Clicky

Tutorial de pintura digital com Blender 3D usando GLSL

Um dos vários aspectos positivos em relação ao Blender 3D é que ele é uma ferramenta completa, que se propõem a modelar, animar e até montar o vídeo da animação com o seu editor de vídeo embutido. Uma das ferramentas que poucas pessoas usam nele é o editor de texturas, que não é a opção de mapeamento UV, mas sim uma completa plataforma de pintura de imagens rasterizadas (bitmap), que permite criar texturas simples. Claro que fazer a textura no Gimp ou Photoshop pode ser mais rápido e com mais opções, mas o Blender tem um ótimo módulo de pintura.

Com os recentes avanços na visualização em tempo real, proporcionados pela adição da visualização em GLSL pelo projeto Apricot, alguns artistas estão começando a fazer uso desse módulo de maneira muito interessante.

Veja esse exemplo, que ao mesmo tempo é um tutorial de como usar o módulo de pintura de texturas do Blender.


Blender Tutorial, texturing a head with GLSL preview from lile hansen on Vimeo.

No tutorial, o autor faz um procedimento curioso com a visualização em GLSL. No modelo 3d de uma cabeça, ele aplica a textura de uma fotografia. O procedimento segue a risca o que seria uma texturização simples, com o uso de mapeamento UV e tudo mais. A surpresa aparece do meio para o final do tutorial, em que o autor usa a textura para criar uma cópia da superfície e da pele.

Como funciona? O processo é relativamente simples. Ele adiciona ao modelo 3d duas texturas, uma com a imagem da pele (fotografia) e outra textura sólida. Visualizando as nuances da textura representada pela fotografia, ele vai adicionando a segunda textura os detalhes e pigmentos necessários para representação do rosto. Tudo é feito em uma versão especial do Blender, com o módulo de visualização GLSL do projeto Apricot.

O exemplo mostra muito bem a aplicação prática do GLSL na modelagem e texturização de modelos. Algumas pessoas estavam com a impressão que a ferramenta apenas ajudava na visualização de jogos (3d em tempo real), mas a sua utilidade é muito maior.

Qualquer coisa que precise de pré-visualização, principalmente se for procedural, pode se beneficiar do novo módulo GLSL. Você só precisa encontrar uma maneira criativa de usar, e uma placa de vídeo que tenha suporte a opção!

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

2 Comentários

  1. Guto 30/10/2008 em 10:01 am

    vc sabe me dizer quais sao as placas de video q tem suporte a GLSL, a minha é uma 5200FX 256 mb 128 bits, sera q roda essa opção?

  2. kauan felipe borges 08/01/2010 em 3:16 pm

    eai, Allan gostaria se você tivesse mais tutoriais, e a minha pergunta é: como colocamos texturas, e se pode ser qualquer tipo de foto, como fazer olho, eu tenho muitas outras perguntas, Obrigado por tudo pois aprendi a usar o blender vendo seus videos, e sera que tem apostila do blender para baixar?…

    valeu!

Deixar Um Comentário