Add-on para animação em tempo real no Blender

A criação de animações em softwares 2d ou 3d é sempre um processo que exige muito dos artistas, seja no conhecimento técnico da ferramenta usada para produzir a animação ou então na sensibilidade e habilidade artística necessária para criar dinâmicas interessantes para a animação. O processo tradicional de animação é a chamada interpolação de movimento, que é a base de toda a animação gerada por meio de software. Mais tradicional ainda é o método de movimento chamado de “quadro-a-quadro” em que precisamos fazer todos os quadros da animação, sendo derivado dos sistemas “analógicos de animação”. Nos meios digitais é mais comum trabalhar com a interpolação. Existem outras maneiras? Claro que sim, e podemos usar métodos de animação procedural para gerar movimento, como é o caso das animações baseadas em física.

No Blender ainda é possível usar outro método para criar animações, graças a um Add-on muito interessante chamado de Real Time Animation. Antes que você continue lendo, é importante lembrar que esse Add-on em particular é diferente dos outros existentes para o Blender, pois ele é pago. Sim, para usar na sua totalidade esse Add-on é preciso adquirir o mesmo, mas o autor disponibiliza uma versão de testes gratuita.

Mas, o que faz o Real Time Animation? Muito simples, ele permite que você realize uma animação usando métodos semelhantes aos da Game Engine do Blender. Você pode criar e gravar keyframes com base no movimento dos objetos usando o teclado. Assim, o movimento pode ser criado de maneira “livre” usando o as setas. Esse tipo de animação permite aos artistas 3d trabalhar com métodos bem diferentes e interativos de animação, praticamente como se fôssemos jogar dentro de um ambiente de render em tempo real.

A versão de testes do Add-on funciona com os mesmos recursos da versão paga, mas depois de algumas interações alguns dos botões do Add-on ficam desabilitados, sendo necessário instalar novamente o Add-on. Será que vale a pena adquirir esse Add-on para o Blender? Dependendo da sua necessidade e habilidade em criar animações baseadas em keyframes, pode ser uma ótima solução para gerar movimento. O processo fica mais interativo e direto, dependendo menos do artista para posicionar keyframes.

Blender 2.5: Script adiciona controle total sobre o cursor 3D

Os primeiros contatos com a interface do Blender podem render algumas experiências estranhas, principalmente quando usamos alguns elementos únicos da sua interface como é o caso do cursor 3D. Ainda lembro das primeiras vezes que usei o Blender, e me deparei com esse inusitado alvo no meio da tela que sempre se deslocava quando tentava clicar com o botão esquerdo do mouse. Essa deve ter sido a mesma experiência de outros usuários que migraram de outros softwares, mas depois de um tempo de prática você percebe como esse tipo de recurso é extremamente útil na modelagem e posicionamento de objetos.

Em poucas palavras, o cursor 3D serve como ponto de referência para criar objetos e também um pivô em operações de rotação ou transformações complexas. Por isso, é que quanto mais controle temos sobre a sua localização, menos trabalho teremos na modelagem. Foi pensando nisso que um usuário dos fóruns Blenderartists chamado de Seminumerical, criou e disponibilizou um script chamado de Cursor Control. Essa ferramenta adiciona controles extras ao que já existe na barra de propriedades da 3D View, permitindo fazer muito mais com o cursor.

Blender-2.5-CursorControl.png

Assim que instalamos o script na área de Add-ons do Blender 2.56a, poderemos ter acesso a barra de opções exibida na imagem que ilustra esse artigo. Nessas opções encontramos as seguintes ferramentas para manipular o cursor:

  • Armazenar as coordenadas do cursor
  • Mover o cursor para coordenadas específicas
  • Inverter a posição do cursor para as coordenadas salvas
  • Exibir o local das coordenadas salvas
  • Mover o cursor para o ponto mais próximo de objetos selecionados por vértice, aresta, faces e outros
  • Espelhar a posição do cursor 3D usando vértices, arestas ou faces
  • Mover o cursor para um ponto mediano de uma aresta
  • Mover o curso para a interseção entre duas arestas

Fora essas opções ainda podemos mover o cursor para a origem da cena no Blender, ou de maneira individual para as origens de objetos na cena.

Esse tipo de Add-on adiciona novos níveis de controle a projetos de modelagem desenvolvidos com o Blender, principalmente nos casos em que o tema do projeto é a modelagem com precisão muito comum em visualização para arquitetura, mecânica e topografia.

Blender com ferramenta semelhante ao Trim e Extend do AutoCAD

As ferramentas de modelagem 3d do Blender direcionadas para a criação de superfícies orgânicas já eram bem desenvolvidas, e ofereciam a maioria dos artistas 3d o que era necessário para elaborar figuras e personagens orgânicos. Mas, outra categoria de artistas 3d direcionado para o desenvolvimento de cenários e outros tipos de modelagem, como a voltada para arquitetura, ainda sentia a necessidade de opções mais específicas. Ainda no tempo do Blender 2.49 existiam projetos que tinham como objetivo adicionar opções semelhantes ao que temos em softwares de CAD, como o AutoCAD a interface do Blender. Opções simples como o Offset, Trim e Extend.

Com o advento da versão 2.50 isso acabou ficando mais fácil, com a possibilidade de criar Add-ons e integrar os mesmos a interface da ferramenta. Um usuário dos fóruns Blenderartists publicou essa semana uma ferramenta criar usando Python chamada de Slice at Intersection. Essa ferramenta funciona de maneira muito semelhante ao que o Trim e Extend do AutoCAD fazem, que é cortar arestas nos pontos em que existe uma interseção com outras arestas.

Repare na imagem abaixo, que mostra diversas arestas posicionadas sobre o mesmo plano. Essa é uma das condicionantes para que o script funcione, as arestas precisam estar no mesmo plano:

slice1.png

Na primeira opção, teremos as duas arestas inferiores selecionadas e com o Add-on funcionando, basta pressionar a tecla W e no menu specials escolher a opção Slice to Edge Intersection. Isso prolonga as arestas e une as mesmas. Exatamente como o Extend do AutoCAD.

slice2.png

O segundo exemplo mostra o efeito do script aplicado quando temos exatamente duas arestas que fazem uma interseção direta selecionadas. Como resultado a divisão dos objetos exatamente no mesmo ponto em que as duas arestas estão se tocando. Efeito muito parecido com o que temos no Trim do AutoCAD.

slice3.png

Essa ferramenta será de grande auxílio para qualquer artista que precise desenvolver e criar elementos geométricos no Blender, usando como base para criação dos seus próprios polígonos.

O mais interessante, é que a ferramenta já foi revisada duas vezes desde que foi disponibilizada, apenas com sugestões dos usuários do fórum. Para usar a mesma, basta copiar o arquivo para a pasta de Add-ons do Blender e habilitar a ferramenta no painel de preferências do usuário (User Preferences) e na aba dos Add-ons.

Blender 2.50: Anisculpt para animação de personagens

Uma das grandes novidades da interface do Blender 2.50 é a possibilidade de integrar o uso de ferramentas criadas com base apenas em scripts na interface, o que permite criar um ambiente de desenvolvimento e criação mais eficiente. Um bom exemplo disso pode ser conferido com o script AniSculpt que já ajudou muitos artistas na versão 2.4x e agora promete facilitar a animação no 2.50. Mas, o que é o AniSculpt? Essa é uma ferramenta de animação para o Blender que manipula personagens e elementos 3d com base em escultura e outras ferramentas.

Para artistas 3d que trabalham com animação de personagens esse tipo de script é de grande ajuda, pois permite fazer ajustes na malha 3d usando apenas movimentos de mouse, como se realmente estivéssemos esculpindo as deformações dos modelos 3d.

O script que está sendo portado para o Blender 2.50 pode ser copiado nesse endereço, assim como um vídeo de demonstração da ferramenta já sendo executada no 2.50 pode ser copiado também. Repare como no vídeo o autor mostra o AniSculpt perfeitamente integrado com a interface do 2.50. A imagem abaixo foi retirada desse mesmo vídeo:

blender-250-anisculpt-animacao.png

Como o AniSculpt consegue fazer esse tipo de edição? Simples! O autor trabalhou com o módulo de escultura digital do Blender e fez com que as deformações fossem transformadas em Shape Keys. Com isso, podemos criar posições nos primeiros quadros da animação e em quadros posteriores realizar as deformações, fazendo com que as expressões não precisam ser modeladas previamente.

Esse tipo de animação é conhecida também como Morph Target, em que o artista precisa modelar manualmente as expressões faciais e determinar a porcentagem com que cada uma dessas expressões deve ou não ser aplicada. Por exemplo, se duas expressões forem criadas para felicidade e raiva para um modelo 3d, e o artista determinar que a mesma sofre influência de 80% da expressão de felicidade e 10% de raiva, o software fará uma mescla entre o deslocamento dos vértices da face para as duas expressões.

Com o uso do AniSculpt é possível fazer esse tipo de edição diretamente no modelo, sem a necessidade de modelagem prévia. Se você pretende usar as ferramentas de animação do Blender 2.50 para criar personagens, essa ferramenta é mais que recomendada.

Blender 2.50: Script adiciona câmera estereoscópica

O uso de animações e vídeos usando técnicas 3d está se tornando cada vez mais comum, inclusive com crescente demanda na área do entretenimento graças ao barateamento da tecnologia. No que se refere aos softwares 3d já existem diversas ferramentas e opções para conseguir produzir animações em 3d usando técnicas simples como a estereoscopia. O Maya já dispõe de uma câmera nativa para esse propósito, gerando uma imagem renderizada para cada olho e criando a ilusão de profundidade nas imagens. Até mesmo com o Photoshop CS4 e CS5 podemos trabalhar com a técnica em imagens estáticas.

O Blender 2.49 tinha um script muito bom que adicionava uma câmera estereoscópica ao software, e esse script está em processo de atualização para a versão 2.50. Apesar de realizar uma tarefa simples, o script é muito útil para gerar o efeito 3d.

blender-camera-estereoscopica.png

Essa versão atualizada do script para câmera estereoscópica no Blender pode ser copiada nesse endereço. No mesmo local é possível fazer o download de um vídeo demonstrando como usar esse tipo de ferramenta em animação.

A câmera estereoscópica nada mais é que um conjunto de duas câmeras colocadas em paralelo e que permitem gerar imagens duplicadas, uma para cada olho. Com o uso dos famigerados óculos especiais é possível fazer a união das imagens e gerar a ilusão de profundidade.

Esse mesmo princípio pode ser gerado para qualquer ferramenta em 3d que não tenha ainda sistema de câmera semelhante.

O script em si ainda está sem nenhum recurso extra para o Blender 2.50, mas com o tempo o autor deve atualizar as opções do script e permitir controle total sobre a câmera. O mais interessante é que o Blender pode fazer a parte da câmera e também a pós-produção do vídeo com o editor de nós. Basta misturar a imagem das duas câmeras e teremos em pouco tempo um vídeo usando 3d anaglifo. Esse é aquele tipo de imagem que visualizamos com os óculos com lentes em ciano e vermelho.

O ponto negativo dessa tecnologia é que esses óculos acabam com as cores da animação, mas é uma maneira rápida e de baixo custo para produzir conteúdo em 3d.