínima para conseguir realizar a captura com o mínimo de qualidade.

Você já deve ter observado diversos exemplos e vídeos com exemplos de atores participando da captura de cenas, que posteriormente são usadas em projetos de jogos e animações. A área de jogos é consumidora voraz de animações baseadas em captura de movimento. Você sabe quais os principais tipos de sistemas de captura de movimento existentes?

Existem basicamente três tipos diferentes de sistemas de captura de movimento (Mocap):

  • Sistema de captura de movimento ótico
  • Sistema de captura de movimento magnético
  • Sistema de caputa de movimento mecânico

Cada um desses sistemas apresenta pontos positivos e negativos. Por exemplo, o sistema ótico é o geralmente apresenta menor custo, mas oferece diversos problemas no tratamento dos dados gerados, pois os marcadores da captura podem eventualmente ficar ocultos pelo movimento dos atores.

exemplo-mocap

Já no sistema de captura mecânico, é comum acontecerem quebras no esqueleto usado para a captura devido ao movimento dos atores, e essas mesmas pessoas são orientadas a não realizarem movimentos bruscos ou amplos para evitar exatamente a quebra do equipamento. O resultado geralmente a limitação da atuação e expressões dos atores.

Mas, hoje já existem sistemas híbridos que misturam os pontos positivos de cada um desses três sistemas fundamentais, e várias dessas tecnologias híbridas oferecem a possibilidade de fazer captura facial junto com os movimentos do corpo.

É complicado encontrar material de referência que mostre como aplicar essas informações em modelos 3d, mas é uma área interessante de se especializar, pois dependendo do seu projeto o uso da tecnologia pode ecoomizar muito tempo. Quem não tem como investir em sistemas de captura e na contratação de atores, pode aproveitar diversas bibliotecas gratuitas com arquivos de captura disponíveis online.

Aprendendo a usar captura de movimento no Blender

Quer aprender a usar arquivos e captura de movimento no Blender? No EAD – Allan Brito você encontra o Curso sobre animação com captura de movimento no Blender que mostra o processo completo de configuração e aplicação dessas informações em personagens no Blender. Tudo usando bibliotecas e ferramentas gratuitas disponíveis na web.

Curso de animação com captura de movimento no Blender: Aula 06 disponível

O processo de animação de personagens é sempre desafiador e envolve a manipulação de uma grande quantidade de dados. A animação em si pode ser facilitada com o uso de recursos como dados provenientes de sistemas usando captura de movimento. O Blender suporta muito bem o uso de arquivos do tipo BVH de captura, que permitem usar esqueletos já em hierarquia para reproduzir animações previamente capturadas. O EAD – Allan Brito oferece um curso sobre animação com captura de movimento usando o Blender que acaba de receber a sua sexta aula!

Na aula seis desse curso os participantes aprendem a realizar uma tarefa muito importante dentro do contexto de animação com captura de movimento que é o chamado retargeting. Mas, para que serve o retargeting? Esse processo permite que usemos um arquivo BVH importado para o Blender, fazendo com que os dados de movimento dos ossos sejam passados para outros esqueletos. Em outras palavras, podemos aplicar os movimentos de um arquivo BVH em outros personagens previamente criados em outros projetos. Assim você não precisa trabalhar apenas com animação por keyframes!

curso-animacao-mocap-blender-aula-06-500-313.png

Para conseguir trabalhar com o retargeting no Blender usamos o excelente Add-on chamado Mocap Tools que foi apresentado aos participantes do curso na aula 05, que acredito não ter recebido menção aqui no blog. A aula mostra como funcionam as principais partes do Add-on e permite aos usuários do Blender manipular diversos aspectos dos arquivos BVH.

O retargeting é muito útil, mas é uma tarefa direcionada para os fortes de coração e com muita paciência, pois muita coisa pode sair errada no processo, principalmente em relação ao alinhamento e formato dos esqueletos envolvidos. Mesmo assim, é mais rápido do que criar animações usando apenas o tradicional método de keyframes.

Se você quiser conhecer mais sobre o curso de animação com captura de movimento no Blender, recomendo uma visita a página de detalhes do curso. E para inscrições em múltiplos cursos, visite a página de descontos do EAD – Allan Brito e você pode conseguir reduzir bastante o preço dos cursos na inscrição simultânea em mais de um curso!