Análise do DVD Duplo do Kung Fu Panda

Uma das coisas que mais gosto de fazer quando assisto uma boa animação como é o caso do Kung Fu Panda, é comprar o DVD para assistir a todos os extras e saber um pouco mais sobre como essa animação foi criada. Como hoje é véspera de Natal e muita gente ainda pode estar pensando em um possível presente, seja para comprar ainda hoje ou trocar no final de semana, o DVD do Kung Fu Panda é uma das opções para quem gosta de animação 3d e cinema. No mês passado comprei a versão dupla do DVD, imaginando que estaria recheada de extras e com vários vídeos de making of.

Depois de passar um bom tempo revisando as minhas anotações sobre o DVD, resolve escrever esse artigo com uma pequena análise do DVD. Bem, o veredicto? Compre a versão simples!

Qual o problema do DVD duplo? Na verdade, ele é mais voltado para o público infantil mesmo, com vários jogos e vídeos que supostamente ensinam o espectador a lutar kung fu, com os estilos dos personagens da animação. Por incrível que pareça, a pequena e rápida parte do Making of da animação está no DVD1, o mesmo que é vendido na versão simples.

DVD Duplo Kung Fu Panda

E os extras?

A parte relativa aos extras da animação é bem curtinha também, mostrando apenas algumas entrevistas rápidas com o elenco da animação e muito da produção dos efeitos sonoros.

Na internet é possível encontrar vídeos com o Making of da animação, muito mais ricos que os presentes no DVD. A impressão que tive com o DVD é que o material foi feito apenas para divulgar a animação mesmo, aproveitando clipes e vídeos já produzidos para a web. Nada de novo foi adicionado, a não ser um vídeo promocional da empresa que patrocinou os computadores e estações de renderização.

DVD Duplo Kung Fu Panda - Disco de extras

Caso você queira assistir aos vídeo, recomendo visitar esse artigo em que indiquei o material ainda no meio do ano, antes mesmo que a animação fosse lançada.

Apesar de todos esses contratempos, recomendo a compra do DVD pela qualidade da animação. Os personagens são carismáticos e a história é muito bem escrita, sem falar da animação e efeitos em geral.

Esse DVD é a melhor opção, pois o DVD do Wall-E é simplesmente uma decepção! A animação é muito boa, mas ainda não vai ser dessa vez que vou comprar um DVD da Pixar. Os americanos tem uma opção com DVD duplo, com um incrível documentário de uma hora e meia, contando a história da Pixar, enquanto nós ganhamos apenas uma versão pobre e simplória do DVD, que só está disponível na versão simples. Caso você tenha coragem de encarar o dólar caro, recomendo fazer o que eu fiz, comprar a versão tripla americana da animação.

Bem, com esse artigo eu desejo um feliz natal a todos os leitores e amigos que acompanham o Blog. Faça uma pausa nos estudos de CG e tenha um feliz natal com a sua família.

Making of do Wall-E

Se você é fã de computação gráfica, profissional ou mesmo entusiasta de jogos e outros assuntos relacionados com visualização gráfica no computador, você precisa assistir Wall-E. Fui assistir a animação já faz aproximadamente duas semanas, mas hoje mesmo ainda tenho vontade de visitar o cinema mais uma vez para assistir novamente a animação. O pessoal da Pixar conseguiu outra vez, fazendo o que os críticos de cinema consideram como a obra prima da animação desse estúdio. Sim, até os críticos de cinema estão considerando o Wall-E uma das, senão for a melhor animação já produzida pela Pixar. Claro que esse tipo de análise se baseia nos aspectos cinematográficos, como enredo e seqüência narrativa.

Como sei que dificilmente veremos um DVD recheado de extras, seguindo a política de fazer DVD`s de baixo custo, a solução para acompanhar a criação dessas animações é conferir os vídeos disponíveis na própria internet.

Fiz uma pequena compilação, com os três melhores vídeos que encontrei no Youtube, sobre o Making of do Wall-E que podem compensar um pouco a ausência dos extras no DVD. Esses são os vídeos:

Parte 1 – Making of Wall-E

Parte 2 – Making of Wall-E

Seqüência de vídeo com várias cenas

Os vídeos mostram várias cenas da produção, com os atores gravando as vozes dos personagens. Geralmente essa é a primeira etapa, depois que a história e a narrativa está concluída. Com as vozes gravadas, os animadores podem começar a trabalhar com o timing da animação pronto, se bem que personagens robóticos não têm lábios para sincronizar!

Nos vídeos, também é possível conferir várias cenas dos animadores da Pixar, trabalhando nas seqüências de animação usando o Marionette, o software de animação desenvolvido pela própria Pixar para os seus projetos. Nem preciso dizer que esses são os vídeos que mais me chamam a atenção.

Aproveite bem esse material, pois muito provavelmente não veremos um DVD com esse material. A última vez em que a Pixar lançou um DVD com extras foi nos Incríveis.

Qual maior mérito do ponto de vista técnico dessa animação? Bem, posso listar várias melhorias e desafios vencidos nessa animação. Dentre eles o belíssimo trabalho de composição e texturas no cenário da Terra “suja”. Fora isso, o trabalho de animação nos personagens está muito bom, conseguindo atribuir personalidade a figuras que praticamente não tem expressão facial ou comunicação verbal. Tudo é feito com base em gestos e ações.

Esse tipo de coisa é muito difícil de conseguir, por isso o pessoal está elogiando tanto a animação.

Não vou comentar mais sobre a história, que é o ponto forte da Pixar e a chave para o sucesso deles. Muita gente faz animação com base em aspectos técnicos, eles se concentram na história e no desenvolvimento de personagens carismáticos, para embasar o enredo. Por isso eles fazem tanto sucesso! Mas, claro que sem a técnica e domínio dos meios de produção, dificilmente eles conseguiriam resultados tão bons.

Se você ainda não assistiu, corra para o cinema!

Tutorial de modelagem com Blender 3D: Criando rochas e sujeira

Nesse último final de semana, fui assistir ao Wall-E da Pixar e fiquei mais uma vez impressionado e boquiaberto com a qualidade dos cenários e da animação. Para quem gosta de animação, recomendo assistir a animação no cinema. Qual a relação entre o Wall-E e o Blender 3D? Ontem eu acabei descobrindo um tutorial sobre a criação de rochas e sujeira no Blender 3D, e isso me lembrou os cenários do Wall-E. Quem assistir a animação vai perceber que os cenários ambientados na Terra do futuro, são repletos de rochas e sujeira.

Criar esse tipo de superfície e textura é muito mais complicado em 3D. Por natureza, as superfícies e ambientes criados em 3d são limpos e sem detalhes, precisamos vencer a clareza das superfícies criadas por computador para simular esse tipo de ambiente.

O tutorial que encontrei sobre isso, usando o Blender, aborda a modelagem da pilha de rochas e a posterior configuração das texturas.

Para fazer o download do tutorial, assim como o arquivo blend, visite esse endereço.

Tudo é baseado em uma ferramenta do Blender 3D chamada de DupliVerts, que permite criar cópias de um objeto com base nos vértices de uma malha. O autor do tutorial cria um plano com deformações, para servir como base para a pilha de rochas. Depois ele cria o modelo individual da rocha, que é duplicado sobre o plano. A ferramenta DupliVerts cuida das cópias e distribuição dos modelos de rocha sobre o plano.

O resultado é uma superfície acidentada e que tem aspecto rústico. No final do tutorial o autor configura texturas e iluminação para a cena, conferindo o aspecto final da cena, como ilustra a imagem que acompanha esse artigo.

Esse é um ótimo exercício de modelagem, diferente daqueles que sempre abordam a criação de personagens e ambientes para visualização arquitetônica. Além do exercício, você estará colocando em prática um dos aspectos que atribuem realismo a uma cena, que é a sujeira. Quando um ambiente virtual é apresentado com características de sujeira e intervenção humana, ele passa uma ótima impressão de realismo.

Novo minidocumentário sobre a produção do Wall-E

Se você está lembrando o que aconteceu da última vez que divulguei um pequeno vídeo sobre o Wall-E, recomendo que corra para assistir. Da última vez, a Disney enviou uma notificação ao web site solicitando a remoção do material da internet. Sinceramente não sei o motivo, se ao menos isso fosse material para a produção de um mega DVD com extras, mas nem isso eles estão fazendo. Bem, intrigas a parte, no final de semana foi liberado um ótimo vídeo com cenas dos bastidores da produção.

O tema do vídeo é “A Pixar na era espacial”, o enfoque é no novo ambiente em que o Wall-E se passa, totalmente inédito para as histórias desenvolvidas pela Pixar. O vídeo foi publicado aqui primeiro.

Aqui vai a versão do YouTube:

Não posso garantir quanto tempo o vídeo deve ficar disponível, então aproveite.

No vídeo o pessoal da Pixar comenta os desafios e técnicas usadas no ambiente espacial. Um dos diferenciais que eles tentaram implementar nessa nova animação foi o movimento de câmera. Os animadores da Pixar tentaram passar a sensação que uma pessoal estava realmente, segurando uma câmera e filmando a ação dos personagens.

Além da câmera, os efeitos especiais na animação foram potencializados também. Todos os ambientes recebem displays com holografias e outros elementos futuristas. Segundo o próprio diretor, eles tentaram simular um ambiente futurista, imaginando como as coisas realmente poderiam se desenvolver.

Outro ponto interessante da animação, o pessoal chamou o diretor um diretor de fotografia com experiência em filmes tradicionais. No vídeo ele aparece falando sobre o posicionamento de objetos e orientações gerais para a animação. Fora, as nuances técnicas, em vários momentos do vídeo podemos conferir os animadores da Pixar em ação, editando as cenas no já “Lendário” Marionette, o software de animação desenvolvido pela própria Pixar e que eles não comercializam para ninguém.

Esse é o segredo deles? Na verdade não, o segredo da Pixar é uma produção fundamentada em histórias e enredos bem elaborados. Claro que a proficiência técnica ajuda muito, eles inclusive ganham um bom dinheiro com isso, comercializando o RenderMan.

Ainda faltam duas semanas para a estréia da animação nos cinemas, mas essa já promete ser mais um marco em relação às produções da Pixar.

Mini-documentário de 4 minutos sobre a produção do Wall-E

O verão americano está chegando e com ele estão para estrear algumas das produções de cinema mais aguardadas dos últimos meses. A lista apresenta figuras carimbadas, como o Indiana Jones e o aguardado Homem de Ferro. Mas, para os que realmente apreciam animação e computação gráfica, o maior destaque dessa temporada é o lançamento de mais uma animação da Pixar. Infelizmente parece que eles não estão disponibilizando pequenos vídeos, mostrando a produção como foi feito durante a produção do Ratatouille.

Alguns vídeos aparecem na internet, inclusive fazendo referências a outras animações da própria Pixar, como esse pequeno comercia exibido na TV americana (Durante o Super Bowl):

Claro que além da parte técnica, praticamente perfeita o que chama a atenção são o bom-humor e história bem montada. Mesmo antes de estrear nos cinemas, já é possível perceber que o robozinho é extremamente carismático.

Se você ainda não viu, esse é o trailer para a animação:

Mas, esses são vídeos disponíveis na web e fáceis de encontrar. O que gostaria de indicar, para todos aqueles que como eu, gostam de saber mais sobre como essas animações são criadas e uma breve explicação do diretor, nesse endereço é possível encontrar um pequeno documentário sobre Wall-E.

Aproveite bem o documentário, pois agora que a Pixar segue a política comercial da Disney, dificilmente veremos esse tipo de material em DVD. Em sinal de protesto, ainda não comprei os DVDs do Carros e nem do Ratatouille, aguardando que em algum momento no futuro o estúdio disponibilize uma versão com extras. Pagar quase 50 reais por um DVD simples é muito caro!

Mas, nem tudo está perdido! O DVD com os curtas da Pixar é muito bom e apresenta vários documentários. Para quem quiser aprender como a Pixar chegou ao lugar em que está essa é uma ótima opção de entretenimento. Se você estuda animação ou cinema, esse DVD é obrigatório na sua coleção!

Quer fazer do download dos trailers em alta definição? Visite esse endereço para copiar os trailers nos mais variados formatos e resoluções!

Agora é só esperar para assistir a animação na tela grande!

Atualização: Parece que a Disney está solicitando que removam os vídeos com o Mini-documentário. Ainda existe uma versão parcial do documentário no YouTube. Assista aqui, enquanto ninguém da Disney descobre que ele está lá!

Atualização 2: O Leitor Marcelo encontrou um local em que o vídeo ainda existe! Corra para assistir! Visite esse endereço. Agradeço ao Marcelo pela dica.