Clicky

Escultura em camadas no ZBrush

A escultura digital é uma das poucas partes que são muito melhor desenvolvidas por artistas que realmente tenham habilidades nessa área, sendo que o destaque fica para o pessoal que já tem experiências bem sucedidas em escultura física. Estou fazendo essa afirmação com base no conhecimento que tenho e também em experiências com alunos e colegas que trabalham com escultura. Na sua grande maioria essas pessoas passam da escultura física para a digital e conseguem extrapolar os limites que tinham no molde da argila usando ferramentas como o ZBrush. O software é um dos preferidos na área de escultura devido a sua grande gama de ferramentas e opções.

Por exemplo, uma das mais interessantes e que gosto de mostrar para alunos acostumados a usar ferramentas como o Photoshop é a possibilidade de trabalhar com escultura em camadas. Sim, o ZBrush permite realizar o processo de escultura digital usando uma opção que segmenta a escultura em algo parecido com os Layers do Photoshop, ou qualquer ferramenta que faça esse tipo de separação.

Se você nunca usou o ZBrush, o vídeo abaixo mostra de maneira simples mas eficiente o funcionamento das camadas do ZBrush.

Tutorial: Sculpting with Layers in ZBrush from David Lally on Vimeo.

O autor do vídeo apresenta a opção de segmentação em camadas da escultura, permitindo adicionar e ter controle sobre a influência da escultura em diferentes partes do modelo 3d. O vídeo demonstra isso com o uso de duas camadas distintas que se forem editadas, acabam aplicando efeitos bem diferentes no objeto.

A esfera que é editada no vídeo recebe duas camadas, sendo que em momentos diferentes do vídeo o autor aplica níveis de influência diferentes na escultura. Quando a influência assume valores negativos, o resultado da escultura é invertido no objeto. O que havia sido criado como uma deformação na superfície em alto relevo, acaba ficando em baixo relevo. Mas, o interessante mesmo do processo é que podemos ajustar de maneira independente cada uma das camadas, fazendo com que cada parte da escultura possa ser removida individualmente, ou mesmo, mescladas usando valores e influência diferentes.

Esse tipo de recurso permite aproveitar as ferramentas de escultura do ZBrush de maneira muito mais flexível, oferecendo ao artista a oportunidade de fazer testes, e caso não goste do resultado ele pode simplesmente remover a camada.

2017-04-11T10:26:47+00:00 By |ZBrush|0 Comentários

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixar Um Comentário