Modelos 3d gratuitos de obras referência em arquitetura

Uma das melhores maneiras de aprender a trabalhar com modelagem 3d é por meio da prática, e para conseguir chegar nesse estágio é preciso encontrar referências para a modelagem desses objetos e personagens. Isso se aplica a qualquer software 3d seja o Blender, SketchUp, 3dsmax ou Maya. Os artistas 3d iniciantes devem procurar por referências dentro do ecossistema do software usado para localizar personagens, veículos ou outros modelos 3d diversos.

Os usuários do Blender e do SketchUp possuem uma grande vantagem nesse tipo de situação, pois ambos os softwares apresentam comunidades de usuários bem razoáveis, que disponibilizam arquivos 3d de maneira totalmente gratuita para fins educacionais e até comerciais. Veja o caso do Blend Swap que é uma grande comunidade de usuários do Blender que compartilham modelos 3d sob uma licença creative commons. Essa semana mesmo encontrei dois modelos 3d de edificações clássicas para minhas aulas de modelagem para arquitetura, que prontamente marquei para recomendar aos meus alunos como referência na modelagem.

Os projetos são o Pavilhão Barcelona de Mies van der Rohe e o Turning Torso do Santiago Calatrava, que por sinal é um dos meus arquitetos favoritos! As obras desse arquiteto são complicadas de criar até mesmo em softwares 3d, imagina a construção física. Só para você ter uma idéia, a imagem a seguir é a representação do Turning Torso.

Turning torso modelo 3d

Agora, esse modelo 3d não é fictício! A edificação existe mesmo! Olha a imagem do prédio real:

Turning torso

Esse é o tipo de modelo 3d que não pode ser resolvido usando apenas um modificador Array. É preciso usar alguns truques de modelagem e principalmente planejar a criação dos objetos para evitar perder tempo tentando construir e organizar os polígonos 3d com técnicas que podem não gerar resultado.

Ambos os modelos 3d estão disponíveis para download de maneira gratuita no Blend Swap e podem ajudar artístas e usuários do Blender nos seus estudos sobre modelagem, e até artistas usando outro software. Basta abrir o modelo 3d no Blender e exportar o material no formato OBJ para enviar os dados para outras ferramentas 3d.

No caso do SketchUp, a melhor fonte de modelos 3d para uso como referência e estudo é o 3D Warehouse.

Tutorial Blender: Usando a régua 3D para modelagem

Os recursos disponíveis para modelagem 3d com precisão no Blender estão para receber um pequeno upgrade nas próximas versões do software. Está em desenvolvimento nesse momento uma régua 3d que deve ajudar as pessoas que gostam de manter controle absoluto sobre dimensões, ou mesmo precisam ter esse nível de controle, como é o caso dos artistas que trabalham na modelagem para arquitetura ou engenharia.

A régua em si não tem nenhuma pretensão de transformar o Blender em uma ferramenta de CAD, e sim permitir aos usuários que as medidas de determinadas partes dos modelos 3d possam ser lidas de maneira fácil pelos artistas 3d envolvidos na criação dos objetos poligonais. O recurso ainda está em desenvolvimento, mas já pode ser conferido pelas pessoas destemidas e que gostam de viver perigosamente, fazendo uso de versões experimentais do Blender.

Para mostrar o funcionamento da régua, gravei um pequeno tutorial em vídeo:

Gostou do vídeo? O que acha de avaliar ou comentar? Ainda não é assinante do meu canal no Youtube? Assine aqui para receber antes que todos as atualizações.

Se você quiser testar agora mesmo a régua, já aviso que o recurso não está disponível no Blender 2.66a. É necessário usar versões do Blender com as últimas adições dos desenvolvedores, que podem ser encontradas no Blender Builder, que monta versões de maneira automática com os últimos recursos adicionados ao Blender. Mas, já aviso que essas versões são muito menos estáveis do que o Blender 2.66a!

O uso da régua é bem simples, basta clicar em um determinado ponto e com o botão esquerdo do mouse pressionado esticar a linha da régua para medir os objetos. Com o CTRL é possível usar o snap para ajudar na detecção dos vértices de qualquer objeto. E depois que a régua está pronta, basta clicar sobre a linha para quebrar a mesma e medir ângulos.

Esse recurso será muito útil para os casos em que precisamos manter o controle absoluto sobre dimensões em objetos 3d como na modelagem para arquitetura. Como a régua ainda está em desenvolvimento, é bem provável que com o tempo alguém encontre uma maneira de fazer com que as linhas possam permanecer no modelo 3d como é o caso do Grease Pencil.

Blender para arquitetura

Para as pessoas que ficaram interessadas no uso do Blender para arquitetura, recomendo uma visita aos seguintes cursos do EAD – Allan Brito para conhecer os cursos sobre:

Com os dois cursos você será capaz de criar os modelos 3d e também renderizar imagens realistas usando o Cycles.

Plugin gratuito para SketchUp: Quick lathe ajuda na modelagem 3d

A ferramenta conhecida como Lathe é muito famosa entre usuários e artistas que usam softwares de modelagem 3d. O conceito é muito simples e funciona com base em um perfil que delimita uma forma, esse mesmo perfil é rotacionado ao redor de um eixo ou então de curvas, e o resultado do giro é a superfície proveniente do perfil. É algo muito parecido com um extrude em curvas, mas usando orientação bem geométrica. A maioria dos softwares possui uma ferramenta com nome de Lathe, ou ao menos alguma coisa que use o mesmo princípio mas com nome diferente como é o caso do Blender com o Spin.

Mas, ainda existem outros softwares que não trabalham com esse tipo de modelagem como é o caso do SketchUp. Mesmo sem ter a ferramenta de maneira nativa, podemos usar o Lathe por meio dos inúmeros plugins gratuitos disponíveis para o SketchUp, e um deles é o Quick Lathe. Você pode fazer o download do Quick Lathe diretamente desse endereço no SketchUcation, só lembrando que é necessário ser usuário registrado para ter acesso aos arquivos do SketchUcation.

plugin-sketchup-quick-lathe

O funcionamento do Quick Lathe no SketchUp é muito simples, e depois de instalar a ferramenta na pasta de plugins do SketchUp podemos selecionar uma face de qualquer modelo 3d, mas apenas a face sem as arestas, e acionar o Quick Lathe. O plugin fará algumas perguntas relacionadas a como deve ser realizada a modelagem e pouco depois teremos a superfície 3d criada.

Para modelagem de objetos e principalmente elementos simétricos em grandes cenas, esse tipo de plugin é de grande utilidade! Já mencionei que o Quick Lathe é totalmente gratuito?

Aprendendo mais sobre plugins no SketchUp

O SketchUp possui um verdadeiro ecossistema de plugins e ferramentas gratuitas que expandem de maneira significativa o poder do software em termos de modelagem. Caso você queira aprender mais sobre como funcionam vários desses plugins, recomendo uma visita ao curso sobre modelagem avançada com plugins no SketchUp do EAD – Allan Brito. No curso você aprende a instalar e usar alguns dos plugins mais importantes para modelagem no SketchUp.

O curso aborda apenas plugins gratuitos!

Além desse curso, você também pode conferir os cursos sobre:

Drawscript: Ferramenta gratuita ajuda no desenho de vetores com scripts

A criação de gráficos vetoriais é algo fundamental em diversos segmentos da computação gráfica, seja para uma simples ilustração que deve representar as formas e cores dos anúncios do mercado publicitário, ou então os elementos que formam a interface de um jogo. É muito mais fácil desejar os gráficos vetoriais usando ferramentas como o Adobe Illustrator ou o Corel Draw que são excelentes para artistas, mas algumas situações exigem o uso de scripts para criação desse tipo de gráfico. Por exemplo, uma interface dinâmica que use linguagens como o HTML5 com JavaScript ou ActionScript, permitem criar vetores usando coordenadas.

Uma das maiores dificuldades desse tipo de sistema de desenho é que precisamos projetar a ilustração com as coordenadas, para depois tentar fazer com que os números coincidam e as formas vetoriais perfeitas sejam criadas. Para os usuários do Adobe Illustrator a coisa pode ter ficado um pouco mais fácil!

