Tutorial AutoCAD 2010: Criando macros para zoom

O uso de rotinas prontas no AutoCAD para ajudar no cotidiano de profissionais especializados em CAD é algo bem recente, apresentado apenas nas últimas atualizações do software. Antes de permitir que qualquer pessoas pudesse gravar as suas macros direto da interface, era necessário elaborar as rotinas por meio de scripts desenvolvidos usando uma linguagem chamada AutoLISP. Como a maioria dos usuários de CAD acabava não se interessando muito por esse tipo de linguagem, as facilidades eram restritas para poucas pessoas. Caso você nunca tenha usado esse tipo de facilidade, um exemplo clássico é o do arremate de linhas que estavam se cruzando e que demandariam diversos comandos TRIM para edição correta. Usando uma rotina em LISP era possível automatizar o procedimento.

Se você quiser experimentar o uso das novas ferramentas para criar rotinas no AutoCAD 2010, o vídeo abaixo mostra uma aplicação prática dessa ferramenta na criação de rotinas para melhorar o zoom.

Os comandos de zoom no AutoCAD geralmente são acionados com duas teclas de atalho, uma para acionar o zoom e outra para escolher o tipo de zoom. Por exemplo, é necessário pressionar Z e logo em seguida a conformação do comando para depois pressionar a outra letra. A rotina criada pelo autor do tutorial permite trabalhar com o uso de duas teclas já associadas para chamar o comando de zoom.

A rotina criada é bem simples e começa a ser gravada logo depois que o botão Record é acionado na aba destinada ao gerenciamento de macros. As ações ficam gravadas em seqüência e podem ser chamadas novamente usando qualquer tecla de atalho que o profissional de CAD desejar. Repare que o vídeo foi gravado usando o AutoCAD Civil 3D 2009, mas o procedimento é exatamente o mesmo para outras versões do AutoCAD.

O uso dessa ferramenta acelera pequenas tarefas que podem ser personalizadas pelo desenhista, mas ainda existem limitações e tarefas mais complexas que precisam de intervenção por meio de scripts.

Ainda lembro-me da época em que a única personalização que podíamos fazer com o AutoCAD era editar a tecla de atalho, ajustando um arquivo de texto com extensão lsp que tinha todos os atalhos.

Curso gratuito de AutoCAD

O conhecimento de ferramentas relacionadas a ilustração e desenho técnico pode ajudar muito um artista 3d na manipulação de objetos e material recebido de agências e escritórios de arquitetura. Por isso, sempre recomendo para meus alunos cursos e experiências com softwares como AutoCAD, ArchiCAD, VectorWorks e outros. Na última semana encontrei um recurso oferecido pela própria Autodesk que pode ajudar muito as pessoas interessadas em aprender o funcionamento do AutoCAD, que é o web site chamado de AutoCAD Exchange. Além de oferecer diversos materiais e documentação extra para usuários do AutoCAD, podemos encontrar uma vasta área com material educacional gratuito.

Esse material está organizado em pequenos blocos de conteúdo que são organizados em pequenos cursos. O mais interessante, depois da qualidade do material, é que tudo está disponível de maneira gratuita e sem restrição de acesso para o Brasil, como acontece com alguns dos recursos da Autodesk. Por exemplo, existe um curso lá que mostra as novidades do AutoCAD 2010, com descrição tanto em texto como exemplos em vídeo das ferramentas e novas opções do AutoCAD 2010.

curso-gratuito-autocad.jpg

Por enquanto existem apenas quatro cursos disponíveis, mas com o tempo deve ser disponibilizado mais material. Os cursos disponíveis são os seguintes:

  • Curso sobre os destaques do AutoCAD 2010
  • Curso sobre desenho técnico com o AutoCAD 2010 LT
  • Curso sobre desenho técnico com o AutoCAD 2009 LT
  • Curso sobre o AutoCAD P&ID

Esse último curso sobre o AutoCAD P&ID é interessante para os estudantes de engenharia ou profissionais que trabalham com projetos de indústrias, pois ele mostra como é possível usar as ferramentas do software para projetar tubulações e instalações pesadas.

