Plugin gratuito no SketchUp ajuda a editar arestas

O uso de imagens de referência para criar modelos 3d é algo muito comum e que com o tempo acaba se tornando um hábito para a maioria dos artistas 3d, pela facilidade e agilidade que a técnica oferece. Além do uso de imagens de referência para gerar modelos, é possível também trabalhar com ilustrações vetoriais como base para criação de modelos, algo muito comum em ambientes voltados para modelagem em arquitetura. Esse é o caso de softwares como o SketchUp, em que podemos importar desenhos técnicos no formato DWG ou DXF para usar como base para modelagem. No caso de importação de desenhos técnicos em DXF e DWG, apenas o SketchUp Pro é capaz de fazer esse tipo de operação.

Após a importação desse tipo de desenho para o SketchUp, é muito comum encontrar pequenos problemas relacionados a representação de alguns tipos de arestas no software. Isso acontece devido ao processo de conversão de curvas e arcos oriundos de softwares de CAD, para o formato de curvas do SketchUp. Para usar efetivamente os desenhos técnicos nesse sentido é preciso fazer algumas pequenas edições e correções nas arestas para aproveitar a estrutura das linhas e gerar modelos 3d precisos.

Caso você faça esse tipo de correção em arestas no SketchUp de maneira manual, recomendo conferir um plugin gratuito para o SketchUp chamado de EdgeInspector que ajuda de maneira significativa a melhorar a organização desses desenhos oriundos de arquivos de CAD, e até mesmo ilustrações geradas no próprio SketchUp.

Entre as funções do plugin é possível encontrar:

  • Reconstrução de junções entre arestas (Algo semelhante a um extend em softwares de CAD)
  • Correção entre deslocamentos de vértices
  • Alinhamento de arestas em curva

Essas são apenas algumas das opções disponíveis no EdgeInspector que pode ser copiado de maneira gratuita no SketchUcation, bastando para isso um rápido cadastro no web site. A ferramenta é de extrema utilidade para artistas que usam como base arquivos do tipo DXF e DWG para gerar os modelos 3d.

Aprendendo sobre modelagem 3d com SketchUp

Quer aprender a usar o SketchUp para modelagem em arquitetura, e principalmente a aproveitar os recursos oferecidos pelos diferentes plugins gratuitos existentes para o software? No EAD – Allan Brito você encontra dois cursos excelentes para esse propósito:

No caso do curso sobre modelagem avançada, apenas plugins totalmente gratuitos são usados no curso.

Curso de modelagem poligonal com Blender: Aula 04 disponível

O curso de modelagem poligonal com Blender acabou de receber mais uma atualização, e dessa vez foi a aula 04 que aborda as ferramentas de modelagem com precisão do Blender. Esse tipo de recurso é muito importante dentro do contexto da modelagem poligonal, pois é com esse tipo de ferramenta que podemos ter controle sobre o posicionamento e transformações dos objetos dentro do ambiente de modelagem 3d do Blender. Assim como acontece com outras aulas das atualizações dos cursos do EAD – Allan Brito, estou adicionando exercícios em todos os novos cursos. O curso de modelagem poligonal com Blender na sua aula 04 tem como proposta de modelagem a criação da seguinte estrutura usando polígonos simples, mas com controle sobre o posicionamento dos objetos.

A imagem abaixo é um diagrama que mostra o exercício proposto para essa aula, em que os participantes do curso devem reproduzir o objeto apresentado usando as medidas e dimensões propostas.

modelagem-parade-curso-blender.jpg

Na aula quatro são abordados os seguintes tópicos sobre modelagem com precisão:

  • Uso do snap do Blender: A ferramenta de snap do Blender é extremamente poderosa, principalmente se usada em conjunto com o cursor 3d. Na aula 04 do curso de modelagem poligonal você aprende a trabalhar com o snap para fazer posicionamento de objetos na cena com base no cursor 3d e também nos centros dos polígonos.
  • Uso do vertex snap: Apesar de ser um recurso controverso devido a necessidade do uso de posições relativas ao mouse para funcionar bem, o chamado vertex snap é muito útil para posicionamento rápido de objetos em 3d. Um dos recursos mais interessantes desse tipo de ferramenta é o alinhamento automático de objetos 3d em planos inclinados.
  • Transformações numéricas em objetos: Existem muitos usuários do Blender que não sabem, mas é possível alterar as unidades de medida, para que ao invés das Blender Units usemos o sistema métrico com representação de distâncias em metros. Nessa aula você aprende a fazer esse tipo de ajuste, sem mencionar o fato de que qualquer transformação dentro do Blender pode ser configurada usando valores digitados no teclado.

