Palestras gratuitas sobre AutoCAD, Revit e 3ds max no AU 2012

A Autodesk possui um serviço voltado ao aprendizado das suas ferramentas chamado de Autodesk University em que podemos conferir diversas palestras e apresentações relacionadas com o uso das ferramentas da empresa em casos reais, sempre tendo palestrantes especializados no software em questão. Nos últimos dias foi divulgado que todas as palestras do Autodesk University 2012 estariam disponíveis de maneira gratuita na web, para qualquer pessoa consultar de maneira gratuita, e isso realmente aconteceu! Para conferir as apresentações e palestras, basta visitar esse endereço e realizar um rápido cadastro. A melhor notícia é que diversas palestras estão disponíveis em língua portuguesa, inclusive com o material usado pelo palestrante para as apresentações.

Você encontra em diversos casos além do vídeo com o webcast, slides em powerpoint e também arquivos PDF como parte do material usado na palestra. Mas, já devo alertar com antecedência que do material disponível em língua portuguesa, a grande maioria é sobre AutoCAD ou Revit. Posso dizer tranquilamente que de cada 10 palestras aproximadamente 9.8 são sobre AutoCAD ou Revit!

Autodesk University

Caso você esteja disposto a se aventurar pelas palestras e apresentações em inglês, encontrará material muito mais diversificado e avançado sobre outros softwares. Esse é o caso das diversas palestras relacionadas com 3ds max e o uso de MAXScript para automatizar processos em animação e modelagem. Outros assuntos interessantes envolvem o uso de softwares 3d como o 3ds max do ponto de vista de diretores ou da produção de efeitos especiais avançados.

O Maya não fica de fora e possui muito material sobre modelagem, animação e criação de scripts usando MEL e Python. Existe até mesmo uma série de palestras direcionadas a preparar os usuários para a certificação sobre Maya da Autodesk. Só não encontrei absolutamente nada sobre o mental ray.

Essa é uma excelente oportunidade para aprender um pouco sobre ferramentas como o AutoCAD e Revit em palestras proferidas em língua portuguesa, e também para o pessoal que está interessado em desenvolver as suas habilidades com o 3ds max ou qualquer outra ferramenta da Autodesk. Claro que o melhor material não relacionado com AutoCAD ou Revit está em inglês.

Curso gratuito básico sobre Audacity: Edição de áudio digital

Os cursos do EAD – Allan Brito oferecem aos seus usuários a oportunidade de conhecer as ferramentas básicas de vários softwares como o Blender, Photoshop, SketchUp e After Effects. O site já está hoje partindo par o seu segundo ano ininterrupto de cursos online, mas poucas pessoas sabem que a minha iniciativa de oferecer cursos começou realmente em 2009, quando o portfólio de cursos do site era muito mais humilde. Apesar de ser mais simples, existiam alguns cursos daquela época que nunca haviam sido adaptados para o novo formato. Entre esses cursos estava o básico sobre o Audacity, que é um software gratuito distribuído com uma licença aberta, sendo especializado em editar áudio digital.

É com muita satisfação que anuncio aqui no blog que o curso básico gratuito sobre Audacity está novamente disponível, agora seguindo o formato dos vídeos usados em todos os cursos do EAD – Allan Brito. Nesse caso, os vídeos estão em HD e hospedados de maneira a não oferecer mais os mesmos problemas pelos quais o site passou em 2009. Para participar do curso básico, basta visitar o EAD – Allan Brito e se cadastrar. O vídeo a seguir é uma amostra do que você encontra no curso.

