Modelagem mecânica com o SketchUp: Criando um helicóptero

Quando você escolhe um software para trabalhar em 3d, algumas vezes o próprio fabricante do software vai direcionar a sua produção para uma área específica, pelo simples fato do software não ter sido projetado para criar todos os tipos de objetos. No caso do SketchUp, o seu principal objetivo é ser uma ferramenta de modelagem voltada para projetos arquitetônicos. Portanto, modelagem orgânica e mecânica não faz parte do seu escopo de trabalho. Mas, com um pouco de criatividade e alguns scripts em Ruby, um usuários mais experiente pode expandir as funcionalidades do software e criar praticamente qualquer coisa.

Foi exatamente isso que um excelente artista da África do Sul fez com o SketchUp. Ele reuniu uma série de ferramentas extras do software e com muita criatividade, conseguiu algo que para muitos é muito difícil, ou quase impossível. No seu último projeto, o objeto modelado no SketchUp foi um helicóptero Black Hawk muito bem detalhado!

Se você quiser conferir o projeto completo, assim como várias imagens da modelagem do helicóptero no SketchUp, visite o link.

Com a análise da técnica usada pelo artista para modelar o helicóptero, fica evidente o benefício de conhecer as técnicas e ferramentas de modelagem em vários softwares 3d. Repare na seqüência de imagens mostrada na página do projeto, que a maior parte do corpo de helicóptero foi criada usando perfis de modelagem. Essa técnica é muito comum na maioria dos softwares 3d, para fazer modelagem por superfície.

Os usuários do 3ds Max conhecem muito bem a técnica, que é muito parecida com o Loft.

Os outros detalhes do modelo foram criados na base da observação e referencia mesmo. Com os desenhos técnicos e fotografias desse helicóptero, o artista pode se basear de maneira muito segura para elaborar o resto do modelo.

Nesse ponto o SketchUp tem uma vantagem competitiva muito grande, em relação as outras ferramentas 3d. Como ele consegue oferecer opções de modelagem geométrica, muito intuitivas, qualquer artista com conhecimentos básicos da morfologia do modelo 3d, pode criar o objeto de maneira muito rápida e melhor que qualquer ferramenta de CAD.

Se você visitar o link indicado no início do artigo, vai perceber que até a parte interna do helicóptero foi modelada, em detalhes.

No final ele ainda fez várias renderizações com o modelo, usando iluminação global para atribuir uma impressão de realismo maior ao modelo.

Tutorial SketchUp: Como modelar uma escada helicoidal?

Assim como na modelagem de personagens, um dos itens mais complexos de criar são as orelhas e detalhes e detalhes como dedos dos pés e mãos, a modelagem de projetos arquitetônicos também apresenta alguns objetos, que são o “terror” dos modeladores iniciantes. Entre esses itens, podemos citar as aberturas com esquadrias complexas e as escadas helicoidais. Esse tipo de escada é difícil de desenhar até mesmo em projetos 2d, e nos ambientes 3d eles envolvem geralmente o uso de várias ferramentas e transformações, para a sua criação.

Para projetos que envolvem a criação de escadas helicoidais, alguns softwares como ArchiCAD ou AutoCAD voltado à arquitetura, apresentam ferramentas próprias para criar esse tipo de modelo, mas nos softwares destinados à visualização como o Blender 3D, SketchUp ou 3ds Max, esse modelo precisa ser criado manualmente na maioria das vezes.

Caso você seja usuário do SketchUp e precise criar esse tipo de modelo, existem dois vídeos bem completos sobre modelagem de escadas disponíveis no Youtube, que mostram muito bem o processo completo de modelagem. Para quem nunca modelou esse tipo de objeto, vai perceber pelos vídeos que na modelagem de projeto arquitetônicos, o mais importante é a organização e posicionamento dos elementos e não a topologia. Repare nos vídeos que as ferramentas de divisão e cópia do SketchUp literalmente salvam muito do tempo gasto para a modelagem.

O primeiro vídeo é esse, ele não aborda a modelagem de escadas helicoidais, mas apresenta as ferramentas e técnicas necessárias para criar esse tipo de escada no segundo vídeo.