Esses são os três principais assuntos abordados nessa aula, que é a quarta na seqüência de conteúdos da segunda versão do curso de modelagem poligonal.

As próximas atualizações no EAD – Allan Brito devem ser agora a já lendária aula 08 do curso sobre modelagem para arquitetura com Blender, e a aula 07 do curso sobre animação baseada em física. Ambas são aulas com grande quantidade de vídeos e devem ser publicadas na próxima sexta e sábado.

Modelando uma mão com polígonos no 3ds Max

A modelagem poligonal é uma das técnicas mais usadas para gerar modelos 3d em variados softwares como é o caso do Blender, 3ds Max, Maya e outros. O uso desse tipo de modelagem por boa parte dos artistas 3d é justificável pelo simples fato de ser intuitiva e fácil de aprender. Sem mencionar o fato que os outros procedimentos de modelagem 3d baseados em manipulação de curvas ou então escultura, exigem algumas vezes habilidades ou conhecimentos dos artistas que demandam muito mais tempo e prática, e algumas vezes até habilidades artísticas mesmo, coisa que nem todos possuem.

Com o uso dos polígonos para modelagem 3d a coisa é muito mais simples, pois basta conhecer as ferramentas de transformação básicas da modelagem 3d que são:

  • Translação
  • Rotação
  • Escala

E com essas três operações transformar as primitivas geométricas que estão disponíveis em vários software 3d para construir elementos mais complexos.

Modelando uma mão com polígonos no 3ds Max

Veja o caso do vídeo abaixo em que um artista 3d está criando a mão do personagem virtual que é foco do seu projeto de modelagem. O vídeo aborda apenas a criação da mão e dos dedos, mas ainda assim é interessante por mostrar uma das partes mais temidas pela maioria dos artistas.

Do ponto de vista da modelagem de seres humanos ou personagens, existem algumas partes do corpo que são especialmente difíceis de criar em 3d usando polígonos. Entre os mais altos graus de dificuldade estão em primeiro lugar a orelha e depois as mãos. É fácil de entender o motivo que faz das orelhas um dos objetos mais complicados de criar em 3d, pois a sua topologia é muito complexa e cheia de pequenos detalhes. A criação desse tipo de estrutura pode deixar até os artistas mais experientes com receio de errar! Já conheci artistas que simplesmente encontravam maneiras de esconder as orelhas dos seus personagens, usando artifícios como chapéus ou cabelo sobre as orelhas.

Os dedos das mãos também são complicados de criar, principalmente se forem colocados em foco pela câmera em animações. Se os dedos precisarem de deformações e rigging, a coisa fica ainda mais divertida.

Por enquanto, você pode praticar a modelagem da mão usando esse tutorial, e o mais interessante da modelagem poligonal é que podemos aplicar os seus procedimentos em praticamente qualquer software, pois as ferramentas são praticamente idênticas.

Curso de modelagem avançada usando plugins com SketchUp: Inscrições abertas

O EAD – Allan Brito acaba de receber mais um curso essa semana, e dessa vez foi o SketchUp que recebeu outro curso usando a mesma metodologia já adotada pelos cursos básico e de modelagem para arquitetura. O curso de modelagem avançada usando plugins no SketchUp já está disponível para inscrições. O objetivo desse curso é bem simples e deve ajudar os usuários do SketchUp que gostariam de expandir as possibilidades de modelagem com a ferramenta usando recursos como plugins.

O SketchUp é uma excelente ferramenta de modelagem para quem conhece bem o software, mas chega um determinado momento em que ficamos limitados pela ausência de algumas opções no sofware. Por exemplo, o SketchUp não disponibiliza nenhum tipo de ferramenta de modelagem baseada em revoluções de objetos como no AutoCAD ou 3ds Max. Mas, esse tipo de ferramenta pode ser facilmente adicionada usando plugins! Existe um grande e variado ecossistema de plugins gratuitos para o SketchUp que ajudam na modelagem de elementos e objetos complexos, que seriam difíceis ou até mesmo impossíveis e criar usando as ferramentas padrão do software.

Ao longo do curso os participantes aprendem a trabalhar com diversos desses plugins gratuitos como o Fredo Scale, Protrude, Extrude tools, Shape Bender e muitos outros.

Em todas as aulas é apresentado o procedimento de instalação do plugins antes de partir para a prática, e os links para download de cada plugin usado nas aulas também é indicado junto aos vídeos.

O vídeo abaixo é uma mostra do que você pode encontrar no curso:

E para mostrar uma mudança de funcionamento no EAD – Allan Brito, o curso está sendo lançado com um total de 5 aulas já publicadas. Sim, antes os cursos eram lançados apenas com a primeira ou a segunda aulas disponíveis, mas agora estou tentando mudar esse modo de trabalho para disponibilizar inicialmente os cursos com mais de 50% das aulas já publicadas.

Para conferir uma lista com os títulos das aulas e também os métodos de inscrição, visite a página de detalhes do curso sobre modelagem avançada usando plugins no SketchUp.

Inscrição com desconto

Os participantes do curso de modelagem para arquitetura com SketchUp podem fazer a inscrição com desconto no curso, basta visitar a parte interna do curso de modelagem para arquitetura com SketchUp e usar o botão do inscrição na direita da interface.

As pessoas que gostariam de conseguir um desconto extra, mas ainda não estão inscritas em nenhum curso, podem usar o combo dos cursos de SketchUp para realizar a inscrição e aproveitar o desconto no valor dos dois cursos juntos que fica por R$ 69,90.

Próximas atualizações

Essa semana os cursos que devem receber atualizações são os de modelagem para arquitetura com Blender (Aula 08), Render avançado com Blender Cycles (Aula 06) e Animação baeada em física (Aula 08).

RigMesh: Modelagem 3d e rigging automáticos

O processo de modelagem e posterior configuração de personagens para animação pode demandar muito tempo de qualquer artista 3d. Se você já teve qualquer tipo de experiência com esse tipo de procedimento em softwares 3d deve saber a quantidade de tempo necessária para que algo desse tipo seja concretizada. É por isso que ferramentas que prometem acelerar o processo, ou mesmo resolver tudo como o CAT do 3ds Max, acabam atraindo a atenção de artistas 3d que não tem interesse em aprender os detalhes sobre ajustes e configurações de constraints, hierarquias e controladores que um bom rig exige.

Apesar de existirem diversas soluções prontas no mercado, podemos ainda nos surpreender com opções inteligentes e que envolvem também a modelagem como é o caso do RigMesh. Essa ferramenta é um protótipo voltado para pesquisa, que foi divulgado nos fóruns da CG Society para testes, mas mesmo sendo um protótipo, posso dizer que a opção de unir modelagem 3d com rigging do RigMesh é impressionante.

O vídeo abaixo mostra o RigMesh em ação trabalhando na criação de um personagem, unindo a modelagem do corpo de maneira semelhante ao que fazemos com as chamadas Metaballs, e adicionando os Bones de maneira automática no interior do modelo 3D.

A facilidade com que o objeto 3d pode ser criado usando curvas e pequenos detalhes é realmente o diferencial do RigMesh no que diz respeito ao workflow do processo. É claro que a ferramenta como opção para criação profissonal e voltada para a liberdade artística na modelagem é limitada, pois fica complicado ter controle sobre detalhes da topologia do objeto 3d usando apenas as curvas e ferramentas de edição oferecidas pelo RigMesh.

Outro ponto interessante é a criação automática da estrutura de bones interna dos modelos 3d. O personagem criado no vídeo teve todos os seus bones criados junto com a “casca” do modelo 3d, facilitando o processo de deformação que também é configurado de maneira automática. O ponto negativo é que a estrutura usa apenas cinemática direta simples, inviabilizando a sua aplicação como ferramenta efetiva para animação.

Mesmo com esses problemas, o RigMesh funciona muito bem como prova de conceito, e acredito que a ferramenta tem a sua utilidade como primeiro contato com o processo de rigging.