Clicky

Tutorial animação: Interpolação de movimento com Flash e After Effects

O principal método para criar animações em sistemas informatizados é a chamada interpolação de movimento, em que podemos especificar posições chave para o software e determinar que o mesmo crie de maneira automática as posições intermediárias entre os dois pontos. A técnica é chamada de Tween em alguns softwares, e apesar do nome não ser unificado é possível encontrar o método de animação em praticamente todos os softwares. Esse é o caso do Flash e do After Effects que são duas das principais ferramentas da Adobe para criar animações para web e vídeo. O Flash hoje perdeu muito do seu público que produzia conteúdo para a web, mas ainda é uma das principais opções quando falamos sobre animação 2D, e o After Effects é um dos nomes mais fortes em termos de animação e efeitos para vídeo, e praticamente uma unanimidade no Brasil.

Os tutoriais que selecionei hoje para relembrar o que já foi produzido e publicado no blog falam exatamente sobre animação por interpolação usando ambas as ferramentas. E o primeiro vídeo aborda o funcionamento e diferenças entre o chamado Tween e Classic Tween no Flash. Até alguns anos atrás o Flash só tinha um tipo de Tween para movimento, mas desde a versão CS4 a Adobe adicionou duas variantes do Tween.

No After Effects o processo de animação é um pouco diferente do Flash, pois temos a sua timeline que é distinta em relação a praticamente todos os softwares que conheço. Alguns projetos mais complexos no After Effects exigem até mesmo documentação para o que está presente na timeline, pois um artista que receba os arquivos fonte para trabalhar em atualizações do projeto, pode demorar várias horas até entender como tudo foi criado.

Mas, depois de entender o funcionamento da timeline, o After Effects se mostra um software de animação fantástico e muito flexível, o que justifica a sua fama em ser uma das principais ferramentas de animação para vídeo.

Os dois vídeos apresentam basicamente a mesma coisa, mas com interfaces e mecânicas diferentes de configuração. Mas, no final é tudo interpolação de movimento. É por isso que sempre digo para meus alunos, que uma vez assimilada a técnica é possível reproduzir os efeitos em qualquer software!

Para os que quiserem aprender mais sobre o After Effects, recomendo uma visita ao EAD – Allan Brito que possui um curso gratuito online sobre o After Effects.

2017-04-11T10:25:07+00:00 By |Animação|0 Comentários

Sobre o Autor:

Arquiteto que trocou as construções baseadas em tijolos pelas que utilizam pixels! Sim, os pixels também precisam ser devidamente construídos, e quem melhor do que um arquiteto para planejar construções?

Deixar Um Comentário