Download gratuito de arquivos de vídeo para edição

A grande maioria dos artistas que trabalha do softwares de animação, tem como objetivo produzir material que resulta em arquivos de video. Esses vídeos são gerados fora de ordem e com partes que precisam ser inevitavelmente cortadas ou ajustadas na pós-produção. Nesse ponto entram as ferramentas de edição não-linear de video como é o caso do Adobe Premiere e o Final Cut da Apple. Um dos desafios para aprender a trabalhar comesse tipo de software é encontrar material que possa servir para esse tipo de propósito, como vídeos de assuntos diversos para fazer montagens.

Keith cutting away

Sempre que preciso ministrar aulas relacionadas com montagem de video usando o Premiere ou Final Cut, acabo usando material produzido em softwares 3d por ser mais rápido e pratico. Mas, se você quiser uma boa gama de materiais para exercitar a montagem de vídeos, existe um excelente recurso que é o Worldclips. Esse web site oferece uma gama com mais de 5000 vídeos em formato NTSC que podem ser copiados de maneira totalmente gratuita para estudar a montagem de vídeos com esses softwares.

Os vídeos estão salvos com o container MOV e dispõe de resoluções em 720 por 480 pixels que é o padrão de moldura dos vídeos em NTSC.

Esse tipo de recurso é uma fonte riquíssima de material para editores de video iniciantes, pois com ele é possível fazer as mais diversas montagens e projetos com temas envolvendo:

  • Animais
  • Austrália
  • Negócios
  • Paisagens no deserto
  • Europa
  • Montanhas e paisagens montanhosas
  • América do norte
  • América do sul

Como sugestão para os interessados em aprender montagem de video, recomendo copiar vários vídeos sobre o mesmo tema, e com esse material tentar montar algo próximo de um clip usando as imagens do site.

Mas, e o audio? Um recurso muito rico para material em audio é o ccmixter, que reúne diversos remix de usuários e entusiastas de audio disponíveis inclusive para uso comercial. É importante verificar o tipo da licença oferecida no web site, para assegurar que a música pode ser aproveitada de maneira correta no seu projeto.

Agora você não tem mais desculpas para começar a colocar em prática os seus conhecimentos sobre montagem de vídeo, pois material para criar exemplos com riqueza de imagens e trilha sonora é o que não falta.

3dsmax comemora 20 anos

A gama de softwares disponíveis para trabalhar com modelagem 3d e animação disponível hoje para quem está começando é bem diversificada. Podemos encontrar softwares caros e que oferecem diversos plugins e modalidades de extensão, assim como opções gratuitas e igualmente poderosas como é o caso do Blender. Mas, isso nem sempre foi assim e usuários interessados em trabalhar com computação gráfica tinham pouquíssimas opções para escolher, principalmente quando a internet estava apenas começando aqui no Brasil. Para muitas pessoas, assim como eu, a única e mais fácil opção foi começar trabalhando com o 3d Studio nos anos 90.

Sim, o software está fazendo 20 anos desde o lançamento da sua primeira versão e para comemorar a data a Autodesk que hoje é a responsável pelo desenvolvimento, organizou um web site muito legal para comemorar os 20 anos do 3dsmax contando a história e desenvolvimento da ferramenta.

3dsmax-aniversario-20-anos.jpg

No hot site comemorativo é possível encontrar imagens das caixas para versões do 3d Studio Max e também do antigo 3d Studio, que funcionava originalmente em MS-DOS e que ainda é o nome conhecido por muita gente. Além das imagens com as caixas, podemos encontrar renderizações emblemáticas e que eram usadas para divulgação do software, assim como animações produzidas por estúdios famosos como o Blur.

Antes de trabalhar com o Blender, fui usuário do 3d Studio Max por muitos anos, trabalhando em escritórios e ministrando aulas de 3d. As minhas primeiras experiências com aula na parte de 3d foram com o longínquo 3d Studio Max R3. Naquela época os sistemas de renderização avançada como temos hoje em praticamente todos os softwares era um sonho muito distante, por vários motivos que englobavam o custo desses renderizadores e também limitações de hardware. Mesmo usando o mental ray naquela época, era preciso um sistema que agüentasse gerar iluminação global.

