Clicky

Animações para área de saúde: Um mercado ainda inexplorado em CG

Junto com dúvidas técnicas, a maioria das pessoas que começa a trabalhar com computação gráfica tem dúvidas sobre a área em que deve trabalhar. Na maioria dos casos as atenções se voltam para o mercado publicitário, ou animações para cinema e TV. Pois saiba que existe um mercado, praticamente inexplorado no nosso país, que é o de animações e simulações para a área médica. Como estou trabalhando muito com design instrucional, posso dizer por experiência que essa é uma área muito carente de material em português. Até existe um núcleo sobre isso na USP, mas acredito que seja um dos únicos que produz material sobre saúde em português.

Quer um exemplo? Veja esse demo reel, de uma empresa de animação especializada na produção desse tipo de material.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=g1hVLQGcINw

Interessante não é? O que é necessário para produzir esse tipo de animação? Os requisitos técnicos são os mesmos, qualquer ferramenta pode produzir esse tipo de material. O problema reside na preparação do roteiro e storyboard que precisam ser produzidos com consultoria técnica. Bem, se você quiser é possível ignorar a consultoria, mas ai você precisará virar médico ou especialista na área em que você deseja produzir a animação.

Existe mercado para esse tipo de animação? Claro que sim! O Brasil tem vários centros de excelência em pesquisa médica, que usam recursos pouco sofisticados, na maioria das vezes, para fazer apresentações e demonstrar os resultados de pesquisa. Os pesquisadores e professores ainda usam transparências e imagens retiradas de livros. Nada de animações 3d, simulações interativas ou simples renderizações.

Eles não são especialistas em modelagem 3d e animação, então para usar esse tipo de recurso nas apresentações de pesquisas, eles precisariam contratar um artista ou estúdio para criar esse material. Como não existe oferta, eles acabam não usando esse tipo de recurso.

Quer outro exemplo? Veja essa animação 3d, mostrando um procedimento médico:

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=bqrgz7JgDrg

A explicação do procedimento fica clara, sem sombra de dúvidas! Já imaginou apresentar esse mesmo procedimento com imagens estáticas? Não seria a mesma impressão.

Agora você já tem a dica de um mercado praticamente inexplorado por empresas privadas. O que é necessário para ingressar nesse mercado? Como em qualquer atividade relacionada à animação, um portfólio ou demo reel com animações, mesmo que básicas ajudam muito.

Como você pode perceber, pelos vídeos que eu mostrei no artigo, os modelos são mais precisos e realistas em proporções. Mas a técnica para produzir a animação é a mesma.

Então, se você quiser entrar nessa área, crie um demo reel com animações simulando coisas simples e que não requerem conhecimentos técnicos avançados, como a circulação do sangue ou outro assunto de conhecimento geral. Mande essas animações para professores universitários ou estudantes de mestrado ou doutorado, publique no Youtube com a sua logomarca. Dê atenção especial para estudantes de mestrado ou doutorado, qualquer pesquisa científica precisa de animações 3d ou simulações interativas para serem apresentadas de maneira mais sofisticada.

Pronto! Agora você já conhece mais uma área em potencial para trabalhar com computação gráfica. É só colocar a mão na massa e começar o seu portfólio.

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Um Comentário

  1. […] falar nisso, há pouco tempo atrás o Allan Brito, escreveu um artigo bem interessante sobre o tema com algumas animações bem interessantes, que vale conferir: […]

Deixar Um Comentário