Tutoriais em vídeo sobre as novas ferramentas do Blender 2.46

O Blender 2.46 ainda nem foi lançado oficialmente, mas a comunidade de usuários já está se debruçando sobre as suas novas ferramentas e funcionalidades. Já estou com a versão RC1 há algum tempo, mas às vezes é difícil ficar “caçando” as novidades. Para ajudar nessa árdua, mas mesmo assim divertida tarefa um artista Frances, que esteve investigando como funcionam as novas ferramentas do Blender 2.46, compilou uma série de vídeos que mostra exatamente a maneira e localização de várias dessas funcionalidades. Esses vídeos estão disponíveis para download no fórum BlenderClan, no total são mais de 15 vídeos que abordam várias das novas ferramentas.

Os títulos dos vídeos estão em Frances. Veja uma lista com algumas das ferramentas abordadas nos vídeos:

  • Modificador Explode: O próprio nome mesmo já diz tudo, esse modificador tem como objetivo explodir objetos, com o auxilio do novo sistema de partículas.
  • Novo sistema de simulação de tecidos – Cloth: Já havia até escrito um tutorial, mostrando como esse sistema funciona, mas mesmo assim é sempre bom ter uma nova referência. O que ele faz? Simula tecidos!
  • Novo modificador Bevel: Essa era uma falha grave do Blender, não fazer bevel nas arestas dos modelos 3d era péssimo para ele como modelador. Qualquer modelador experiente, sabe que adicionar bevel as arestas maximiza o realismo do modelo. Nenhum objeto no mundo real apresenta arestas bem definidas, sempre existe um pequeno chamfro. Com esse modificador agora é possível adicionar de maneira fácil esse chamfro.
  • Novas opções de partículas para simular cabelos: Com o novo sistema de partículas é possível agora controlar de maneira mais precisa a simulação de cabelos. Nos vídeos temos até uma demonstração de como é possível, literalmente pentear e interagir os cabelos com soft bodies.
  • Novas opções para criar Soft Shadows: Agora é possível configurar soft shadows nas sombras do tipo Ray traced do Blender, no vídeo podemos visualizar a maneira correta de usar o recurso.
  • Alterações no mapeamento UV: No novo Blender o mapeamento UV sofreu grandes alterações, inclusive com a extinção do modo de trabalho UV/Face Select. Agora tudo é feito diretamente no modo de edição.

A lista é apenas uma amostra do que você deve encontrar lá, eu mesmo já fiz o download de todos os vídeos para estudar e me atualizar em relação às novas ferramentas. Para essa semana está previsto o lançamento da versão RC3 do Blender, que deve ter um rápido ciclo de correções, para que a versão 2.46 final seja lançada.

Mais uma vez, agora só nos resta esperar para usar a versão estável do Blender, com todas essas novidades!

Criando um personagem completo com o Blender 3D

Mais um tutorial que mostra como criar um personagem completo com o Blender. Apesar de ter sido produzido com uma versão antiga do Blender, se eu não me engano as telas são do Blender 2.34, podemos ainda retirar várias lições e dicas do tutorial. Lembre que apesar das telas serem diferentes é perfeitamente possível reproduzir as técnicas de modelagem utilizadas nas versões mais recentes de Blender 3D.

Para acessar o tutorial, visite esse endereço. O tutorial está dividido em várias partes, que podem ser consultadas de maneira independente. Isso facilita a vida dos artistas interessados apenas em partes específicas da modelagem, como a modelagem da cabeça, pés ou mãos. Ao visitar o endereço indicado, também ficará perceptível que o autor não providenciou uma página apropriada para navegação, entre os vários artigos do tutorial. Acesse as pastas e depois o único arquivo HTML disponível nas pastas.

Modelagem de personagens

Apesar de ser antigo, esse tutorial ilustra bem o processo e a dificuldade em conseguir uma malha com topologia realista. Assim como manda a “regra”, o autor não tira as proporções do modelo da cabeça, mas sim de uma imagem que serve como guia para a modelagem. Se ele não tivesse uma imagem esboçada no papel, como está no tutorial, à referência poderia ser muito bem uma foto, como acontece com algumas partes do tutorial. Depois ele vai ajustando a malhar para que os contornos e proporções fiquem semelhantes às imagens.

O foco do tutorial é a topologia do modelo 3d, tanto é que se ignoramos as primeiras telas em que a interface do Blender 3D aparece, esse tutorial poderia ser aplicado a qualquer ferramenta 3d. ao trabalhar na construção do modelo o autor do tutorial, mostra mais imagens que texto no processo. Isso facilita por um lado e dificulta o acompanhamento dos usuários iniciantes, mas mesmo assim é um guia ótimo guia para desenhar a topologia.

Mesmo que você decida não acompanhar todas as fases da modelagem, não deixe de conferir a modelagem da orelha. Já comentei aqui várias vezes, que essa parte da anatomia humana é uma das mais complexas de reproduzir em 3d. O formato da orelha humana tem muitas reentrâncias e pode ser o martírio de qualquer artista 3D.

Adobe TV: Tutoriais oficiais sobre After Effects, Premiere, Photoshop e mais…

Quem sempre procura por tutoriais e dicas em vídeo sobre softwares da Adobe, agora tem mais uma opção além do YouTube. Está no ar o recém lançado canal de TV da Adobe, nos mesmos moldes dos melhores sistemas de vídeo online, mas totalmente direcionado aos produtos da empresa, ele vem suprir a deficiência por treinamentos especializados em vídeo. O melhor de tudo! Todos os tutoriais disponíveis são de alta qualidade. Ontem mesmo, fiquei algumas horas assistindo tutoriais e vídeo sobre o Adobe After Effects.

Quer saber como são os vídeos lá? Aqui vai um exemplo de tutorial em vídeo sobre o After Effects, disponível na Adobe TV:

Todos os vídeos disponíveis no sistema são organizados em categorias, e podem ser visualizados quantas vezes forem necessárias.

As principais categorias existentes no sistema são:

  • Fotografia
  • Profissionais de vídeo
  • Designer
  • Programador

Para quem tem uma boa conexão de internet, eles usam um sistema parecido com o Vimeo em que os vídeos podem ser exibidos em tela cheia. Aqui ficou um pouco lento para carregar, mas temos que dar um desconto pela qualidade e bitrate generoso.

Não se empolgue muito em relação à quantidade de conteúdo. Como o sistema foi lançado nessa semana, o número total de vídeos disponível ainda é pequeno, algo em torno de 20 ou 30 títulos. Mas a tendeência é que com o tempo esse número aumente.

A iniciativa da Adobe TV é muito interessante do ponto de vista profissional, a maioria dos vídeos disponíveis em sistemas como YouTube, apresentam algumas deficiências em relação a resolução e muitas vezes no conteúdo também. Claro que existem ótimos tutoriais, mas parece que a febre, principalmente na edição de vídeo e efeitos, é ensinar a fazer o já clássico Kamehameha.

Espero que com o Adobe Media Player seja possível fazer o download desses vídeos. Esse é um dos recursos prometidos pela empresa para o software. Será que eles se inspiraram no Miro para esse player da Adobe? O conceito e funcionamento dos dois é muito semelhante.

ArchiCAD 11: Tutoriais para download gratuito

A luta pelos usuários que precisam trabalhar com desenho técnico é árdua, mas infelizmente a grande maioria as empresas ainda acha que o AutoCAD é a solução definitiva para os seus problemas. Isso deixa de lado algumas das soluções mais especializadas do mercado. Quando alguém usa o AutoCAD, ele está com uma ferramenta “genérica” de desenho técnico que atende tanto a arquitetos, engenheiros, agrônomos, topógrafos e todos que precisam de desenho com precisão. Claro que existem soluções especializadas, como o AutoCAD Architectural Desktop, mas a maioria das pessoas ainda estuda e aprende o AutoCAD generalista mesmo.

Uma das melhores opções para quem precisa trabalhar com desenhos técnicos, voltados para arquitetura é o ArchiCAD. Para os estudantes de arquitetura ou afins, a Graphisoft é muito mais flexível que a Autodesk. Primeiro a autodesk não tem nenhuma política de incentivo para estudantes de arquitetura. Se você precisa usar o AutoCAD, mesmo sendo estudante, precisa adquirir uma licença. Já a Graphisoft, disponibiliza uma versão educacional que pode ser usada para fins não comerciais durante um ano! Depois desse ano, você ainda pode solicitar a renovação da licença para o período do seu curso. Isso inclui professores, situação na qual eu me encontro.

Já fiz download dessa versão educacional gratuita do ArchiCAD 11, o que falta agora é aprender a utilizar a ferramenta. Para isso a Graphisoft disponibiliza grande quantidade de tutoriais e material educacional para download, ensinando boa parte do uso dessa ferramenta. Tudo com download gratuito!

ArchiCAD 11

Os tutoriais estão divididos entre uma introdução breve, explicando o funcionamento do ArchiCAD 11. Depois vem a parte mais técnica, um tutorial interativo que explica todos os passos necessários para desenhar o projeto da casa Massaro, projeto do Frank Lloyd Wright. Esse vídeo em particular tem aproximadamente 500 MB, estando disponível em várias línguas. Infelizmente o português não está disponível, mas existem opções na maioria dos tutoriais em espanhol.

Para quem está interessado em fugir do AutoCAD, esses treinamentos e tutoriais sobre o ArchiCAD 11 são uma ótima opção. Os estudantes então podem começar a fazer os seus projetos acadêmicos, com uma ferramenta legalizada e que dispõe de opções e ferramentas especializadas para arquitetura. Mesmo que eu não estivesse utilizando o ArchiCAD, faria o download do material só pela curiosidade de saber como ele funciona. Sempre é possível aprender alguma coisa com esses tutoriais.

Se você ficou interessado, visite esse endereço para fazer o download dos tutoriais sobre ArchiCAD 11. Caso o download da versão educacional o interesse, visite esse endereço para fazer o cadastro e realizar o download.

Tutorial Fusion 5: Vegetação em ambientes 3D com partículas

Qual a melhor maneira de criar vegetação em ambientes 3d? Essa é uma das muitas dúvidas que pairam sobre os artistas que precisam elaborar animações ou cenas, que envolvem o uso de grande quantidade de vegetação. Alguns deles partem para soluções mais drásticas, como modelar a vegetação, mas logo descobrem que isso consome uma quantidade absurda de recursos do computador, fazendo o tempo de render inviabilizar qualquer projeto. Quem tiver um pouco de paciência para pesquisa, encontra várias técnicas inteligentes de simular vegetação em ambientes 3d ou softwares que ajudam nessa tarefa.

No Blender temos agora o script Trees from curves, que possibilitou a criação das florestas e vegetação que aparecem na animação Big Buck Bunny. Para os usuários de outras ferramentas 3d, existem várias opções e softwares. Uma das mais conhecidas técnicas para representar árvores e vegetação é aplicar um mapa, ou imagem, de uma árvore em um plano e usar um mapa de opacidade, para deixar apenas as áreas com a foto da árvore visíveis.

Para ilustrar bem essa técnica, encontrei um excelente tutorial sobre o Fusion 5, ferramenta que é um mix entre plataforma de modelagem 3d e composição. Nele o autor realiza essa mesma operação para simular vegetação.

Tutorial Fusion 5

O tutorial está em vídeo, com resolução excelente. Para quem não conhece o Fusion, o vídeo é uma ótima oportunidade de aprender um pouco mais sobre essa poderosa ferramenta, pouco utilizada no Brasil, mas com grande aceitação em outros países. Como você deve perceber pelo vídeo, o Fusion tem um sistema de funcionamento semelhante ao Blender e outras ferramentas 3D. O Autor faz uso intensivo de nós, em um sistema parecido com o Outline para determinar sistemas de emissão e posicionamento de partículas e outros elementos da cena.

As partículas que citei são usadas para criar uma área com vegetação densa, usando a mesma técnica citada no início do artigo, em que o artista aplica um mapa com a imagem de uma árvore em um plano, para depois com um mapa de opacidade remover a parte opaca da superfície. Nesse caso, o artista mostra como usar as ferramentas 3d do Fusion, para com as partículas realizar a mesma operação em vários planos, com imagens diferentes com o objetivo de criar uma região com vegetação densa.

Depois que os planos com as árvores estão devidamente posicionados, ele ainda usa as ferramentas do Fusion para adicionar neblina e Depth of Field na câmera, para que a cena fique ainda mais realista. O tutorial é muito bom e pode ser um desafio interessante, para artistas que usam ferramentas 3d diferentes tentem reproduzir a técnica em seus próprios softwares.

Se você usa Blender, está ai um ótimo exercício.

Para fazer o download do vídeo sobre Fusion, visite o seguinte endereço. Além do vídeo, o autor disponibiliza para download os arquivos das árvores usadas no tutorial.

Mas já vou avisando, são aproximadamente 150 MB. Apesar de ser grande, o conteúdo é muito bom!