A lista completa de aulas e vídeos é a seguinte:

  • Aula 01 – Interface
  • Interface (04:19)
  • Visualizando áudio (06:18)
  • Aula 02 – Editando arquivos de áudio
    • Ferramenta de seleção (02:37)
    • Cortando áudio (02:38)
    • Controle de volume (02:31)
    • Ferramenta timeshift (03:10)
  • Aula 03 – Ajustando características do áudio
    • Resample (02:52)
    • Stereo para mono e mono para stereo (02:38)
    • Sintetizador (04:58)
  • Aula 04 – Efeitos
    • Fade in e Fade out (01:57)
    • Eco (01:18)
    • Revertendo áudio (01:27)
    • Controlando o Pitch (03:36)
  • Aula 05 – Salvando e exportando projetos
    • Salvando projetos (02:06)
    • Exportando arquivos (02:17)

    Depois de participar do curso você será capaz de trabalhar com a edição de áudio digital, manipulando trechos desse arquivo e convertendo o áudio para outros formatos. Uma das minhas partes favoritas do Audacity é a parte de efeitos, em que podemos trabalhar com ajustes finos no som, que oferecem possibilidades interessantes para ambientar projetos de animação.

    Criando perfis IES personalizados

    A iluminação de qualquer cena em 3d pode ser algo muito desafiador para qualquer artista 3d, pois envolve o ajuste e configuração correta de fatores como materiais e principalmente os pontos de luz usados na cena. No caso dos pontos de luz usados para adicionar energia luminosa na sua cena, uma das coisas que podemos fazer para ajudar no processo de configuração em cenas realistas é adotar perfis IES para os pontos de luz, que também são conhecidos por luzes fotométricas. Esse tipo de luz armazena detalhes físicos das luzes que podem simular exatamente a iluminação artificial que será usada no ambiente real, caso o mesmo precise ser construído no futuro.

    É muito fácil conseguir arquivos IES, pois os próprios fabricantes de lâmpadas fornecem esse tipo de arquivo para facilitar a adoção dos seus produtos em projetos para arquitetura. Existe uma excelente gama de renderizadores comerciais e até mesmo gratuitos que suportam o uso de perfis IES como é o caso do YafaRay no time dos gratuitos e softwares comerciais como V-Ray e outros. O arquivo é muito usado em projetos de visualização para arquitetura.

    Mas, e se for necessário criar um perfil IES que não está disponível no site de nenhum dos fabricantes de lâmpadas? Nesse tipo de situação você pode usar uma ferramenta gratuita muito interessante chamada de “Creator IES” que ajuda na criação de perfis IES personalizados.

    Criando perfis IES personalizados arquitetura

    Infelizmente pelo que pude perceber a ferramenta só está disponível para Windows, o que pode limitar um pouco a sua adoção para artistas que usam outros sistemas operacionais. No software é possível escolher diversos parâmetros em termos de ajuste para os futuros arquivos IES, que nada mais são do que arquivos de texto com os dados relacionados à cada fonte de luz.

    Nesse endereço você encontra um tutorial muito interessante voltado para usuários do V-Ray e mental ray ensinando a configurar os arquivos IES usando o “Creator IES”.

    Sempre que você não encontrar os arquivos IES com as características desejadas para o seu projeto, o uso da ferramenta pode ajudar a alcançar o resultado desejado. Só fica complicado depois ajustar esse perfil IES com uma lâmpada existente.

    Curso gratuito básico de Blender 2.6 disponível

    Entre os diversos cursos que ofereço no EAD – Allan Brito estão alguns cursos básicos que são completamente gratuitos para todos os usuários inscritos no site, inclusive um básico de Blender. Esse curso foi o primeiro a ser lançado no EAD – Allan Brito ainda em 2011 e precedeu em algumas semanas o curso de modelagem poligonal, que já está na sua segunda versão incorporando novidades como o B-Mesh. Como estava com a prática de atualizar os cursos periodicamente ao longo dos últimos meses, resolvi gravar novos vídeos para o curso básico, e hoje todos eles foram publicados no site! Agora você já pode acessar de maneira totalmente gratuita o curso sobre Blender 2.6 Básico, que foi produzido usando a versão 2.65a! Para assistir as aulas do curso, basta fazer um cadastro no site.

    O mesmo procedimento adotado para os outros cursos que sofreram atualizações foi aplicado nesse curso, em que todos os participantes do curso antigo migraram de maneira automática para o novo curso. Se você já estava inscrito no curso sobre Blender 2.5, ao visitar o EAD – Allan Brito o novo curso estará listado no seu campo meus cursos. A lista de vídeos do novo curso sofreu pequenas modificações e atualizações, inclusive com a adição de material sobre o Blender Cycles que não estava disponível sequer como Beta, quando gravei os primeiros vídeos do curso antigo.

