Goalem: Animação de multidões gratuita para o Maya

Já houve uma época em que animações de multidões eram consideradas assunto relegado apenas a grandes produções com orçamento suficiente para pagar por softwares absurdamente caros. Mas, com o passar do tempo a tecnologia foi se tornando mais acessível e barata.

Se você é usuário do Maya e gostaria de criar animações de multidões, existe uma opção ao mesmo tempo poderosa e gratuita que pode ser aplicada nos seus projetos. Caso você não conheça, recomendo uma visita ao site do Goalem 6 que permite animar centenas e milhares de personagens ao mesmo tempo.

Com a versão PLE (Personal Learning Edition), você consegue usar os recursos do software de maneira gratuita.

Só para você ter uma idéia de como esse software é usado nos mais variados projetos, o Goalem é usado em projetos de jogos AAA e também seriados e filmes.

Quer alguns exemplos? O software foi usado para fazer simulações em Game of Thrones, Halo Wars 2 e no recente filme Hacksaw Ridge. Esses são apenas alguns dos exemplos de projetos que fizeram uso do Goalem no Maya.

O simples fato de ter esse tipo de ferramenta como opção para criar seus projetos é uma grande vantagem para alguns projetos. Você pode tranquilamente criar diversos cenários em que centenas de personagens realizam uma tarefa, ou ajudam na contextualização de uma cena.

Sem o uso desse tipo ferramenta você teria uma incrível quantidade de trabalho para conseguir realizar simulações com apenas algumas dezenas de personagens.

Aprenda a fazer animação 3D

Aprenda a fazer animação 3d usando os mais variados tipos diferentes de softwares como o Blender, 3ds max e outros. No EAD – Allan Brito é possível encontra cursos relacionados com rigging, animação e render. Será possível adquirir as habilidades necessárias para conseguir realizar os mais diferentes tipos de projetos.

Aqui estão os cursos recomendados para aprender animação:

Agent 327: Animação produzida no Blender

O Instituto Blender divulgou nessa semana um teaser trailer de mais um dos seus projetos em desenvolvimento. Um dos propósitos do instituito é criar mateterial relacinado com animação usando o software e ferramentas abertas. Ao longo dos últimos anos já vimos diversos projetos aclamados de animação nascerem no instituto.

Agora, você pode conferir o resultado de quase um ano de trabalho na amostra do projeto Agent 327, que é uma animação inspirada nas histórias em quadrinhos do artista Holandês Martin Lodewijk.

O personagem e suas histórias não são de conhecimento do grande público no Brasil, ou países de lingua portuguesa. É uma história com enredo semelhante aos que encontramos em filmes do James Bond, mas com uma temática voltada para o humor.

Aqui está o trailer:

Esse vídeo foi produzido ao longo de um ano de trabalho por uma pequena equipe no Instituto Blender. O objetivo agora é conseguir expandir o projeto com a criação de uma animação em longa-metragem.

Para esse propósito o instituto está tentando um financiamento de 14 milhões de Euros para conseguir recrutar uma equipe com 80 artistas. Só assim um projeto grandioso como uma animação em longa-metragem consegue ser colocada em prática, já que a quantidade de trabalho e recursos necessários só tende a crescer.

Quer consultar materiais relacionados com a produção do Agent 327? Ao visitar o site do projeto você pode fazer o download de diversos arquivos com trechos, imagens, modelos 3d dos personagens já com o rigging pronto.

Até mesmo os cenários e objetos 3d podem ser copiados sem nenhum tipo de restrição.

É um prato cheio para quem procura comparar o resultado do projeto com os arquivos originais. Se você está procurando por referências relacionadas com animação de personagens com o Blender, é uma das melhores fontes de informação.

Aprendendo a usar o Blender

Se interessou por animação com o Blender? No EAD – Allan Brito você encontra cursos e recursos que ajudam você na criação de projetos relacionados com animação. Desde o roteiro até a execução no Blender:

Ferramenta gratuita para transferir modelos 3d entre aplicações

A transferência de informações entre softwares 3d é sempre um desafio para a maioria dos artistas digitais, pois algumas vezes isso envolve lidar com múltiplos formatos. Esses formatos muitas vezes são fechados e difíceis de converter.

Quem já precisou passar modelos 3D e animações entre múltiplos softwares já deve ter usado formatos como OBJ, DXF e FBX. Os formatos são úteis e funcionam como ponte entre diversos softwares. Mas, algumas vezes informações são perdidas ou simplesmente não são compatíveis com determinados softwares.

Sem mencionar o eventual uso de formatos binários fechados, que dificultam muito a conversão de informações.

Já pensou se fosse possível simplesmente copiar e colar os modelos 3D entre os softwares?

Um desenvolvedor chamado Oliver Hotz está criando uma ferramenta chamada OD_CopyPasteExternal que promete facilitar essa tarefa. É um conjunto de plugins e scripts em Python, que armazenam as informações na área de transferência do sistema operacional.

A ferramenta pode ser usada de maneira gratuita e já funciona nos seguintes softwares:

  • Blender
  • Maya
  • Houdini
  • LightWave

O uso é extremamente simples e consiste realmente apenas na cópia de um objeto 3D. Depois de copiado, você pode abrir o outro software e colar as informações.

É perfeito? Ainda não, mas a ideia deve angariar muita ajuda no desenvolvimento já que é algo útil e criar sob uma licença de código-aberto.

