Netflix compra animação feita com Blender por US$ 30 milhões

O mercado de animações produzidas com o Blender acaba de receber uma notícia que pode mudar a maneira com que artistas e estúdios adotam o software. Um longa metragem animado chamado Next Gen foi negociado com a Netflix por uma quantia de US$ 30 milhões, que é um recorde para projetos feitos totalmente no Blender.

A notícia da negociação do projeto com a Netflix não é nova, mas apenas agora chegam detalhes sobre a produção que foi toda desenvolvida pelo Tangent Studio no Canadá. Mas, possui financiamento e direção de uma empresa da China.

Que animação é essa? O projeto se chama Next Gen:

Para ter uma idéia melhor de como é o projeto, aqui está p trailer:

Como você pode perceber pelo trailer, a estética do projeto é muito semelhante ao que encontramos nos mercado de entretenimento animado. É uma animação que poderia se muito bem produzida por DreamWorks ou Pixar.

Mas, é totalmente produzida com Blender e renderizadas com Cycles. Os artistas do Tangent Studio estão dando entrevistas e confirmando o uso do software na produção. Segundo a equipe, foram feitas modificações no código fonte do Blender, para otimizar a produção.

Essas alterações devem, em breve, ser incorporadas ao próprio Blender.

É um marco importante para o Blender do ponto de vista comercial, pois mostra como o software pode ser usado para criar entretenimento com estética idêntica ao que encontramos em softwares proprietários. Quer a melhor parte? O Blender é gratuito.

Caso você queira começar com Blender, use os recursos do EAD – Allan Brito como o pacote Animação COMPLETA, que usa o Blender como base.

Fontes: Cartoon Brew a CG Society

Download gratuito de móveis estilo retro

O realismo nem sempre é o objetivo principal dos projetos de modelagem, pois algumas vezes um estilo mais estilizado pode ser o mais indicado. É o caso de projetos relacionados com animação e também jogos digitais. Quer fazer o download de móveis estilo retrô estilizados?

Um artista chamado Alberto Hernandez, compartilhou na sua página do Behance uma pequena coleção gratuita de móveis estilo retro estilizados. Os móveis não tem como objetivo serem realistas, mas sim representar um estilo mais aproximado de algo “cartunesco”. É o tipo de objeto que fica perfeito em animações de personagens, seguindo o mesmo estilo.

móveis estilo retro

Ao visitar a página, você vai encontrar no total cinco modelos de móveis estilo retro. Entre os móveis estão:

  • Televisor
  • Fogão
  • Geladeira
  • Lavadora
  • Fogão (Versão com lenha)

O material está salvo no formato do 3ds Max 2014 e foram todos renderizados usando o Corona Render. Mas, para a felicidade de muitos artistas que não possuem uma licença do 3ds Max o artista compartilhou versões dos arquivos em formato OBJ e FBX.

Isso significa que você pode fazer o download dos móveis estilo retro, e usar o material em praticamente qualquer software que tenha suporte para esses formatos. Os arquivos OBJ são aceitos na maioria dos softwares.

Os arquivos dessa coleção com móveis estilo retro estão disponíveis por um link do Dropbox, que é do autor dos arquivos. Por um lado, isso garante que o download será rápido. Mas, significa também que a qualquer momento o link pode deixar de funcionar. Caso você queira garantir o download dos móveis estilo retro, recomendo fazer a cópia de imediato.

E se o autor não tivesse disponibilizado alternativas em OBJ ou FBX? Nesse caso, você teria que seguir esse guia sobre como converter arquivos MAX sem o 3ds Max. Mas, não é garantido que funcione para todos os modelos 3d.

Aprenda a usar os móveis estilo retro

Quer aprender a usar e aplicar esse tipo de móvel nos seus projetos? Seja com o uso de animação ou outros recursos, é possível trabalhar com os mais variados estilos visuais. No EAD – Allan Brito você encontra cursos e treinamentos que ajudam você a usar e criar esse tipo de material:

Jasmine: Personagem virtual gratuita para o Maya

Entre as tarefas que demandam grande trabalho manual em softwares 3d está o rigging de personagens. Dependendo da situação é inclusive mais complicado que a própria animação, pois envolve conhecimento profundo de ferramentas e a maneira com que o personagem deve interagir.

Nos projetos em que existem grandes equipes trabalhando no desenvolvimento de personagens, é comum encontrar artistas dedicados apenas ao processo de configuração dos rigs.

Um artista chamado Ahmed Shalaby compartilhou uma personagem virtual que pode ajudar e muito os usuários do Maya. A personagem em questão se chama Jasmine, e você encontra no arquivo diversos controles específicos para animação.

Para fazer o download do arquivo, que é relativamente pequeno, basta visitar esse endereço.

A personagem não só apresenta toda a estrutura do modelo 3d mas o rigging completo!

Você pode aproveitar o material para dois propósitos principais, que pode ser tanto para o aprendizado ou na aplicação em animações. No caso do aprendizado, você pode analizar todo o processo de configuração e ferramentas usadas pelo autor para conseguir criar a personagem.

Quais controles estão disponíveis? Os usuais para personagens virtuais:

  • Animação facial
  • Cinemática direta
  • Cinemática inversa
  • Acessórios e gestos

Caso você tenha planos de criar quaisquer personagens virtuais no Maya, recomendo fazer o download para analisar a forma com que a personagem está configurada. Para depois reproduzir as ferramentas no seu próprio projeto.

O artista não especificou o tipo de licença para o arquivo, portanto você deve tomar cuidado ao usar a personagem em projetos de animação.

Faça o download da personagem o quanto antes, pois a personagem no momento em que esse artigo está sendo publicado é gratuita. Mas, a qualquer momento o autor pode remover o arquivo da base de material do CG Meetup.

Aprenda a fazer animação e rigging

Quer aprender a fazer animação de personagens e rigging? Seja no Maya ou outros softwares? No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos e treinamentos relacionados com animação e desenvolvimento de personagens virtuais:

Animação para arquitetura usando Blender

Já houve uma época em que conseguir um projeto que envolvia algum tipo de animação era motivo de comemoração ou preocupação para artistas digitias. A comemoração estava diretamente relacionada com o maior valor agregado desse tipo de projeto. Mas, por outro lado era preciso passar pelo processo de render do projeto.

Você já tentou renderizar animações? Quem já teve a oportunidade de renderizar animações, sabe que esse tipo de projeto demanda muito poder computacional. Alguns segundos de animação podem facilmente demorar semanas para renderizar, dependendo do projeto e equipamento usado.

Com os recentes avanços na renderização por GPU e técnicas para acelerar o render, é possível reduzir de maneira significativa esse tempo. O fato de conseguir um projeto de animação não é mais motivo de preocupação.

Quer ver um exemplo de projeto relacionado com arquitetura produzido por apenas um artista? Veja essa animação de um conjunto de apartamentos em Londres, realizado pelo artista Russo Mikhail Rodionov e compartilhado nos fóruns BlenderArtists.

Qual o tempo de render dessa animação no Blender? Segundo a descrição do próprio artista o material levou aproximadamente 1 semana para renderizar, usando duas GeForce GTX 980Ti. Essas foram até pouco tempo atrás algumas das melhores placas da NVidia.

Caso o mesmo projeto fosse renderizado usando uma Renderfarm, o custo total to projeto seria acrescido em US$ 1.000,00! O artista acabou renderizando as imagens no seu próprio equipamento, o que reduziu o custo para US$ 300,00.

Muito em breve esse custo deve ser reduzido ainda mais com o uso de recursos como o Eevee, que tem a capacidade de gerar as animações usando render em tempo-real. É um princípio semelhante ao que é usado em softwares como a Unreal Engine, em que é possível exportar animações com base em capturas de tela.

Se você pretende criar projetos relacionados com animação, mas sempre achou que era preciso uma renderfarm para renderização. Esse é um ótimo exemplo do que um artista sozinho consegue fazer.

Aprenda a fazer animação para arquitetura

No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos relacionados com a produção de animações e modelos 3d para arquitetura. Seja no modelo tradicional em que são criadas animações lineares ou interativas:

Conversão e compressão de vídeo para artistas digitais

Os artistas digitais que trabalham com animação precisam lidar um diversos formatos para plataformas móveis, streaming e distribuição física. Algumas vezes seu projeto demanda apenas um formato principal, mas quando é preciso criar material para múltiplas mídias você acaba ficando refém de infinítas exportações, conversões e manipulação de vídeo.

Quem já teve a experiência de trabalhar com vídeo sabe o quanto esse processo pode demorar, principalmente se o hardware usado não for dos mais recentes.

Alguns meses atrás conheci um artista que trabalhava com vídeo que tinha um processo de criação curioso, pois demandava muito tempo. Ele precisava criar vídeos em múltiplos formatos:

  • MP4 (H264 AVC)
  • MP4 (H265 HEVC)
  • MOV (H264)
  • MP3 (Apenas o áudio dos vídeos)

Para conseguir criar todos esses arquivos, o artista fazia o seguinte no Adobe Premire:

  1. Criava um projeto no Adobe Premiere
  2. Configurava o Adobe Media Encoder para exportar cada um dos formatos
  3. Aguardava pela criação de cada vídeo, que demorava em torno de 6 horas cada (12 horas no total)

Apresentei para o artista a opção de fazer todo o processo usando uma ferramenta gratuita e de código aberto chamada Avidemux.

Qual a vantagem em usar o Avidemux?

No software você pode pegar um arquivo fonte, que inevitavelmente precisa ser criado e converter o mesmo para múltiplos formatos. No Avidemux existe um modo de processamento de vídeo chamado de cópia. Isso faz com que o container do vídeo seja alterado sem necessidade de reprocessar o material.

Tudo é feito em tempo muito mais curto do que as 6 horas necessárias para gerar o mesmo arquivo no Adobe Media Encoder.

Outra alternativa para conseguir processar vídeo de maneira gratuita em múltiplos formatos é o incrível Handbreak. Essa ferramenta é um verdadeiro canivete suíço quando o assunto é conversão de vídeo. Ele apresenta um pouco mais de opções em relação ao Avidemux, mas se integra muito bem no arsenal de qualquer artista trabalhando com vídeo.

Se você trabalha com vídeo, as duas ferramentas são essenciais para conversão e produção de material em vídeo.

Aprenda a fazer animação e vídeos

Quer aprender a fazer animação e vídeo para seus projetos? No EAD – Allan Brito você encontra diversos cursos e treinamentos relacionados com animação e edição de vídeo: