Kit de desenvolvimento para personagens no LightWave 3D

A modelagem de personagens virtuais é uma das tarefas mais complexas em termos de modelagem, pois exige muito conhecimento nas ferramentas e também percepção do artista 3d para gerar resultados satisfatórios. Entre as mais variadas técnicas que podemos usar para aprender esse tipo de técnica, existe a chamada engenharia reversa, em que um artista analisa o trabalho de outra pessoa e identifica pontos chave para que o mesmo possa ser reproduzido. Para pessoas que não estão acostumadas a fazer esse tipo de coisa, pode até parecer algo pejorativo, parecido com uma cópia simples. Mas, na verdade é uma excelente maneira de analisar o trabalho de profissionais mais experientes.

Pensando nesse tipo de situação e na sua base de usuários, a Newtek lançou algumas semanas atras o chamado Kit de desenvolvimento para criaturas em 3d. Esses kits nada mais são que modelos 3d em alta resolução e com todos os recursos de texturas e iluminação, para que seus usuários possam estudar e aprender como reproduzir esse tipo de material no LightWave 3D.

A imagem abaixo mostra o exemplo do que acompanha o kit do personagem chamado de “Mutant”.

lightwave-3d-creature.jpg

Os kits podem ser copiados de maneira totalmente gratuita, mesmo por usuários que não usam o LighWave. Assim que fazemos o download do material, podemos extrair o conteúdo e acessar:

  • Modelos 3d
  • Texturas
  • Mapas em HDRI
  • Cenas com iluminação
  • Configurações de materiais especiais
  • Mapas de texturas UV

Hoje já existem dois kits disponíveis, que são compostos pelo modelo dessa imagem “Mutant” e outro de um personagem alienígena chamado de “Alien Emissary”. Com o tempo devem ser adicionados novos kits contemplando novos personagens prontos para análise e estudo.

Esse é o tipo de recurso que visa agregar mais usuários e artistas ao LightWave 3d, software que já teve participação no mercado de produção para TV e cinema mais expressiva, mas acabou perdendo espaço com o tempo para ferramentas da Autodesk. Com a sua política agressiva de aquisições, os competidores acabaram perdendo muito dos mercados para TV.

O LightWave é uma boa ferramenta de modelagem e animação, que já teve um dos melhores renders do mercado. Será que esse tipo de bondade será suficiente para atrair mais usuários?

Tutorial de animação com fluidos usando Blender 3D e LightWave 3D

O Blender 3D está ganhando cada vez mais destaque entre outros artistas 3d pelas suas qualidades e ferramenta gratuitas, mesmo que a migração para o software não seja completa, alguns módulos e ferramentas do Blender são usadas para gerar simulações avançadas em animação. Por exemplo, é muito fácil encontrar artistas que usam o sistema que simula fluidos no Blender, criando a simulação no Blender 3D e importando o material para renderizar e integrar o material em outros softwares como Modo, LightWave, 3ds Max e outros. Um desses artistas preparou um ótimo tutorial que mostra o procedimento necessário para fazer esse tipo de integração com o LightWave.

Ele criou uma animação com fluidos no Blender 3D e exportou o material para o LightWave, resultando em uma animação realista renderizada com os recursos avançados de visualização do LightWave. O tutorial de animação de fluidos com Blender 3D e LightWave, pode ser copiado aqui.

tutorial-blender3d-lightwave-fluidos

O link leva até um diretório de um FTP em que o artista armazena esse e outros tutoriais relacionados com LIghtWave.

Os vídeos são úteis tanto para artistas do LightWave como para o pessoal que gostaria ou já usa o Blender 3D, pois o sistema de simulação de fluidos do Blender é muito bem explicado no primeiro vídeo, em que a animação base é criada. Depois que a animação base é criada no Blender, o botão BAKE no menu de fluidos funcionam como gatilho para que o modelo 3d da simulação seja criado e salvo na pasta determinada pelo artista.

Essa mesma pasta serve para guardar uma simulação já criada, como também é a base para exportar o material para outros softwares.