Aparentemente a limitação para que outras ferramentas possam usar essa opção é a compatibilidade com Python.

Segundo o próprio desenvolvedor, o próximo passo é trazer a ferramenta para o SketchUp e 3ds max. Como o 3ds max já pode usar Python com base em API própria, deve ser questão de tempo até que o OC_CopyPasteExternal funcione com o software.

Quando esse tipo de opção para transportar informações entre softwares 3d estiver bem desenvolvido e estável, o trabalho de modelagem e criação será incrivelmente facilitado, pois poderemos usar o software de desejar. Você poderá fazer a modelagem em uma aplicação e animação em outra. Usando um simples copiar e colar, para passar os dados.

Aprendendo modelagem 3d

Quer aprender modelagem 3d em diversos softwares? No EAD – Allan Brito você tem a disposição opções diferentes de cursos relacionados com modelagem e visualização:

Curso de automação usando Drivers no Blender

Um dos recursos que mais impressiona no Blender quando você o conhece são os Drivers. Eles são ferramentas que ajudam a relacionar valores numéricos entre objetos diferentes. Por exemplo, é possível controlar a rotação de um objeto com base no deslocamento de outro. Isso permite criar verdadeiros painéis de controle para animação.

Apesar de ser uma opção extremamente útil, ainda são poucos os artistas 3d e usuários do Blender que conhecem e utilizam os Drivers na sua totalidade.

É por esses motivos que resolvi produzir um curso específico sobre Drivers e automação para o Blender! Já está disponível no EAD – Allan Brito o curso de automação usando Drivers no Blender. No curso você aprende exatamente a aplicação dos Drivers para criar ferramentas que ajudam você em tarefas comuns de modelagem e animação.

Por exemplo, já pensou em trabalhar com modelagem paramétrica? É aquele tipo de modelagem em que os valores das propriedades dos objetos possuem valores com significado. Seja ele uma dimensão ou um quantitativo. O recurso representa uma grande ajuda quando é preciso criar variações do mesmo objeto.

A criação de objetos paramétricos é um dos tópicos abordados na aula!

Outro campo que acaba gerando grande interesse na aplicação de Drivers no Blender é a animação com personagens. Já pensou em tornar o processo de animação desses personagens automático? Como assim automático? Os passos do personagem no terreno podem ser automáticos caso os Drivers sejam aplicados de forma a criar um ciclo!

Tudo isso e muito mais é abordado ao longo do curso. No final você será capaz de aplicar esse tipo de automação em diversos tipos diferentes de projetos, e a criar propriedades personalizadas na própria interface do Blender para ajudar nos seus projetos de animação e modelagem.

Esse é o recurso que a maioria dos animadores utiliza para otimizar seus projetos de rigging e conseguir finalizar cenas em tempo muito mais curto. Se você não faz a menor idéia de como funciona o recurso, recomendo começar com esse material. Depois será uma pequena adaptação para aplicar os conhecimentos em projetos maiores.

Usando o Blender para animação de personagens

Ficou interessado em aplicar esses conhecimentos em animação de personagens com Blender? No EAD – Allan Brito existem diversos cursos relacionados com animação que ajudam a aproveitar ainda mais os Drivers:

Usando recursos visuais para animação 3D

Os desafios para conseguir trabalhar com a produção de animações são os mais variados, e abrangem desde a necessidade de possuir equipes para criar os modelos 3d realistas e passam pela sonoplastia do projeto. Mas, com um pouco de criatividade é possível criar projetos extremamente agradáveis visualmente sem investir tanto em realismo.

Um excelente exemplo disso é o projeto de uma animação produzida para divulgar o serviço Lyft que é uma produção do artista John Kahrs. Antes de continuar com a apresentação da animação, você deve reparar em alguns pontos chave do projeto:

  • Ausência de diálogos
  • Formas estilizadas dos modelos 3d
  • Montagem e edição do vídeo

Tudo isso acabou resultando na seguinte animação:

Como você pode perceber pelo projeto o resultado final ficou muito bom e como não existe nenhum tipo de diálogo no vídeo, é desnecessário usar atores ou outros recursos para inserir vozes. A maioria das coisas é resolvida apenas de forma visual. Isso é um trunfo para a equipe de produção, pois a execução do projeto acaba sendo muito mais rápida.

A área em que esse projeto se destaca é a da narrativa, pois os recursos visuais são empregados de forma precisa para contar uma história na tela. Essa história fica bem entendida por quem assiste ao vídeo, e não precisa de legendas ou outros artifícios que ajudem no entendimento do enredo.

É algo que pode ser usado como fonte de inspiração para os seus próprios projetos! Um bom roteiro que esteja definido do ponto de vista visual é tudo que você precisa. Essas informações vão servir de guia para que você mesmo(a) acabe trabalhando na produção de uma animação ou jogo, que conta uma história usando recursos simples. Porém, poderosos visualmente e que resolvem a questão.

Já vi diversos projetos não avançarem por falta de equipe ou “capacidade” de produção. Ao adotar uma linguagem simples como essas, você acaba abrindo diversas possibilidades criativas factíveis de execução.

Nesses momentos de virada do ano, pode ser a inspiração que faltava para novos projetos.

Criando suas animações

Você percebeu que muito do que foi comentado no artigo é baseado em bons roteiros e planejamento para criar animações. Quer aprender a trabalhar com animação? No EAD – Allan Brito você encontra diversos recursos para começar a usar esse tipo de conhecimento em projetos: