Tutorial Blender: Usando o Mitsuba Render com o Blender

A oferta de renderizadores que trabalham junto com o Blender tem crescido de maneira significativa ao longo dos últimos meses, e mesmo com a disponibilidade do Cycles já integrado ao Blender, é interessante ter opções para gerar imagens com alta qualidade, quando o Cycles não conseguir ainda atender a todas as necessidades de um projeto. Como o renderizador ainda é jovem em comparação a outros projetos que possuem anos de desenvolvimento, é perfeitamente normal que ainda existem vários recursos que precisam ser adicionados ao Cycles.

Por isso, sempre encorajo meus alunos, seja dos cursos presenciais ou a distância, para aprender outras opções em termos de renderização com o Blender. Entre essas opções existe o excelente Mitsuba Renderer, que chegou agora no começo do mês de outubro na sua versão 0.4. O Mitsuba é um renderizador baseado em física real que é distribuído sob uma licença GPL, sendo de código aberto assim como o Blender. Além de tudo isso, o software é totalmente gratuito e integra um conjunto de renderizadores de código aberto que funcionam junto do Blender formado por LuxRender, YafaRay e outros.

Bem, mas você deve estar se perguntando, como podemos usar o Mitsuba junto com o Blender? Para responder a essa pergunta, gravei um pequeno guia em vídeo que mostra como instalar o Add-on que exporta as cenas do Blender para o Mitsuba. Antes, você vai precisar tanto do Mitsuba e do Add-on que exporta cenas do Blender para o renderizador, que podem ser copiados de maneira gratuita nos referidos links.

O processo de instalação do Add-on é parecido com o realizado no Add-on do YafaRay. Nesse caso fica uma dica importante para instalação de Add-ons compostos por várias pastas. O Blender aceita Add-ons tanto com arquivos na extensão .py ou .zip. Nesse caso é mais fácil instalar o Add-on usando o arquivo zip, que é o processo escolhido no vídeo. Depois disso, basta habilitar o Add-on e determinar a pasta em que está o executável do Mitsuba para começar a renderizar as suas imagens de dentro do Blender mesmo!

O Mitsuba é um renderizador bem avançado em termos de recursos, pois dispõe de muitas opções de integralizadores para o render e também de shaders para materiais e texturas. Agora que você já sabe instalar o renderizador, pode gerar as suas imagens com esse excelente software.

Já falei que ele é gratuito?

Mitsuba: Novo renderizador unbiased de código aberto

Os renderizadores de código aberto estão cada vez mais próximos em termos de velocidade quando comparamos os mesmos as opções comerciais, devido ao auxílio cada vez maior de renderização por hardware e melhorias nos algoritmos. Até pouco tempo atrás tínhamos opções como o LuxRender e YafaRay se destacando no conjunto qualidade e velocidade de render, mas esse número está aumentando. Podem ser opções derivadas como é o caso do SmallLuxGPU que usa o poder das modernas placas de vídeo, ou mesmo novos softwares. Esse é o caso de uma opção muito interessante de render chamado de Mitsuba Render. O software funciona com os mesmos princípios do LuxRender, apresentando técnicas de render do tipo Unbiased. Com essas técnicas podemos gerar imagens baseadas no comportamento físico da luz.

O resultado são imagens com altíssima fidelidade ao que teríamos no mundo real, mas que por outro lado acabam demandando muito tempo para renderizar. Como funciona essa ferramenta? O vídeo abaixo demonstra muito bem o funcionamento do Mitsuba Render, que funciona em praticamente todos os sistemas operacionais.

Mitsuba Renderer Overview from Wenzel Jakob on Vimeo.

A maneira com que o renderizador carrega e manipula arquivos 3d faz com que ele seja compatível com a maioria dos softwares 3d, pois é necessário carregar os arquivos usando o formato COLLADA. Assim que os arquivos são carregados, podemos começar a fazer ajustes no painel de controle do render e determinar a aparência de diversos elementos na tela.

Em termos de recursos a ferramenta está bem fundamentada, mesmo para a versão 0.1.3 temos:

  • Diversos integradores de render com variantes do Metropolis Light Transport, Photon Mapper e Path Tracing;
  • Materiais com efeitos óticos avançados como simulações de SSS e micro-polys ( Exemplo: vidro jateado).
  • Depth of Field
  • Renderização volumétrica para gerar simulações com fumaça e outros elementos translúcidos;

O renderizador é um projeto do desenvolvedor Wenzel Jakob e pode ser aproveitado por estudantes e artistas, que precisem de uma opção extra de render para softwares como o Blender, SketchUp e outros. No caso dessas ferramentas, o único requisito para que as cenas possam ser renderizadas no Mitsuba é a exportação no formato COLLADA.

O autor já publicou no web site do projeto que está planejamento integrar a ferramenta em softwares de modelagem 3d e animação. Espero que o Blender esteja na lista.