Modelando uma cadeira Tulip no 3ds max

A criação de alguns elementos para projetos como cadeiras e mobiliário pode oferecer desafios interessantes de modelagem, pois existem determinados tipos de cadeiras que apresentam topologia relativamente complexa e que pode demandar conhecimentos e técnicas avançadas de modelagem, para que o resultado obtido no processo seja satisfatório. Esse é o caso da cadeira chamada de Tulip Chair que é um ícone de design e foi criada pelo arquiteto Eero Saarinen. A cadeira é item bem comum em projetos de visualização para interiores e se você nunca teve que modelar uma, pode ficar tranquilo, pois o seu dia chegará. É a mesma coisa que tentar passar pelo mercado de visualização se ter que criar móveis clássicos como uma cadeira Eames ou Barcelona.

Mas, para a alegria de quem já está pensando em como resolver esse tipo de problema e adiantar a modelagem desses objetos, encontrei dois vídeos que mostram o processo completo de modelagem da cadeira no 3ds max, e com narração em espanhol. A técnica de modelagem usada para criar a cadeira é a baseada em polígonos, o que não é muito condizente com a forma orgânica da cadeira, mas no final o resultado acaba sendo muito bom.

O autor do tutorial utiliza a imagem da cadeira que é alvo do processo de modelagem como referência pare gerar as formas básicas. A escolha da modelagem por subdivisão não é a mais indicada nessa situação, devido a forma extremamente orgânica e curvilínea da cadeira, o que pode demandar muito trabalho de edição por parte do artista para conseguir bons resultados apenas usando polígonos.

Como primeiro passo para a modelagem o artista adiciona um polígono base que é deformado de maneira a adquirir a forma principal da cadeira. Com as ferramentas de modelagem poligonal do 3ds max dentro do modificador Edit Poly, o artista acaba moldando a forma da cadeira Tulip, até conseguir um resultado próximo do que está representado na imagem de referência.

Mesmo que você não tenha pretensões de trabalhar com projetos utilizando a cadeira Tulip, recomendo criar esse tipo de cadeira como forma de ir agregando blocos na sua biblioteca particular, pois no momento certo será fácil resgatar esses modelos para uso em qualquer tipo de projeto.

Plugin ajuda a criar animação com o SketchUp

Entre os recursos disponíveis para apresentação de projetos e modelagem do SketchUp, a parte de animação não é um dos maiores destaques. Na verdade, o SketchUp não tem opções para fazer animação de objetos na cena, apenas o movimento relativo da câmera usando um esquema de cenas. Isso pode ser suficiente para muitos usuários, mas conheço algumas pessoas que sentem falta desse tipo de recurso e só não usam mais o SketchUp devido a ausência desse tipo de ferramenta. O próprio Google sabe dessa deficiência e postou um comentário interessante no blog oficial do SketchUp na semana passada, inclusive recomendando um plugin que ajuda a adicionar opções de animação ao software.

O comentário no blog diz “que a equipe está ciente das limitações sobre animação, e que o recurso está no topo da lista de atualizações para o SketchUp”, mas o processo de atualização não é simples.

Como forma de suprir essa necessidade, o artigo ainda sugere que seja utilizado o plugin Proper Animation que adiciona a possibilidade de gerar movimento relativo em objetos nos projetos do SketchUp.

Como funciona esse plugin?

O princípio é o mesmo usado para fazer a animação de câmera, em que precisamos adicionar várias cenas para simular o movimento da câmera. Com o Proper Animation é possível determinar estados para as posições dos objetos como se estivéssemos inserido keyframes. Depois que essas posições estão marcadas, é necessário adicionar várias cenas ao projeto e executar o plugin. O resultado será a distribuição das posições dos objetos por todas as cenas que foram adicionadas ao projeto, simulando o efeito de animação. Pode não ser a melhor solução, mas ajuda em momentos que a animação ajudará na apresentação do projeto. Um dos requisitos para usar a ferramenta é transformar os objetos do SketchUp em grupos ou componentes.

A animação de câmera até que é simples de solucionar usando apenas plugins, mas o que os usuários desejam é a possibilidade de trabalhar com movimento relativo entre objetos. Por exemplo, ao gerar o modelo 3d de uma sala com partes móveis do tipo janelas e portas, podermos gerar o movimento desses elementos abrindo ou fechando. A solução mais rápida para esse tipo de recurso hoje, ainda é migrar para outras ferramentas e tentar realizar a animação fora do SketchUp.

BlendME: Addon para análise energética em arquitetura no Blender

Com o advento do Blender 2.5 um sistema diferente do que estávamos acostumados a usar foi criado para gerenciar scripts criados usando Python, permitido que vários desenvolvedores e até mesmo artistas possam criar pequenas rotinas ou até mesmo integrar o Blender com outros softwares. Entre os diversos recursos que estão ausentes para áreas como a representação de projetos para arquitetura, encontramos a análise energética de edificações que é extremamente simples de criar no SketchUp, mas no Blender ainda era um pouco complicada, para não dizer quase impossível.

Quando colocamos essa tarefa nas mãos de usuários menos experientes então, a dificuldade em manipular arquivos de texto com dados científicos sobre aspectos como a iluminação e controle de temperatura, deixam o processo quase isolado.

Isso está para mudar com o surgimento de um Addon para o Blender 2.5 que deve permitir fazer análise energética, iluminação e até mesmo insolação usando apenas ferramentas de código aberto e gratuitas. Esse plugin se chama BlendME e o mesmo ainda não está disponível para download, apenas como demonstração em vídeo criada pelo autor do material.

A análise térmica dos projetos usa como base o EnergyPlus e as informações de luminosidade são calculadas com o Radiance. Ainda temos a possibilidade de trabalhar com cálculos relacionados a dinâmica de fluidos com o OpenFOAM. Para ter uma idéia de como é fácil trabalhar com o Addon, o vídeo abaixo mostra um pouco do funcionamento da análise de insolação de uma pequena edificação, sendo realizada diretamente na interface do Blender 2.5.

O que impressiona no vídeo é que todo o processo é realizado dentro do Blender, sem a necessidade de recorrer a nenhuma ferramenta externa. No painel do Addon podemos encontrar opções para controlar a posição geográfica da edificação e até mesmo a data e dia do ano, para que o caminho do sol na abóbada celeste seja projetada.

No web site do projeto é possível encontrar mais informações sobre o projeto.

Como fazer o download? O autor dessa ferramenta ainda não liberou o download da mesma, devido ao fato da API do Blender ainda estar sendo alterada. Portanto, será necessário aguardar que a mesma esteja estável e sem mudanças, para que o autor do projeto permita o download do script.

Mesmo sem a disponibilidade do BlendME, o simples fato de saber que algo assim já existe é bastante animador!

Twinmotion: Nova opção para visualizar arquitetura

O mercado de renderizadores para arquitetura sofreu uma grande reviravolta nos últimos meses com o surgimento de ferramentas, que aproveitam o poder das modernas GPUs e manipulam grandes quantidades de dados em tempo real. Assim podemos conseguir renderizações realistas em períodos de tempo bem curtos. Para os proprietários de placas de vídeo com diversos núcleos, isso já é uma realidade. Basta instalar softwares como o Iray, Vray RT, Arion ou SmallLuxGPU para ter os benefícios de visualização em tempo real. Esse tipo de tecnologia é proveniente de ambientes destinados para jogos 3d, que foram adaptados para atender necessidades específicas de produção.

Uma empresa da área de visualização para arquitetura está prometendo uma nova revolução nessa área, com uma ferramenta chamada de Twinmotion. O software ainda não foi anunciado oficialmente com a lista de todos os seus recursos. A empresa responsável pelo desenvolvimento, criou um blog para gradativamente apresentar a tecnologia usada no Twinmotion. No blog só temos dois tópicos disponíveis que mostram simulações de ambiente e vegetação.

O vídeo abaixo mostra como a ferramenta pode ajudar arquitetos e escritórios a criar simulações baseadas em tempo e contextos específicos. Por exemplo, poderíamos colocar um projeto em partes específicas do globo e criar simulações nas quatro estações do ano.

No segundo exemplo que foi divulgado, podemos acompanhar mais partes da edição e interação do usuário com o software. Nesse caso o processo envolve a adição de vegetação na cena.

Esses vídeos mostram uma tecnologia que é bastante conhecida dos usuários acostumados a jogos sofisticados como Unreal e Crysis. Ambos usam engines 3d poderosas e que permitem trabalhar com efeitos avançados de iluminação e deformações semelhantes a que vimos na vegetação do Twinmotion.

Antes que o aplicativo seja oficialmente lançado em outubro já podemos ter como certo o uso de GPU para aceleração. Todas as animações e demonstrações que visualizamos nas demonstrações são certamente geradas por poderosas GPUs. Mesmo assim, a ferramenta não deixa de ser impressionante pelo realismo nas animações e ajustes de movimento.

É impressão minha, ou mais alguém achou a interface semelhante a do Blender 2.5? Pelo menos o estilo de cor é bem parecido.

Assim que o lançamento oficial acontecer, ou um novo vídeo de demonstração for disponibilizado, aviso aqui no blog.

SU2YafaRay: Renderize projetos do SketchUp no YafaRay

O YafaRay é um dos renderizadores que melhor se integra ao Blender e com um dos históricos de parceria mais longo no que se refere a renderização avançada com o Blender. Ainda lembro da época em que estava aprendendo a usar o antigo YafRay, que teve o seu nome alterado para YafaRay depois, quando o Blender ainda não tinha vários dos recursos que temos disponíveis hoje. Mas, por que motivo o YafaRay só é usado com o Blender se ele é tão bom? O problema em usar o YafaRay com outras ferramentas é a inexistência de plugins ou scripts que convertam as cenas para o formato do YafaRay.

Isso em teoria não é muito complicado de conseguir, pois é necessário apenas conhecer a formatação dos dados e gerar um arquivo de texto que possa ser interpretado e renderizado pelo YafaRay. O princípio é o mesmo para vários renderizadores no Blender, como é o caso do script que converte as cenas do Blender para que o VRay Standalone renderize as cenas do Blender. Como o YafaRay basicamente só tinha scripts para o Blender, sua base de usuários ficava restrita aos que conheciam essa ferramenta.

Agora essa base pode ter um aumento significativo, pois um desenvolvedor chamado exvion publicou nos fóruns de usuários do YafaRay um plugin experimental chamado SU2YafaRay que permite exportar cenas do SketchUp para o YafaRay. Para visualizar as imagens e links no fórum do YafaRay é necessário se registrar.

No próprio fórum de usuários do YafaRay é possível conferir algumas imagens do plugin e a interface de configuração do YafaRay no SketchUp.

su2yafaray-sketchup-ui.jpg

As opções de renderização ainda não estão totalmente portadas para o plugin do SketchUp, mas já é possível renderizar muita coisa usando a base do YafaRay. Essa é uma excelente opção para os usuários do SketchUp que precisam renderizar cenas usando render realista, e querem usar uma ferramenta de código aberto e gratuito como é o caso do YafaRay. A ferramenta ainda está nos seus estágios iniciais de desenvolvimento e pode apresentar vários erros, mas já é um começo.

Caso você queira fazer o download dos arquivos diretamente da página do SU2YafaRay, visite o link indicado.

Esse pode ser o início de uma grande expansão para a comunidade de usuários do YafaRay com o aparecimento de vários recursos novos, e provavelmente mais atenção por parte da comunidade de usuários do SketchUp que é muito ativa.