18 plugins gratuitos para Premiere e After Effects

A edição de vídeo é uma tarefa que exige dos editores e profissionais envolvidos na produção uma boa parcela de criatividade, além das ferramentas certas para criar determinados efeitos. Além do timing necessário para fazer cortes no momento certo, é preciso tornar o vídeo atrativo do ponto de vista visual.

Você pode recorrer nessas situações ao uso da tradicional animação por interpolação, que todos os editores suportam por padrão, ou usar recursos mais avançados para finalizar seu projeto.

Um dos recursos que podem ajudar você na criação dos mais diversos projetos relacionados com vídeo no Premiere e After Effects são os plugins. Existem alguns desses plugins que adicionam recursos e efeitos incríveis nos vídeos, que iriam demoras muito tempo para serem criados com interpolação tradicional e quadros-chave.

Alguns editores profissionais de vídeo sequer conseguem trabalhar na montagem de projetos, sem o uso de alguns desses recursos instalados no Premiere ou After Effects. A maioria desses plugins é paga e vai exigir um certo grau de investimento por parte do editor para serem incorporados no software.

Mas, existem opções gratuitas desses plugins que podem ajudar de maneira significativa.

Quer fazer o download de uma pequena coleção de plugins gratuitos para Premiere e After Effects? No web site VashiVisuals você encontra uma lista que está em constante atualização, e oferece links para os plugins. A primeira versão do artigo tinha apenas seis plugins, mas hoje a lista já está com 18 opções diferentes.

Por exemplo, alguns dos plugins disponíveis envolvem a criação de efeitos visuais dentro dos vídeos ou tarefas mais simples como fazer movimentos com a câmera. A lista de plugins gratuitos para Premiere e After Effects está em constante atualização, e sempre que um novo recursos for adicionado esse artigo será atualizado com as novidades.

É a sua oportunidade de adicionar recursos incríveis para seu próximo projeto relacionado com edição de vídeo!

Aprenda a produzir e editar vídeo

Ficou interessado em trabalhar com a produção de material relacionado com vídeo? No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos e treinamentos relacionados com criação de vídeo digital. Até mesmo com o Blender é possível fazer edição e produção de vídeo:

200 livros gratuitos sobre arte do Guggenheim

A inspiração para criar material relacionado com arte pode vir dos mais variados locais, é um artista precisa desse tipo de referência para conseguir desenvolver seus projetos. Quando você conhece o trabalho de artistas como MS Escher, seu universo de referência visual acaba sofrendo uma inevitável expansão.

O contato com esse tipo de informação é extremamente benéfico para qualquer pessoa envolvida com artes visuais. Entre as maneiras de ter contato com esse tipo de material estão os diversos livros de arte, que servem ao mesmo tempo de inspiração e fonte de informação.

Esses livros são geralmente caros, pois envolvem impressão colorida em papel relativamente caro para apresentar uma boa experiência visual.

Você quer fazer o download de alguns desses livros de maneira gratuita a legalizada? O museu Guggenheim de Nova Iorque compartilhou na web 200 livros de arte gratuitos para download. Sim, você pode fazer o download de uma coleção incrível de material sobre arte.

200 livros gratuitos sobre arte do Guggenheim

Os livros estão disponíveis nos mais variados formatos que vão do PDF, ePub e Kindle. Como ponto negativo para a coleção está o fato de que você não pode fazer a cópia de todos ao mesmo tempo, é preciso visitar cada título para fazer o download de maneira individual.

Outra característica dos 200 livros gratuitos sobre arte que deve ser levada em consideração, é o fato de que você precisa “garimpar” os títulos. Assim como em qualquer coleção desse tamanho, existem livros que são mais interessantes do que outros. Alguns deles inclusive não apresentam nenhum tipo de referência visual, apenas texto.

Já que os títulos estão todos em inglês, você precisa de um conhecimento básico da língua para conseguir aproveitar o material que é apenas textual.

Vale a pena fazer o download do material? Claro que sim! É um recurso que você geralmente só encontraria visitando bibliotecas com versões físicas desses livros, ou então indo até Nova Iorque na sede do museu.