No segundo vídeo, o procedimento para importar o material no LightWave é explicado, usando um objeto vazio como referência. O segredo de tudo é usar um plugin para o LightWave que interpreta os fluidos do Blender 3D e converte para o formato do LightWave. É fácil perceber em que momento o plugin é usado, pois o autor do vídeo seleciona dentro do próprio LightWave um tipo de objeto chamado Blenderfluids, como sendo a referência para a substituição.

Mesmo que você não seja usuário do Blender 3D ou LightWave, recomendo assistir ao vídeo para conhecer o sistema de fluidos do Blender. Muitos usuários estão usando o Blender para esse propósito, pois diferente de soluções como o Realflow que custam 1200 dólares, o Blender 3D pode simular fluidos de maneira gratuita e com qualidade.

O plugin usado no tutorial pode ser copiado nesse endereço.

Como configurar a iluminação no LightWave 3D? Simulando o sol!

Desde quando comecei a trabalhar com softwares 3d, sempre conheci o LighWave como sendo o software com o melhor renderizador interno do mercado. Isso foi antes do surgimento e difusão de softwares como Mental Ray, V-Ray, Final Render e Maxwell Render. Hoje em dia o mercado conta com tantas opções que o LightWave perde em mercado até mesmo para o seu maior reduto, que são as produtoras americanas. Ainda encontramos alguns poucos filmes e séries de TV que usam a ferramenta para seus efeitos, mas a base de usuários já foi bem maior.

Só para ter uma idéia, houve uma época em praticamente só o LightWave contava com uma sistema de radiosidade integrada ao render, totalmente nativo e sem a necessidade de comprar nada extra. Hoje a coisa é bem diferente, a Autodesk “manda” o Mental Ray junto do 3ds Max e já tem um sistema de radiosidade integrado.

Nesse ponto, percebemos o quanto a concorrência entre empresas que trabalham com o desenvolvimento de softwares 3d é saudável, sei que a Autodesk não é santa, mas a Newtek perdeu a liderança no seu pacote de aplicativos, sem fazer os prognósticos corretos das ações de sua concorrência.

Bem, deixando essa análise de mercado de lado, voltemos a falar sobre o sistema de renderização do LightWave. Mesmo sem nenhuma perspectiva de usar o software, e nenhum curso em vista aqui pela região, ainda gosto de aprender e entender o sistema de renderização e iluminação pioneiros do LightWave. Os fóruns de usuários da Newtek são um excelente local para encontrar esse tipo de material, e hoje pela manhã fazendo uma visita aos fóruns, encontrei um ótimo tutorial sobre iluminação com o LightWave 3D em vídeo.

Na verdade, o tutorial não aborda o uso das ferramentas padrão do LightWave para renderização, mas sim de um plugin gratuito que permite associar texturas e imagens ao background, para simular de maneira realista a iluminação do sol. O processo é relativamente simples, e no tutorial o autor mostra todos os passos de como o plugin funciona na sua essência.

Depois que a imagem está associada ao ambiente, o autor mostra na maior parte do tutorial as configurações e ajustes necessários nos parâmetros, para conseguir determinados efeitos de iluminação. Para as pessoas que estão interessadas em aprender um pouco mais sobre iluminação, ao menos os parâmetros e testes de render do autor, podem servir para um maior entendimento de como funciona a iluminação com configurações reais.

O arquivo está no formato MOV e tem aproximadamente 140MB (compactado).

Criando texturas e normal maps para o LightWave 3D

Assim que o trabalho de um artista especializado em modelagem 3d termina, outro processo igualmente complexo mas que requer do artista mais habilidade na manipulação de imagens 2d que 3d. A criação de texturas é uma arte, que você pode dominar ou simplesmente conhecer o suficiente para ambientar seus modelos 3d. Na maioria das vezes as pessoas têm apenas o conhecimento necessário para configurar seus projetos próprios, mas algumas pessoas têm tanta habilidade com texturas, que acabam trabalhando apenas com isso, em ferramentas como o Painter ou Photoshop.

Existem até mesmo alguns softwares especializados para trabalhar com texturas, como o poderoso Body Paint 3D que consegue editar texturas diretamente sobre o corpo dos personagens 3d, até ferramentas como o Texture Maker, que é um software mais barato que o Body Paint, mas especializado em texturas de maneira geral.

Quer aprender como funciona uma dessas ferramentas? O tutorial abaixo mostra alguns aspectos básicos sobre o Texture Maker, e a sua integração com o LightWave 3D. No vídeo, o autor mostra como criar os chamados mapas normais, ou normal maps, que são muito mais poderosos que os famosos mapas de Bump. Os mapas de Bump são representados em escala de cinza, já os mapas normais podem apresentar uma variação de cor um pouco maior, com tons de magenta e lilás.

No vídeo, podemos compreender a vantagem de usar uma ferramenta especializada em trabalhar com texturas, pois foi muito rápido transformar uma fotografia simples, em um mapa normal.

Assim que o mapa está criado, o próximo passo do tutorial é mostrar o processo de configuração da textura no LightWave 3d. A configuração é simples, com as dicas mostradas no vídeo qualquer artista que esteja começando a trabalhar com o LightWave, pode em poucos cliques conseguir configurar esse tipo de textura, até mesmo com um arranjo de nós.

Na segunda parte do tutorial, o autor ainda demonstra o efeito dos mapas em um personagem 3d. Com esse tipo de textura é possível adicionar pequenos detalhes em personagens, principalmente em superfícies com escamas, como é demonstrado no exemplo do vídeo.

Mesmo não sendo uma aula completa sobre o assunto, podemos aprender um pouco mais sobre a importância desse tipo de textura e presenciar alguns exemplos reais. Sem mencionar, as dicas sobre o LightWave 3d, que o autor passa ao longo do vídeo.

Só para registrar, o software chamado Texture Maker é pago, sua versão comercial custa 99 Euros.

Tutorial de modelagem 3D: Personagem realista usando LightWave e Fusion

Nos últimos tempos tenho publicado vários links para tutoriais e guias, mostrando o processo de modelagem necessário para criar personagens e cabeças. Esses tutoriais na sua grande maioria são voltados a criar apenas os modelos 3d, deixando a parte de configuração de materiais e texturas para um segundo momento, que nunca aparece. Os vídeos e textos sobre modelagem são muito bons e ajudam na aprendizagem, mas aprender um processo mais complexo e completo de modelagem seria muito mais instrutivo para quem está aprendendo.

Essa semana, encontrei um tutorial fantástico, que usa o LightWave 3D para a modelagem e renderização, ficando a composição e pós-produção para o Fusion. O resultado final desse tutorial de modelagem realista com o LightWave é a imagem abaixo:

Impressionante não é?

O que é necessário para criar uma imagem como essa? O artista responsável pelo tutorial disponibilizou para consulta o processo todo em vídeo.

Um aspecto interessante em relação ao tutorial é a simplicidade da modelagem 3d. Quando mostrei esse material para alguns colegas que trabalham com modelagem, no mesmo momento eles afirmaram que o ZBrush ou MudBox deve ter sido usado no processo, pelo fato de existirem algumas rugas no rosto do personagem.

Na verdade, o segredo para o realismo dessa imagem é o excelente trabalho de texturas e materiais do personagem. Na página do tutorial, você pode encontrar os diferentes mapas de texturas usadas pelo artista para representar o personagem. Muitas pessoas acham que apenas um mapa único, pode representar de maneira fiel a complexidade da pele humana, mas como o próprio tutorial mostra, o resultado pode ser muito melhor se usarmos vários mapas, para representar a pele em várias camadas, como acontece no mundo real.

Existe um pouco de Photoshop também no tutorial, para pequenas correções.

Cada um dos aspectos importantes do processo de criação, que não aparecem nos vídeos do artista, é comentado de alguma forma nos textos que acompanham os links para os vídeos. No final do tutorial, ainda é possível fazer o download de todos os arquivos usados no tutorial!