Para quem não teve esse tipo de experiência o web site é uma excelente referência como história da computação gráfica, pois é inegável a contribuição do 3dsmax para o mercado como um todo. Um dos maiores artistas e autor de diversas imagens usadas pela Autodesk no 3dsmax é entrevistado no site e conta um pouco das suas experiências. Se você não conhece o francês Pascal Blanché, recomendo ler a entrevista na íntegra, pois ele é um dos maiores nomes em termos de criação na área de computação gráfica 3d.

Exemplos de animação para visualização de projetos arquitetônicos em 3D

Sempre que comento algum assunto relacionado com animação 3d, faço referência aos grandes estúdios de animação como a Pixar e a DreamWorks, dois dos mais renomados e rentáveis estúdios da atualidade. Mas, caso você tenha interesse em animações voltadas para o mercado de visualização de projetos arquitetônicos, qual o melhor estúdio? Qual empresa deve ser usada como modelo? Essa é uma pergunta que sempre recebo dos meus alunos interessados em visualização de projetos, mas com pouca ou nenhuma pretensão de trabalhar com animação de personagens.

Se você estiver nessa situação, recomendo se basear na Neoscape. Essa é uma das maiores empresas especializadas em visualização de projetos arquitetônicos do mercado americano. Os trabalhos deles são verdadeiras produções cinematográficas, tudo com o intuito de criar para seus clientes a melhor divulgação para projetos que ainda devem ser construídos.

Quer ver algumas das animações produzidas por eles? Esses são alguns dos exemplos:

Repare que os vídeoa apresentam todos os elementos típicos de uma pequena produção cinematográfica, em alguns deles temos até mesmo a presença de atores reais para conferir maior grau de realismo à animação.

Outro ponto interessante que alguns casos é esquecido, pelas pessoas que produzem vídeos como esses, o foco do material é mostrar a experiência das pessoas no ambiente e não a obra em si. Até mesmo o posicionamento das câmeras é feito de maneira que seja perceptível para os espectadores, visualizar na totalidade o ambiente demonstrado. Mesmo usando em algumas tomadas a visão aérea do projeto, esse recurso é usado poucas vezes durante o vídeo.

Como usar esses vídeos? Na verdade, esse tipo de material tem mais uma função motivadora, para as pessoas interessadas em ingressar nesse mercado. Eles servem como ponto de referência, um nível de qualidade a atingir com o empenho nos seus projetos. Claro que, para conseguir chegar nesse nível de sofisticação é necessário muito investimento, tanto intelectual como financeiro, para contratar até mesmo atores para participar das simulações.

Outra referência que você pode usar da Neoscape, visite o web site deles e clique no link Careers. Lá você encontra uma breve descrição das qualidades e atributos necessários para trabalhar na empresa. Quais softwares eles solicitam na descrição? Nenhum! Sim, como sempre costumo dizer aqui e para meus alunos, o software pouco importa, o que realmente faz a diferença é saber os conceitos básicos para se adaptar a qualquer ambiente, trabalhar em equipe e resolver problemas. Afinal, que é que não gosta de estar ao lado de alguém que sabe resolver problemas?

Tutorial completo de modelagem por Box e Edge Modeling

Quando você encontra um tutorial de modelagem, abordando uma ferramenta na qual seus conhecimentos são limitados ou nulos, o que você faz? Bem, eu assisto assim mesmo! Graças a essa curiosidade que de tempos em tempos, acabo encontrando algumas verdadeiras jóias em termos de tutoriais. Esse tutorial que vou indicar nesse artigo, já é antigo e eu o conheço também já faz algum tempo, mas só hoje que lembre em escrever algo sobre ele.

Antes de continuar, me permita mostrar a imagem do modelo desenvolvido no tutorial:

Tutorial de Modelagem Hexagon

Está vendo essa personagem? O que você acharia em acompanhar o processo completo de modelagem?Quando digo completo me refiro a completo mesmo, de modelagem e criação do mesmo? Um usuário do subdivisionmodeling, publicou uma série de vídeos, mostrando todo o processo de modelagem desse personagem chamado Nierd.

A ferramenta que ele usou se chama Hexagon, mas apesar de ser pouco conhecida, ela é baseada em subdivisão assim como o Blender 3D e 3ds Max, então o procedimento descrito por ele é perfeitamente aplicável em outras ferramentas de modelagem que suportem subdivisão.

O autor do tutorial se chama Thomas, ele dividiu o tutorial em nove partes para facilitar o download. Caso você resolva fazer o download dos vídeos, se prepara, pois é quase 1 GB de material. O material ficou tão grande devido ao autor ter gravado o material, sem nenhum tipo de aceleração, como costumamos encontrar hoje em dia nos famosos timelapses.

Outro aspecto interessante do tutorial é o tipo de modelagem utilizada nele. O autor usa um misto de subdivisão com edge modelling. A diferença nessa última técnica, o artista precisa fazer extrudes apenas das arestas dos objetos para construir o modelo. O controle sobre o resultado final é maior, mas por outro lado o processo fica mais trabalhoso. Para quem quiser tentar esse tipo de modelagem, o vídeo é um excelente guia.

Caso você possa ficar interessado em um vídeo ou parte da modelagem em especial, essa é a divisão dos vídeos:

  1. Modelagem da cabeça
  2. Modelagem dos acessórios da cabeça
  3. Modelagem da parte superior do tórax e braços
  4. Modelagem da parte inferior do tórax
  5. Modelagem das mãos
  6. Modelagem das pernas
  7. Modelagem dos pés
  8. Modelagem das caudas
  9. Modelagem dos acessórios e vestuário

Mesmo que você não queira assistir todas as partes, recomendo que assista ao menos as partes sobre a modelagem da cabeça, mãos e pés. Nesse caso a modelagem das mãos é interessante, pois é difícil encontrar material que mostre em detalhes esse tipo de modelagem, que junto com as orelhas é complexa por apresentar vários detalhes.

Tutoriais sobre Softimage XSI

O que você acharia em assistir a uma seqüência de tutoriais em vídeo sobre Softimage XSI, abordando desde a interface da ferramenta até a modelagem mais avançada? Isso agora é possível, graças a uma iniciativa da própria Softimage, que disponibilizou, recém lançados fóruns da comunidade de artistas que usam Softimage, uma série de vídeos ensinando aspectos básicos da ferramenta. Os vídeos estão no formato FLV e todos têm links para fazer download, mas já aviso que alguns deles são extremamente curtos, coisa de aproximadamente 1 minuto (alguns com 3 ou 4), mas para um treinamento gratuito está ótimo.

Tutorial Softimage XSI

A explicação dos vídeos é bem objetiva, por isso que os tempos são tão curtos. Se você tem curiosidade sobre o XSI, essa pode ser a oportunidade para aprender a usar a ferramenta.

Vamos a lista com os títulos dos vídeos e um breve comentário sobre o conteúdo:

  1. Interface – Barra de ferramenta e menus
  2. Interface – Painel de propriedade e controles principais
  3. Interface – Câmeras e viewports
  4. Interface – Timeline
  5. Interface – Layouts especiais
  6. Interface – Preferências do usuário
  7. Interface – Atalhos de teclado
  8. Interação – Ferramentas de seleção
  9. Interação – Componentes
  10. Interação – Transformações (Mover, Girar e escalonar)
  11. Interação – Organização da cena
  12. Interação – Editor de propriedades
  13. Interação – Modos de construção
  14. Interação – Gerenciamento de dados
  15. Modelagem – Polígonos
  16. Modelagem – Curvas
  17. Modelagem – Modelagem proporcional
  18. Modelagem – Duplicando
  19. Animação – Keyframes
  20. Animação – Editando animação
  21. Animação – Dopesheet (Editor visual de keyframes)
  22. Animação – Constraints
  23. Animação – Deformação com bones
  24. Animação – Envelopes
  25. Animação – Formas
  26. Materiais e texturas – Materiais
  27. Materiais e texturas – Texturas
  28. Materiais e texturas – Render tree
  29. Materiais e texturas – Editando texturas
  30. Materiais e texturas – Camadas de texturas
  31. Simulações – Visão geral
  32. Simulações – Partículas
  33. Render – Luzes
  34. Render – Marcando regiões e preview
  35. Render – Opções de renderização
  36. Render – Flipbook

É eu sei, parece mais o sumário de um livro, mas essa é a lista de tópicos abordados nos tutoriais. Agora você não tem mais desculpa para dizer que não sabe usar o XSI. Para assistir e fazer download dos vídeos, visite esse endereço.