Blender e Corona Render: Cena gratuita

Uma pergunta que recebo com certa freqüência dos artistas digitais interessados em migrar para o Blender, é a quantidade de renderizadores externos que oferecem suporte ao software. Essa dúvida está relacionada ao fato dos artistas desejarem mudar sua base para modelagem 3d, mas manter o renderizador.

Para a surpresa de muitos a lista de renderizadores comerciais que oferecem suporte ao Blender envolve V-Ray, Corona, Octane, Indigo e diversos outros.

Entre essas ferramentas o destaque fica para o Corona Render, que ganhou uma grande legião de fãs nos últimos anos. A empresa que desenvolve o Corona Render foi comprada pelo ChaosGroup, que é responsável pelo V-Ray.

Quer um exemplo do que você pode fazer com o Corona Render no Blender? Observe a imagem a seguir.

Caso você esteja migrando de outros softwares para o Blender e gostaria de usar o Corona Render, os autores dessa cena compartilharam o projeto completo. Sim, todos os ajustes e configurações do Corona dentro do Blender.

Os autores da cena são os artistas digitais do estúdio AZR que é baseado em Amsterdã.

Assim você pode abrir o arquivo e estudar como eles chegaram nesse resultado. É o tipo de recurso perfeito para pessoas interessadas em aplicar os mesmos conceitos em outras plataformas.

Por exemplo, se você já tem o hábito de renderizar projetos usando o Corona Render no 3dsmax e gostaria de migrar para o Blender. A cena vai ajudar você a confirmar se todos os ajustes aplicados no software podem ser aproveitados no Blender.

Na maioria das vezes tudo funciona da mesma forma, apenas o local em que as opções de configuração estão mudam entre as ferramentas 3d.

Se você não tem experiência com renderização de interiores no Corona Render a cena se mostra ainda mais útil, pois ela mostra os ajustes necessários para criar esse tipo de cena no Blender.

Já mencionei que o download da cena é gratuito?

Aprenda a renderizar no Blender

Quer aprender a renderizar projetos no Blender? Mas, usando o Blender Cycles que já está disponível por padrão em todas as instalações do Blender? No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos relacionados com o uso e configuração do Cycles. Seja para arquitetura, design, animação ou jogos:

Comparando Cycles e Corona Render em arquitetura

Quando você está trabalhando com renderizadores comerciais como V-Ray, Maxwell ou Corona render é preciso escolher uma plataforma para gerar os modelos 3d que posteriormente são transformados em imagens. Uma boa parcela dos artistas 3D acaba escolhendo plataformas igualmente comerciais como o 3dsmax, Cinema 4D e outras.

Mas, você sabia que o Blender é capaz de gerar a geometria 3D necessária para a maioria desses renderizadores comerciais? Já houve um tempo em que era difícil integrar o Blender com outros renderizadores externos, e você acabava tendo que escolher ferramentas como o YafaRay ou LuxRender para seus projetos.

São softwares excelentes, mas que boa parte dos artistas digitais não conhece. Então sempre acabavam me perguntando se era possível usar o Blender com renderizadores comerciais.

Hoje em dia o cenário é bem diferente! Você pode usar o Blender com V-Ray, Corona Render e outros. Depois que o Cycles surgiu, a demanda por renders externos no Blender foi reduzida de maneira significativa. Mas, ela ainda existe.

Quer ver um exemplo de projeto modelado no Blender e renderizado no Corona? E depois comparando o resultado com o Cycles? Um artista do estúdio alemão xoio-air resolveu fazer esse experimento.

O artigo é bem longo e cheio de detalhes fazendo um relato da experiência em usar o Blender como base para exportar 3D para o Corona. Além de comentários sobre a comparação de performance com o Cycles.

O resultado muito positivo em ambos os aspectos. Tanto na exportação do modelo 3D para o Corona usando o Add-on próprio para isso, e também a renderização da mesma cena com o Cycles.

Como ponto negativo em relação ao Cycles o artista citou o tempo de render, que sempre demandava períodos maiores para conseguir gerar imagens com menos granulação.

Isso mostra como o software evoluiu em termos de compatibilidade com ferramentas externas. Se você usa hoje algum desses renderizadores, o Blender surge como alternativa para gerar os modelos 3D e economizar na necessidade de manter uma assinatura com a Autodesk.

Aprendendo modelagem 3D com Blender

Ainda não sabe usar o Blender para produzir modelos 3D? No EAD – Allan Brito existem diversos cursos relacionados com modelagem que podem ajudar você:

Corona Render: Novo renderizador gratuito para 3dsmax

A disponibilidade de renderizadores para os mais variados softwares no mercado de hoje é capaz de deixar qualquer artista 3d com grandes dúvidas no momento de escolher a melhor ferramenta para trabalhar. Algumas suítes 3d já acabam vindo com um renderizador padrão como é o caso do 3dsmax que disponibiliza do mental ray e o iray, e no caso do Blender já podemos usar o Cycles como objeto integrada ao software. E para complicar mais um pouco a vida de quem gosta de ter poucas opções no momento do render, mais um renderizador está em fase de desenvolvimento. Esse renderizador é chamado de Corona.

O software é um projeto do desenvolvedor Ondrej Karlik e está em estágio alpha, e por isso pode ser usado de maneira totalmente gratuita. Para fazer o download do renderizador, basta visitar os fóruns de usuários e depois do cadastro, você terá acesso ao Corona.

No vídeo abaixo você encontra um tutorial básico ensinando a usar o Corona.

O Corona renderer por enquanto só pode ser aproveitado por usuários do 3dsmax, pois é o único software para o qual o Corona oferece suporte. Os detalhes do Corona Render são bem impressionantes:

  • Renderizador com suporte a algoritmos unbiased como o Path Tracing
  • Métodos biased também são suportados como Irradiance Cache e outros
  • Suporte a parâmetros como céu e baseado em física
  • Diversos parâmetros baseados em física

Os renderizadores baseados em física são geralmente famosos por possibilitar aos artistas 3d as ferramentas capazes de gerar imagens realistas com poucos ajustes no render. Como não tive acesso a nenhum computador com 3dsmax para testar o Corona, ainda não tenho como passar as minhas impressões, mas as imagens na galeria do site já mostram do que o software é capaz.

Em relação a velocidade, a equipe garante que o Corona é rápido o suficiente usando apenas CPU, e não existe intenção de criar uma versão que aproveite GPUs.

O ponto negativo desse tipo de projeto é que provavelmente depois do estágio em que o software chegar em uma versão estável, o mesmo não será mais gratuito, passando a ter um modelo semelhante ao que foi empregado pelo Indigo. Para quem não lembra, o Indigo renderer foi um excelente renderizador gratuito que funcionou como um Freeware por muitos meses, até que em determinando ponto, a equipe responsável pelo desenvolvimento passou a oferecer apenas a versão comercial do software.