Interior de hotel com Blender Cycles e luzes artificiais

Com as atualizações que devem aparecer nos próximos meses para o Blender 2.8 o software deve ganhar ainda mais importância no desenvolvimento de projetos. A área que vai receber um salto de qualidade e recursos é a da simulação de luzes artificiais.

Agora o Blender Cycles possui suporte para luzes do tipo IES na simulação de fontes artificiais, o que ajuda muito em projetos de iluminação. Esse é o caso de interiores com visualização noturna.

Quer um exemplo desse tipo de projeto?

Veja a simulação da iluminação realizada pelo artista chamado Kmurphy89 e compartilhada nos fóruns BlenderArtists.

Interior de hotel com Blender Cycles e luzes artificiais

O projeto apresenta diversos pontos de luz artificial que podem ser aproveitados de perfis oferecidos pelos próprios fabricantes. Por exemplo, você pode entrar no website da marca responsável pelas luzes e baixar os perfis IES de cada lâmpada.

Ao aplicar esses perfis nas luzes do Cycles, você terá uma simulação realista do projeto.

\Interior de hotel com Blender Cycles e luzes artificiais

É uma forma fantástica de apresentar para um potencial cliente como será a iluminação noturna de um ambiente. Seja você arquiteto(a) ou designer de interiores, o recurso pode ajudar muito na iluminação avançada de interiores.

O Blender 2.8 ainda está em desenvolvimento, mas você já pode usar perfis IES no Blender 2.7 com o uso de um Add-on gratuito.

Só para reforçar algo que muitas pessoas ainda desconhecem, o Blender é totalmente gratuito e de código aberto. Você pode fazer o download do software sem custo algum nesse endereço.

Se você quiser uma referência para conseguir usar o Blender em projetos de arquitetura e interiores como esses, recomendo uma visita ao EAD – Allan Brito para conferir alguns dos nossos cursos:

Quer algo mais completo? Usando o Blender COMPLETO, você tem um treinamento com mais de 700 vídeos sobre o Blender com descontos ultrapassando os 80%.

Download gratuito de perfis IES para iluminação em arquitetura

Nos projetos que envolvem o uso de iluminação para visualização de ambientes, um dos requisitos mais comuns em termos de luzes é a representação da iluminação da maneira mais fiel possível ao produto final do projeto. Isso significa que o o artista precisa tentar simular o efeito da iluminação nos softwares 3d, posicionando as luzes nos mesmos locais em que devem ficar os spots no espaço físico real. Como resolver esse tipo de problema? Para os que possuem excelente percepção e noção de fotografia, o processo de iluminação desses ambientes não deve ser difícil. Mas, para as pessoas que têm mais dificuldade com a iluminação, a representação real pode ser desafiadora.

Usando perfis IES para iluminação

Uma solução muito interessante para esse tipo de problema é adotar perfis IES para representar a iluminação. Esses arquivos armazenam informações físicas da luz e as reproduzem nos softwares 3d. O seu uso é bem simples, e consiste em um arquivo com extensão “ies” que pode ser associado a um ponto de luz. Ao renderizar a cena com aquele arquivo associado, o resultado será a representação da iluminação com características idênticas ao que teríamos no mundo real.

Com base nesse tipo de tecnologia, diversos fabricantes de lâmpadas disponibilizam perfis IES para seus produtos, e podemos já prever a marca e modelo das lâmpadas usadas na iluminação dos ambientes.

Download gratuito de perfis IES para arquitetura

Um desses fabricantes que disponibiliza perfis IES para download é a marca HE Williams, que mantém um arquivo IES para cada modelo de luminária e lâmpada no seu catalogo. Mesmo que essa marca não seja muito conhecida no Brasil, pelo menos eu não conheço, é interessante fazer o download dos perfis IES, pois as características técnicas dos produtos podem atender a alguma demanda específica em projetos de iluminação.

Como usar arquivos IES?

A maneira com que esses arquivos são usados varia de acordo com cada renderizador. Mas, na maioria das vezes devemos associar o arquivo a um ponto de luz, material ou então em renderizadores que usem iluminação baseada em geometria. O importante é saber que na maioria dos casos existe suporte para esse tipo de arquivo nos melhores renderizadores de imagens.

Usando luzes fotométricas no YafaRay e Blender 3D para arquitetura

Assim como acontece com o Blender 3d que recebe versões de testes para que os artistas e usuários possam testar novas ferramentas, antes que um lançamento seja disponibilizado, o YafaRay ganhou no início desse mês uma versão preliminar do que será a versão 0.1.2. Entre as diversas melhorias dessa versão estão correções em problemas conhecidos e a promessa de menos artefatos na renderização, que são aqueles incômodos pontos pretos que teimam em aparecer na tela quando renderizamos algumas cenas. Mas, entre a lista de novidades incluídas nessa versão do YafaRay, está uma que me deixou muito interessado por equiparar o YafaRay em termos de recursos de iluminação com ferramentas como o LuxRender e o Indigo Render.

