Dicas de animação usando o Autodesk Maya

A parte mais complexa e trabalhosa de uma animação é sem dúvida a parte de finalização, que é o momento em que o talento dos animadores realmente acaba transparecendo. É nesse momento que os artistas precisam abrir o editor de curvas para ajustar a posição de keyframes e fazer com que curvas de animação representem da melhor forma possível a ação realizada na animação. Para ajudar na tarefa de finalização de animações os artistas precisam de todas as ferramentas disponíveis no software 3d, para que seja mais fácil de localizar os pontos em que os ajustes são necessários.

Dicas de animação com o Autodesk Maya 2012

Se você trabalha com o Autodesk Maya para criar animações, o tutorial abaixo é uma ótima demonstração de como funcionam duas dessas ferramentas auxiliares, que ajudam a editar o movimento de objetos. A primeira ferramenta demonstrada é o chamado Ghosting, que consiste na representação de quadros intermediários da animação, permitindo que o artista localize pontos que destoem da sequência desejada de animação. Em algumas ferramentas esse método de edição é conhecido como Onion Skin.

Existe uma boa gama de opções para o Ghost que está localizado no menu Animate. Esse menu só aparece se selecionarmos o Shelf Animation no Maya. No vídeo o autor utiliza o Ghost para mostra a trajetória dos cones que formam uma animação simples de deslocamento. O mesmo princípio aplicado em outros objetos mais elaborados como braços e até corpos inteiros de personagens, ajuda bastante na edição de movimentos compostos.

A segunda ferramenta apresentada no vídeo é o motion trail, que nada mais é do que a criação de uma linha que representa visualmente a trajetória de qualquer objeto animado. O princípio é semelhante ao que usamos quando criamos uma animação em que os objetos devem percorrer um caminho definido por linhas, mas apenas oposto. Agora, o movimento é criado de maneira livre e depois criamos a linha representando a trajetória.

Para os artistas e animadores que usam o Maya para seus projetos, essas ferramentas são muito interessantes para ajustar animação.

Download gratuito do Maya 2012

Quem quiser pode fazer o download gratuito do Maya e qualquer software da Autodesk para fins educacionais, bastando para isso ser aluno inscrito ou matriculado em cursos de qualquer instituição de ensino. É só realizar o cadastro na área educacional da Autodesk.

Entenda como funcionam os parâmetros do Soft Body do Blender

Um dos recursos do conjunto de ferramentas baseadas em física do Blender que menos tenho usado nesses últimos meses é o Soft Body, mas isso não tira a sua importância como opção para representar objetos que sofrem deformações ao longo de qualquer animação. Assim como acontece com outros recursos que são embasados em física, o uso do Soft Body envolve o estudo e entendimento sobre as várias opções e parâmetros de configuração existentes. E para projetos que não disponham de tanto tempo assim para estudos e testes, é importante possuir algum tipo de referência para aprender a criar animações usando o Soft Body.

O mesmo autor que elaborou diversos vídeos sobre animações baseadas em física com o Blender, acabou de publicar outro vídeo explicando como funcionam alguns dos principais parâmetros dos Soft Bodies no Blender.

Lista de parâmetros e recursos do Soft Body do Blender

O vídeo abaixo faz a demonstração de como funcionam vários dos recursos existentes no Soft Body do Blender. Se você nunta trabalhou com o recurso, recomendo ao menos assistir e salvar o endereço desse artigo, para conseguir usar como referência o material no futuro.

A utilidade desse tipo de vídeo está na economia de tempo proporcionada pela explicação do funcionamento de cada recurso, sempre aliada a demonstração visual do efeito resultante do uso de valores diferentes para cada parâmetro.

Por exemplo, um dos recursos que não me recordava muito bem devido ao tempo que fiquei sem usar o Soft Body é o parâmetro chamado de Plastic. No vídeo o autor demonstra muito bem que esse é um índice de deformação, que controla a forma final do objeto depois que o mesmo sofre uma colisão. Dependendo do valor usado no Plastic, o resultado será a deformação permanente do objeto, que tenta simular materiais de natureza mais maleável ou rígida.

Para todos que precisam trabalhar com animação baseada em física, e principalmente os que não tem tempo e paciência para testar os parâmetros para aprender o funcionamento do Soft Body, recomendo muito assistir ao vídeo!

Os outros vídeos com demonstrações de outros parâmetros de simulação de fluidos, fumaça e outras ferramentas de animação baseada em física do Blender, podem ser conferidos nesse endereço.