    Esses são os vídeos e aulas que formam o curso:

    • Aula 01 – Interface
    • Interface (09:53)
    • Divisões em janelas (06:31)
  • Aula 02 – Navegando em 3D
    • Atalhos para navegação em 3D (10:52)
    • Sombreamento (02:26)
  • Aula 03 – Transformações em objetos 3d
    • Seleção de objetos (05:11)
    • Transformações – Mover – Rotacionar – Escalonar (05:42)
    • Manipulador 3D (02:10)
    • Coordenadas globais e locais (05:16)
  • Aula 04 – Criação de objetos e modos de trabalho
    • Cursor 3D (03:22)
    • Criação de objetos (03:23)
    • Modos de trabalho (03:18)
    • Polígonos em 3D (05:10)
  • Aula 05 – Materiais
    • Materiais (03:30)
    • Shaders (04:05)
    • Canais de materiais (02:27)
    • Transparência (02:48)
  • Aula 06 – Animação e câmeras
    • Animação e Keyframes (08:35)
    • Autokey (02:49)
    • Câmeras (04:00)
    • Múltiplas câmeras (02:19)
  • Aula 07 – Renderização
    • Renderizadores (06:37)
    • Renderizando imagens (04:31)
    • Renderizando animações (08:25)

    A atualização desse curso era um pedido antigo, e agora você já pode conferir os novos vídeos. E depois de assistir ao curso básico, você pode continuar seus estudos com o Blender em qualquer um dos outros cursos relacionados no EAD – Allan Brito:

    Blender usado para produção de cenários em mangá

    O uso de elementos 3d para representar cenários e animações revolucionou para sempre a maneira de produzir conteúdo, seja no cinema ou mesmo em artes tradicionais como a própria ilustração. Já é muito comum encontrar elementos 3d em produções até então puramente bidimensionais devido ao fato de que usando 3d é possível reaproveitar cenários, usar câmeras e acelerar a produção de conteúdo de qualidade que é ponto fundamental em qualquer projeto. Entre as produções que usam com mais intensidade esse tipo de recurso podemos destacar os animes e mangás, que dificilmente chegam na sua produção final sem utilizar algum elementos oriundo de ambientes 3d.

    As ferramentas usadas para ajudar nesse tipo de produção são as mais diversas, e você pode conferir diversos exemplos de softwares 3d comerciais que foram usados para ajudar na produção de animações com temática oriental. E para os que gostam de conhecer projetos realizados com o Blender, encontrei um exemplo de uso do software por um artista na China, que está em sintonia com o uso de ferramentas 3d para gerar cenários para mangás. No caso o artista usou o Blender para construir cenários e ambientes aproveitados para ilustrar o seu projeto. O resultado ficou excelente e mostra mais uma vez do que o software é capaz nas mãos de artistas criativos. As imagens a seguir são uma amostra do que você pode conferir na mensagem publicada pelo artista chamado congcong009 nos fóruns Blenderartists.org com o uso do Blender para produção de cenários em um mangá.

    blender cenários urbanos mangá

    blender cenários urbanos mangá

    Para conhecer mais exemplos desse mesmo projeto, recomendo visitar o link indicado no parágrafo anterior.

    O projeto como um todo ficou muito bom, e mostra domínio por parte do artista das ferramentas necessárias para representar ambientes com estilo cellshading no Blender. Na verdade, depois de ler a descrição do projeto percebemos que as imagens são obra de uma pequena equipe de seis pessoas! Sendo apenas um artista responsável pela parte do 3d e dois exclusivos para arte 2d, que devem ter ficado responsáveis pelos retoques necessários na pós-produção.

    A descrição do processo publicada na mensagem também mostra que não foi nada simples produzir as imagens, sendo necessários vários passos e renderizações usando tanto o render interno do Blender como o Cycles. É um projeto interessante que deve servir como referência para quem está pensando em realizar alguma coisa nesse mesmo estilo.