Tutorial de modelagem com Maya 2011: Criando uma roda

Já faz um bom tempo desde a última vez que publiquei um tutorial sobre modelagem ou qualquer coisa relacionada com o Maya. Dessa vez encontrei um longo e detalhado tutorial de modelagem, usando o novo Maya 2011 e que pode ser aproveitado por outros artistas 3d. Apesar do Maya ter grande aplicação em projetos de grande porte, o mesmo acaba tento pouca penetração em estúdios de pequeno e médio porte, devido ao seu custo e escassez de mão-de-obra. É muito difícil encontrar equipes de pessoas especializadas, ou que tenham conhecimentos necessários para trabalhar com a ferramenta.

No tutorial que encontrei, podemos acompanhar o processo completo de modelagem de uma roda esportiva de carro, que é criada usando as tradicionais técnicas de modelagem poligonal. O vídeo está dividido em dez partes, perfazendo mais de uma hora de material sobre o Maya 2011.

O processo de criação do modelo 3d é simples, mas requer disciplina e o uso correto das ferramentas de modelagem por subdivisão. Como é comum nesse tipo de projeto, o autor do vídeo usa como referência para a modelagem uma foto de roda. É usando a referência dessa fotografia que ele consegue criar os elementos do modelo 3d sem nenhum tipo de informação numérica.

Os primeiros vídeos abordam a criação da base desse modelo 3d, usando apenas uma estrutura simples, e depois do sexto vídeo o autor se dedica a adicionar detalhes pequenos no modelo 3d. Para quem nunca usou o Maya para trabalhos de modelagem 3d, essa é uma excelente oportunidade de aprender como ele pode criar objetos baseados em polígonos. Os usuários do Maya podem conhecer e verificar as diferenças para a versão 2011.

No caso dos outros usuários e artistas 3d, o segredo para aproveitar esse material é usar as mesmas técnicas apresentadas no vídeo, e que estão presentes na maioria dos softwares e reproduzir o modelo no seu software preferido. Por exemplo, todos os softwares 3d apresentam opções para criar extrude, transformações e manipular polígonos. A única coisa que você precisa é uma fotografia de roda e um pouco de paciência para assistir aos dez vídeos dessa coleção de tutoriais.

Modelagem 3d e escultura digital para criar uma mão realista no Maya

A modelagem 3d orgânica apresenta alguns desafios interessantes quando o tema da modelagem em si é o corpo humano. Sempre que tenho oportunidade de escrever ou falar sobre esse tipo de modelagem, cito duas partes da anatomia humana que são demasiadamente complexas de criar em 3d que é a orelha e as mãos. Isso tanto é verdade que você vai perceber em vários projetos de modelagem, que alguns artistas 3d recorrem a luvas estilizadas ou mesmo um chapéu ou cabelos, para cobrir essas partes dos personagens. Nas minhas aulas de modelagem 3d, em que o assunto envolve modelagem avançada, a avaliação sempre envolve a criação de um desses itens usando quantidades reduzidas de polígonos.

Uma coisa que deixa o processo de modelagem das mãos em particular mais rápida, são as ferramentas de escultura digital como o ZBrush e o MudBox. Para mostrar como esse tipo de modelagem pode se beneficiar da escultura digital, a Autodesk patrocinou a criação de um tutorial em vídeo que mostra como é possível conseguir resultados realistas, usando o Maya para a modelagem 3d e o MudBox para a parte de escultura.

A primeira parte do vídeo é totalmente dedicada a modelagem da topologia básica da mão, com ferramentas comuns a qualquer projeto que envolve modelagem 3d poligonal. A modelagem é até relativamente simples e pode ser reproduzida em praticamente qualquer ferramenta 3d. Já próximo do final desse primeiro vídeo a fase de escultura digital começa, com o artista adicionando detalhes e pequenos relevos no modelo 3d.

O segundo vídeo continua com o trabalho de escultura digital adicionando mais detalhes e pequenos relevos ao modelo 3d da mão.

Uma coisa interessante sobre esse tutorial em particular é que o realismo é alcançado basicamente com a escultura digital, em que o artista 3d trabalha a topologia do modelo de maneira a conseguir adicionar imperfeições que seriam muito complicadas de criar usando técnicas de modelagem tradicional, ou até mesmo texturas com mapas de displacement ou bump.

Para um artista que pretenda trabalhar com modelagem 3d para TV e Cinema, adicionar esse tipo de detalhamento em modelos 3d é fundamental para conseguir criar modelos 3d realistas.