Um programador da equipe de desenvolvimento da Adobe chamado Tom Krcha criou um script para o Adobe Illustrator chamado de Drawscript, que pode ser copiado de maneira gratuita nesse endereço. O script tem como função converter ilustrações criadas usando vetores normais no Illustrator em sistemas de coordenadas cartesianas, que facilitam muito o desenho das mesmas formas usando código.

Illustrator-Drawscript-download

O script funciona como uma extensão do Adobe Illustrator CS6 e como ainda não tenho essa versão do Illustrator (estou no CS5 ainda), infelizmente não tenho como testar a ferramenta, mas já posso dizer que o simples fato de não precisar mais ficar projetando no papel as possíveis coordenadas necessárias para desenhar usando código, já vale o esforço de fazer o download do arquivo e deixar ele separado, para o dia em que for necessário criar um jogo ou interface que demande vetores dinâmicos. Claro que, sem o Illustrator CS6 o script será inútil.

Nas minhas aulas sobre produção multimídia com Flash e ActionScript sempre tentava projetar as ilustrações dinâmicas no papel, ou usando algumas fórmulas para determinar a posição dos pontos dos objetos. Se o Illustrator CS6 estiver disponível, os meus alunos devem agradecer, mas o método antigo ainda será útil para as situações em que o script parar de funcionar, ou não tivermos a disposição o Illustrator.

Visualização urbana usando Blender

A representação de cenários e paisagens urbanas em softwares 3d é muito importante em diversos aspectos, que abrangem desde a visualização para arquitetura mesmo até a criação de ambientes para jogos digitais. Nas duas situações é interessante possuir habilidades ou ferramentas para representar da melhor forma possível os elementos que formam esse tipo de ambiente. Mas, caso você pense que é fácil trabalhar com esse tipo de representação, já aviso que os projetos envolvendo grandes paisagens urbanas apresentam o mesmo nível, ou até mais, de dificuldade do que qualquer outro tema na área de computação gráfica 3d.

É por isso que sempre acho muito relevante conhecer como outros artistas 3d resolvem problemas nesse tipo de projeto, e foi exatamente o que uma publicação nos fóruns Blenderartists mostrou muito bem essa semana. Um artista chamado Drabson divulgou imagens do seu último projeto em que o tema é exatamente visualização de ambientes urbanos.

As imagens representam muito bem o tema como um todo, mas além da parte artística do projeto, o que mais interessa nessa publicação está relacionado com o modo de produção das imagens. O artista divulgou junto com as imagens um pequeno Making of descrevendo os passos necessários para gerar imagens desse tipo!

visualização arquitetura Blender

Na descrição podemos entender melhor que para o projeto apresentado foram usados diversos softwares como:

As ferramentas foram usadas para os mais variados propósitos, mas fica fácil de entender que o GIMP foi usado para editar texturas e outros elementos, mas o importante é que a montagem final foi toda conduzida no Blender.

Entre os pontos interessantes do projeto podemos destacar a representação das árvores dentro dos cenários, que apesar de apresentarem pouca variação dentro da cena, acabaram ficando com excelente aspecto do ponto de vista do realismo. O render está bem parecido com clássicos em NPR usados antigamente em arquitetura, quando os artistas responsáveis pelas imagens pintavam tudo usando aerógrafos.

Para quem quiser entender melhor o processo de criação e produção de imagens como essas, recomendo muito a visita aos dois endereços, e quem sabem assim você acaba tendo idéias novas para tentar reproduzir o mesmo tipo de cenário para os seus projetos.

Aprendendo a usar o Blender

Ficou interessado no Blender? Só para deixar claro, o Blender e os principais softwares usados na produção desse projeto em particular são totalmente gratuitos, ou possuem versões gratuitas. O Blender é totalmente gratuito e você não precisa pagar absolutamente nada para usar o software nos seus projetos.

No EAD – Allan Brito você encontra um curso básico sobre o Blender totalmente gratuito, e junto com esse curso básico existem diversas outras opções de cursos caso você queira expandir mais os conhecimentos com o software:

Dúvidas sobre os cursos? Você pode entrar em contato comigo pela página do Facebook do EAD – Allan Brito, e tirar as suas dúvidas por lá, e também curtir a página para receber atualizações sobre os cursos.