3ds Max 2010: Demonstração do graphite modeling tools

Se você está acompanhando o blog nas últimas semanas, deve lembrar que o 3ds Max 2010 teve como destaque a incorporação de um poderoso plugin de modelagem poligonal, chamado de Polyboost. Esse plugin era comercializado como uma plataforma auxiliar para os artistas que usavam o 3ds Max, até a versão 2009. Agora, a Autodesk comprou os direitos sobre o software e o adicionou como sendo uma das novidades da versão 2010. Para quem nunca ouviu falar do Polyboost, o vídeo de demonstração abaixo mostra vários exemplos das suas ferramentas em ação, já com o novo nome atribuído pela Autodesk. Agora ele se chama “Graphite Modeling Tools“.

No vídeo é possível perceber que algumas das opções e ferramentas ao realmente novidade no ambiente de modelagem do 3ds Max. Entre as opções que mais chamam a atenção, principalmente para artistas 3d acostumados com outras ferramentas, é o conjunto de seleção de arestas.

Todos que trabalham com modelagem, sabem que a parte de seleção de objetos é fundamental para acelerar o processo de criação. Caso o software não tenha um conjunto razoavelmente flexível e poderoso de seleção, o artista vai perder muito tempo precisando editar manualmente a seleção. Nesse ponto o Graphite Modeling Tools apresenta uma gama de opções para selecionar arestas, usando os próprios loops ou intervalos entre as arestas.

Mas, entre todas as ferramentas apresentadas a que mais me chamou a atenção foi a possibilidade de alinhar os loops no centro da estrutura. Caso você não tenha percebido, assista novamente ao vídeo e repare que aproximadamente na metade dele, o autor do tutorial seleciona um edge loop desalinhado, e com um clique apenas posiciona as arestas alinhadas no centro da distância entre o loop anterior e o posterior.

Outra opção extremamente poderosa é o Flow Connect, que adiciona mais loops ao modelo 3d e mantém a seqüência de curvas e suavização do modelo 3d. Seria algo como adicionar um novo loop ao objeto, mas usando as dimensões e posicionamento dos loops anterior e posterior, para alinhar a nova divisão no meio dos dois, assim mantendo a curvatura da topologia.

Essa é apenas uma demonstração rápida do Graphite Modeling Tools, mas mostra que em termos de modelagem, as opções apresentadas são muito poderosas. Claro que, o mérito da ferramenta não é da Autodesk, mas sim do desenvolvedor original. Será que os artistas e usuários do 3ds Max 2009 com o Polyboost instalado, devem migrar para o 3ds Max 2010? Se você trabalha apenas com modelagem 3d, acredito que os atrativos e apelo para a migração param por aqui.

Publicado por

Allan Brito

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

3 comentários sobre “3ds Max 2010: Demonstração do graphite modeling tools”

  1. Uma coisa que me impressiona é ver que a maior parte dessas ferramentas “fantásticas” (eu diria uns 70%) para seleções de loop já está no Blender há um bom tempo, sem muito alarde e sem um nome especial criado por um departamento de Marketing.

    Os 30% restantes, que realmente são interessantes, ao meu ver parecem apenas variações dos tipos de loop select, e que não seriam complicados de implementar no Blender.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *