Comercial produzido com Blender e Lightworks

Os projetos usando o Blender voltados para o mercado publicitários estão começando a se espalhar de maneira impressionante nesses últimos meses, e muito disso aconteceu graças a incorporação do sistema de tracking. Para quem não lembra o sistema de tracking do Blender foi desenvolvido para ajudar na produção do curta Tears of Steel, e posteriormente acabou virando uma ferramenta nativa do Blender. O importante é que depois de adicionado ao software, agora todos podem aproveitar os recursos e misturar vídeo com elementos em 3d. Como muitas produções voltadas para a publicidade usam esse tipo de recurso, era apenas questão de tempo mesmo até que os projetos começassem a aparecer.

Essa semana um artista chamado Alessandro Dalla Fontana divulgou um comercial totalmente produzido com o Blender, e editado no Lightworks. O Lightworks é um editor de vídeo não-linear semelhante ao Adobe Premiere e Final Cut com a diferença de ser totalmente Open Source. O vídeo do comercial produzido com o Blender é o seguinte:

O vídeo é bem curto e funciona bem para o propósito do comercial, mas nada se compara ao making of divulgado pelo artista! No making of podemos acompanhar a gravação do vídeo em estúdio e principalmente o sistema de tracking do Blender em ação, interagindo com os elementos para compor a cena.

O ambiente de estúdio e equipamentos usados na produção ajudam muito na parte de pós-produção, mas o que realmente deixa qualquer usuário do Blender empolgado é que o software responsável pela finalização do projeto já está instalado no seu computador, caso você tenha o Blender. E o software é totalmente gratuito.

Esse tipo de ferramenta ajuda a demonstrar a importância dos projetos Open Movie realizados pelo instituto Blender, e como compensa investir no desenvolvimento do mesmo!

Se você não conhece o Blender e gostaria de começar a usar a ferramenta nos seus projetos, recomendo uma visita ao EAD – Allan Brito para conferir os cursos de Blender, e também participar do sorteio que estou realizando ao longo do mês de Outubro. É só seguir as orientações desse artigo, e você pode concorrer a livros sobre arte digital usando Blender e outros softwares 3d. Os cursos gratuitos do EAD – Allan Brito não fazem parte do sorteio.

Castelo do Game of Thrones criado no Blender

O sistema de tracking de câmera do Blender abriu possibilidades e opções artísticas para uso do software em situações que até então demandavam o uso de plugins e scripts externos. Os usuários mais antigos do Blender devem lembrar de softwares como o Voodoo Camera Track que funcionava de maneira um pouco mais “espartana” usando um mix de scripts junto com cenas exportadas do próprio Blender. A situação hoje é muito mais simples com um sistema de tracking dedicado e muito confiável, o Blender está sendo considerado para múltiplos comerciais para TV e logo em projetos de filmes também devido a qualidade do tracking. Um usuário do Blender colocou o sistema a prova tentando reproduzir o castelo que aparece na abertura do seriado Game of Thrones, e posicionando o resultado sobre uma mesa real.

Castelo criado no Blender

O resultado do experimento ficou muito interessante e ilustra bem a capacidade do sistema de tracking do Blender. O vídeo a seguir mostra o resultado do experimento:

É importante ressaltar que a abertura oficial do Game of Thrones não foi produzida com o Blender, esse é apenas um experimento realizado por usuários do Blender reproduzindo o efeito com base no funcionamento do sistema de tracking.

Além do bom resultado gerado pelo experimento, é possível conferir um pequeno making of da animação inclusive com as filmagens originais usadas no projeto no mesmo vídeo.

Podemos perceber como funciona esse tipo de sistema baseado em tracking de câmera e as modificações necessárias na cena por parte dos produtores, para conseguir alinhar o modelo 3d com a superfície da mesa no making of. No local foram colocados pontos de marcação, usados como referência para o software conseguir localizar os pontos. O uso desse recurso é fundamental para o tracking, pois sem ele será preciso usar e encontrar pontos com contraste de cor suficiente para conseguir identificar a superfície no tracking.

Calma que ainda não acabou! Como forma de compartilhar o conhecimento e também a técnica usada no projeto, os autores disponibilizaram no BlendSwap o arquivo fonte resultante do projeto sob uma licença creative commons. Você pode copiar o arquivo para análise e estudo imediatamente, basta ser usuário registrado no BlendSwap.

