Clicky

Controle de exposição na renderização com Mental Ray

Nas minhas aulas sobre renderização com o Mental Ray no 3ds Max é sempre necessário enfatizar o uso de técnicas e artifícios para ajustar a iluminação de imagens, sem o uso de opções como a edição dos atributos e características dos pontos de luz. Esse é o caminho natural e intuitivo que a maioria das pessoas assume como correto e adota nesse tipo de situação, e conseqüentemente é a primeira escolha de todos os meus alunos. Mas, será que é a única opção viável? Uma opção rápida e simples de usar nesse tipo de ajuste é o uso dos atributos existentes no controle de exposição do Mental Ray.

Aqui temos uma relação entre o uso do software 3d com a fotografia, sendo o controle de exposição muito usado para determinar a quantidade de energia luminosa que deve ser captado pelo filme, ou então sensor da máquina fotográfica digital.

No 3ds Max a função do controle de exposição é muito semelhante a essa, com a iluminação sendo suavizada ou destacada de acordo com os ajustes realizados no controle de exposição. Caso você seja usuário do 3ds Max e nunca tenha usado esse tipo de recurso antes, existe um tutorial bem simples que mostra um exemplo de configuração aplicada na iluminação de uma cena simples, representada por uma variação do Cornell Box.

No vídeo podemos acompanhar as diversas alterações realizadas pelo autor do tutorial na cena original, que foi renderizada sem o uso de nenhum tipo de controle de exposição. As alterações feitas nesses parâmetros do mr Photographic Exposure Control permitem suavizar os pontos com iluminação mais forte ou fraca, fazendo pequenos ajustes nos valores existentes no próprio painel de exposição.

Existe uma área desses controles chamada de Image Control que permite editar atributos como:

  • Highlights: Nível dos tons de cor mais iluminados
  • Midtones: Nível dos tons médios
  • Shadows: Intensidade das sombras na renderização
  • Color Saturation: Nível de saturação das cores
  • Vignetting: Efeito ótico que faz com que as imagens fiquem com as bordas mais escuras, simulando uma lente de máquina fotográfica

O mais interessante do tutorial é que podemos acompanhar o efeito que as alterações em muitos desses parâmetros tem na imagem, sem a necessidade e trabalho de renderizar a cena. Se você nunca fez uso desses recursos, esse é um bom momento de testar.

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixar Um Comentário