Agora também poderemos usar luzes fotométricas no YafaRay, que também são conhecidas pela sigla IES. As chamadas luzes IES atribuem maior realismo em projetos de visualização, pois usam dados reais dos pontos de luz. Por exemplo, ao projetar um ambiente interno é possível solicitar a equipe responsável pelo projeto a marca e modelo das fontes de luz artificial. Depois é só visitar o web site do fabricante e fazer o download dos arquivos “.ies” e associar os mesmos aos pontos de luz. O resultado é muito bom e próximo do real.

Se você quiser fazer o download dos arquivos de instalação dessa versão do YafaRay para testar o seu funcionamento, visite esse endereço nos fóruns de usuários do YafaRay. Devo lembrar que por se tratar de uma versão experimental, não é aconselhável usar cenas ou modelos 3d dos quais você não possui cópias de segurança. Todo cuidado é pouco com versões experimentais de softwares!

Como usar essas luzes no YafaRay?

Depois que tudo estiver instalado, tanto o YafaRay como o script que exporta as cenas para o renderizador. Podemos configurar o uso desse tipo de luz. No YafaRay apenas as luzes do tipo Spot podem receber arquivos IES. Selecione uma luz desse tipo de acione a aba Object o YafaRay.

yafaray-luzes-fotometricas-design-01.jpg

Lá podemos encontrar o seletor para os tipos de luz e encontramos a opção IES Light. Para informar o uso desse tipo de luz, precisamos digitar o nome do arquivo, sem a extensão, que representa a luz IES.

yafaray-luzes-fotometricas-design-02.jpg

Mas, em que pasta esse arquivo deve estar localizado? Nesse caso precisamos fazer uma verificação no local em que essa versão do YafaRay foi instalada. Caso não exista, crie uma pasta chamada “iesFlies”. Ficaria assim para os usuários do windows “c:\arquivos de programas\yafaraydevbranch\iesFiles“. Os arquivos IES devem estar copiados nessa pasta.

Agora basta criar uma cena e posicionar vários pontos de luz e configurar a renderização para ter uma cena usando luzes fotométricas.

yafaray-luzes-fotometricas-design-03.jpg

yafaray-luzes-fotometricas-design-04.jpg

Os artistas 3d que trabalham com visualização para arquitetura devem gostar bastante desse tipo de recurso.

Luzes IES gratuitas para download

Uma das maneiras mais fieis de iluminar um ambiente, usando ferramentas 3d é com o uso de luzes do tipo IES. Esse tipo de luz guarda informações reais sobre como as luzes se comportam nos ambientes físicos, sendo produzidos na maioria das vezes pelos próprios fabricantes das luzes. Algumas ferramentas como o 3ds Max já apresentam luzes fotométricas embutidas, mas isso não significa que só podemos usar com ele esse tipo de luz.

Existe alguma vantagem em usar luzes IES? Claro que sim! A precisão da iluminação virtual é muito melhor com o uso de luzes IES, mas por outro lado, você precisa ter um mínimo de conhecimento sobre como essas luzes funcionam para tirar o melhor proveito delas. Caso contrário a aplicação desse tipo de iluminação em ambientes 3d será na base do chute, o que nunca resulta em bons resultados.

Quem quiser começar a trabalhar com esse tipo de iluminação no Blender, pode usar o Indigo, que suporta esse tipo de iluminação para as suas cenas. Inclusive, um dos motivos que me levaram a escrever esse artigo, foi uma coleção gratuita de luzes IES (Fotométricas), publicada por um artista nos fóruns do Indigo. São mais de 200 luzes!

Algumas particularidades sobre esses tipos de arquivos:

  • Eles apresentam a extensão IES
  • Podemos visualizar as informações de cada arquivo, antes de utilizar as luzes em ambientes 3D. Alguns softwares gratuitos permitem abrir e visualizar as informações, até com uma pequena imagem mostrando o efeito da luz. Para fazer o download de um desses softwares, visite esse o link indicado no início do artigo. No fórum do Indigo é possível encontrar essa ferramenta de visualização.

Agora, se você gostar desse tipo de luz e quiser fazer o download de vários arquivos, provenientes de diversos fabricantes de luzes, recomendo uma visita a esse link no Vizdept. Um usuário perguntou sobre fontes para download de luzes IES, como conseqüência, várias pessoas indicaram fontes para download! Por exemplo, lá é possível encontrar links para empresas como a Erco, uma das mais famosas fabricantes.

Quem trabalha com visualização de ambientes, precisa dominar a técnica de utilização de luzes IES. Até porque, elas garantem que a sua simulação virtual é o mais fiel possível ao mundo físico.

Como usar luzes IES no Blender 3D? Isso é assunto para outro artigo. Pode ficar tranqüilo que logo publico a técnica necessária para usar esse recurso no Blender 3D.