Tutorial sobre como configurar simulações de gases com o Houdini

Existem vários tipos de animação, com diferentes níveis de complexidade, sendo que alguns desses tipos são muito mais difíceis de executar. Já havia comentado aqui uma vez, que animações com partículas são especialmente complicadas, pela quantidade de parâmetros e configurações que elas demandam para funcionar. Qual a melhor ferramenta para criar esse tipo de efeito? Bem, depende da situação e do contexto. Mas, uma coisa eu posso dizer, o Houdini é uma das ferramentas com sistema de organização dos elementos mais interessante que já vi.

No último final de semana, esbarrei nesse ótimo tutorial que mostra como montar um sistema de simulação de gases com o Houdini, totalmente baseado na animação de partículas. No tutorial, que é parte do programa de divulgação da SideFX, o autor mostra como elaborar um sistema completo de animação por partículas. No total os vídeos passam de 200 MB de tutoriais gratuitos!

Depois de assistir aos tutoriais, percebo a importância do uso dos nós em sistemas complexos como as suítes 3D. O autor do vídeo simplesmente usa os nós para tudo! Desde a aplicação de um modificador aos objetos até a atribuição de hierarquias.

Logo no primeiro vídeo, ele cria um pequeno plano circula e atribui a ele um sistema de partículas. Como ele não estava feliz com o resultado, o autor imediatamente cria um cubo, fazendo uma ligação no visualizador de nós, com as partículas! Rápido, fácil e muito eficiente!

No Blender o mais próximo desse tipo de sistema, para manipulação geral é o Outliner. Mas, ele já consegue fazer composição de materiais e pós-produção usando o sistema de nós. Ainda é difícil para um usuário iniciante pensar no sistema de nós, como uma forma de atingir resultados mais complexos.

Uma comparação que sempre faço nas minhas aulas é com o sistema de modificadores. Lá, podemos aplicar vários modificadores em seqüência, mas sempre um seguido do outro. Com o sistema de nós, podemos aplicar três efeitos simultaneamente e reorganizar a seqüência de maneira rápida.

Bem, deixando o Blender de lado e voltando para o assunto do artigo que é o tutorial com o Houdini.

O tutotial é muito interessante e mostra bem o poder do Houdini para criar efeitos. O tutorial de número 3 começa a mostra as ferramentas de visuslização e análise, para estudar e alterar as trajetórias e áreas de efeito das partículas. Isso é muito importante em uma animação como essa, em que os campos de força da animação tem grande participação no resultado final.

Portanto, quer aprender como faz? Visite e copie os vídeos, para aprender o processo completo! Lembre que é sempre possível aprender alguma coisa, mesmo que você não use o Houdini.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *