Modelando em escala real ou com proporções?

A modelagem 3d é uma arte que exige muita atenção nos detalhes e conhecimento técnico das ferramentas usadas na edição e construção do objeto 3D. Apesar de encontrar muitos artistas 3D talentosos e com potencial nas minhas aulas, ainda percebo que muita gente tem dificuldade em seguir uma regra de ouro da modelagem: sempre trabalhe em escala. Sim, pode até parecer coisa de arquiteto ou mesmo requisito vindo da área de CAD, mas o trabalho com softwares 3D em escala ajuda muito no projeto, especialmente se você precisar participar de uma equipe. Já imaginou precisar unir diversos modelos 3D criados nas mais variadas escalas? Se pensarmos no trabalho de ajustar as dimensões para apenas uma escala única, é difícil não ficar desanimado.

Como proceder para trabalhar em escala? Simples, adote uma escala como referência e sempre siga com ela. Por exemplo, se o seu projeto precisa de um elemento qualquer que tem 3 metros de comprimento, procure criar algo com exatamente 3 unidades ou 300. Isso é o equivalente a escala do objeto em metros e centímetros. Pode parecer simples, mas esse tipo de prática acelera em muito o trabalho e pode ajudar inclusive na comercialização dos modelos 3D depois em conjuntos de bibliotecas.

Metric mania

No meu caso em particular, sempre trabalho com metros ou centímetros dependendo do tamanho do objeto. A escolha das escalas é questão de comodidade. No caso de objetos pequenos que precisam ser criados em escala, o uso de metros faria com que praticamente todos os valores fossem precedidos por ‘ ‘0.”. A minha escolha participar nesse caso é trabalhar com centímetros, e caso seja necessário no final do processo de modelagem, aplico uma transformação de escala com o fator de multiplicação apropriado para alterar o tamanho do objeto. Como sei a escala usada, fica bem fácil de fazer a conversão.

Para conseguir trabalhar efetivamente com escalas reais em 3D, você precisa sempre procurar por imagens de referência dos objetos que possam passar esses valores, ou uma boa estimativa. Sem esse tipo de referência é muito difícil reproduzir os valores e tamanhos com exatidão.

E você? Procura trabalhar em escala, ou recorre para a criação baseada unicamente em proporção? Responda a pesquisa e compartilhe a sua metodologia com os outros leitores.