Primeira imagem do sistema de Tracking de vídeo no Blender

Os projetos que estão em desenvolvimento como parte do Google Summer of Code 2011 para o Blender formam uma verdadeira salada de frutas, e não estou falando no sentido figurado. Todos os projetos foram organizados em grupos identificados por nomes código usando nomes de frutas e vegetais em inglês, e o grupo que concentra todas as novidades é chamado de “Salad”. Para entender melhor o que cada um dos projetos representa, você pode conferir o diagrama abaixo que mostra os projetos que fazem parte de cada um dos grupos. O diagrama foi criado por Sean Olson.

gsoc-large.png

Entre todos esses projetos existe um deles que desperta grande interesse por todas as pessoas que trabalham com animação no Blender, que é o desenvolvimento de um sistema integrado de Camera Tracking para o software. Esse sistema deve fazer parte do próximo “pacote” de atualizações que será adicionado ao Blender pelo próximo Open Movie, planejado para mesclar elementos reais com virtuais. Nesse caso, o uso de um sistema de tracking é mais que fundamental!

Mas, o que faz esse tipo de sistema?

Um software especializado em traking de câmera consegue realizar uma tarefa bem complexa, relacionada com a identificação das superfícies em uma imagem, com base na reprodução de um vídeo. O processo funciona mais ou menos assim:

  1. O software faz uma análise do vídeo identificando pontos e arestas;
  2. Depois esses pontos são calculados e convertidos em planos;
  3. Esses planos identificam superfícies e objetos no vídeo
  4. O movimento da câmera que gravou o vídeo é então convertido em uma câmera virtual, que pode ser usada para gerar elementos para integração com o vídeo.

Com esse princípio em mente, podemos entender como fica fácil colocar objetos sobre uma mesa, ou então criar planos em que atores podem interagir com elementos reais de vídeo.

Como forma de mostrar um pouco do progresso no desenvolvimento do sistema de traking do Blender, já foi divulgada a imagem da interface desse sistema que ainda não está disponível para testes, mas logo deve ganhar algumas versões no grupo “Tomato”. Na barra de ferramentas estão os controles para marcação de pontos e ajuste do tracking. Por enquanto é só a imagem da interface que temos para analisar, e nada mais além de esperar pelos primeiros alphas da ferramenta.

GSoC-CameraTrackingWip.png

Se você trabalha com edição de vídeo e recorre a softwares caros de traking para mesclar vídeo com 3d, o Blender pode ser uma solução viável para os seus projetos no curto prazo!

Concurso anual do YafaRay 2010: Objetos esquecidos

Os projetos de visualização que usam computação gráfica geralmente tem como objetivo reproduzir ambientes limpos e perfeitos, sem as imperfeições e detalhes que caracterizam os espaços já usados por pessoas. Esse é o padrão para projetos que pretendem vender arquitetura, contar histórias e na publicidade. Nos softwares de modelagem e animação 3d é simples criar elementos perfeitos na forma e acabamento, sendo inclusive recomendado deformar um pouco a geometria e alterar texturas para aumentar o realismo. O contrário desse resultado que seria adicionar sujeira e outros elementos para transformar os ambientes em espaços antigos e velhos é bem trabalhoso e envolve uso intenso de texturas e deformações na geometria.

Se você nunca tentou realizar esse tipo de ambientação, usando elementos antigos e velhos, a oportunidade para criar esses cenários pode ter surgido com o concurso anual da comunidade do YafaRay. Alguns dias atrás foi lançado o concurso na sua edição 2010, em que se encontram enquadrados nesse meio muitos artistas do Blender 3d. O tema do concurso é exatamente a criação de cenários e objetos antigos e esquecidos.

Nesse contexto podemos destacar também ruínas e outros tipos de espaços antigos. Na própria página do concurso existe uma vasta lista de referências de modelagem para o tema, que podem ser úteis até para pessoas que não sejam usuários do Blender e YafaRay.

Claro que para que seu trabalho seja elegível de participação no concurso, o mesmo deve ter sido renderizado no YafaRay e estar em concordância com as regras expostas no link indicado no início do artigo. A participação nesses concursos é sempre uma boa oportunidade de testar as nossas habilidades e criar coisas um pouco diferentes do circuito comercial.

O YafaRay é um renderizador de código aberto gratuito que funciona junto com o Blender. Hoje só é possível aproveitar o software na sua plenitude usando a versão 2.49 do Blender que até o final do ano deve ser substituída pela 2.60. Existe um projeto em andamento para criar um script que exporte cenas do Blender 2.5 versão de desenvolvimento para o YafaRay. Esse projeto está inclusive sendo realizado por um Brasileiro chamado Victor Oliveira, além de outro projeto parte do Google Summer of Code 2010. Até agora nenhum arquivo ou versão experimental do script foi disponibilizado, mas assim que for lançado eu aviso aqui no blog. Portanto, será necessário realizar o projeto no Blender 2.49.

Blender no Google SoC 2010

O Google Summer of Code 2010 está começando a receber trabalhos e projetos envolvendo o desenvolvimento e melhoria de softwares abertos. Para quem não conhece o Summer Of Code, ele é uma iniciativa do Google para oferecer atividades remuneradas para os estudantes de computação em férias no hemisfério norte. Eles aproveitariam o tempo extra nas férias de verão para trabalhar em projetos de melhoria para softwares de código aberto como o Blender, GIMP e Inkscape. Esse ano o YafaRay está tentando ter algum projeto aceito no SoC, mas isso depende da proposta feita pelo estudante interessado em melhorar o software escolhido.

Tudo isso é feito com apoio financeiro de cinco mil dólares para o estudante que conseguir terminar o projeto.

Esse ano o Blender está participando do projeto com diversas idéias e propostas. Para ajudar os estudantes que queiram se engajar em desenvolver partes do Blender, existe uma série de idéias para novos recursos que podem ser desenvolvidos para o Blender nessa página. Entre as idéias dos projetos estão diversos itens que podem ajudar significativamente o uso do Blender.

Para ajudar no entendimento das propostas, compilei uma pequena lista com os destaques dessas propostas:

  • Melhorar o módulo de escultura digital com inclusão de novos pincéis e suporte a novas ferramentas;
  • Melhorar o sistema de texturas com adição ao suporte de composição em múltiplas camadas;
  • Integrar o Blender como Ptex para melhor manipular texturas UV. Esse é o aplicativo disponibilizado pela Disney para abolir o uso de texturas UV;
  • Adicionar técnica para retopologia automática baseada em faces quadradas;
  • Criação automática de Seams para texturas UV;
  • Reformular um editor visual de relacionamentos e hierarquias;
  • Integrar a engine Bullet no sistema de física para animação;

As sugestões de projetos são apenas idéias oferecidas aos estudantes que queiram trabalhar no projeto. Só para lembrar que apesar do projeto ser direcionado para acadêmicos do hemisfério norte, nada impede que estudantes aqui do Brasil ou outros países participem do projeto.

O fato de o projeto ser aceito não é garantia que o mesmo seja finalizado, ficando a cargo do estudante e de seu mentor finalizar o projeto. Existem diversas ferramentas do Blender como o modificador Shrinkwrap e outros oriundos de iniciativas do Summer of Code. Agora é torcer para que os projetos submetidos sejam aceitos, e que o YafaRay também acabe sendo aceito no projeto. Uma das idéias do YafaRay é a integração com o Blender 2.50.

Para saber mais sobre o Google Summer of Code 2010, visite a sua página oficial.

Blender 3d e o Google Summer of Code 2008

A corrida para a submissão de projetos para o Google Summer of Code 2008 já começo, e esse ano promete ser especial para quem trabalha com o Blender e ferramentas 3d de código aberto. Além do Blender, que já vem participando com vários projetos nos últimos anos, agora o YafRay poderá ter melhorias custeadas pelo Google. Quem sabe não é agora que a nova API de renderização para o Blender pode ser implementada e o YafaRay(estável) finalmente verá a luz do dia.

Blender e o SoC 2008

Ainda não existe nenhum projeto submetido por usuários do Blender, mas uma página própria para isso já está disponível na Wiki do Blender. Caso você tenha interesse em acompanhar as idéias, para ferramentas ou novas funcionalidades para o Blender, visite regularmente aquela página para acompanhar os projetos.

Um estudante do Brasil pode participar? Sim! Claro que sim! Inclusive essa é uma oportunidade fabulosa para colocar em prática, os conhecimentos acadêmicos. Infelizmente o calendário do projeto não nos favorece aqui no hemisfério sul, o pessoal do norte estará em férias. Por isso acabam tendo essa vantagem em relação ao tempo, mas quem disse que as coisas precisam ser fáceis?

Sempre recebo mensagens de estudantes de graduação que querem usar o Blender, como tema para fazer as suas monografias de graduação ou trabalhos de pesquisa. Pois, o que você acha de participar do projeto e ainda usar a experiência para fazer o seu trabalho acadêmico? Isso mesmo! Se você é estudante de informática, próximo de fazer uma monografia, dissertação ou tese, o que acha colocar a sua pesquisa em prática no Blender?

Você estará concluindo a sua pesquisa e ainda terá um trunfo! Na hora de defender a sua pesquisa para uma banca, você ainda poderá falar sobre a sua experiência no projeto. Com certeza isso resultará em alguns pontos extras na sua avaliação.

Ainda tem mais um detalhe! Você será pago ao concluir o projeto, mas que disse que o dinheiro é importante? Mesmo sendo 4500 dólares, você vai participar apenas pela vontade em ajudar, não é? Quem já viu? Ser pago para fazer uma pesquisa tão legal como essa?

Deixando a brincadeira de lado, o pagamento pelo projeto é mais que incentivo para fazer qualquer pesquisa. Tudo que você precisa é de um orientador, que possa ajudar você a ficar no prazo com o projeto. Além disso, você precisará de conhecimentos em C e Python, dependendo do projeto.

A lista completa de requisitos pode ser encontrada na página do Google Summer of Code 2008. Mesmo que você não participe, mas conhece alguém que ainda está estudando e tem interesse em participar, comente sobre o projeto. Ele não gosta de Blender? Tudo bem, ninguém é perfeito. Mas existem várias opções de ferramentas que podem se beneficiar com projetos e novas ferramentas:

  • Inkscape
  • Gimp
  • Scribus
  • YafRay
  • Wings 3d

Como meus alunos não lidam com programação, não posso incentivar nenhum deles a participar. Mas se estivesse ministrando aulas para alunos com conhecimentos em desenvolvimento, estaria a caça de candidatos!