Curso sobre animação para vídeo com After Effects

Os cursos relacionados com edição e montagem de vídeo estão com uma grande demanda no mercado, principalmente devido a explosão do Youtube nos últimos anos e o crescente interesse de empresas e pessoas na produção de vídeos. Foi pensando nesse tipo de mercado que o EAD – Allan Brito acaba de lançar mais um curso voltado especificamente para produção de vídeos! No curso sobre animação para vídeo com After Effects você aprende a trabalhar exatamente com os recursos destinados a criação de movimento com um dos softwares mais conhecidos do mercado. O After Effects é sinônimo de animação e efeitos para vídeo, e caso você não tenha conhecimento algum sobre a ferramenta, pode aproveitar o conteúdo do curso para se especializar exatamente nesse tipo de projeto.

Curso sobre animação para vídeo com After Effects

Ao longo do curso você conhece as ferramentas e segredos da temida linha do tempo do After Effects e descobre como fazer uso da sua grande quantidade de recursos para gerar movimento para vídeo.

Curso_sobre_animacao_para_video_com_After_Effects

A lista de conteúdos do curso é a seguinte:

Aula 01 – After Effects para vídeo

  • Interface do After Effects (06:19)
  • Preferências (08:03)
  • Composições e projetos (09:59)
  • Importando objetos e camadas (07:23)
  • Transformações (06:41)

Aula 02 – Animação

  • Interpolação (04:32)
  • Keyframes (09:49)
  • Graph Editor (07:32)
  • Habilitando animação em 3D (11:06)
  • Motion Blur (03:27)

Aula 03 – Ferramentas de animação

  • Motion Paths (11:36)
  • Hierarquias (05:22)
  • Split Layer (05:36)
  • Objetos do tipo Null (04:58)

Aula 04 – Câmeras e 3D

  • Habilitando 3D (04:24)
  • Câmeras 3D (11:23)
  • Determinando a câmera ativa (03:23)
  • Animação com câmeras (06:23)
  • Profundidade de campo (06:12)

Aula 05 – Animação com textos

  • Animação com textos (02:48)
  • Adicionando animações (06:11)
  • Adicionando propriedades animadas (04:13)
  • Múltiplas animações (03:52)
  • Animando textos com caminhos (04:52)

Aula 06 – Exercício prático de animação em vídeo

  • Apresentação (01:08)
  • Importando arquivos e texto inicial (05:41)
  • Animação com motion blur (02:40)
  • Imagem com máscara (05:13)
  • Descrições de entrada e saída (08:51)
  • Elementos de encerramento (06:46)

Aula 07 – Finalizando e exportando o projeto

  • Adicionando áudio (02:19)
  • Exportando pelo After Effects (09:53)
  • Exportando pelo Adobe Media Encoder (07:14)
  • Pré-renderização e otimização (06:13)

Ao visitar a página do curso você pode conferir alguns dos vídeos do curso de maneira totalmente gratuita. Esse é apenas um dos cursos voltados para a área de produção de vídeo que estou disponibilizando no EAD – Allan Brito, e diversos outros cursos devem aparecer com o tempo. Tem interesse no After Effects? Existe também o curso básico sobre o software que é totalmente gratuito.

Guia sobre expressões no After Effects

A criação de animações para o formato de vídeo envolve o uso de diversos tipos diferentes de gráficos e a capacidade de integrar diversos tipos diferentes de mídia dentro de um projeto dessa natureza. Nesse tipo de situação o After Effects é a opção mais usada para gerar animações e efeitos dentro de ambientes voltados para vídeo. Sempre que tenho a oportunidade de lecionar sobre o After Effects acabo passando um pouco sobre áreas um pouco mais avançadas do software, como é o caso do uso de expressões para gerar animações. Você sabia que é perfeitamente possível usar expressões no After Effects? Sim, pequenos scripts que ajudam a criar determinados tipos de animação.

As expressões são excelentes para criar animações automáticas e aproveitar características e propriedades entre camadas diferentes no After. Caso você nunca tenha usado expressões no software, recomendo a leitura de um pequeno guia que sempre passo para meus alunos em sala de aula, explicando em detalhes o funcionamento das expressões e passando vários exemplos.

A princípio o uso de expressões pode parecer um pouco assustador para pessoas que não tem o hábito de lidar com scripts. Isso é muito perceptivo quando abordo assuntos como o uso de Python com Blender, ou então ActionScript dentro do Flash. Mas, posso garantir que qualquer esforço dedicado a entender o funcionamento desse tipo de opção dentro do After Effects será de grande ajuda para incrementar os seus projetos.

No guia que recomendei é possível encontrar ilustrações e exemplos do uso de trigonometria e matemática aplicada as animações geradas no After Effects. Isso pode até assustar algumas pessoas, mas garanto que não é nada avançado, apenas a aplicação do que aprendemos no ensino médio.

Se você usa o After Effects ou gostaria de aprender como usar a ferramenta, é muito importante conferir o guia e também visitar o EAD – Allan Brito para se inscrever nos cursos sobre After Effects. Já existe um curso gratuito em andamento, e na próxima semana já devo lançar o próximo com assuntos um pouco mais avançados. Quem está só dedicando esforços em softwares 3d, recomendo expandir um pouco o seu leque de ferramentas, principalmente com opções voltadas para motion graphics.

Motion design como ferramenta educacional

O chamado motion design é uma das áreas do design que estuda e aplica princípios de animação para atribuir vida a objetos inanimados como textos e gráficos, para ilustrar idéias e outros conceitos. Essa é uma explicação extremamente simplificada sobre o que aborda e trata esse segmento importante do design. Uma das áreas pelas quais sempre me interessei muito no motion design é no suporte que esse tipo de criação pode oferecer a área educacional. Já faz um bom tempo que o artista especializado em motion design Jonathan Jarvis publicou um vídeo incrível chamado “The Crisis of Credit Visualized “. Esse vídeo mostrava de maneira simples como a crise de crédito de 2008 começou e seus efeitos. O material é excelente, e até hoje uso nas minhas aulas presenciais como exemplo de motion design.

Motion design after effects

Motion Design

O mesmo artista publicou mais um vídeo instrucional como encomenda da firma de investimentos Bridgewater. Um dos fundadores da empresa, chamado Ray Dalio, publicou um artigo explicando como funciona a economia. O artigo em si pode não despertar o interesse da maioria das pessoas, a não ser que você seja economista, mas para deixar e coisa interessante, didática e acessível para a maioria do público o Jonathan Jarvis ficou encarregado de ilustrar e animar o artigo. O resultado você pode conferir no vídeo a seguir que apresenta legendas capturadas de maneira automática pelo Youtube, com a opção de tradução automática para o português.

Além do conteúdo muito bem explicado e ilustrado, o tempo do vídeo impressiona! Qualquer pessoa que já teve a oportunidade de trabalhar com animação sabe que produzir qualquer conteúdo longo em animação pode se transformar em um grande desafio, e com softwares como o After Effects ou outros especializados em motion design.

Qual foi o software usado na produção dessa animação? O artista não deixa claro na sua página e sequer outros textos divulgando o projeto explicam como foi criada a animação, mas já posso adiantar que provavelmente foram vários softwares envolvidos na produção. É necessário ilustrar, animar e montar muita coisa para que apenas um software resolva tudo.

Se você quiser começar a trabalhar com esse tipo de projeto, recomendo uma visita ao curso básico gratuito de After Effects do EAD – Allan Brito. Assim você conhece a ferramenta principal de trabalho dos motion designers, e provavelmente a ferramenta mais usada na criação desse projeto.

Animação de personagens com After Effects

A animação de personagens pode ser realizada de diversas formas e aproveitando ferramentas e técnicas disponíveis em softwares como Flash, After Effects e Illustrator. O After Effects é muito conhecido por ser uma ferramenta especializada na produção de efeitos e composição para vídeo, mas devido a sua facilidade na criação de movimento é o software escolhido por muitos artistas e animadores para dar vida aos seus personagens virtuais. O Flash também é uma opção viável, mas com a saída direta para vídeo e as opções avançadas para criar motion blur, e outros efeitos baseados em filtros o After Effects se torna uma opção bem competitiva. Quer aprender um pouco da técnica necessária para animação de personagens com After Effects? O artista Ryan Boyle compartilha um pouco do que ele sabe nessa área em uma série de 7 tutoriais em vídeo.

Animação de personagens com After Effects

Nos tutoriais o artista mostra um resumo do seu processo criativo no desenvolvimento da estrutura do personagem dentro do Illustrator, e posteriormente na configuração do personagem dentro do After Effects. Um dos pontos interessantes em relação ao design do personagem dentro do Illustrator, é que o artista trabalha exclusivamente com vetores, como era de se esperar no Illustrator, e como os vetores estão devidamente organizados em camadas será possível posteriormente animar cada parte do personagem de maneira independente.

Animação de personagens com After Effects

O uso de vetores também ajuda a renderizar as composições do After Effects em diferentes resoluções, sem a necessidade de refazer todo o trabalho de arte dos personagens. Por exemplo, caso seja necessário produzir a mesma animação para cinema 4K, é possível simplesmente alterar os ajustes e a animação de personagens com After Effects estará pronta para grandes formatos de vídeo.

A técnica de ilustração do tutorial é bem simples, e o personagem produzido é estilizado. Isso facilita a sua reprodução por praticamente qualquer pessoa, mesmo que você não tenha grandes habilidades artísticas.

Caso você esteja procurando qualquer material sobre animação de personagens com After Effects recomendo muito assistir a série de vídeos produzidos pelo Ryan Boyle, que além de demonstrarem a sus técnica ajudam a entender como configurar e ajustar a animação de personagens com After Effects.

After Effects e element 3D no filme Star Trek

As sequências de abertura para filmes são muitas vezes o momento que os produtores e principalmente o diretor tem de adicionar elementos gráficos diferencias, e que ao mesmo tempo mostram o “tom” com que a história será desenvolvida. Já mostrei diversas sequências de abertura aqui no blog no passado, e hoje você terá a oportunidade de conhecer como os gráficos para a abertura do último filme da série Star Trek foi criada usando o After Effects. Caso você não tenha assistido ao filme ainda pode ficar tranquilo pois o vídeo não revela nada além da equipe criativa do filme!

After Effects e Element 3D

O vídeo que é apresentado a seguir mostra como a sequência de abertura foi criada usando nada mais do que um único software com a ajuda do plugin element 3D. Sim, apenas o After Effects foi usado para gerar toda a sequência de abertura. Antes de continuar, assista ao vídeo com a entrevista e descrição do processo:

É possível usar material em 3D assim só no After Effects? Claro que sim, até mesmo sem a necessidade do Element 3D é possível aproveitar os recursos existentes no After Effects como é o caso da versão reduzida do Cinema 4D que acompanha o After Effects CC.

Mas, aposto que você ficou curioso para saber mais sobre esse plugin element 3D que foi usado na abertura! O software foi desenvolvido pelo pessoal do Videocopilot e funciona muito bem dentro do After Effects. O seu funcionamento é relativamente simples, sendo baseado na criação de um sólido dentro de qualquer composição no After Effects. Ao selecionar o sólido podemos abrir o painel de controle do element 3D que permite selecionar modelos 3d e personalizar diversas das suas características.

O software mistura modelos 3d e partículas para permitir o uso de material virtual com as poderosas opções de tracking e câmeras virtuais do After Effects. O resultado é fácil de conferir na sequência de abertura do Star Trek. Qual o custo do Element 3D? O plugin é relativamente barato se formos comparar o orçamento do filme! Segundo a página oficial do plugin o seu valor hoje é de aproximadamente 150 dólares, o que é muito mais barato do que um software 3d.