Antes de cada vídeo presente nos cursos, encontramos uma lista com os pré-requisitos necessários para que você possa entender o conteúdo exposto nas explicações. Isso é muito importante, pois os vídeos são curtos e aborda apenas os assuntos propostos nos títulos das aulas, considerando que ferramentas e opções necessárias para usar o tópico em questão já são de conhecimento do usuário. Por exemplo, o vídeo que comenta sobre linhas de cota com constraints já considera que você sabe usar linhas de cota.

Se você tem interesse em aprender AutoCAD de maneira gratuita, visite o endereço e faça o seu cadastro.

Mais um livro gratuito sobre o AutoCAD 2009 editado pela Autodesk

Para as pessoas especializadas em desenho técnico sempre é interessante possuir uma boa quantidade de recursos e material para consulta, assim quaisquer dúvidas e problemas relacionados ao seu software de CAD. A Autodesk lançou um pequeno guia gratuito sobre o AutoCAD 2009, que já deve sair de linha esse mês com o lançamento do AutoCAD 2010, mas mesmo assim ainda tem uma base de usuários significativa. A iniciativa da Autodesk foi lançar um pequeno aplicativo multimídia que simula um livro ou apostila de AutoCAD 2009 para acesso unicamente pela internet. O aplicativo funciona como se fosse uma pequena revista mesmo, com a possibilidade de virar as páginas e tudo mais! Para as pessoas mais experientes com a internet, o conceito de revistas e livros virtuais em flash não são novos, mas usando sistemas de CAD e com autoria oficial da Autodesk, é uma novidade interessante.

O objetivo do aplicativo não é funcionar como uma apostila, mas sim como um guia de consulta rápida sobre as principais ferramentas do AutoCAD. Por exemplo, cada página do aplicativo é dedicada a uma ferramenta em especial que recebe também uma série de dicas e explicações extras na parte inferior da página. Esse é um excelente recurso, principalmente para os usuários que ainda estão migrando do AutoCAD 2008 e versões anteriores para a versão 2009 ou 2010.

livroonline-autocad-2009.jpg

Para acessar o livro gratuito sobre AutoCAD 2009 visite esse link. Essa é uma lista das ferramentas e recursos do AutoCAD abordados no material:

  • Menus e janelas do AutoCAD 2009
  • Action recorder para gravar macros e ações de edição que se repitam várias vezes
  • Opções avançadas de gerenciamento de layers
  • Entendendo a nova interface Ribbon, que deve ser padrão para todos os softwares da Autodesk
  • Personalizando a interface Ribbon
  • Explicando o funcionamento do ViewCube
  • Explicando o funcionamento da roda de visualização
  • Criando animações com o ShowMotion (Esse é um recurso que funciona de maneira semelhante as cenas do SketchUp)
  • Usando a barra de aplicações
  • Usando a visualização rápida para desenhos 2D e 3D
  • Acessando propriedades rápidas das entidades de desenho
  • Usando o formato DWFx
  • Adicionando localização geográfica aos desenhos e projetos
  • Criando layouts para impressão

Essa é a lista com todos os tópicos abordados no material, que pode ser impresso também. Para acionar a impressão do livro, use o ícone da impressora na parte inferior da página.

DoubleCAD XT: Alternativa ao AutoCAD gratuita para download

O AutoCAD é um software muito requisitado em qualquer tipo de trabalho que envolva desenho técnico, mas o custo da sua licença é impeditiva para a maioria dos estudantes e profissionais de CAD, que não tem disponibilidade ou recursos para investir uma soma considerável de dinheiro. Na última vez em que tive oportunidade de fazer um orçamento em licenças do AutoCAD a licença estava custando algo em torno de 4000 reais. Com isso, a maioria das pessoas parte para a busca de alternativas gratuitas, e hoje estou indicando mais uma dessas alternativas que foi lançada esse mês. O software se chama DoubleCAD XT e apresenta uma ótima gama de ferramentas, principalmente para as pessoas que já conhecem alguma coisa sobre o AutoCAD.

No web site da empresa responsável é possível encontrar algumas informações sobre o software, como o fato dele se comparar com o AutoCAD LT em termos de recursos. O software é distribuído como um Freeware, em que você pode até mesmo fazer uso comercial dos desenhos criados nele. Uma coisa que chama a atenção é que o software é a cara cuspida do AutoCAD 2008, com as interfaces e ferramentas sendo dispostas e organizadas de maneira muito semelhante ao AutoCAD, até mesmo os nomes são os mesmos.

Para demonstrar melhor o software, gravei um pequeno vídeo que mostra bem a interface e algumas das ferramentas do DoubleCAD XT. O vídeo está disponível em HD, basta visitar esse link para assistir ao vídeo em HD com melhor resolução de imagem.

Uma vantagem do software além da possibilidade de se adaptar a uma interface já conhecida é a possibilidade de abrir e salvar arquivos DWG no formato do AutoCAD 14 até o 2009. Isso mesmo, com o software é possível abrir e editar arquivos DWG do AutoCAD 2009.

Como é que um software como esse pode ser disponibilizado de maneira gratuita? A empresa que cuida do DoubleCAD oferece uma versão gratuita, que é essa indicada no artigo e outra chamada de PRO. A versão profissional, como eles chamam, apresenta algumas ferramentas extras como a possibilidade de usar desenho paramétrico e constraints na edição, assim como uma série de outros recursos de desenho mais avançados.

Caso você queira fazer o download do DoubleCAD XT, visite o endereço indicado e preencha os dados no formulário de download. A IMSI/Design requer que antes dos downloads do software os usuários preencham um formulário, com alguns dados. É necessário indicar um e-mail válido, pois é enviado para ele o número serial e a chave de ativação do software, mesmo ele sendo gratuito é preciso fazer isso. Se você não gosta desse tipo de procedimento, melhor nem tentar.

O software está disponível apenas para Windows, estou usando ele aqui no Mac OS X pelo VM Ware Fusion sem maiores problemas, mas ainda não tive tempo de fazer testes no linux para verificar se o mesmo funciona no Wine.

Configurando projetos arquitetônicos no Autodesk Revit 2009

A escolha da ferramenta usada para desenvolver um projeto pode ser determinante para a entrega do material em tempo hábil, e também como forma de evitar erros e problemas de projeto que muitas vezes podem passar despercebidos. A tecnologia BIM (Building Information Modeling) trouxe vários benefícios para o processo de criação e desenvolvimento de projetos. Mas, essa tecnologia só é útil quando o projeto está bem definido e precisa apenas ser finalizado, para prosseguir até a fase do projeto executivo. Sempre que encontro alguém interessado em trabalhar com projetos arquitetônicos, na maioria das vezes as dúvidas sobre softwares giram em torno da escolha do AutoCAD como principal opção para esse tipo de projeto.

O AutoCAD até aproximadamente 5 anos atrás era sim a principal opção, mas isso hoje já está bem diferente. O que acontece hoje é um verdadeiro ecossistema de softwares e ferramentas que ajudam nas mais diferentes fases de projeto. Por exemplo, conheço alguns escritórios que trabalham com ferramentas da Autodesk como o AutoCAD e Revit, mas sempre iniciam seus projetos com estudos de volumetria no SketchUp, por ser mais rápido e funcionar sem restrições em todos os computadores do escritório. Para fazer isso com o AutoCAD ou Revit, seriam necessárias múltiplas licenças, o que inviabilizaria esse processo.

O SketchUp tem o objetivo de criar a volumetria e o AutoCAD cria os desenhos técnicos. Com o uso do Revit, ArchiCAD ou VectorWorks é possível acelerar esse processo, pois todos usam a tecnologia BIM.

Veja o vídeo abaixo que demonstra como é rápido criar um projeto e todos os seus desenhos técnicos, usando o Revit:

Com o uso da tecnologia BIM, o processo de criação de um projeto é integrado e rápido. Todos os elementos necessários para a documentação de um projeto são criados com base em elementos 3d paramétricos. Portanto, o software sabe que uma parede representada no projeto é uma parede mesmo, e não um sólido 3d com volume. Essa parede pode ter atributos como revestimento, previsão de acabamento e muito mais.

Esses exemplos foram feito com o Revit, mas poderia muito bem ser realizado também com o ArchiCAD ou VectorWorks, pois eles funcionam nos mesmos princípios.

Agora que você sabe um pouco mais sobre essa tecnologia e os softwares de CAD usados para documentar projetos, espero que fique mais fácil escolher a opção apropriada para cada fase. O AutoCAD é bom, mas ele não tem seu foco direcionado para nenhuma área em especial.