Dicas para concretizar projetos relacionados à computação gráfica em 2009

Agora que as festas já estão acabando, está chegando a hora de colocar em prática alguns daqueles projetos que sempre queremos começar, mas por falta de conhecimento ou ânimo, acabam esquecidos ou deixados para outra oportunidade. Mesmo que o seu projeto seja modesto, como dominar o mundo criar uma animação 3d de longa metragem para competir com a Pixar, sempre é importante planejar e conhecer algumas características desses projetos, para evitar cair nos erros comuns cometidos pelos artistas com menos experiência. Como sei que algumas pessoas podem ter feito promessas de ano novo, envolvendo esses projetos, organizei uma pequena lista com alguns dos itens mais comuns, baseados nos e-mails que recebo aqui no Blog e também nas consultas que recebo dos meus alunos.

Quickdraw Animation Class

Essa é a lista com os projetos:

  • Animação em longa metragem: Aqui temos um dos maiores sonhos de todos os artistas 3d, produzir e criar uma animação em longa metragem. Mesmo sendo algo fantástico, o melhor conselho que posso passar em relação à esse projeto é; desista. Sim, pode até parecer rude, mas esse tipo de projeto envolve altos níveis de complexidade e custos financeiros, o que inevitavelmente já faz com que ele comece fadado ao fracasso. A Pixar demorou quase 10 anos para começar a produzir animações desse tipo de ter lucro.
  • Animação em curta metragem: Agora que você já está pensando duas vezes antes de começar um projeto de animação em longa metragem, talvez a melhor opção seja uma animação mais curta, com tempo entre 2 e 10 minutos. Tenha sempre em mente que quanto maior for o tempo de projeção, mais trabalhada será a história e a demanda por cenários e a animação de personagens. Muitos artistas e pequenos estúdios conseguiram chamar a atenção com animações bem produzidas, mas com tempo bem curto. Se você realmente quiser tentar trabalhar com uma animação, recomendo que siga esse caminho.
  • Projeto de jogo em RPG para competir com a Square: Outro projeto que geralmente começa com muita empolgação, mas ao longo do tempo esbarra nas dificuldades técnicas de se produzir um jogo. Tenha em mente que jogar um jogo é muito diferente de criar. Certa vez conversando com um coordenador de um curso de desenvolvimento de jogos, ele me disse que alguns alunos o questionavam nos primeiros dias de aula do curso “quando vamos começar a jogar?”. O mercado de animação interativa está crescendo, mas é necessário saber identificar as oportunidades, pois o mercado de entretenimento já é dominado por empresas com muito capital e grandes equipes, com conhecimento e estrutura para criar grandes produções. O que você acha de trabalhar em um enredo, game design ou game plays diferentes? Esse pode ser um ótimo começo para ingressar nesse mercado.
  • Trabalhar com computação gráfica: A possibilidade de trabalhar com aquilo que tanto gostamos é sempre um pensamento empolgante, mas antes de entrar de cabeça nesse mercado é importante conhecer algumas das particularidades do mesmo, principalmente na sua região. Assim como acontece com qualquer profissional que depende de clientes com demanda, a maior dificuldade na área é conseguir trabalho com freqüência. Por isso, antes de entrar no mercado é muito importante dedicar seu tempo à produção do portfólio, que será a principal forma de captar esses clientes. Quanto mais trabalhado e interessante for o portfólio, mas probabilidade de captar clientes você terá.
  • Abrir uma empresa ou produtora de animação: Como você deve estar cansado de escutar, o processo de criação de uma empresa no Brasil é burocrático e muito caro. Mas, chega uma determinada hora em que a demanda por serviços e projetos de clientes requer mais profissionalismo, e até mesmo algumas concorrências públicas para projetos maiores só podem aceitar propostas de pessoas jurídicas e não de freelancers. Antes de abrir uma empresa, recomendo muito planejamento na parte financeira, para suportar a carga de impostos e também nos recursos humanos, pois os encargos na folha de pagamento dos colaboradores será pago com o orçamento dos projetos de animação.
  • Prestar serviços como freelancer em animação ou modelagem: Para quem tem facilidade em falar inglês, essa pode ser uma fonte de renda fantástica. O mercado de jogos e produções para TV é muito grande fora do Brasil e as empresas precisam reduzir custos de produção, para maximizar o retorno para suas empresas. Então, ao invés de pagar grandes valores para empresas americanas, as produtoras pagam um pouco menos para artistas e empresas de países como Índia e Brasil, com o mesmo nível de qualidade. Esse é outro ótimo motivo para estudar inglês! O fenômeno é conhecido como offshoring, e deve ser potencializado em 2009 com a crise financeira. Pense um pouco, para um artista baseado nos Estados Unidos o salário mensal de 1000 dólares é irrisório, mas para a realidade brasileira o valor passa dos 2200 reais hoje.

A lista pode ser até pequena, mas envolve a maioria dos projetos que têm algum viés para a computação gráfica. Antes de começar a trabalhar em qualquer desses projetos, sempre é recomendável fazer um bom planejamento. O melhor termo é fazer um prognóstico de cada ação sua, e a influência que essa mesma ação pode ter no resultado final.

Agora que você já conhece alguns desses projetos, que tal começar a trabalhar?

Render Farm gratuita baseada em Blender 3D

Esse é o tipo de notícia que pode ajudar muita gente que está com projetos complexos envolvendo 3d, mas não tem acesso a computadores velozes para trabalhar na renderização. Qualquer estúdio ou empresa com um pouco mais de recursos, monta para suas atividades uma coisa chamada de Render Farm, que em tradução direta seria algo como uma “fazenda de renderização”, o termo usado é fazenda, pois é a melhor analogia com uma verdadeira série de computadores em paralelo, lembrando em muito uma plantação.

Se você ainda não conseguiu imaginar uma Render Farm, a imagem abaixo vai deixar as coisas mais claras. Isso é uma Render Farm:

Render farm

Quer ver uma Render Farm poderosa? Segundo a descrição dessa próxima fotografia, temos uma visão de um dos complexos de renderização da Pixar:

Pixar's Render Farm 2

Como deve ter ficado claro para você, o uso de uma estrutura dessas pode estourar o orçamento de qualquer projeto de animação. Qualquer projeto que envolva renderização 3d para animação, precisa de uma estrutura como essas, caso contrário o render pode durar semanas e por mais longo que o prazo final de entrega do projeto seja, ele provavelmente não será respeitado.

Bem, estou falando sobre esse tipo de estrutura para animação, pois nessa última semana o centro de computação paralela da Universidade de Westminster no Reino Unido, liberou o acesso gratuito a sua Render Farm, com aproximadamente 250 CPUs. Sim, você pode visitar o endereço deles para se inscrever e ter acesso a vários computadores para renderizar suas animações. A facilidade é exclusiva para usuários do Blender 3D, pois o portal só aceita arquivos de animação, salvos no formato .blend.

Esse benefício não é vitalício e está sendo oferecido para fins de teste pela universidade, portanto é extremamente importante que você não o use como solução definitiva para seus projetos, ou até mesmo inicie um projeto de animação, esperando usar os computadores deles para a renderização, pois a qualquer momento, tudo pode sair do ar.

Para os que quiserem realmente testar o poder do render, sugiro montar uma pequena animação com os mais diversos efeitos, para tirar o máximo dos computadores, como o uso de Ambient Occlusion, SubSurface Scattering, Ray Tracing, Partículas, Fluidos e tudo mais que o Blender 3D possa fazer para deixar a cena complexa. Como não é o seu computador que ficará em apuros, não há porque hesitar em usar a maior quantidade de recursos possíveis.