Como animar qualquer coisa no Blender 2.50?

Uma das áreas que sofreu a maior quantidade de atualizações no Blender 2.50 foi a relacionada com animação, pois agora existem diversas ferramentas adicionais e opções para trabalhar com objetos em movimento. Entre as diversas melhorias no 2.50 está a possibilidade de animar qualquer coisa relacionada ao projeto. Sim, a mesma coisa que usuários do 3ds Max, Maya e outros softwares já usam para trabalhar seus projetos de animação agora está disponível no Blender. Por exemplo, no 3ds Max ao acionar o botão de animação e fazer ajustes em parâmetros de um modificador ou qualquer coisa na interface, essas alterações geram keyframes.

Isso é identificado com a marcação do parâmetro com uma pequena linha vermelha na interface. Isso agora também é possível no Blender2.50. Como funciona esse tipo de animação? Para mostrar o funcionamento desse novo recurso do Blender 2.50, resolvi produzir um pequeno tutorial em vídeo que apresenta o procedimento necessário para animar os parâmetros de um modificador. Se você é usuário antigo do Blender, deve saber que algumas animações com modificadores são difíceis de criar ou demandam o uso de truques. Por exemplo, a animação com o modificador simple deform que agrega deformações com Bend, Taper e Twist.

No vídeo abaixo você vai aprender como criar esse tipo de animação. Além de abordar o uso desse tipo de recurso no Blender 2.50, essa é a minha primeira tentativa em gravar tutoriais em FullHD com o Blender. Sim, esse tutorial está disponível no Youtube em FullHD (1080p).

O truque é bem simples e envolve apenas a inserção de um keyframe diretamente sobre o parâmetro que deve ser animado. Para fazer isso basta posicionar o cursor do mouse sobre o valor que deve ser animado e pressionar a tecla i. Isso adiciona um keyframe ao parâmetro exatamente no frame em que a animação estiver estacionada. Na interface do Blender nada vai acontecer, mas no editor de curvas uma nova curva de animação aparece. Com essa nova curva será possível trabalhar com a animação do modificador.

Esse tipo de ferramenta abre inúmeras possibilidades de animação para o Blender 3D, transformando qualquer parâmetro do software passível de receber keyframes. Até as versões 2.4x era necessário usar truques como Hooks ou Lattices para conseguir esse tipo de efeito, mas agora as ferramentas nativas de animação fazem todo o trabalho.

Espero que os keyframes se apliquem aos parâmetros dos scripts em Python. Isso sim seria fantástico!

Só para lembrar, o Blender 2.50 ainda está em desenvolvimento e deve ser lançado só no segundo semestre desse ano. Sendo assim, você deve fazer o download das versões de teste e usar o software por sua conta e risco. A interface e ferramentas podem sofrer modificações até o lançamento oficial.

Introdução a animação 3d com o 3ds Max: Tutorial em vídeo e arquivo com exemplos

Essa dica é para as pessoas que estão estudando animação 3d com o 3ds Max, e gostaria de pratica um pouco mais com exemplos em vídeo. Um professor de animação 3d chamado David Fano, publicou no seu web site um ótimo tutorial com dicas sobre animação com o 3ds Max, que é perfeito para quem ainda está estudando e precisa de uma cena simples, mas que aborde os principais conceitos de configuração da cena, como os ajustes de curvas e posicionamento dos objetos.

O tutorial foi todo produzido com o 3ds Max 2009, portanto algumas coisas podem mudar, caso você queira tentar reproduzir o mesmo exercício em uma versão anterior.

O que mostra a animação?

A animação é bem simples e consiste em uma esfera, que vai quicando sobre um plano até que ela cai dentro de uma caixa. Assim que o movimento da esfera para, dentro da caixa, uma pequena esfera posicionada na frente da caixa muda de cor, simulando um aviso luminoso.

Pode parecer simples, mas a execução desse tipo de animação envolve vários conhecimentos úteis, e que podem ser aplicados em praticamente qualquer tipo de projeto envolvendo animação, com o 3ds Max.

Essa é uma lista do que você vai conseguir aprender ou reforçar, realizando a animação proposta no exercício:

  • Como adicionar keyframes com o Auto Key
  • Como adicionar keyframes com o Set Key
  • Ajustando o tempo e posicionamento de keyframes com o Track View
  • Animar configurações e parâmetros dos materiais
  • Alterar e ajustar o ponto pivot (centro) de um objeto para animação

Todos esses conhecimentos abordados no tutorial são básicos, mas de fundamental importância para um animador que queira desenvolver habilidades e investir em projetos mais complexos. No link indicado no início do artigo, você pode assistir a um vídeo com a demonstração da animação e fazer o download da cena usada no vídeo.

Se você não for usuário do 3ds Max, mas está estudando animação, esse pode ser um exemplo interessante para colocar a prova o que você já aprendeu até agora, pois as ferramentas e recursos usados no vídeo, está presentes em todos os softwares 3d.

Tutorial Adobe After Effects: Controle de animação com curvas

Quer um bom exemplo de como as ferramentas de animação, principalmente o editor de curvas pode ser útil até mesmo no Adobe After Effects? Uma das coisas que sempre falo para meus alunos, é que todos os softwares que lidam com animação, seja ele uma ferramenta 3d ou um software especialização em composição como o After Effects, usam as mesmas bases e conceitos. E quase sempre é mais importante dominar o conceito, para poder se adaptar de maneira rápida a qualquer software de animação.

Uma dessas ferramentas, que é muito conhecida dos animadores 3d é o editor de curvas. Com esse tipo de ferramenta, podemos fazer ajustes finos na velocidade e seqüência da animação, permitindo controle total por parte do artista, em termos de tempo e posicionamento dos keyframes.

O tutorial abaixo mostra uma animação extremamente simples no After Effects, mas usa o movimento do texto, para mostrar como é possível usar um editor de curva, muito semelhante ao existente em ferramentas 3d, para controlar a velocidade da animação.


Velocity Control in After Effects Tutorial from Go Media on Vimeo.

O vídeo é muito interessante para quem está começando a usar o After Effects também, pois mostra uma das animações mais simples de executar no software. Nas minhas primeiras aulas, na época em que ministrava aulas de composição e efeitos com o After Effects com certa freqüência, usava exemplos parecidos com esse nas primeiras aulas, para mostrar aos alunos a parte básica da timeline, que é um pouco confusa para algumas pessoas. Mas, com prática e paciência você acaba se acostumando.

No tutorial, o autor cria um layer de texto em que adiciona uma palavra. Essa mesma palavra recebe uma animação de movimento com dois keyframes. A princípio essa animação tem velocidade constante, mas o autor adiciona um pouco de Ease, para que o movimento seja mais lento no início e no final da trajetória.

Depois que o efeito de Ease é adicionado, o vídeo mostra como acionar o editor de curvas do After Effects, em que o artista pode ajustar da maneira que achar melhor, usando a curva da animação o tempo. Nesse caso, ele configura o movimento para começar com grande velocidade e ir parando aos poucos. Para incrementar o efeito, ainda é adicionado um Motion Blur ao texto.

Se você já estudou um pouco sobre animação e motion design, deve saber que o controle do tempo em animação é fundamental, e pode ser o segredo para a produção de um bom vídeo. Portanto, conhecer esse tipo de ferramenta, para quem quiser se especializar na área é muito importante!