Tutorial de modelagem de uma cabeça com poucos polígonos

Já faz um bom tempo que não publico um artigo sobre modelagem 3d, usando subdivisão. Mas, depois de receber muitos pedidos por e-mail para esse tipo de modelagem mais específica, usando poucos polígonos, encontrei esse vídeo no Youtube, que mostra de maneira bem clara o processo completo de modelagem. Como tudo é criado com base em subdivisão, então praticamente qualquer ferramenta 3d pode reproduzir a técnica. A modelagem por subdivisão é uma das mais intuitivas e simples de usar, pois permite que um artista construa um modelo 3d com base na deformação e divisão de planos e arestas de um modelo 3d.

No tutorial em vídeo, o autor está usando o Maya para a modelagem, mas ele poderia estar usando qualquer ferramenta 3d como o Blender 3D ou mesmo o Wings.

No tutorial o autor usa uma variação da modelagem por subdivisão chamada de Edge Modeling, em o artista precisa criar o modelo 3d com base em sucessivas extrusões de arestas e não de uma primitiva geométrica. Repare que no vídeo, a maioria das partes da cabeça começa a ser modelada usando apenas um plano. O procedimento é selecionar as arestas que você precisa deformar e acionar o extrude, e depois que a nova geometria estiver criada ajustar o tamanho e comprimento do modelo.

Na modelagem por subdivisão “tradicional” o artista cria uma primitiva geométrica como um cubo ou esfera para depois, com vários cortes e extrudes é possível construir o modelo 3d.

Esse é um ótimo exemplo para exercício de modelagem, que pode ser executado em praticamente qualquer ferramenta 3d. Se você quiser tentar, recomendo os seguintes cuidados antes de começar:

  • Selecionar uma fotografia para usar como referência (no tutorial o artista usa um esboço)
  • Identifique as opções da sua ferramenta 3d que permitem editar e manipular arestas
  • Determine um número máximo de polígonos (faces) para o seu modelo 3d, para criar a cabeça com as mesmas limitações do artista

Repare no vídeo, que o artista fica consultando constantemente o número de polígonos do modelo 3d. Esse tipo de limitação é muito comum na área de modelagem para jogos, e serve como ótimo exercício de modelagem.

Por exemplo, determine um limite difícil de alcançar, como modelar uma cabeça como essa com apenas 400 ou 500 polígonos.

Com o vídeo, você já sabe como começar.

Tutorial de modelagem: Como modelar uma esteira no Blender 3D?

Alguns objetos apresentam altos níveis de complexidade e conhecimentos técnicos apurados, para que possam ser modelados de maneira realista em 3d. Isso se aplica a alguns objetos apenas, mas para outros a impressão de dificuldade na modelagem é apenas remanescente da aparente complexidade do objeto real. Ficou difícil de entender? Podemos colocar essa observação da seguinte forma, alguns objetos apenas parecem difíceis de modelar, muito porque os equivalentes reais são complexos de explicar. Por exemplo, esteiras de tratores e tanques são objetos de extrema complexidade e cheios de pequenos detalhes, que aparentemente são difíceis de modelar em 3d.

Nas minhas aulas de modelagem básica, sempre uso como exercícios os modelos de um tanque e um trator, extremamente simples, mas que apresentam esteiras. Não preciso dizer que a parte da modelagem da esteira gerava pavor nos alunos, principalmente os que estavam acostumados apenas com modelagem por subdivisão, em que tudo se resolve com extrudes e cortes na malha.

Para que você veja o quão fácil é modelar um objeto como esse, encontrei um tutorial no Youtube que mostra o processo de modelagem de uma esteira bem simples.

Repare no vídeo que muito pouco se usa do processo de modelagem por subdivisão, a técnica necessária para criar esse objeto é na verdade a combinação de várias ferramentas, para poder chegar à forma desejada. Isso pode ser até mais difícil em algumas situações que a modelagem orgânica por subdivisão, pois exige o conhecimento do funcionamento de uma gama maior de ferramentas. Por isso, quando trabalho no ensino de modelagem 3d é sempre importante deixar claro que se especializar em um determinado tipo de modelagem é a melhor opção.

No tutorial o autor usa várias ferramentas do Blender 3d para conseguir a forma da esteira. Para criar a forma básica da esteira, ele cria e deforma uma curva que depois é usada como base para a modelagem do contorno geral da esteira.

Assim que a forma básica da esteira está pronta, ele cria um objeto simples, que será distribuído sobre a superfície da forma básica. A distribuição acontece com o uso de uma ferramenta extremamente poderosa do Blender chamada DupliFaces. Depois é só ajustar o posicionamento dos objetos na esteira. Claro que seria necessário muito mais trabalho para criar uma esteira detalhada.

Mesmo com uma introdução simples como essa, o tutorial já esclarece algumas das dúvidas dos modeladores que precisam aprender a distribuir objetos por superfícies curvas.

Agora você já sabe!

Como criar uma cena realista com SketchUp?

Apesar do objetivo claro de criar cenas baseadas em volumetria apenas, o SketchUp é uma ferramenta de modelagem geométrica poderosa. Quando digo modelagem geométrica, lembre que estou falando de modelos baseados apenas em formas retas, nada de modelagem orgânica e personagens. Mesmo já existindo algumas ferramentas e plugins que permitem criar modelos mais orgânicos, o foco dele é na modelagem geométrica mesmo. Mesmo sendo tão poderoso para modelagem, alguns artistas ainda tem preconceito em relação ao trabalho feito no SketchUp, tachando a ferramenta como algo para iniciantes ou produções de baixa complexidade.

Para desmistificar esse tipo de idéia, veja esse ótimo projeto desenvolvido por um artista da África do Sul.

Ele tomou como base uma imagem criada em outra ferramenta 3d, e como desafio tentou reproduzir a mesma no SketchUp com sucesso. Agora quer saber a melhor parte? Ele publicou os resultados da experiência em um fórum de usuários do SketchUp, falando de todo o procedimento e com muitas imagens.

Para acessar o link do fórum, em que ele comenta o projeto, visite esse link.

Agora vamos aos detalhes do projeto, primeiro a modelagem do projeto foi auxiliada por scripts. A parte da modelagem é explicada de maneira superficial, mas alguns detalhes como a modelagem do telhado ele explicou muito bem.

O telhado foi criado com o auxilio do script Sketchy FFD que é muito semelhante ao FFD do 3ds Max. Com ele é possível criar um Lattice em volta do modelo 3d, e ao deformar esse Lattice o objeto assume a mesma forma do objeto. Veja o diagrama em que o próprio autor explica o procedimento:

E o render? Todo o processo foi finalizado no V-Ray para SketchUp. A qualidade da imagem está muito boa e segundo o próprio autor o tempo final de render foi bem alto, provavelmente por causa da grande quantidade de mapas para displacement que ele usou na cena.

Hoje a mensagem do autor com o making of da cena já conta com mais de 7 páginas de mensagens, com usuários e artistas tirando dúvidas sobre a produção dessa cena. Se você ainda tem preconceito sobre o SketchUp ou simplesmente quer aprender como ele fez a modelagem e renderização, recomendo uma visita ao fórum. Quem sabe você não se anima e faz uma pergunta ao próprio autor!

Só um aviso, o fórum está todo em língua inglesa. Mesmo que você não conheça bem a língua, vale a pena o esforço, pois o material é muito bom.

Subdivision Modeling fora do ar em 30 de Julho

Caso você acompanhe o Blog há algum tempo, deve ter conhecido por intermédio de algum dos artigos que escrevo aqui o Subdivisionmodelling.com, que é uma das melhores referências sobre modelagem por subdivisão que conheço. Além de fornecer ótimos exemplos de modelagem nos fóruns, os artistas que freqüentam o web site constantemente publicavam tutoriais sobre softwares como Blender 3D, Maya, Modo, Wings e outros. Bem, estou escrevendo esse artigo para informar que infelizmente o Subdivision Modeling será retirado do ar na próxima semana. Para se mais preciso no dia 30 de Julho.

Os motivos são vários, um dos administradores do site publicou um comunicado nos fóruns, que pode ser acessado aqui.

Entre os motivos do fechamento do site, está a recente tentativa de invasão na página inicial e a falta de tempo para publicar atualizações e manutenção. As atividades dos administradores e moderadores do fórum já estavam limitadas, depois que eles perderam todo o conteúdo da página inicial e da Wiki, a motivação para continuar mantendo o site desapareceu. Isso acabou levando o proprietário a encerrar as atividades.

Mesmo contando com outros fóruns especializados em modelagem por subdivisão, parece que as informações do subdivision modeling eram mais focadas nesse objetivo e com tutoriais e recursos valiosos indicados pelos usuários.

Ainda lembro que houve uma época em que o site era atualizado com certa freqüência, os autores publicavam artigos e tutoriais sobre modelagem por subdivisão genéricos, para ajudar artistas que usam as mais variadas ferramentas. De uns tempos para cá a freqüência de atualizações literalmente despencou. Para ficar estagnado em praticamente um artigo por semestre.

É uma pena, usava o site para indicar material de apoio para minhas aulas e ficava de olho no fórum, para encontrar tutorias de modelagem.

O que você pode fazer em relação a isso? Não há muito que fazer apenas tentar copiar o máximo de recursos que você ache necessários até o próximo dia 30, pois depois dessa data não será possível acessar o site/fórum.

Se você não sabe por onde começar, compilei uma pequena lista com os artigos em que cito algum recurso existente no fórum.

Não perca tempo, guarde esses links ou transforme as páginas em PDF para não perder as informações.

Para quem quiser continuar acompanhando tutoriais sobre esse tipo de modelagem, recomendo o fórum de modelagem da CGTalk.

Modelando a hélice de uma turbina com o Wings 3D

Esse é um tutorial relativamente simples, em comparação com alguns outros relacionados à modelagem de personagens, mas mesmo assim considero importante assistir a criação desses objetos, para perceber como técnicas comuns a qualquer ferramenta 3d, podem gerar resultados com níveis de complexidade diferentes.

O tutorial em questão é um vídeo publicado no YouTube, em que um artista modela a hélice de uma turbina, usando apenas técnicas de modelagem por subdivisão. Com o uso do bom e eficiente extrude, junto com opções de transformação o autor do tutorial, cria em apenas alguns minutos a hélice. A topologia do modelo parece complexa, mas depois que você assiste ao tutorial é fácil perceber que tudo não passa de uma cópia de vários elementos criados simultaneamente.

Acho esse tipo de modelo excelente para aulas sobre modelagem 3d, pois ele mostra ao mesmo tempo que é possível conseguir resultados complexos, usando ferramentas de modelagem por subdivisão simples. Quando mostro modelos como esse, mesmo na modelagem com o Blender, os alunos geralmente ficam com medo de não conseguir, devido à impressão errada que eles têm sobre a topologia. A grande quantidade de curvas e superfícies suavizadas da hélice passa a impressão de complexidade.

O tutorial mostra bem a facilidade em modelar por subdivisão com o Wings 3D, até porque ele é especializado nesse tipo de modelagem e não apresenta ferramentas para NURBS ou outro tipo de modelagem.

Você nunca ouviu falar sobre o Wings? O Wings 3D é um modelador por subdivisão, extremamente poderoso que inclusive é usado em conjunto com o Blender 3D. Conheço pessoalmente alguns artistas que ainda modelam apenas no Wings, para depois renderizar e animar os objetos no Blender 3D. Caso você queira aprender como começar a usar o Wings, escrevi um tutorial mostrando como começar modelar com o Wings 3D já faz algum tempo.

Você pode estar pensando, o Wings só modela objetos simples? Não! Muita gente o usa para elaborar objetos com topologia realmente complexa. Veja esse vídeo, em que um artista mostra o resultado da modelagem por subdivisão, que resulta em um modelo de planador.

Esse sim é um verdadeiro exercício de modelagem para artistas que precisa colocar em prática as suas habilidades. Claro que os desafios aqui são bem diferentes da modelagem para personagens, mas mesmo assim as técnicas são parecidas. A diferença é que a pessoa encarregada da modelagem precisa tomar muito cuidado com as proporções, para que a representação do modelo fique fiel ao original.

Para quem quiser testar mais essa ótima ferramenta de código aberto, recomendo muito o uso do Wings caso você ache que não está preparado para o Blender ainda. A modelagem no Wings é um pouco diferente do Blender, algumas pessoas até dizem que é mais fácil. Na verdade tudo é culpa das N-Gons que já são suportadas pelo Wings. Enquanto o B-Mesh não fica pronto, o Blender 3D ainda fica com faces triangulares e quadradas.