Maya e mental ray: Fazendo objetos emitirem luz própria

O uso de materiais que emitem luz própria é útil em várias ocasiões em projetos que envolvem elementos 3d, que podem ajudar na iluminação de uma cena ou mesmo reproduzir efeitos como luzes de neon. Dependendo do software que escolhemos para realizar a image, o processo pode ser relativamente simples ou complicado. No caso do Maya e do mental ray é preciso fazer uso dos shaders específicos para o renderizar esse tipo de efeito. Esse procedimento pode ser realizado no Hypershade do Maya, que é um tipo de editor de materiais baseados em nós, permitindo fazer combinações complexas de materiais e efeitos para obter materiais únicos.

Para quem está aprendendo a trabalhar com o Maya, o conhecimento de ferramentas como o Hypershade é fundamental para conseguir realizar operações com materiais. Um artista que usa Maya, elaborou um tutorial em vídeo muito interessante que mostra o processo de configuração de materiais que emitem luz, para renderização com o mental ray.

O vídeo simula o efeito de barras de neon:

Self Illuminating Objects with Mental Ray from Alex Villabon on Vimeo.

No vídeo podemos acompanhar todo o procedimento de configuração do material no Hypershade, e a escolha dos chamados mental ray nodes, que são os shaders específicos do mental ray que podem ser selecionados para a cena dentro do Hypershade. Nessa janela, os materiais prontos ficam na parte superior da janela, enquanto a parte inferior é destinada a receber as ligações e relacionamentos com nós.

O efeito apresentado no tutorial é realizado como uso do nó chamado de mia_light_surface que é próprio para realizar esse tipo de configuração. Nos parâmetros do material como Intensity, Fg contrib e Refl contrib podemos ajustar como o efeito de neon se espalha pela cena.

Depois de ajustar o material nos objetos, aparece a parte que é a mais complicada para a maioria dos usuários que é o ajuste do render no mental ray, principalmente no que se refere ao Final Gather.

Esse tutorial serve para usuários do Maya que nunca usaram o mental ray para renderizar, e também para os artistas que estão aprendendo a usar o Maya e gostariam de adicionar o efeito de neon ao seu conjunto de recursos para renderização.

Renderização em Wireframe com o Autodesk Maya

A criação de imagens usando softwares como o Autodesk Maya é mais lembrada pelas renderizações extremamente realistas. Uma coisa que muitos artistas e estudantes praticamente ignoram é a possibilidade de trabalhar com grafismos e também ilustrações usando softwares como o Maya, 3ds Max e Blender 3D. Para ter uma boa idéia de como isso é importante para o mercado, e pode alavancar a sua carreira em termos de produção 3d, faça uma visita a qualquer livraria ou gráfica. A grande maioria das imagens produzidas para capas e ilustrações hoje, tem algum elemento de 3d envolvido. Softwares como o Adobe Illustrator e Corel Draw já permitem a criação de elementos simples em 3d, mas ainda assim a melhor opção é trabalhar com suítes.

Esse tipo de imagem é chamada de NPR no jargão técnico da computação gráfica 3d, em que a sigla significa Non Photoreal render. Uma das técnicas mais usadas para criar esse tipo de imagem é a criação de uma renderização usando o modo padrão de shade dos softwares 3d, com a estrutura em wireframe dos modelos 3d aparente. Caso você queira aprender o funcionamento desse tipo de ferramenta no Autodesk Maya, o tutorial abaixo faz uma ótima explicação da técnica, usando um plugin do próprio Maya.

Além da renderização em si, o autor do tutorial aborda o uso de outras ferramentas do próprio Maya, interessantes e necessárias para quem está começando a trabalhar com o software. Por exemplo, ele mostra como é possível selecionar e alterar propriedades da câmera, assim como a cor de fundo de um render. No vídeo o autor não usa nenhuma câmera, mas as propriedades alteradas correspondem à vista em perspectiva.

Outra ferramenta apresentada no tutorial é o Turntable do Maya, que permite criar de maneira automatizada uma animação em que a câmera gira em torno de um ponto fixo. Esse tipo de movimento é muito usado para apresentar e demonstrar modelos 3d, pois faz um panorama em 360 graus de todo o modelo 3d. No final do vídeo é possível conhecer o verdadeiro responsável pela renderização do objeto com a estrutura em wireframe aparente, que é o plugin Vector Render. Para quem não tem, ou sabe usar esses plugins, o autor mostra como é possível carregar e acionar o plugin na renderização.

Caso você seja usuário do Maya ou esteja estudando o software, o vídeo irá ajudar muito no conhecimento desses aspectos como manipulação da câmera, render e animação. O vídeo está em HD, portanto é possível assistir em tela cheia e acompanhar os detalhes como os nomes dos menus de maneira bem clara.