Se você já for usuário do SketchUp, não deve ter dificuldades em reproduzir a técnica, mesmo com o vídeo sendo narrado em inglês. As ferramentas que eu apresentador usa são as comuns do SketchUp:

  • Push Pull
  • Follow Me
  • Copiar

Um aspecto importante dos tutoriais é à entrada de dados pela caixa de informações, que fica no canto inferior direito da interface. Por exemplo, quando o apresentador precisa modelar alguma coisa com precisão, ele simplesmente digita o valor no teclado e pressiona ENTER, para que o objeto seja criado com aquele tamanho. Isso serve para fazer copias múltiplas também, para isso é só digitar “10x” durante a cópia para que o SketchUp faça dez cópias de um objeto. A mesma coisa pode ser usada para preencher o espaço entre dois objetos, com o comando “10/”, por exemplo.

Agora o tutorial que mostra o processo de modelagem para a escada helicoidal.

Pronto! Agora você já sabe como criar esse modelo de escada. Claro que existem outros métodos para modelar esse tipo de objeto, mas com esse exemplo você já pode começar a tentar criar elementos mais avançados no SketchUp. Só tente criar uma escada que seja transitável por pessoas, pois com aquela altura em relação ao forro, qualquer pessoa que tente passar pela escada, vai bater a cabeça.

Não entendeu? Assista ao segundo vídeo novamente!

Palestra sobre o uso do SketchUp para projetos com controle energético

No meio do ano foi organizado um grande evento sobre o SketchUp, chamado de SketchUp basecamp que envolveu e abordou o uso da ferramenta, para os mais variados propósitos. Cada uma das palestras foi gravada e publicada no Youtube, sendo que alguns dos vídeos têm até uma hora e meia de duração. Então podemos literalmente considerar isso uma palestra e não uma simples apresentação sobre o SketchUp. Entre os vários temas abordados nas apresentações, alguns deles me chamaram bastante a atenção. Como a palestra que falou sobre o uso do SketchUp, para projetos que envolvem o controle energético das edificações.

Já escrevi aqui no blog, sobre o uso de uma ferramenta chamada Energy Plus, que foi desenvolvida pelo governo americano, permitindo que o SketchUp seja usado como ferramenta auxiliar, em projetos que tenham preocupações com a eficiência energética. Se você estiver interessado em aprender como essa ferramenta funciona, em conjunto com o SketchUp, o vídeo dessa palestra em especial mostra um exemplo do funcionamento do Energy Plus.

Se você tem interesse em expandir as suas habilidades na visualização de projetos arquitetônicos, oferecendo mais que apenas uma imagem renderizada, mas um panorama sobre a eficiência do projeto. Então você deve assistir ao vídeo. Só para alertar, o material tem mais de uma hora de duração, portanto recomendo que você tenha tempo suficiente para consultar o material antes de começar a assistir.

O título da palestra é SketchUp Green Design:

A palestra está dividida em duas partes, sendo a primeira sobre a importância desse tipo de recurso em projetos de todos os níveis. Junto com a demonstração, com dados e gráficos, sobre a importância desse tipo de estudo em projetos arquitetônicos, os apresentadores mostram várias ferramentas que eles usam em conjunto com o SketchUp, para calcular a eficiência energética de uma edificação. Tudo é trabalhado com o uso de modelos 3d criados e visualizados no SketchUp.

As ferramentas apresentadas na primeira parte da palestra não se integram de maneira perfeita ao SketchUp, são na sua maioria planilhas do Excel que fazem os cálculos de eficiência energética, com base em medições nos modelos 3d do SketchUp.

Na segunda parte da apresentação, o Energy Plus é demonstrado. Caso você nunca tenha tentado usar a ferramenta, vai perceber que ela é destinada a engenheiros e cientistas, especializados nessa área. O motivo?

Simples, o Energy Plus lida basicamente com dados e pouca ou nenhuma referência visual, o que seria fantástico para um artista 3d. Para todas as pessoas que apresentei o Energy Plus, a reação foi a mesma, eles acabaram desistindo de usar a ferramenta, pela eminente dificuldade em conhecer aspectos relacionados com a manipulação e tabulação desses dados.

Quem estiver interessado em começar a trabalhar com esse tipo de serviço, agregando valor em projetos de visualização, deve assistir e estudar os assuntos abordados nessa palestra.

O material apresentado me deu uma idéia, sobre um projeto de pesquisa que sempre quis iniciar, mas não tinha ainda identificado um desafio ou projeto que me instigasse a pesquisar e procurar o desenvolvimento de uma ferramenta, envolvendo 3d e uma aplicação prática.

Durante a palestra, um dos apresentadores comenta com a platéia, o seu desenho em integrar as planilhas e ferramentas externas usadas por eles, em plugins ou scripts para o SketchUp. Isso me deu uma ótima idéia para o meu projeto de Mestrado. Sim, quero iniciar um projeto de mestrado e depois quem sabe um doutorado, mas ainda não tinha escolhido um problema para pesquisar.

Então tive a idéia de trabalhar na integração dessas equações e fórmulas, sobre controle energético, dentro do SketchUp e claro no Blender 3D. Seria fantástico, poder oferecer ferramentas de controle em ferramentas de modelagem como o SketchUp e o Blender 3D.

Seria como criar uma opção ao Ecotect da Autodesk, mas distribuído sob a licença GPL, como um plugin para o SketchUp ou um módulo/script em Python no Blender.

Eu sei, o projeto é bem complexo, mas acho que isso é que deve fazer um bom projeto de pesquisa e se analisarmos pelo lado da aplicação prática, esse projeto tem um benefício sócio-ambiental tremendo! Já pensou proporcionar a todos os estudantes de arquitetura, a possibilidade de verificar a eficiência energética dos seus projetos, ainda na faculdade?

Ainda é cedo para falar sobre o projeto, mas já comecei a reunir informações para trabalhar em um pré-projeto de pesquisa. Antes que você se pergunte, quando será o lançamento do plugin/scripts, devo lembrar que esse tipo de projeto leva em média 1 ano e meio. Portanto, na eventualidade de ser aceito em um mestrado, os resultados devem demorar um pouco para aparecer.

Até lá, você pode acompanhar o vídeo do SketchUp basecamp que mostra muitas opções interessantes, sobre o uso do SketchUp para projetos eficientes.

Modelagem com base em fotografias no SketchUp

Você acha que é apenas com as técnicas de modelagem orgânica, que os artistas 3d usam fotografias como referência para modelar? Bem, esse tutorial de SketchUp que encontrei essa semana, mostra que isso não é verdade, e que é possível e laborar de maneira muito prática, modelos 3d para cenários virtuais e maquetes eletrônicas, com base em fotografias. O vídeo usa uma ferramenta muito interessante do SketchUp chamada de PhotoMatch tool, que permite a modelagem de formas e detalhes em 3d de um objeto baseado em uma fotografia ou imagem.

Para ter uma boa idéia de com a ferramenta funciona, assista ao tutorial.

Repare que o modelo 3d da edificação apresentada na fotografia é construído de maneira extremamente rápida. Quer saber a melhor parte? Essa ferramenta não exige que você use o SketchUp PRO, a versão gratuita já apresenta o PhotoMatch.

A ferramenta é muito simples, com o tutorial em vídeo já podemos perceber de maneira clara como é o seu funcionamento. O primeiro passo é adicionar uma imagem ao plano de fundo, isso é feito no menu do PhotoMatch, que pode ser acionado no menu Window->PhotoMatch do SketchUp.

Assim que você adicionar a imagem, com a representação da edificação, será possível começar a fazer alguns ajustes. O artista precisa ajustar uma série de pontos, que determinam a perspectiva do modelo. Esses pontos e retas marcam os pontos de fuga da perspectiva. Com esses ajustes, você poderá determinar o plano e inclinação dos eixos x, y e z do SketchUp.

O ajuste dessas linhas é fundamental, para que os objetos que você vai usar para modelar a edificação fiquem na mesma orientação do dos planos da fotografia.

Agora, sempre que você for adicionar um objeto no SketchUp, esse estará em seguindo a mesma orientação espacial dos planos da fotografia, ficando fácil modelar paredes e editar aberturas e detalhes na edificação. O seu único trabalho será o de encontrar uma fotografia ou imagem da edificação desejada, ou então, se o seu projeto estiver ainda nas fases de estudo fica mais fácil ainda fazer um esboço a mão livre, passar no scanner e criar o modelo 3d, com base nos seus desenhos.

Isso deixa o processo de modelagem 3d ainda mais intuitivo. Depois que o modelo 3d estiver devidamente construído ainda é possível ajustar a escala do modelo, para que tudo fique correto em termos de tamanho.