Aprenda a trabalhar com arte digital

Quer aprender a fazer arte digital? No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos e treinamentos relacionados com os mais diferentes tipos de arte digital. Você aprende modelagem 3D, animação e manipulação de imagens com diversos softwares diferentes:

Ghost in the Shell recriado no Blender

Quando estamos aprendendo a trabalhar com softwares gráficos sempre ficamos em dúvida sobre os próximos projetos, principalmente quando ainda não existe grande demanda por conteúdo comercial. Sempre recebemos esse tipo de pergunta dos nossos leitores e alunos, qual a melhor forma de desenvolver habilidades em softwares como o Blender?

Uma excelente forma de fazer isso é escolhendo um tópico para o qual você tenha ao mesmo tempo afinidade e conhecimento. Esse foi o caso de um artista que acabou escolhendo um assunto para o qual ele tinha ao mesmo tempo afinidade e conhecimento para criar arte digital.

Como forma de fazer uma homenagem ao estilo gráfico e visuais apresentados no recente filme e universo do Ghost in the shell um artista sueco chamado PascalDeraed, recriou parte da abertura do filme no Blender.

Para ser mais preciso, o artista ainda está desenvolvendo boa parte do material relacionado com animação, mas o modelo 3D que apresenta à ciborgue logo no começo do filme já está pronta!

Ghost in the Shell recriado no Blender

Você pode conferir todas as imagens, inclusive com algumas imagens próximas do modelo 3D que mostra todo o nível de detalhes atingido pelo projeto. As imagens mostram não só a habilidade do artista no desenvolvimento do projeto, mas também o potencial do Blender como ferramenta para criar conteúdo realista.

As imagens estão todas disponíveis nesse link que leva até os fóruns BlenderArtists, que é a maior comunidade de artistas usando o Blender do mundo.

Quer ver uma amostra do vídeo que está sendo criado pelo autor das imagens, usando o modelo 3D com a personagem do Ghost in the shell? Essa é uma pequena amostra do projeto, que ainda está nos estágios iniciais de desenvolvem e deve receber mais conteúdo nas próximas semanas.

Para quem não conhece, o Blender é um software 3D gratuito e de código aberto. Você não precisa de licenças ou assinaturas para usar a ferramenta. Basta fazer o download e começar a usar.

Aprenda a usar o Blender

Quer aprender a usar o Blender para trabalhar em projetos usando os cursos e treinamentos do EAD – Allan Brito. Você encontra diversos assuntos abordados no site que envolvem desde modelagem 3D até mesmo render avançado com Blender Cycles:

Qual o melhor notebook para artistas digitais?

Entre os temas que mais geram interesse aqui no allanbrito.com são as recomendações de hardware para trabalhar com computação gráfica. É sempre possível melhorar a performance dos nossos computadores, fazendo upgrades ou trocando os equipamentos de maneira geral.

Mas, sempre fica a dúvida sobre quais títulos você deve comprar. Qual é a melhor opção no momento?

Por esse motivo, sempre vamos publicar algumas recomendações relacionadas com equipamentos nos finais de semana. Essas recomendações são sempre feitas com base em uma mistura de ofertas, pesquisamos pelos melhores preços e opções no mercado.

As ofertas aparecem primeiro para nossos assinantes da newsletter todas às quintas, e depois de alguns dias para todos os leitores do blog.

O tema de hoje são notebooks para computação gráfica. Qual é o melhor equipamento móvel para trabalhar com animação, arquitetura, jogos e outras tarefas que demandam bastante do equipamento.

Nossa seleção de equipamentos tomou como base o conjunto processamento e preço. Todos os links e recomendações são para notebooks vendidos no Brasil.

A lista deu preferência para equipamentos com duas placas de vídeo que são a GTX 1050 (4GB) e GTX 1060 (6GB). Com placas de vídeo dedicadas, você consegue performance excelente em aplicações gráficas pesadas.

