Clicky

Website do Fiat 500 com gráficos criados no Blender 3D e YafaRay

Uma coisa que sempre gosto de fazer com o Blender 3D é quebrar um pouco o estigma de que softwares ditos gratuitos, precisam necessariamente criar imagens e material de qualidade inferior as ferramentas proprietárias. Existem diversos exemplos de material publicitário e trabalhos comerciais de alto nível desenvolvidos com o Blender 3D e renderizadores de código aberto, que derrubam esse tipo de afirmação. Já mostrei aqui no blog os trabalhos de um artista brasileiro chamado Teisson Fróes, que usa basicamente o Blender 3D como sua plataforma de criação 3d, adotando junto com o Blender 3D os renderizadores de código aberto que funcionam junto com o Blender 3D, como o YafaRay.

Essa semana, recebi um e-mail do Teisson sobre um dos seus últimos projetos envolvendo o uso do Blender 3D. E dessa vez foi uma série de gráficos e imagens para o website do Fiat 500, modelo de carro lançado poucas semanas atrás pela Fiat. Você deve lembrar que o próprio Teisson já trabalhou no desenvolvimento de gráficos e imagens para o lançamento do Stilo Blackmotion com o Blender 3D, também da Fiat e que foi mostrado alguns meses atrás aqui no blog. Visite o link indicado nesse parágrafo, para visualizar as imagens e vídeos direto do portfólio do próprio Teisson Fróes.

fiat-500-blender-3d-yafaray.jpg

Segundo o próprio Teisson, o projeto como um todo levou dois meses de trabalho. Isso leva em consideração não apenas a parte 3d, mas o desenvolvimento do sistema usado no web site que é um pouco complicado. Na parte de modelagem 3d, o modelo do Fiat 500 foi enviado pronto direto da fábrica da Fiat, mas em formato de arquivo que é usado pela própria fábrica. Muitas partes do modelo 3d do carro precisaram ser remodeladas no Blender 3D, como a parte do volante do carro que tinha detalhes demais para o projeto.

A renderização desse projeto foi realizada no YafaRay e a pós-produção foi toda feita no GIMP, com apenas alguns pequenos ajustes de cor.

Esse é mais um exemplo de como o Blender 3D pode ser usado em projetos comerciais de alto nível. Lembre de visitar o portfólio do Teisson Fróes depois de conferir as animações do Fiat 500. Existem imagens de comerciais para diversas empresas aqui do Brasil, produzidas usando o Blender 3D.

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

6 Comentários

  1. Fernando Pacheco 17/12/2009 em 5:17 pm

    Muito show!!!!

  2. fernando 17/12/2009 em 9:10 pm

    Allan, gostaria de saber se você tem algum vídeo com curso sobre Blender 3D.
    Obs. Tenho seu livro BLENDER 3D Guia do Usuário

  3. Weder Clay 18/12/2009 em 7:23 am

    Sempre que comento com alguém sobre o Blender e recebo algum comentário do tipo, “há, mas tem que ver a qualidade, o 3D Max (ou outro…) é o melhor”, eu peço a pessoa para entrar no site do Teisson Fróes. Aí vem outro comentário: “Nossa, eu já vi essa propaganda. Foi feita nesse programinha que você falou?”. hehehehehe

    É complicado, ainda existem pessoas que acham que o programa faz o profissional.

    Pena é, ainda, não podermos dizer que temos programas para design gráfico (não web) como o Blender é para a produção 3D.

  4. Matheus Barros 18/12/2009 em 10:34 am

    Blender é muito mais poderoso que Max, na minha opinião!
    Estou considerando o ‘core pack’ de cada um, sem plugins…

    Acho as opçoes de composição do Blender bem melhores! 🙂

    @Weder:
    Ainda não tem nada tão ‘foderoso’ ainda 🙂 Mas eu ando usando Inkscape, Gimp, Scribus, Context Free, MonkeyJam, T@B, Blender, CeltX, CMap e Task Coach para tocar meus projetos.

    O que sinto falta mesmo é de um bom substituto para Flash e o After Effects… Principalmente o AE! :'(

  5. Solano 18/12/2009 em 1:36 pm

    É bom ver um “blendariano” levarum projeto até o fim tão bem desse jeito.

    Quem disse que software grátis não presta…

    Parabéns Teisson!

    PS: Allan, por eu não se inscreve na comunidade Blender Brasil (www.blender.com.br)? Seria uma honra recebê-lo lá.

  6. Weder Clay 19/12/2009 em 7:46 pm

    Olá Matheus Barros,

    Eu já usei o Inkscape, Gimp e Scribus no Ubuntu 9.04 para trabalhos gráficos. Fiz os vetores e tratamento de imagens no Inkscape e Gimp respectivamente, montei o layout e gerei um PDF no Scribus para enviar à gráfica.

    Deu tudo certo e a impressão ficou boa, porém o tempo para realizar o trabalho, seria muito mais rápido se o Inkscape ou Gimp trabalhassem e exportassem CMYK. Pois tem um fator muito importante, que são os prazos de entrega. Mas continuo usando estes como softwares de apoio, afinal, o interessante é utilizar as potencialidades de vários softwares para chegar a um objetivo.

    Uma coisa que ajudaria, por enquanto, o Inkscape, seria a exportação em outros formatos além do PNG.

    Abraço!

Deixar Um Comentário