Cadeira Eames: Download gratuito

Uma das dicas que sempre passo para os meus alunos é a criação de uma biblioteca de móveis particular, que pode ser usada em momentos de necessidade. O fato de ter um móvel que é solicitado por clientes em qualquer projeto, é um grande diferencial. Isso acelera o desenvolvimento dos projetos relacionados com modelagem. Quer adicionar uma cadeira Eames na sua coleção?

A cadeira Eames é um clássico do design e deve fazer parte de qualquer biblioteca voltada para arquitetura, jogos ou outros tipos de mídia. O motivo para essa necessidade de móveis clássicos em bibliotecas está relacionado com a frequência com que aparecem em projetos. É muito comum que projetos de design de interiores ou arquitetura, adicionem móveis clássicos como forma de impressionar os potenciais clientes.

cadeira eames

Para as situações em que você será responsável pela criação das imagens próprias para vendas, então é preciso ter esse tipo de móvel pronto para conseguir aplicar ele de forma rápida em projetos. Caso contrário será preciso modelar os objetos sob demanda, o que podem consumir muito tempo de desenvolvimento.

Um artista chamado LuxXeon compartilhou um modelo de cadeira Eames renderizado inicialmente com o Corona Render, mas que possui variações em outros softwares. O objeto foi modelado com o 3ds max, mas o artista exportou o material para o formato OBJ e até mesmo Blend (formato nativo do Blender).

O arquivo é relativamente grande, pois acompanha texturas em alta resolução com mais de 4000 pixels de largura, facilitando o uso do material em projetos que demandam qualidade alta de vídeo ou imagem. Além disso existe um ótimo nível de detalhes no material. Você só precisa tomar cuidado ao usar esse material em projetos que demandam render em tempo real, pois a quantidade de polígonos desse objeto é alta. No total são mais de 55.000 faces apenas nessa cadeira Eames.

Já mencionei que a cadeira Eames desse artigo é gratuita?

Usando a cadeira Eames

Caso você ainda não saiba usar modelos 3d como esse em projetos de arquitetura ou design, você pode contar com os cursos do EAD – Allan Brito que abordam o assunto. Esses são os cursos recomendados:

Download gratuito de cena completa no Blender Cycles

Existem diversas formas de aprender qualquer coisa relacionada com computação gráfica, seja usando material de referência como livros ou cursos e também analisando projetos já concluídos. O método conhecido como alguns como engenharia reversa é amplamente usado por pessoas que já possuem algum conhecimento na área e simplesmente gostaria de saber os caminhos necessários para gerar determinados efeitos ou imagens em softwares 3d. Eu mesmo aprendi muito com esse método, simplesmente analisando a estrutura de arquivos e projetos em que tinha acesso aos arquivos fonte. Mas, como conseguir esses arquivos?

Para os usuários do Blender uma ótima maneira de fazer esse tipo de análise baseada em engenharia reversa é o BlendSwap. O web site é um sistema que permite aos artistas e usuários do Blender compartilhar diversos arquivos com mais mais variados fins. Como os projetos são publicados no ambiente com uma licença creative commons, alguns deles podem até mesmo ser usados em projetos comerciais, bastando para isso citar o nome do autor para legalizar o seu uso. Fora isso ainda existe a possibilidade de acessar todas as configurações a ajustes de um arquivo, permitindo o aprendizado por engenharia reversa.

Se você quiser fazer o download de um desses arquivos que pode ajudar a entender como o Blender Cycles funciona, recomendo o download dessa cena interna de um banheiro. Você precisa se cadastrar no BlendSwap para ter acesso ao arquivo.

blender-cycles-cena-download.jpg

O projeto foi desenvolvido por um usuário chamado CENOBI e apresenta uma excelente qualidade no render, texturas e modelagem. Isso é um prato cheio para quem gosta de fazer o download dos arquivos para analisar como a cena foi montada e configurada, para depois tentar reproduzir o mesmo efeito em outros ambientes.

Além de oferecer a oportunidade de aprender os procedimentos necessários para reproduzir o efeito apresentado na imagem, você ainda pode aproveitar os modelos 3d usados na cena e também as texturas.

Curso sobre renderização avançada com Blender Cycles

Para os que gostariam de ter uma experiência mais completa com o Blender Cycles, recomendo uma visita ao curso sobre render avançado com Blender Cycles, em que são apresentadas as características do novo renderizador do Blender de maneira mais completa e detalhada. O curso é totalmente baseado em vídeos explicativos em português e ajudam as pessoas que não conhecem o Blender a renderizar imagens usando ferramentas de visualização avançada em poucos dias.

Tutoriais de modelagem por subdivisão: Diga não aos Booleans

Quem começa a modelar em qualquer suíte 3d, sabe que existem algumas particularidades nos variados tipos e técnicas de modelagem. Uma dessas técnicas, a chamada modelagem por subdivisão é uma das mais fáceis em termos de técnica, mas requer do artista um apurado senso de planejamento, para a organização das topologias do modelo 3d. Principalmente na organização dos chamados edge loops. Um modelo 3d com edge loops desorganizados, praticamente inviabiliza qualquer tipo de alteração ou ajuste. Para alterar um desses modelos, a única solução é excluir o objeto e refazer do zero.

O que é um edge loop? Os edge loops são compostos pelas arestas das faces que formam um objeto em 3d. Quando essas arestas contornam o objeto, com pouca deformação ou nenhuma deformação, melhor é o modelo 3d. Um dos fatores que mais geram péssimos edge loops são as faces triangulares.

Dentre todas as ferramentas usadas para modelagem, as chamadas operações booleanas são as que mais geram esse tipo de face. Sempre que ensino esse tipo de ferramenta nas minhas aulas, independente da ferramenta 3d, pode ser no Blender 3d ou no 3ds Max, repito constantemente para os alunos; fique longe das operações Booleanas.

Um verdadeiro artista, especializado em modelagem por subdivisão sabe como evitar esse tipo de ferramenta, para gerar modelos 3d limpos e fáceis de editar. Veja o exemplo mostrado na imagem abaixo:

Tutorial de modelagem por subdivisão com Silo 3D

Que tal modelar esse objeto sem usar operações booleanas? Alguns tutoriais sobre o assunto sempre podem ajudar a elucidar o processo de modelagem de objetos 3d “limpos”. Pois, essa imagem faz parte de uma coleção de tutoriais sobre modelagem por subdivisão de um artista 3d chamado Andy Kinsella, ele usa o Silo 3D para elaborar os modelos, mas a sua técnica pode ser usada em qualquer ferramenta 3d. Com os seus tutoriais podemos conferir técnicas de modelagem eficientes, para criar modelos 3d limpos e organizados.

Tudo está em vídeo, que apesar de parecerem básicos, mostram como usar algumas das ferramentas do Silo 3D e também reforçam a boa prática da modelagem 3d limpa.

Para que você possa ter uma idéia sobre os tutoriais disponíveis, compilei uma pequena lista com os títulos ou assuntos de cada um dos nove tutoriais disponíveis:

  • Modelando uma engrenagem.
  • Abrindo um furo em um cubo, sem usar Booleans
  • Como usar a mesma técnica do cubo anterior, para abrir um furo em uma esfera? O próximo tutorial chamado Knock a Hole in a Sphere mostra a técnica.
  • Um dos objetos mais trabalhosos para modelar é um parafuso. O próximo tutorial mostra como modelar esse tipo de objeto.
  • Modelagem uma grade simples.
  • Criando múltiplos buracos sem usar booleans.
  • O autor insiste em abordar técnicas para abrir buracos em objetos, sem usar Booleans.
  • Bordas arredodadas no Silo 3D. Esse tutorial é específico sobre o Silo, mostrando como resolver a modelagem de bordas arredondadas.
  • Para finalizar o autor mostra como modelar aberturas de ventilação em peças metálicas.

A maioria desses tutoriais estão relacionados a algum tipo de discussão nos fóruns oficiais do Silo 3D. Como o artista está diretamente envolvido na elucidação de várias dúvidas sobre modelagem, ele resolveu converter as dúvidas em vídeos.

Então, aproveite a gentileza dele para aprender um pouco mais sobre modelagem por subdivisão.