Exercício de animação com física no Blender

Nas últimas semanas publiquei aqui no blog um pequeno estudo de animação que produzi com base no exercício que realizei para os participantes do curso de Animação 3D com Blender. O exercício o objetivo de passar uma esfera entre vários braços robóticos, que permitem exercitar conhecimentos em áreas do Blender como hierarquias, constraints e drivers. Toda a animação é controlada por uma série de pequenos cubos localizados na parte superior de cada braço.Desde que montei essa seqüência de animação, queria adicionar algum tipo de modificação na cena para incluir efeitos baseados em física. Foi nesse intuito que renderizei outra versão da animação, em que aplico alguns efeitos físicos do Blender na esfera.

A lista de efeitos teve que ser encurtada para liberar o computador em que a animação estava sendo produzida, pois caso contrário já começaria a sofrer atrasos em outros projetos. Os efeitos usados nessa animação foram:

  • Vidro com raytracing
  • Partículas simulando cabelos e física
  • Fumaça (Smoke)
  • Partículas com Halo

Todos esses efeitos foram adicionados usando praticamente os seus ajustes padrão, sem grandes modificações. O único que mereceu atenção especial foi a fumaça, que inclusive foi um dos grandes problemas dessa animação. De maneira geral os trechos de animação demoravam em torno de 20-30 minutos para renderizar em 720p. O trecho com fumaça levou sozinho 4 dias! Claro que o render era interrompido esporadicamente, mas o computador ficava renderizando a maior parte do dia.

Esse atraso no render da fumaça me fez desistir de criar alguma coisa envolvendo fluidos para adicionar nessa animação.

Se você quiser tentar criar animações com fumaça como essa, recomendo alguns cuidados especiais para conseguir gerar o seu vídeo de maneira eficiente:

  • Planeje muito bem o uso da fumaça, para evitar longos tempos de render e cálculos das partículas. Só use quando for realmente necessário;
  • Lembre que tanto a fumaça como as partículas precisam de pré-processamento. Será preciso armazenar a simulação em Cache;
  • No domínio da fumaça é preciso adicionar um material do tipo Volume com uma textura Voxel Data.

Com essa última dica você será capaz de renderizar e visualizar a fumaça no Blender. Fico imaginando como ficariam esses efeitos físicos renderizados como o Blender Cycles?

Curso de Animação 3D com Blender

É com muita satisfação que gostaria de anunciar a publicação de última aula do curso de Animação 3D com Blender! Isso significa que todas as aulas do curso estão disponíveis para consulta e o curso está totalmente completo. Esse é o terceiro curso completo que está disponível no EAD – Allan Brito, e faz parte de um grande conjunto de cursos que ainda pretendo lançar no mesmo formato. Atendendo a pedidos, o curso de Animação com personagens está sendo cuidadosamente planejado com enfoque prático, mas esse vai demandar um pouco mais de tempo na produção devido a sua complexidade.

Curso de Animação 3D com Blender

O curso de Animação que acabou de receber a sua última aula hoje, ficou com a seguinte lista de aulas e os respectivos vídeos:

  • Aula 01 – Animação por interpolação e keyframes

    • O que é interpolação? (03:47)
    • Keyframes (06:38)
    • Controlando o tempo de uma animação (06:43)
    • Janela Timeline (07:58)
    • Marcadores na Timeline (04:04)
    • Controle de pontos pivô (05:12)
  • Aula 02 – Manipulando keyframes

    • Janela Dopesheet (10:11)
    • Editor de curvas Graph Editor (18:43)
    • Opções do editor de curvas (08:52)
    • Animação usando Sliders (06:24)
    • Animação cíclica (05:43)
    • Usando o NLA Editor (13:14)
  • Aula 03 – Trajetórias de animação com curvas

    • Criando curvas no Blender (06:33)
    • Usando curvas como trajetória de animação (07:12)
    • Parâmetros da animação por curvas (03:00)
    • Normais das curvas com o Tilt (03:14)
  • Aula 04 – Hierarquias para animação

    • Hierarquias (08:43)
    • Controle de pontos pivô em hierarquias (09:02)
    • Anexando objetos com hierarquias (05:47)
    • Estruturas baseadas em hierarquias (06:38)
  • Aula 05 – Usando constraints para animação

    • Constraints (01:45)
    • Constraints do tipo Copy (06:59)
    • Constraints do tipo Limit (04:18)
    • TrackTo (04:43)
    • ChildOf (02:59)
    • Floor (02:30)
  • Aula 06 – Drivers

    • Hierarquias (08:43)
    • Controle de pontos pivô em hierarquias (09:02)
    • Anexando objetos com hierarquias (05:47)
    • Estruturas baseadas em hierarquias (06:38)
  • Aula 07 – Exercício de Animação – Braço robótico

    • Cena do Braço Robô (09:57)
    • Animação do braço (18:02)
    • Controles do braço (18:06)
  • Aula 08 – Animação por deformação com Bones

    • Criando Bones (14:48)
    • Visualização de Bones (07:24)
    • Usando polígonos como Bones (04:23)
    • Deformando polígonos com Bones (15:55)
    • Pintando os pesos dos Bones em polígonos (08:34)
  • Aula 09 – Cinemática direta e inversa

    • Cinemática inversa (05:07)
    • Cinemática inversa com constraint (04:14)
    • Exercício de animação – Controle de estruturas (17:15)
  • Aula 10 – Renderizando animações

    • Renderizando animações (18:37)
    • Montagem e edição no Sequenciador de vídeo (08:31)
    • Efeitos no sequenciador de vídeo (07:47)
    • Usando o Stamp para informações (03:17)

Esse é um curso de animação generalista, e com enfoque no funcionamento das ferramentas e opções de animação do Blender como todo. Em comparação com o curso de Modelagem Poligonal, ele ficou com três aulas a mais, mas isso foi devido a segmentação do conteúdo. Abaixo você confere alguns exemplos de exercícios e vídeos presentes no curso:

Se você quiser fazer a inscrição no curso, visite a página de detalhes do curso de Animação para saber os procedimentos de inscrição. Para residentes de fora do Brasil, você pode utilizar essa página que aceita inscrições internacionais. Já tenho leitores de Portugal e Espanha participando tanto dos cursos de modelagem poligonal e também do curso de animação.

Se você já está inscrito no curso de modelagem poligonal, utilize o botão de inscrição localizado dentro do curso de modelagem, para fazer a inscrição com 10% de desconto.

Qual o próximo curso?

Ainda essa semana devo iniciar o curso de Blender Cycles! Sim, você vai poder acompanhar uma série de tutoriais e vídeos sobre o funcionamento do novo renderizador do Blender!

Curso de Animação 3D com Blender: Aulas 06 e 07 disponíveis

O Curso de Animação 3D com Blender recebeu uma atualização significativa nas suas aulas nesses dois últimos dias, com a publicação das aulas 06 e 07. Essas aulas abordam alguns dos temas mais “complicados” de todo o assunto apresentado nesse curso, que são os Drivers do Blender e a sua aplicação em uma animação 3D. Os Drivers são uma ferramenta importante para construir controladores para animação, em que podemos determinar valores para certas propriedades com base nas transformações de outros objetos. É com esse tipo de ferramenta que os animadores criam verdadeiros painéis de controle para personagens virtuais.

Curso de animação 3D com Blender: Descrição das aulas 06 e 07

A aula 06 é sobre o uso desses Drivers e mostra exemplos da sua aplicação em objetos simples como portas, e até em uma face estilizada de um personagem, controlando a influência que os Shape Keys exercem sobre um polígono.

Mas, é na aula 07 que você vai colocar todos os seus conhecimentos sobre animação que já foram trabalhados no curso a prova, com um pequeno exercício de animação. A aula 07 mostra todos os passos necessários para construir a animação exibida no vídeo abaixo:

É a representação de um braço robô, em que essa estrutura deve pegar uma esfera que está repousando sobre uma plataforma, e depois soltar a mesma em outra plataforma logo ao lado. Essa animação é interessante, pois os controles das influências que fazem com que a esfera se desloque junto com o braço são feitos usando Drivers. Na aula 07, os participantes do curso podem fazer o download do arquivo fonte (.blend) dessa animação, para ajudar nos seus estudos.

A lista de assuntos abordados apenas nesse exercício do braço é a seguinte:

  • Hierarquias
  • Criação de pontos pivô
  • Animação por rotação usando coordenadas globais e locais
  • Uso de constraints
  • Aplicação de Drivers para controle dos constraints

Só o exercício do braço é composto por três vídeos que somam quase uma hora de tutorial! Esse foi um dos motivos da demora em publicar essa aula junto com as outras.

Agora só estão faltando três aulas para que o curso esteja completo, e essas aulas devem ser publicadas até o próximo dia 09.

Quer participar desse curso? Para se inscrever no curso de Animação 3D com Blender, você deve visitar o endereço indicado no link. Lá está a lista completa de aulas com os respectivos tempos, e também as orientações sobre a inscrição.

Caso você já esteja inscrito no curso de modelagem poligonal com Blender, utilize o botão de inscrição localizado dentro do curso, para receber um desconto de 10% na inscrição.