Casa em São Paulo usando SketchUp e Blender

Uma quantidade considerável de projetos em arquitetura são desenvolvidos incialmente no SketchUp, devido não só a sua facilidade em criar objetos 3d mas pelas opções próprias para modelagem de elementos geométricos. Mas, apesar dessa facilidade o SketchUp não possui um bom renderizador realista que seja gratuito.

Para os artistas que trabalham com o SketchUp e precisam renderizar seus projetos, é preciso recorrer a opções externas que na maioria das vezes são caras e complexas de usar.

É nesse ponto que o Blender Cycles pode ser um grande aliado! Como é possível pegar projetos oriundos do SketchUp e importar para o Blender sem grandes problemas, você pode renderizar os projetos usando os recursos avançados do Cycles.

Quer ver um exemplo de projeto que foi criado no SketchUp e renderizado no Cycles?

Um artista digital chamado henriquebg88 compartilhou nos fóruns BlenderArtists um projeto em São Paulo, em que a modelagem foi totalmente realizada no SketchUp e renderizada com o Cycles.

Entre as vantagens dessa plataforma para desenvolver projetos de arquitetura está o custo. Com o SketchUp Make você pode fazer a modelagem de elementos arquitetônicos como paredes, telhados, esquadrias e muito mais. Assim que tudo estiver pronto, basta salvar o arquivo no próprio formato do SketchUp e importar para o Blender.

O projeto é a visualização externa de uma edificação que ficou excelente!

Até pouco tempo atrás seria preciso possuir a versão PRO do SketchUp para integrar os dois softwares, mas o desenvolvimento de um Add-on para o Blender que importa arquivos SKP diretamente mudou esse cenário.

Aprenda a usar o Cycles com SketchUp para arquitetura

Quer aprender a usar o Cycles com SketchUp para arquitetura? No EAD – Allan Brito você encontra um curso específico sobre o uso do Cycles para modelos oriundos do SketchUp. Você encontra todos os passos necessários para exportar os arquivos do SketchUp até o render final com o Cycles:

50 Livros com texturas gratuitas para a Unreal Engine

O uso de tecnologias relacionadas com jogos para apresentar arquitetura é uma tendência sem volta no mercado. Você vai encontrar diversos projetos e exemplos de material criado na Unreal Engine e Unity para arquitetura. Entre os desafios para usar essas plataformas, está a seleção dos assets necessários para adicionar contexto e significado em cada ambiente.

Caso você esteja entre os artistas digitais que fazem uso da Unreal Engine para criar projetos relacionados com arquitetura e design, uma coleção de modelos 3d gratuitos recém lançada pode ajudar muito no seu trabalho. O estúdio AZR Studio  da Holanda compartilhou no seu web site um total de 50 livros próprios para a UE4.

Esses livros ajudam de maneira significativa na ambientação e contexto para interiores. Seja um dormitório ou escritório, você pode usar os arquivos dos livros nesses projetos para adicionar contexto.

Os livros são relativamente fáceis de modelar, sendo a parte mais desafiadora a seleção e preparação das texturas relacionadas com cada objeto. Nessa biblioteca, o artista já fez toda a separação das texturas e preparação do material.

Para fazer o download, basta visitar esse endereço e fazer o download direto! Não é preciso fazer nenhum tipo de cadastro.

Um detalhe interessante do material, é que você vai perceber que tudo foi criado no Blender. Isso fica evidente pelo formato do arquivo disponível para download.

Isso mostra como o Blender pode ser útil como plataforma para criação de assets relacionados com arquitetura e visualização. Usando o Blender que é gratuito, você pode criar os mais variados tipos de assets para arquitetura e exportar o material para a Unreal Engine.

Aliado ao fato de que para projetos relacionados com design a licença da Unreal também é gratuita, você tem à disposição uma poderosa plataforma para criar projetos de visualização interativa para arquitetura.

Aprenda a usar a Unreal Engine para arquitetura

Quer aprender a usar recursos como a Unreal Engine para projetos de arquitetura? No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos e treinamentos que ajudam você a usar a Unreal Engine em arquitetura, além do Blender:

Aprenda a usar o Blender Cycles para render de interiores

O Blender Cycles é sem sombra de dúvida um dos melhores recursos adicionados ao Blender nos últimos anos, e que está revolucionando o acesso à tecnologia de renderização realista. Você não precisa adquirir assinaturas ou licenças de uso caras para ter acesso a um poderoso render. Está tudo disponível de maneira gratuita no próprio Blender.

Entre as áreas que se beneficiam com o Cycles é a arquitetura, em particular a visualização de interiores. Com o uso de uma GPU apara acelerar o render, você pode conseguir resultados impressionantes com o Cycles.

Você quer aprender como funciona o render de interiores com o Cycles? Agora no EAD – Allan Brito você conta com o curso de renderização para interiores com Blender Cycles.

No curso você aprende todos os passos necessários para criar imagens realistas de interiores, aproveitando todos os recursos do Cycles. Como o poderoso algoritmo de renderização path tracing e o incrível perfil de cor filmic.

Aqui está a lista com os tópicos abordados no curso:

  • Modelagem de ambientes internos
  • Uso de Add-ons para modelagem
  • Configuração do Cycles para arquitetura
  • Ajustes de iluminação para interiores
  • Simulação de ambientes com luz do dia
  • Uso de materiais e texturas no Cycles
  • Otimização do render para remoção de granulação

O curso começa com a modelagem completa de um ambiente interno, aproveitando as ferramentas de modelagem com precisão do Blender e passando para a criação de elementos como esquadrias. Depois que todos os elementos arquitetônicos estão criados, é apresentada a configuração de materiais e texturas.

Para finalmente renderizar o projeto usando aceleração por GPU e recursos do Cycles para reduzir a granulação das imagens. O algoritmo do Cycles funciona com base em refinamento progressivo, o que acaba gerando imagens com granulação.

Quanto mais tempo você deixa o render processando, menos granulação residual fica visível. Um recurso adicionado na versão 2.79 permite reduzir essa granulação em renders curtos, usando uma técnica chamada denoising.

Para completar, você ainda pode fazer o download de todos os arquivos usados no curso. Inclusive uma biblioteca de móveis e objetos com aproximadamente 400MB em tamanho.

Aprendendo mais do Blender Cycles

Caso você queira complementar ainda mais seus conhecimentos com o Cycles, é possível aprender ainda mais sobre o software usando os seguintes cursos do EAD – Allan Brito:

Blender e Corona Render: Cena gratuita

Uma pergunta que recebo com certa freqüência dos artistas digitais interessados em migrar para o Blender, é a quantidade de renderizadores externos que oferecem suporte ao software. Essa dúvida está relacionada ao fato dos artistas desejarem mudar sua base para modelagem 3d, mas manter o renderizador.

Para a surpresa de muitos a lista de renderizadores comerciais que oferecem suporte ao Blender envolve V-Ray, Corona, Octane, Indigo e diversos outros.

Entre essas ferramentas o destaque fica para o Corona Render, que ganhou uma grande legião de fãs nos últimos anos. A empresa que desenvolve o Corona Render foi comprada pelo ChaosGroup, que é responsável pelo V-Ray.

Quer um exemplo do que você pode fazer com o Corona Render no Blender? Observe a imagem a seguir.

Caso você esteja migrando de outros softwares para o Blender e gostaria de usar o Corona Render, os autores dessa cena compartilharam o projeto completo. Sim, todos os ajustes e configurações do Corona dentro do Blender.

Os autores da cena são os artistas digitais do estúdio AZR que é baseado em Amsterdã.

Assim você pode abrir o arquivo e estudar como eles chegaram nesse resultado. É o tipo de recurso perfeito para pessoas interessadas em aplicar os mesmos conceitos em outras plataformas.

Por exemplo, se você já tem o hábito de renderizar projetos usando o Corona Render no 3dsmax e gostaria de migrar para o Blender. A cena vai ajudar você a confirmar se todos os ajustes aplicados no software podem ser aproveitados no Blender.

Na maioria das vezes tudo funciona da mesma forma, apenas o local em que as opções de configuração estão mudam entre as ferramentas 3d.

Se você não tem experiência com renderização de interiores no Corona Render a cena se mostra ainda mais útil, pois ela mostra os ajustes necessários para criar esse tipo de cena no Blender.

Já mencionei que o download da cena é gratuito?

Aprenda a renderizar no Blender

Quer aprender a renderizar projetos no Blender? Mas, usando o Blender Cycles que já está disponível por padrão em todas as instalações do Blender? No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos relacionados com o uso e configuração do Cycles. Seja para arquitetura, design, animação ou jogos:

Editando áudio com Blender e Audacity

Um dos softwares mais conhecidos entre profissionais e entusiastas do áudio digital é o Audacity. Entre os fatores que contribuem para a sua fama está a sua incrível gama de ferramentas e o fato dele ser gratuito. Mas, apesar de possuir essa fama o software não é perfeito e em alguns momentos precisa de complementos para suprir algunas “deficiências”.

O Blender é um complemento fantástico para o Audacity, pois ele consegue fazer exatamente o que o Audacity não é capaz. Como software permite trabalhar com edição não-linear de vídeo e áudio, você pode tranquilamente montar e cortar áudio na janela especializada do Blender.

Alguns projetos podem não demandar esse tipo de recurso, mas outros como podcasts e entrevistas precisam de cortes e montagem de áudio. Seja para remover partes indesejadas ou então adicionar efeitos sonoros ou música. Usar apenas o Audacity para esse tipo de tarefa se mostra não muito prático.

Com o auxílio do Blender é possível realizar esse tipo de tarefa de forma extremamente simplificada.

Você quer aprender como usar o Audacity e o Blender em conjunto? No EAD – Allan Brito você encontra agora o curso sobre produção e montagem de áudio com Audacity e Blender.

No curso você aprende não só a usar os dois softwares, mas todo o processo de preparação do áudio digital e sua produção. A criação de roteiros jornalísticos para condução de entrevistas e produção de áudio.

A última aula do curso é dedicada especificamente a produção, edição e montagem de um podcast no Blender usando áudio tratado no Audacity.

Se você procura por um conjunto de opções flexíveis relacionadas com áudio usando apenas softwares gratuitos, recomendo visitar a página do curso para conferir a lista de aulas e recursos. Todos os arquivos de áudio usados nas aulas estão disponíveis para download, para que você possa colocar em prática os exemplos apresentados.

Aprenda a trabalhar com vídeo e áudio

Quer complementar ainda mais o material relacionado com áudio? Aproveite a oportunidade para conhecer os cursos e material relacionado com vídeo e animação do EAD – Allan Brito: