Blur e The Goon: Exemplo de financiamento para animações 3d

O financiamento de qualquer projeto de animação em 3d é muito complicado, principalmente quando falamos do cenário nacional. Já é complicado encontrar financiamentos para produzir cinema que não tenah apoio do governo, o que dirá em casos de animações em 3d. A situação é melhor fora do Brasil, mas também existem barreiras que produtores e estúdios precisam vencer para conseguir viabilizar seus projetos. E geralmente quando o dinheiro aparece, o estúdio precisa fazer modificações na história como tirar a violência para conseguir uma classificação etária mais ampla, visando retorno financeiro.

Uma outra alternativa para esse tipo de situação é o crowdfunding, que já é praticado de maneira excelente pelo Instituto Blender com os Open Movies. Só para citar os vários casos de sucesso temos o Tears of Steel e o Sintel. Nesse tipo de financiamento o estúdio recebe várias pequenas doações, ou compra antecipada do DVD da animação, e o estúdio usa os recursos para efetivamente produzir o projeto.

O mesmo sistema de financiamento está agora em uso pelo pessoal do estúdio Blur. Sim, é aquele mesmo estúdio famoso pelos seus curtas animados e que produz material para diversos jogos, filmes e TV. O pessoal do estúdio está com um projeto no Kickstart para financiar um filme, sobre as histórias do “The Goon”. Esse é um personagem criado por Eric Powell, sendo publicado em formato de revista em quadrinhos. O objetivo da arrecadação de fundos é conseguir 400.000,00 dólares até o dia 11 de Novembro. Nesse exato momento a arrecadação já está quase passando os 300 mil dólares.

Para mostrar um pouco do que eles pretendem fazer no projeto, o estúdio produziu um teaser do que seria o filme.

A temática da história é bem contemporânea e trata da caça a zumbis, que é exatamente a atividade principal do protagonista da história. E como o objetivo é produzir a animação usando apenas fundos oriundos de doações, o estúdio e o criador da história devem ter total liberdade para definir os rumos do roteiro, inclusive abrindo espaço para situações cômicas com temática mais adulta. Isso seria muito complicado de conseguir em projetos de animação voltados para o cinema “tradicional” em que o público infantil é o maior alvo, fazendo com que a animação seja sempre politicamente correta.

Uma das coisas que não encontrei na página de referência do projeto, é a duração da animação que será produzida. Será mesmo um filme? Com esse valor é possível conseguir mais de 30 minutos de animação.

Animação 3D independente Meet Meline com Making Of

Entre os diversos projetos e objetivos que encontro nos meus alunos que estudam computação gráfica 3d, está a criação das suas próprias animações 3d. A grande maioria sonha em criar algo semelhante ao que vemos nos cinemas com as animações da DreamWorks ou Pixar, com os seus personagens cativantes e efeitos criados apenas em softwares 3d. Apesar de ser um objetivo louvável para um artista 3d, a criação de uma animação de qualidade, mesmo que seja uma com curta duração é muito trabalhosa e necessita de dedicação e empenho. O primeiro problema que esses artistas enfrentam é a história e o enredo da animação, pois muitos deles tem uma idéia do que será realizado, mas ao colocar esse enredo no formato de um storyboard animado, o tempo total dificilmente passa de 1 minuto.

Essa é uma das causas que faz muita gente desistir desse tipo de projeto, para acabar se dedicando apenas a cenas mais curtas e que podem ser facilmente usadas em um Demo Reel de animação, sem estar relacionado com uma história em particular. Por isso, sempre que recebo esse tipo de proposta dos alunos como objetivo de projeto, acabo tentando discretamente desencorajar a produção com uma série de perguntas, sobre o enredo e planejamento da produção. Depois da conversa o pessoal acaba deixando esse projeto para segundo plano.

Mas, isso não significa que seja impossível criar esse tipo de projeto. Os leitores mais antigos do blog devem lembrar de uma animação 3d independente chamada Meet Meline, da qual comentei aqui no início do ano. O material foi produzido por um casal de animadores franceses que durante os últimos três anos, usou os finais de semana e feriados para trabalhar em um curta de animação. A animação tem aproximadamente 6 minutos de duração e consumiu todo esse tempo para a produção.

Agora, podemos acompanhar um excelente making of da animação que mostra diversos aspectos da produção como o desenvolvimento do storyboard, modelagem 3d e animação.

MEET MELINE : THE MAKING OF (Sebastien Laban and Virginie Goyons) from Sebastien LABAN on Vimeo.

A primeira parte do vídeo mostra a dificuldade em desenvolver a história e enredo da animação. Depois que o enredo e história estão montados, partimos para a organização do projeto e cronograma. Repare na quantidade de pastas e arquivos necessários para organizar os modelos 3d e cenas da produção. Essa é uma parte extremamente importante no projeto. O cronograma de produção com as suas diversas etapas também é fundamental para organizar o projeto como um todo.

Outro ponto importante sobre a produção é que os artistas usaram apenas dois notebooks para desenvolver o projeto, pelo menos a parte de modelagem e animação, sem considerar a renderização das cenas.

Se você tem interesse em desenvolver projetos semelhantes, esse tipo de material pode ajudar na elucidação de dúvidas e até mesmo servir como motivador para que você desenvolva seu projeto. Os vídeos já estão na lista de materiais que sempre mostro nas minhas aulas, sendo que agora posso mostrar também o “Making Of”.

Para saber mais sobre o Meet Meline, visite o web site oficial da animação.

Animação 3d independente: Meet Meline tem trailer divulgado

Uma das coisas que mais vejo nos meus alunos, principalmente os que estão começando a trabalhar com computação gráfica é o desejo de criar uma animação em curta metragem. A maioria deles invariavelmente gostaria de concretizar uma idéia ou conceito em termos de animação. Mas, ao longo do tempo essas idéias acabam ficando um pouco de lado, pois os mesmos alunos conhecem as técnicas de produção e as diversas dificuldades em termos de tempo e esforço, necessárias para concretizar um projeto dessa magnitude.A mesma coisa acontece com os alunos interessados em desenvolvimento de jogos, que nos primeiros dias de aula já tem pretensão de criar jogos no estilo Final Fantasy, com enredos complexos e gráficos de última geração.

Apesar de gostar muito do espírito de iniciativa dos alunos, acabo desencorajando um pouco eles com a realidade. Mas, acho que seria crueldade iludir os alunos com a idéia de que esse tipo de projeto poderia ser realizado com poucos recursos financeiros e esforço. Sempre que recebo esse tipo de pergunta, acabo mostrando alguns ótimos exemplos de pessoas que conseguiram produzir de maneira independente uma animação de alto nível, sendo que uma das última produções a ganhar destaque se chama Meet Meline.

Essa é uma animação que está sendo produzida por um casal de artistas 3d chamados Sebastien Laban e Virginie Goyons. Desde 2006 que o projeto dessa animação está sendo produzida por eles, nas horas vagas e em feriados. Já são quase três anos de produção, para que o primeiro trailer fosse lançado agora! Antes de continuar falando sobre a animação, assista ao Trailer:

Como é evidente pela qualidade da animação e dinâmica dos personagens e cenários, o tipo de modelagem e composição usados na animação são de alto nível. A experiência da equipe envolvida ajuda muito, pois ambos são profissionais de animação e efeitos especiais em estúdios na França.

Se você quiser saber mais sobre a animação, assim como fazer o download de mais material sobre a animação, recomendo visitar essa página na CG Society, em que o Sebastien vêem atualizando como um blog da produção. Lá podemos encontrar links para vídeos e outros materiais relacionados à produção do Meet Meline.

Qual o software foi usado para criar a animação? Eles usaram o Autodesk Maya, Autodesk Combustion e Adobe Premiere, para criar o projeto, mas a parte de software é pouco abordada na criação do projeto. Além dos exemplos de criação visual, o verdadeiro ouro do projeto está na análise das fases da produção. Repare que na página da CG Society existe até mesmo um fluxograma explicando as diversas fases de produção. Do ponto de vista de professor, posso dizer que esse tipo de material é riquíssimo e pode clarear as idéias das pessoas que ainda não tem uma visão gera do processo de criação.

O tempo total da animação é de 6 minutos, mas até agora apenas o trailer foi divulgado. Portanto, só nos resta esperar e torcer para que o projeto seja finalizado e que a equipe continue lançando materiais e dicas, sobre como foi possível chegar até a composição final da animação. Como esse projeto é independente, nada impede que os autores abandonem tudo e deixem o projeto inacabado. Mas, acredito que esse não será o caso.

Para saber mais sobre o Meet Meline, visite o web site oficial do projeto.