Aqui estão as nossas recomendações:

  • Acer Aspire VX5 – 591G – (41% de desconto no Submarino) – Notebook voltado para o mercado de jogos, mas que pode ser usado para trabalhar com gráficos digitais. Como possui uma GTX 1050 (4GB) e excelentes processador e memória pode renderizar projetos no Cycles, V-Ray e outros. Além de acelerar a renderização de vídeo.
  • Dell Gaming i15 – 7567 – (38% de desconto no Submarino) – Assim como o notebook da Acer o modelo da Dell oferece processador i5 com placa GTX 1050 (4GB). São as opções indicadas para artistas digitais procurando performance com preços mais acessíveis.
  • Samsung Odyssey – (32% de desconto no Submarino) – Melhor combinação entre processador e placa de vídeo na lista! O equipamento conta com um i7 junto da GTX 1050. Se a placa de vídeo não estiver sendo suficiente para renderização, você pode jogar parte do processamento no i7.
  • Acer Predator Helios 300 – (11% de desconto na FastShop) – Para quem precisa de performance com preço razoável, essa é a melhor alternativa. Além de contar com uma GTX 1060 (6GB) você conta com uma imensa memória RAM 32GB e processador i7. É mais do que suficiente para renderização de projetos 3D, CAD e desenvolvimento de jogos.
  • Lenovo Legion Y720 – (Americanas.com) – Melhor equipamento da lista – Quer a melhor opção da lista? Com esse notebook da Lenovo, você consegue uma GTX 1060 (6GB) para renderizar seus projetos de arquitetura, animação e vídeo. Assim como também um processador i7. É um equipamento extremamente poderoso, que vai atender a praticamente todos os seus projetos.

Descontos verificados em 17/01/2018.

Todos os equipamentos contam com garantia no Brasil já que são vendidos por lojas locais. Dessa lista, a nossa recomendação fica com o Lenovo Legion Y720. É a opção que oferece mais poder de processamento móvel.

Aviso: O artigo pode conter links para páginas de afiliados que eventualmente geram comissão sobre vendas dos produtos recomendados. Isso não interfere de forma alguma a sua compra ou adiciona custos. Se você realizar compras em qualquer uma das lojas citadas, uma pequena comissão é gerada para o site.

Qual a diferença entre um FBX em ASCII ou Binário?

Um dos formatos de arquivos mais populares para fazer transferência de informações entre softwares 3D é o FBX, que é usado de maneira ampla em áreas como o desenvolvimento de jogos digitais. O motivo da sua popularidade é a alta taxa de compatibilidade com diversos softwares 3D e engines gráficas como o Unity e Unreal Engine.

Algumas ferramentas como a Unreal Engine inclusive recomendam que você faça uso do FBX como plataforma de inserção de modelos 3D. Algumas vezes você pode precisar fazer pequenos ajustes em arquivos FBX que estão disponíveis em bibliotecas digitais, como é o caso de personagens e até mesmo objetos 3D.

Para quem não conhece o formato FBX, pode acabar encontrando um pouco de dificuldade em importar alguns arquivos que estão salvos em um formato particular. Quais são os formatos disponíveis para arquivos FBX?

Existem duas variações dos arquivos FBX:

  • FBX ASCII
  • FBX binário

Qual a diferença entre eles?

No caso do ASCII o arquivo FBX é nada mais que um documento de texto simples. Sim, caso você queira é possível até mesmo abrir o FBX em um editor de texto simples. Lá você encontra todas as informações das entidades 3D presentes no FBX. Dados como nomes dos objetos, materiais e hierarquias.

Os arquivos binários não são documentos de texto e tem como objetivo serem interpretados por software. Você não pode fazer a edição deles em softwares de texto.

Qual dos dois é melhor? Para fins de produção você deve sempre preferir o formato binário. Por exemplo, ao importar um arquivo FBX em ASCII para alguns softwares é bem provável que os mesmos mostrem uma mensagem de erro.

No momento em que você for exportar um arquivo FBX com objetivo de passar informações para outro software, é importante marcar o formato como sendo binário para evitar problemas de compatibilidade.

Isso significa que nunca devemos usar os arquivos FBX em ASCII? Claro que não! Sempre que for preciso fazer a leitura de informações desses arquivos como texto puro, você pode gerar os mesmos em ASCII.

Tem como converter arquivos FBX de ASCII para binário? Sim, a própria Autodesk oferece uma ferramenta gratuita para fazer essa conversão de arquivo FBX.

Aprenda a fazer modelagem 3D

Quer aprender a fazer modelagem 3D para jogos, arquitetura e animação? No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos e treinamentos relacionados com a criação de modelos 3D para os mais variados fins: