Clicky

Como usar Area Lights no V-Ray para iluminação de interiores?

Uma das coisas que ainda lembro até hoje desde que comecei a trabalhar com o V-Ray é da versatilidade e poder das chamadas Area Lights. Depois que o V-Ray é instalado em conjunto com o 3ds Max, podemos aproveitar diversas ferramentas extras na interface do 3ds Max, como materiais próprios do V-Ray e luzes também. Entre essas luzes está uma chamada V-Ray Area Light que é de extrema importância para a criação daquelas imagens realistas de interiores com o V-Ray. O truque para usar as luzes do V-Ray em ambientes internos é um dos mais antigos da visualização 3d para arquitetura, e consiste no posicionamento estratégico dessas luzes nas áreas de abertura do ambiente.

É importante posicionar as luzes e alterar a escala das mesmas de maneira que o plano de luz cubra a área total da janela. Na renderização isso produz o efeito da luz natural entrando pelas aberturas do ambiente e deixa a imagem com um nível de realismo excelente. Claro que apenas o uso da Area Light do V-Ray não resolve o problema, sendo necessário usar ainda uma V-Ray Sun ou qualquer luz que simule o sol no ambiente. Isso é praticamente uma receita de bolo, em que o artista pode usar o esquema de iluminação para praticamente qualquer cena interna. Só não afirmo que isso é um conjunto de passos fixo, pois sempre é necessário fazer pequenos ajustes na intensidade ou posicionamento das luzes. As cenas em 3d podem varira muito nesse tipo de configuração.

Caso você queira aprender a usar as luzes do tipo Area do V-Ray nos seus projetos, o vídeo abaixo demonstra muito bem como é possível usar diversas luzes desse tipo para adicionar energia luminosa em ambientes. O objetivo é simular luzes artificiais em ambiente noturno, mas o mesmo procedimento pode ser usado em outros projetos:

O ambiente é semelhante a um pequeno galpão, em que as luzes são criadas e distribuídas sob um eixo central. O segredo para criar o efeito é o posicionamento correto das luzes e o ajuste das mesmas para funcionar como um plano de luz. Depois é só escolher as opções de render do V-Ray e conseguir uma iluminação suave e bem distribuída no 3ds Max.

2017-04-11T10:28:03+00:00 By |3ds max|4 Comentários

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

4 Comentários

  1. Renê Arruda 07/04/2010 em 8:55 am

    Allan,

    Muito bacana o vídeo e a cena usada. Aproveitando o vídeo sobre o Vray, eu gostaria de comentar sobre minha percepção em relação ao Vray no Max2010. Após instalação percebi uma almento no tempo de render, mesmo para cenas simples, e principalmente comparado ao metalray. Não sei se existe algo a ver com uso de GPU’s pelo metalray, ou um bug entre o max2010 e o vray! de qualquer forma, devido a esse pequeno incoviente, eu passei a usar o metalray e estou achando ele muito mais rápido do que o vray aqui, aliás, mas rápido do que quando eu usei antes… é isso mesmo, ou há algo errado aqui, sendo que ele demora muito pra renderizar um cena básica, assim como uma cena que tinha sido renderizada nele antes!?

    abraço, e bom vídeo!!

  2. Allan Brito 07/04/2010 em 9:20 am

    Oi Renê,

    Isso pode estar relacionado com os parâmetros usados no render e também materiais. É tudo exatamente igual? Nas versões 2009 e 2010 do 3ds Max? Assim como no V-Ray?

  3. Renê Arruda 07/04/2010 em 12:39 pm

    Blz, Allan!?

    Eu criei um cena básica colocando um plane com um box sem textura, e depois com textura, está demorando muito mais do que demorava, fazendo ou não alteração nos parâmetros do vray, e ao contrário do metalray, que está muito mais rápido. já fiz atualização da Nvídia Physx, e não vi resultado com relação ao vray, e estou dando preferencia ao metalray, que antes não usava pelo seu tempo de render!! tá esquisito, mas não achei nada que justificasse essa demora que antes não ocorria, to até pensei em utilizar o max de novo, mas como vi uma oportunidade de estudar o metalray, ainda estou com ele!
    Com relação as versões do max, existem diferenças sim, mas a maioria se mostra na área de trabalho, com novos botões de acesso, acredito que seria para facilitar o uso com telas touchscreen, o que não ajuda muito quem não usa, pq só deixa a tela mais cheia. Falando nisso, tavez fosse interessante se vc colocasse aqui no forum a opção de upar imagens, ficaria mais fácil mostrar algo!

    abraço!

  4. Sofia Barros 20/01/2011 em 9:02 am

    olá a todos!

    Concordo com Renê, realmente o max 2010 utilizando vray demora uma eternidade! Se encontrarem uma solução (utilizando o vray) por favor digam-me!

    bj

Deixar Um Comentário