AutoCAD 2009: Livro gratuito para download

Ainda é muito cedo para que sejam lançados livros em português sobre o AutoCAD 2009, mas quanto esses livros não são lançados, podemos utilizar algumas pequenas publicações gratuitas que estão aparecendo na internet, sobre esse último lançamento do AutoCAD. Como já mencionei aqui, não utilizo mais o AutoCAD já faz um bom tempo, mas mesmo assim ainda ministro aulas sobre ele e eventualmente elaborar apostilas ou pequenos guias. Por isso, estou sempre pesquisando por material que possa me auxiliar, mesmo sem possuir uma licença oficial do AutoCAD 2009.

No começo desse mês, uma das maiores autoridades em AutoCAD, chamada Lynn Allen publicou um pequeno livro, falando sobre as novidades do AutoCAD 2009. O material é curto, apenas 32 páginas, mas aborda única e exclusivamente as novas ferramentas da versão 2009. O melhor de tudo é que qualquer pessoa pode fazer o download do livro de maneira gratuita.

Livro gratuito sobre AutoCAD 2009

Já havia comentado aqui no Blog, sobre as novidades dessa versão, inclusive indicando tutoriais e artigos, mas esse pequeno livro é um resumo de tudo que você precisa saber sobre o AutoCAD 2009. Antes de mais nada, para fazer o download do livro sobre AutoCAD 2009, visite esse link. Lá existe uma opção para o download.

Essa é a lista com as novidades descritas no livro:

  • Alterações e novidades na interface do AutoCAD 2009: Nessa parte do livro a autora comenta sobre as mudanças e a nova interface Ribbon.
  • Novas opções de visualização: Na próxima parte do livro, a autora descreve as novas ferramentas de visualização como o Quick View Drawings, View Cube e Steering Wheels
  • Propriedades dos objetos e layers: Até os objetos e layers receberam modificações, como a possibilidade de personalizar o gerenciamento de layers.
  • Criação de macros: Essa é uma das opções mais úteis dessa versão. De maneira semelhante ao que fazemos com o Office, podemos agora gravar Macros no AutoCAD 2009. De maneira resumida, mas eficiente a autora explica como gravar essas macros.
  • Alterações de escala no texto: O gerenciamento de textos foi alterado também, a autora explica as principais mudanças e melhorias.
  • Técnicas de dimensionamento com linhas de cota: Adicionar linhas de cota em desenho técnico sempre foi uma tarefa tediosa. Será que com o AutoCAD 2009 as coisas melhoraram? Pelo que li no livro, existem mais ferramentas para facilitar e flexibilizar a adição e controle das cotas, mas mesmo assim continua um trabalho tedioso. Nos escritórios de arquitetura, essa tarefa acaba sobrando para os estagiários.
  • Dicas para trabalhar com texto e tabelas: Aqui a autora passa algumas dicas valiosas para acelerar o trabalho de edição com texto e tabelas no AutoCAD 2009.
  • Dicas de produtividade e compartilhamento: Já no final do livro, a autora fala sobre pequenas dicas de produtividade e ferramentas que podem aumentar a sua produtividade como desenhista. Além disso, ela fala sobre o compartilhamento de desenhos com outras ferramentas como o Microstation.

No final do livro, ainda temos uma breve explicação sobre como funciona o Autodesk Impression, que adiciona funcionalidades de apresentação no melhor estilo SketchUp ao AutoCAD 2009. Para quem está procurando se atualizar no AutoCAD 2009 pode fazer o download do livro, com a certeza de aprender de maneira rápida sobre as novas ferramentas.

SketchUp, Arranha-céus e maquetes eletrônicas

Qual o tipo de modelagem que você mais gosta de fazer? Caso você esteja começando a trabalhar com 3D, o passar do tempo e a experiência vão fazer você gostar de um tipo de modelo 3d em particular. Alguns deles são fáceis ou então acabam se tornando ótimas adições em um portfólio. Por exemplo, quando estou ministrando aulas de modelagem para arquitetura, com muita freqüência vejo os meus alunos investindo tempo na modelagem de casas. Esse é o pior tipo de modelagem para se começar a trabalhar com maquetes. Na verdade o melhor tipo de modelagem, para as pessoas que estão começando a trabalhar com 3d é a criação de arranha-céus! Não, eu não estou louco.

No que diz respeito a maquetes eletrônicas, podemos classificar os projetos em dois grandes grupos:

  • Projetos de pequena escala
  • Projetos de grande escala

Para definir de maneira mais clara o meu ponto de vista, podemos listar algumas características de uma maquete eletrônica de pequena escala:

  • O primeiro ponto determinante desse projeto é a posição da câmera no projeto, como a escala da edificação é pequena, a câmera precisa estar mais próxima.
  • Com a câmera mais próxima, para que o resultado seja mais real, os detalhes do projeto precisam estar muito bem representados.
  • As texturas devem apresentar nuances e detalhes que transmitam o nível de realismo das superfícies
  • Projetos de pequena escala apresentam pouco nível de repetição, então não podemos usar com freqüência modificadores como Array e Mirror para acelerar a modelagem 3D.

Consegui convencer você? Depois dessa pequena lista com aspectos negativos sobre a modelagem 3d para pequenos projetos, acho que ao menos devo ter estimulado uma pequena reflexão sobre o assunto.

Já a modelagem de projetos em grande escala, apresenta várias vantagens:

  • Como a escala do projeto é grande, a câmera precisa estar posicionada a uma boa distância da edificação. Isso elimina a necessidade de grande quantidade de detalhes no projeto.
  • Texturas e materiais podem ser mais simplificados.
  • Esse tipo de projeto geralmente apresenta muita repetição de padrões, o que permite o uso intensivo de modificadores como Mirror e Array para acelerar a modelagem.
  • Como a câmera está distante, geralmente precisamos trabalhar mais no entorno e cenário do projeto, mas isso pode ser resolvido com blocos.

Convenci agora? Um conselho que eu sempre passo para quem está começando nessa área: comece e trabalhar na modelagem de arranha-céus! Esse tipo de projeto é uma ótima adição a um portfólio, além de ser mais fácil de modelar, a magnitude do projeto acaba sendo positiva para o portfólio do artista. Para uma pessoa que não entende, a simples execução desse tipo de modelo é algo digno de glória.

Quer começar a trabalhar com esse tipo de modelagem 3d? Veja como é fácil fazer esse tipo de modelo no SketchUp:

[fusion_builder_container hundred_percent=”yes” overflow=”visible”][fusion_builder_row][fusion_builder_column type=”1_1″ background_position=”left top” background_color=”” border_size=”” border_color=”” border_style=”solid” spacing=”yes” background_image=”” background_repeat=”no-repeat” padding=”” margin_top=”0px” margin_bottom=”0px” class=”” id=”” animation_type=”” animation_speed=”0.3″ animation_direction=”left” hide_on_mobile=”no” center_content=”no” min_height=”none”][youtube]http://youtube.com/watch?v=ujptYFODyXQ

Percebeu como os padrões se repetem? Com a câmera afastada do modelo, a escala do edifício sugere uma maior complexidade de formas. Bem, está ai a dica! Espero que agora você possa direcionar os seus esforços para a criação desse tipo de modelo, caso queira construir um bom portfólio.[/fusion_builder_column][/fusion_builder_row][/fusion_builder_container]

Tutoriais e dicas para o AutoCAD 2009

O AutoCAD 2009 está ai e a demanda por tutoriais e novidades é grande, claro que uma das mais evidentes dessa versão é a reformulada interface Ribbon. Quem me conhece sabe que usei o AutoCAD por muito temo, até que comecei a migrar para soluções baseadas em software livre. Mas mesmo assim, ainda ministrava aulas sobre AutoCAD e prestava consultoria para alguns escritórios e os amigos que tinham dúvidas sobre a utilização de algumas ferramentas do AutoCAD.

Na última semana precisei fazer a revisão da ementa de um curso sobre AutoCAD, para a versão 2009. Claro que para fazer isso eu precisava de uma boa idéia sobre as novidades dessa versão. Para ajudar nessa tarefa, procurei por um link ou lista com artigos sobre as novidades do AutoCAD 2009, e consegui localizar uma ótima lista. No fórum de usuários do AutoCAD AUGI, existe um tópico em que um dos usuários está reunindo notícias e tutoriais, sobre as novidades do AutoCAD 2009.

AutoCAD 2009

Alguns dos links são interessantes, pois eles remontam ainda a notícias sobre rumores publicados antes mesmo do lançamento da versão 2009.

Na lista de links, existem alguns interessantes. Esse é um sumário de algumas das notícias:

  • O Explode não existe mais!: Calma, eu também fiquei intrigado com essa notícia, mas depois de ler o artigo percebi que apenas o ícone do comando Explode foi alterado pela primeira vez em vários anos. Agora não temos mais aquela dinamite, o ícone é representado por planos sendo separados.
  • AutoCAD 2009 em 2 minutos: Esse artigo faz um sumário rápido sobre as novidades dessa versão. É um dos mais resumidos e completos da lista, com uma abordagem rápida sobre todos os novos recursos.
  • O novo gravador de “Macros” do AutoCAD 2009: Aqui temos um artigo que analisa o recém implementado gravador de macros do CAD, que funciona de maneira muito semelhante ao gravador já existente no pacote Office.
  • Formato DWFx: Um novo formato de arquivo foi apresentado nessa versão, o DWFx baseado em instruções XML como acontece com os novos documentos do Office 2007. Segundo a Autodesk, esse formato pode ser visualizado e impresso pelo IE 7.
  • Série Prequel: Para finalizar a lista, essa é uma série de tutoriais e artigos sobre as novas ferramentas dentro da lista. Diferente da abordagem rápida (2 minutos), essa série faz uma análise mais detalhada.

Bem, essa é apenas uma pequena lista com algumas das novidades do AutoCAD 2009, aproveite a lista, pois esse é apenas um pequeno conjunto dos links existentes lá. No total são mais de 40 artigos e tutoriais relacionados na página e a tendência é que com o tempo o autor adicione novos links.

Ecotect: Modelagem 3D e análise de conforto ambiental e acústico

Estava ontem visitando alguns fóruns sobre modelagem 3d direcionada para arquitetura, quando encontrei comentários de vários usuários sobre uma ferramenta chamada Ecotect. Essa ferramenta é muito semelhante ao SketchUp, inclusive os usuários que estavam falando sobre o Ecotect, falavam que a crescente base de usuários da ferramenta poderia ameaçar um pouco o mercado que o SketchUp tem na modelagem de projetos arquitetônicos. Como não conhecia o Ecotect, resolvi fazer uma pesquisa no web site do desenvolvedor e se possível fazer o download de uma versão Trial ou PLE.

Ecotect - Luz solar

Para minha surpresa, a ferramenta é muito interessante e oferece muito mais ferramentas e opções para visualização de projetos arquitetônicos. Mas antes de falar sobre as vantagens e ferramentas, já vou adiantar que é uma ferramenta paga! Muito bem paga por sinal, a licença custa aproximadamente 1300 dólares.

Agora que você já sabe da parte ruim, vamos falar sobre a parte boa. A modelagem 3d é muito parecida com a do SketchUp, mas ainda assim a ferramenta da Google é mais fácil de usar. Mas a interface do Ecotect é de certa forma muito parecida com a do SketchUp, o que deixa o processo de transição fácil para quem tem alguma noção do SketchUp.

Veja esse vídeo com um exemplo de modelagem no Ecotect. Veja como o processo é muito parecido com o SketchUp.

[fusion_builder_container hundred_percent=”yes” overflow=”visible”][fusion_builder_row][fusion_builder_column type=”1_1″ background_position=”left top” background_color=”” border_size=”” border_color=”” border_style=”solid” spacing=”yes” background_image=”” background_repeat=”no-repeat” padding=”” margin_top=”0px” margin_bottom=”0px” class=”” id=”” animation_type=”” animation_speed=”0.3″ animation_direction=”left” hide_on_mobile=”no” center_content=”no” min_height=”none”][youtube]http://www.youtube.com/watch?v=-1dAyKuzh6k

Mas a modelagem é só uma parte do que faz a ferramenta. O destaque mesmo é para a parte de análise dos aspectos relacionados ao conforto ambiental e acústico do projeto. Esse é um diferencial interessante da ferramenta, a maioria das ferramentas de CAD se dedica apenas a auxiliar na construção, mas não analisa esse tipo de detalhe.

A imagem que ilustra esse artigo é um exemplo de análise incidência de luz solar em um projeto. Além de gerar dados para análise dos projetistas e arquitetos, a ferramenta também gera ilustrações para ilustrar apresentações.

Lembro que na época em que estava na faculdade não tínhamos nada parecido com isso, precisávamos fazer esse tipo de cálculo com dados e tabelas tiradas de livros. É uma pena que eu tenha encontrado uma ferramenta como essa apenas “alguns” anos depois.

Se você quiser fazer o download do Ecotect para avaliação, existe uma versão de testes disponível. Ela não tem limitação de tempo, mas não salva e nem imprime os arquivos gerados. Além disso, depois de aberta a ferramenta só funciona por duas horas consecutivas, depois é necessário fechar e abrir novamente o software.

Só para finalizar, não deixe de conferir as ferramentas gratuitas disponibilizadas pela Square One, empresa que desenvolve o Ecotect.

[/fusion_builder_column][/fusion_builder_row][/fusion_builder_container]

AutoCAD 2009: Nova interface e ferramentas

Você achava que apenas o 3ds Max receberia uma atualização? A Autodesk também está se preparando para atualizar o AutoCAD, para a sua linha de produtos 2009. O chamado AutoCAD 2009 marca uma das primeiras grandes mudanças, na interface da ferramenta dos últimos anos. Assim como a Microsoft fez com o seu Office 2007, a Autodesk agora também baseia a interface do AutoCAD em abas (Ribbon), de maneira idêntica ao Office. Isso mesmo! Se você não gostou da interface do novo Office, se prepare para passar a usar essa mesma organização, caso você decida usar o AutoCAD 2009.

Para exemplificar a organização da nova interface, encontrei esse ótimo vídeo que mostra essa mesma interface em ação:

AutoCAD 2009

Interessante, não é? Mas calma você não será obrigado a usar essa nova interface, algumas pessoas que já usaram versões de avaliação do AutoCAD, reportaram que é possível usar a estrutura antiga, ou uma versão híbrida das duas interfaces, com as abas e menus.

Alguns web sites especializados estão publicando listas com as principais novidades dessa versão, compilei uma pequena lista com as principais novidades dessa versão do AutoCAD, mas se você quiser conferir uma lista mais completa, sugiro esse endereço.

Vamos à lista:

  • Navegação 3d aprimorada: Agora existem mais ferramentas e janelas para auxiliar na navegação em modelos 3d.
  • Pré-visualização de layouts: Lembra da ferramenta de layouts para impressão? Ela foi melhorada, permitindo que seja possível ver o desenho existente no layout. Antes tínhamos apenas a exibição do nome correspondente ao Layout.
  • Gravador de ações: De maneira semelhante ao que acontece no Office, podemos gravar ações semelhantes a macros. Ele não usa VBA, mas tem função semelhante.

Com a atenção voltada para as mudanças na interface, muitos usuários deixam um pouco de lado essas novidades em termos de ferramentas.

Mesmo assim, essa atualização tem outro objetivo, que é deixar a ferramenta totalmente compatível com o Windows Vista. Várias empresas e usuários estavam reportando problemas de compatibilidade entre o AutoCAD 2008 e o Vista. Inclusive já recebi e-mails de amigos, me questionando os procedimentos para fazer o AutoCAD 2008 funcionar sem problemas com o Vista, infelizmente muitos deles foram obrigados a fazer downgrade para o XP.

Assim que encontrar mais tutoriais em vídeo sobre o novo AutoCAD, publico uma lista com os respectivos comentários.