Curso sobre composição e efeitos com Blender: Aula 04 disponível

O curso sobre composição e efeitos com Blender recebeu hoje mais uma atualização, e a aula 04 já está disponível para os participantes. O objetivo desse curso é bem diferente em relação aos outros temas abordados no EAD – Allan Brito, procurando mostrar as opções do Blender como opção para realizar efeitos e interagir com material criado em vídeo. Nessa aula os participantes aprendem a trabalhar com o sistema de tracking do Blender, fazendo uso da janela Movie Clip Editor e também das opções de tracking com apenas um ponto.

Esses são os passos iniciais necessários para conseguir trabalhar com tracking um pouco mais complexo. Para essa aula precisava de uma vítima um exemplo em vídeo para fazer o traking, e quem melhor do que eu mesmo para participar da aula, e para isso gravei um vídeo que é usado como exemplo pelos participantes.

No vídeo faço uma marcação no meu dedo indicador direito, e uso a marca como referência para fazer o tracking. Na aula os participantes aprendem os seguintes tópicos:

  • Como funciona o sistema de tracking
  • Relacionando os marcadores com elementos na 3D View
  • Uso de material em vídeo como referência
  • Uso do Node Editor para compor material em 3d com vídeo
  • Uso de efeitos físicos como fogo ou fumaça em composição com vídeo

Para mostrar o funcionamento do sistema, faço com que a ponta do meu dedo emita uma pequena chama com o novo sistema de simulação de fogo do Blender. O resultado ficou simples, mas serve como base para as próximas aulas, em que mostro como trabalhar com tracking de múltiplos pontos e também na criação de uma câmera virtual, para fazer cenários virtuais.

O tema é interessante e novo para a maioria dos usuários e artistas que usam o Blender, pois o sistema de tracking foi inserido apenas nas últimas versões do Blender. Mas, os participantes do curso podem aprender de imediato como trabalhar com esse tipo de material.

Ficou interessado? Para fazer a inscrição no curso, basta visitar a página de detalhes do curso sobre composição e efeitos com Blender, para conferir a lista de aulas já publicadas e também o botão de inscrição. Quem já participa de algum curso pago no EAD – Allan Brito, pode fazer a inscrição com desconto usando os botões disponíveis dentro dos próprios cursos. Outra opção interessante é aproveitar os descontos para inscrição em múltiplos cursos!

Obs: Devido a grande quantidade de dados (1.2 GB) em vídeo, o material está em processo de upload. A aula estará disponível e processada por completo hoje depois das 21:00.

Tutorial Adobe After Effects: Efeitos visuais e tracking avançado

Que tal aprender como fazer efeitos visuais com o Adobe After Effects? Esse é um assunto muito interessante e que pode ser útil, para todos que trabalham com animação, modelagem 3d e computação gráfica de maneira geral. Um dos efeitos visuais mais trabalhosos, por exigir várias pequenas tarefas e não por ser complexo, consiste na substituição de um elemento disponível em algum tipo de vídeo. Por exemplo, quando temos um “poste” gravado em um vídeo, podemos remover o mesmo de uma seqüência em vídeo, de maneira semelhante ao que faríamos no photoshop ou gimp.

Quando o objeto é estático no vídeo, o processo até que é simples. Mas e quando ele está em movimento? Nesse caso, o artista precisa usar um apanhado de técnicas para remover com sucesso esse objeto. As técnicas envolvem rotoscopia e motion tracking.

Se você nem imagina como esse tipo de edição pode ser realizada no After Effects, encontrei um tutorial muito bom e completo, que mostra todo o processo. Ele é de um artista chamado DJRoto, que precisou realizar a edição para substituir um pequeno detalhe em um vídeo.

After Effects - Tutorial Tracking

O processo foi o seguinte, ele tinha um vídeo em que um DJ, ele próprio, estava conduzindo uma festa. O disco de vinil que ele estava usando no vídeo apresentava a logomarca da casa noturna em que ele estava. Como ele precisava usar o mesmo vídeo, para outro propósito que exigia que a logomarca não estivesse ali, ele resolveu editar o vídeo para substituir a marca. Mas, no vídeo o disco se move constantemente. Então a edição com o After Effects se faz necessária.

Ficou interessado no vídeo? Visite esse endereço para assistir o material. Já vou avisando, o vídeo tem quase 70MB, mas por outro lado o tempo do tutorial é de mais de 30 minutos.

Para quem já conhece o After, o processo será fácil de entender. Mas se você não conhece o processo, está ai mais uma ótima razão para reservar um tempinho e assistir o tutorial. Tenha certeza que saber um pouco mais não fará mal algum. Pelo menos você poderá dizer que conhece a famosa interface e timeline do After Effects.